O TOTAL DO CAPITAL SOCIAL DA LENDERBOOK $ 18514248,5
ministério da cultura

:: Conhecimento | Web-teatro | Neurociências: Oferecimento Max Diniz Cruzeiro ME


We are willing to negotiate the stories of LenderBook for film production. Proposals from 1 Million dollars plus 5% on profit business. Interested treat: lenderbook@gmail.com (LenderBook Company)

This site aims to help in the psychosocial development of human civilizations.

Este site tem por objetivo ajudar no desenvolvimento psicossocial das civilizações humanas.



GAME:

Neuroscientific game developed by LenderBook for mobile phones and android tablets that teaches how to make associations of words and ideas. (Late JAN/2015)


Enter the site to learn more

Entre en el sitio y conocer

Entre no site e saiba mais

Click on the image!



CLICK on image




Eu quero colaborar!




A rede social da Cultura Brasileira
Disponível para todos que nutrem um amor inconfundível por esta pátria chamada Brasil.

Uma iniciativa do Ministério da Cultura - Governo Federal



Doando você estará ajudando alguém através de nossos projetos




Site designed and supervised by Clinical Neuroscientist.

Site desenvolvido e orientado por Neurocientista Clínico.

Max Diniz Cruzeiro



Welcome to Heavenly groupings

The brothers who are outside the celestial vault,

thanks for your existence,

Come to us all that comes from you what is good,

Is made a conscious and collective will,

On Earth as elsewhere

Let us be worthy of our own support

Spare us the misunderstanding that arises from our essence

Just as we are able to reflect and

limit the badly that arises within us and in relation to other beings

If you know of any fault of mine, show me the way to recover.

To build together a heavenly nation for the common good.

Bem-Vindos aos agrupamentos Celestiais

Aos irmãos que estão fora da abóboda celeste,

obrigado pela sua existência,

Venha a nós tudo o que procede de ti que for bom,

Seja feita uma vontade consciente e coletiva,

Assim na Terra como em outros lugares

Sejamos merecedores de nosso próprio sustento

Perdoai-nos a incompreensão que aflora de nossa essência

Assim como somos capazes de refletir e limitar o mal que aflora dentro de nós e em relação a outros seres

Se souberes de alguma falta minha, me mostre o caminho para me recuperar.

Para construirmos juntos uma nação celestial para o bem comum.

We need financial resources for the translation of our texts and if you are able to perceive a human gain in your life with our information please consider donating to our activity.

Nós necessitamos de recursos financeiros para a tradução de nossos textos e se você é capaz de perceber um ganho humano em sua vida com nossas informações favor considerar a possibilidade de fazer doações para nossa atividade.








Insaut - Pular Informações corporativas e ir para o texto

ADIÇÃO (27/Jun/2015) NO SITE LenderBook

INSAUT MATERIAL PRINCIPAL DA LENDERBOOK

INSAUT TEXT



INSAUT



INSAUT TEMPERATURA GLOBAL 91

INSAUT [Carta] Solicitação urgente para o fim das tensões 90

INSAUT [Diálogo] A Complexidade do Conflito e Encarceramento Humano 89

INSAUT SACRIFÍCIO DO ENCONTRO LIBIDINAL 88

INSAUT HYDRO EXTRACTOR MARINE ENERGY SALTWATER 87

INSAUT SEMÂNTICA COGNITIVA 86

INSAUT O NASCIMENTO DO HUMANO 85

INSAUT TEXTOS SELECIONADOS: DA PEDIATRIA À PSICANÍLISE 84

INSAUT UFOCIRCUITO 83

INSAUT DENSIDADES DE SIMBOLOGIA VETORIAIS 82

INSAUT MECANISMO DE EXCITAÇÃO HUMANA 81

INSAUT DEZ RAZÕES PARA SORRIR 80

INSAUT O ENFORCADO 79

INSAUT A LIÇÃO DA ACEITAÇÃO 78

INSAUT LENDERBOOK CRIPTCODE OBJETO 77

INSAUT BRINCANDO DE BANCO DE DADOS 76

INSAUT MARIA: A MULHER DO FERREIRO 75

INSAUT HOMEM: O QUE NOS UNEM, NOS TORNAM IGUAIS 74

INSAUT DEZ RAZÕES PARA SE VIVER 73

INSAUT CONFLITO AMBIENTAL 72

INSAUT TIPOS DE CONFLITO CEREBRAIS 71

INSAUT TÉCNICAS PARA CONTER SUICÍDIO 70

INSAUT TÉCNICAS PARA SANAR O LUTO 69

INSAUT CASO REAL DO DIREITO PARA ESTUDO 68

INSAUT LORDES of LORDES 67

INSAUT O ONDUM DA NERNITET 66

INSAUT NASA RAIN RAIN RAIN 65

INSAUT DE ONDE VÊM OS BEBÊS 64

INSAUT MASTURBAÇÃO INFANTIL 63

INSAUT ENCAPSULAMENTO PSÍQUICO DA SOCIEDADE 62

INSAUT CONDENSAÇÃO POR SOMATIZAÇÃO CINÉTICA 61

INSAUT SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE RESPONDE À LENDERBOOK 60

INSAUT BRIDGE: प्यार /|"""""""""""""|\ প্রেম 59

INSAUT אריה 58

INSAUT مساعدة هيلين للذهاب إلى مكة! 56

INSAUT CUBO MÁGICO 55

INSAUT PRINCÍPIOS MORAIS 54

INSAUT FREUD: NOSSO CONTEMPORÂNEO 53

INSAUT A BUSCA DO INFANTIL 52

INSAUT FATTO PERCEPITO X FATTO ANALYZED 51

INSAUT INTERFÉRENCES LOGIQUE SUR LE CERVEAU 50

INSAUT JUROS PROGRESSIVOS 49

INSAUT FINANCIAMENTO ESTUDANTIL 48

INSAUT EXHIBITION WEARING SOMATIZATION 47

INSAUT FASES DO ENCAPSULAMENTO 46

INSAUT LOVE 45

INSAUT DIFERENÇAS ERUDITAS 44

INSAUT ENCAPSULAMENTO DO SIGNIFICANTE 43

INSAUT ÁREA DE AFETAÇÃO DE UM INDIVÍDUO 42

INSAUT RECALQUE: A REPRESSÃO DO INCONSCIENTE 41

INSAUT ARCHETYPES 40

INSAUT ART TEACHING 39

INSAUT PREVENÇÃO CONTRA A CORRUPÇÃO 38

INSAUT PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER 37

INSAUT FASES DO PECADO ORIGINAL 36

INSAUT FASES DO TRATAMENTO PSICOLÓGICO 35

INSAUT LIMPEZA ÉTICA 34

INSAUT FASES DO RELACIONAMENTO 33

INSAUT MOTIVOS PARA O NÃO CONTATO EXTRATERRESTRE 32

INSAUT INCONSCIENTE HUMANO 31

INSAUT ROSA DOS VENTOS PARA ANALISTA DE NEGÓCIOS 30

INSAUT POLÍTICA MONETÁRIA BRASILEIRA 29

INSAUT DREAMS - EXPERIMENTAL NEUROSCIENCE 28

INSAUT UFOLOGIA - AMPARO-SÃO PAULO 27

INSAUT O QUE É CONSCIÊNCIA 26

INSAUT FÁBULA DE REIS 25

INSAUT PSIQUE 24

INSAUT GAS BATTERY 23

INSAUT GOOD LUCK 22

INSAUT CELULOSE BUILDING 21

INSAUT FLORES PARA VOCÊ 20

INSAUT LIVROS INSPIRAÇÃO PARA A VIDA 19

INSAUT CARVÃO 18

INSAUT SAÚDE 17

INSAUT VIROSE 16

INSAUT SABOR UMAMI 15

INSAUT CORREIOS 14

INSAUT METODOLOGIA PARA INSUMOS 13

INSAUT MENSAGEM DE FINAL DE ANO 12

INSAUT ORGANOGRAMA EMPRESARIAL 11

INSAUT BOOK LENDER 01

INSAUT MARKETING ARTICLE 02

INSAUT PROJECT COLLECTIONS TELEVISION 03

INSAUT PROJETCT WORK COGNITION 04

INSAUT ISABEL CLICKS 05

INSAUT RESEARCH SITE 06

INSAUT SOCIAL TREE 07

INSAUT OORTBOOK 08

INSAUT TV COLABORATION 09

INSAUT TEXT



7



INSAUT TOP

Total do capital social do link $917541





Consultoria Clínica Neurocientífica e Psicopedagógica Patológica ou Empresarial
Local: Brasília/DF Idioma: Português
Ambiente: sala de Coworker ou residência com no mínimo com computador ou no ambiente empresarial do cliente
Dias: Sábado ou domingo das 08:00hs às 12:00hs e 14:00hs às 18:00hs – Tempo total da consulta 8:00hs (Valor: R$ 1.000,00 à vista) /Excepcionalmente em dias de semana sujeito a variação no preço da consulta (Valor: R$ 5.000,00 à vista)
Regras:

1) Por cada pessoa que o cliente levar para o ambiente será considerado uma consulta;
2) Pode levar materiais para anotações inclusive gravar informações;
3) Será um ambiente de trabalho em que o Cliente deverá desenvolver tarefas ao longo do dia de acordo com sua necessidade;
4) Há necessidade de exercitar a escrita e leitura no computador e desenvolvimento lúdico assistido;
5) A LenderBook é uma empresa privada e está apta a encaminhar em até uma semana nota fiscal pelo serviço.
Resultado esperado: O cliente ser capaz de gerenciar o seu problema ou conflito de forma reflexiva que permita visualizar sua vida por um ângulo independente numa expressão de como melhor encaminhar uma solução para uma necessidade sua
Mensagem da Proposta: Tente não canalizar o conflito e sim soluções para os problemas. Dialogar é sempre uma poderosa arma com profundas soluções. Não guarde para si algo que te prejudique, compartilhe para que haja partilha de entendimento. E sejas eternamente feliz.
Contato:lenderbook@gmail.com

Max Diniz Cruzeiro

Neurocientista Clínico

Psicopedagogo Clínico e Empresarial

Bacharel em Estatística

Técnico em Eletrônica



GAME:

Neuroscientific game developed by LenderBook for mobile phones and android tablets that teaches how to make associations of words and ideas. (Late JAN/2015)


Enter the site to learn more

Entre en el sitio y conocer

Entre no site e saiba mais

Click on the image!




BLOCO DE ANTENAS
INSAUT TOP



ANUNCIE SEU MP3 POR R$ 3 CENTAVOS A AUDIÇÃO
lenderbook@gmail.com













Download de Sons

Mailling Setoriais
www.youtube.com/watch?v=HNTwF2bzRqQ
Anúncios oortbook.com
Concurso oortbook.com
Produtora Gemini 3
ЮЛИЯ САВИЧЕВА СКАЖИ МНЕ ЧТО ТАКОЕ ЛЮБОВЬ
BABEL
Welcome to the Friends of the cosmos




91

INSAUT TOP

Temperatura Global

A temperatura global apresenta um ciclo de queda que pode ser constatado através do google para quem quiser fazer uma visita a diversas cidades por todo os paralelos e hemisférios do planeta.

Rumores na internet de que o eixo magnético do planeta terra sofreu alteração em sua rota de deslocamento, possibilita enfatizar que neste período do ano o PLANETA TERRA está mais próximo de Saturno para o mesmo período constatado ano passado.

Por isto nas primeiras horas do entardecer é fácil visualizar Marte e outros planetas deste sistema com um binóculo ou material mais potente apropriado.

Mesmo regiões mais quentes a temperatura média teve seu ponto de declínio. O que torna o clima agradável para tomar sorvete, chás, chocolate quente e apreciar um delicioso fondue.

A queda da temperatura deve acentuar até o final de agosto, prolongando a sensação de frio por mais um tempo após este período, principalmente no hemisfério norte.

Com a elevação do ciclo solar que entendemos na forma do signo VERÃO (hemisfério sul) o sol desencadeará como todos os anos uma etapa de irradiação mais vigora atraindo novamente o eixo do planeta terra para uma região mais próxima de sua influência.

O estado normal da temperatura no período quente deve se estabilizar globalmente em torno de 25º para o ano de 2016.

Este ano será um período de reorganização da atmosfera terrestre para um novo ponto de equilíbrio estacionário em torno do sol e das distâncias dos demais planetas vizinhos à órbita terrestre.

Não há razão para alarme ou pânico de qualquer espécie.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

www.lenderbook.com

90

INSAUT TOP

[Carta] Solicitação urgente para o fim das tensões

Aos Excelentíssimos Representantes dos Países mencionados abaixo faço informar e sugerir:

Na Cordial invocação na condição de Observador e Mediador desta mensagem:

Didier Burkhalter - Presidente da CONFEDERAÇÃO HELVÉTICA

Aos Representantes:

Barack Obama – Presidente dos ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Vladimir Putin – Primeiro Ministro da FEDERAÇÃO RÚSSIA

Xi Jinping – Presidente da REPÚBLICA POPULAR DA CHINA

A psique humana é muito sutil a energia somática liberada por situações de aflição, dor e pesar em que o sistema projetivo do inconsciente humano é capaz de liberar como uma pulsão excitatória de fixação da atenção do cidadão comum que ao perceber no foco de mídia a intenção de manobras de guerra em áreas antes consideradas pacificadas, em que remota do inconsciente psíquico o período de profundas tensões da era da Guerra Fria, faz reacender um tipo de psiquismo de aflição, em que uma onda de projeção somática de ideias criam um ambiente civilizatório nostálgico a desencadear sucessivos indícios espaçados de desordem em que cidadãos tenderão a deslocar os seus pensamentos em maior e mais prolongada ocupação do seu ciclo circadiano orientado ao temor pela sua segurança pessoal.
Por isto solicito bom senso de forma respeitosa aos membros citados no sentido do levantamento de esforços para devolver a estabilidade emocional as áreas em que a eminência de conflito parece instalar mecanismos de afetação por sobre todo o planeta.
Problemas podem levar a conflitos, porém o foco de um problema não pode estar encarcerado sobre a forma de geração de atrito, mas voltado para a criação de soluções que desenvolvam o raciocínio humano de forma ordeira para que nossa civilização possa prosperar como uma unidade planetária.
Venho aproveitar para solicitar a criação de um conselho militar internacional em que estejam presentes somente as Nações aqui abordadas, sob controle da Confederação Helvética que sirva de uma instância superior militar que tenha plenos poderes de gestão de conflitos militares entre as unidades mencionadas.

Cordialmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

www.lenderbook.com
89

INSAUT TOP



[Diálogo] A Complexidade do Conflito e Encarceramento Humano

Diálogo extraído do Google Talk

Sidônia: To achando que o planeta de onde a gente veio é muiiiiito mais evoluído.

Tântano: Foge da nossa capacidade de imaginação porque nos habituamos a viver de forma primitiva.

O costume com a vida primitiva é tão intenso aqui que quando as coisas se ajeitam logo eclode uma guerra para voltar a condição de subsistência anterior.

Sidônia: É verdade, exemplo a girah islãmica o problema todo é porque eles querem que todos vivem com costumes medievais.

Tântano: É uma questão de percepção cultural viciada e equivocada da apreensão da vida cotidiana.

Onde novo e o velho, presente e passado e futuro se viciam dentro de uma lógica em que a rotina encarcera a visão humana de sua própria existência.

Sidônia: Max isso é o mito da caverna literal as pessoas acostumaram a ver apenas as sombras e se alguém disser que há outras coisas diferentes lá fora morre.

Tântano: Sim e só conheci o Mito da Caverna graças a você que me apresentou.
Muito obrigado.

Sidônia: Isso é a cultura da Vênus negra se perpetuando ao ponto de quando encontramos um negro que tem curso superior muitas vezes mais de um e fala quatro idiomas entramos em panico, é o que está ocorrendo agora com os Haitianos que chegam ao Brasil é extremamente qualificados isso tem assustado os Brasileiros que tem a cultura da Vênus negra na cabeça.

Tântano: A questão é que construímos dentro de nós uma prisão de sentidos em que nos parece familiar. Muitas famílias, por exemplo, ainda carregam a realidade escravagista dentro de seus lares na percepção da privação sobre do corpo do outro por exemplo. A realidade que nos aprisiona é realmente muito perversa e severa, ao ponto de não nos permitir que outro sentido seja possível de ser conquistado.

Sidônia: Mas não é só nesse sentido que a nossa sociedade está fundamentada, se vc observar a cultura latifundiária vem do tempo das capitanias hereditárias do tempo do descobrimento que cristalizou na mente que grandes porções de terra na mão de apenas uma pessoa é sinônimo de poder ainda que a pessoa não plante nem um pé de alface. Os beneficiários, no total de quinze, eram elementos da pequena nobreza de Portugal. A verdade Max é que ninguém quer conhecer uma nova realidade, pois isso tira as pessoas da zona de conforto.

Tântano: Aí entra a questão da perpetuação do mesmo padrão de comportamento, porque de certa forma parece agradar a quem vive e se conforme em estar dentro da mesma frequência de condicionamento de ações.

Sidônia: Mas é isso por essa razão quem está dentro da caverna se ouvir que existe outra possibilidade de vida fora da caverna, ou seja, daquilo que se acredita ser a verdade absoluta, mata o mensageiro das boas novas.

Tântano: O que as pessoas ainda não se deram conta que todas elas são mensageiras quando praticam o ato de transmitir o que pensam. E este refletir sobre o condicionamento da vida para alterar o seu rumo e sentido não é um privilégio exclusivo de uns, mas uma conquista para quem se atreve na busca do conhecimento. Qualquer martírio tem a solução de não cárcere para todo aquele que se atrever a enfrentar os seus próprios temores e sair por seus méritos da sua condição de conflito que não o faz ser pleno e feliz.

Autoria:

Kenia Jaqueline Gonzaga

Max Diniz Cruzeiro

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

88

INSAUT TOP





87

INSAUT TOP





86

INSAUT TOP





85

INSAUT TOP







84

INSAUT TOP







83

INSAUT TOP







82

INSAUT TOP







81

INSAUT TOP







80

INSAUT TOP







79

INSAUT TOP







78

INSAUT TOP







77

INSAUT TOP





76

INSAUT TOP





75

INSAUT TOP







74

INSAUT TOP





73

INSAUT TOP





Qual a sua razão para viver?

72

INSAUT TOP







71

INSAUT TOP







70

INSAUT TOP









69

INSAUT TOP









68

INSAUT TOP



Dissídio Jurídico entre Facebook e LenderBook

Quero informar a sociedade Brasileira que a empresa Facebook está tentando tomar duas marcas da minha empresa LenderBook por meio de ação no INPI, em que esta empresa acredita ser dona da extensão de nome Book.
Quero dar apenas uma satisfação para a sociedade Brasileira de que nossa constituição como site tem seu surgimento a quase 10 anos atrás e nossa marca LenderBook deriva do nosso principal livro Lender escrito em 1999 nos Idiomas Português, Inglês e Alemão. Disponíveis gratuitamente em nosso site.
As marcas que estão sendo questionadas pela empresa de Mark Zuckerberg são Oortbook e Linkbook.
A primeira é um site de registro de mensagens do tipo Organização e Ordenação de Registros Textuais - Oort que está ligado ao conglomerado da LenderBook por este e exclusivo motivo colocamos a extensão Book. A segunda é nosso site de buscas que por enquanto é aderente apenas a nosso site LenderBook. Nosso software de busca é protegido pela lei de patentes.
O processo está disponível no INPI com todas as alegações da empresa Facebook sobre o questionamento da marca.
Não vamos recorrer a nenhum tipo de impedimento de nossas atividades, afinal brigar por nome reflete um passado de brincadeiras infantis. Temos condição de reinventar nossa história produzindo fontes de informação.
Atenciosamente,
Max Diniz Cruzeiro
LenderBook Company
www.lenderbook.com

Para uso com a intenção Exclusivamente educacional:


O caso acima é real, porém vamos aproveitar a oportunidade como um case de estudo para alunos matriculados em cursos de Direito. Você futuro Doutor advogado seria capaz de responder estas questões?

- O que a lei brasileira determina sobre o assunto?
- O que a difere da lei brasileira para a lei internacional?
- É um caso de mérito que envolva Moral e/ou Ética?
- Existe algum acordão que trata sobre a questão no campo jurídico público?
- É a lei brasileira superior neste caso a lei internacional?
- Se você fosse juiz qual seria sua decisão?

Caros Doutores Mestres das Faculdades e Universidades Brasileiras e Internacionais nós cedemos o caso descrito acima para o debate em sala de aula. Seus alunos podem acessar a documentação pública no INPI e registros na internet.

Cordialmente,
LenderBook Company


67

INSAUT TOP







66

INSAUT TOP







65

INSAUT TOP





64

INSAUT TOP







63

INSAUT TOP







62

INSAUT TOP



Encapsulamento Psíquico – a mente humana no seu processo puro de apropriar de coisas dispostas no ambiente ao somatizar matizes tridimensionais como uma realidade pura e única para o indivíduo também é capaz de transpor a barreira do biológico para uma somatização social na forma de uma sociedade ou civilização. O Encapsulamento Psíquico Social aprisiona o olhar do indivíduo dentro das perspectivas que são validadas pelo grupo de pensadores desta civilização. A consequência direta é um represamento das “realidades possíveis” que podem servir de parâmetro para o que é conhecido como realidade latente. Se um elemento novo fosse inserido dentro do contexto a massa agiria com um impulso de curiosidade inicial e consequente extermínio do que é incompreensível para que a estabilização do consciente coletivo permitisse a pacificação interna do conflito decorrente da afetação da realidade cotidiana. Assim foi o extermínio da visão de Jesus Cristo quando veio a este mundo, quiçá de Extraterrestres em que suas naves com problemas aterrissaram para seus infortúnios.

Max Diniz Cruzeiro

Psicopedagogo Clínico e Empresarial

Neurocientista Clínico

61

INSAUT TOP







60

INSAUT TOP



Saiba porque investir em Hospitais!





59

INSAUT TOP







58

INSAUT TOP







56

INSAUT TOP







55

INSAUT TOP





54

INSAUT TOP



Princípios Morais

“É certo, meus queridos amigos: que todo homem deve ser pronto para ouvir, porém é preciso aprender a refletir sobre os atos para que a ira não se instale; porque a ira do homem não cumpre a nossa necessidade de partilha ao vivermos em comunhão de propósitos. É preciso rejeitar tudo aquilo que seja capaz de corromper a mente para permaneceres em equilíbrio de propósito, e estando em equilíbrio a informação recebida terá a devida serventia em sua vida; caso contrário seria promover o engano a si mesmo. Aquele que ao receber estímulos descarrega a expressão de seu pensamento sem verdadeiramente estar em sintonia de propósito assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu: contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era. Mas aquele que procura refletir com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera – não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz na sua caminhada de vida. Se alguém pensa ser generoso, mas não refreia a sua língua e engana a si próprio, ao manifestar o contraditório, então é vã sua intenção de solidariedade com outros seres. A união pura e sem mácula aos olhos deste compartilhamento da vida e dos valores individuais é esta: se importar com aqueles que precisam de auxílio e estar presente nos momentos em que o conflito instalar em suas mentes para juntos encontrarmos as soluções que o aproximem do compartilhamento do amor, e conservar-se puro da corrupção deste mundo através desta expressão de conhecimento.” Max Diniz Cruzeiro – A Bíblia a luz da Neurociência (Mensagem de um Ateu).

Princípios Morais

“Já o sabeis, meus diletíssimos irmãos: todo homem deve ser pronto para ouvir, porém tardo para falar e tardo para se irar; porque a ira do homem não cumpre a justiça de Deus. Rejeitai, pois, toda impureza e todo vestígio de malícia e recebei com mansidão a palavra em vós semeada, que pode salvar as vossas almas. Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a voz enganardes a vós mesmos. Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu: contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era. Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera – não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder. Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião. A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.´- Epístola de São Tiago 19-27.

Existem muitas formas de dizer a mesma mensagem. Quero ouvir a sua expressão do pensamento que manifesta sua vivência sobre este tema www.lenderbook.com me escreva: lenderbook@gmail.com E sugira textos para repassarmos para uma linguagem neurocientífica.

Paz e Fraternidade,

Max Diniz Cruzeiro



53

INSAUT TOP



Clique na imagem:







52

INSAUT TOP



Clique na imagem:





51

INSAUT TOP





50

INSAUT TOP





49

INSAUT TOP





48

INSAUT TOP



Carta sobre Financiamento Estudantil no Brasil

Ministro de Estado da Educação: Renato Janine Ribeiro
Excelentíssimo Ministro Renato Janine Ribeiro,
devido a crescente demanda pelo financiamento estudantil e a falta de recursos governamentais para atender a todos cidadãos que desejam a proficiência por meio da educação, sugiro a criação de um órgão desvinculado do aparato estatal que coloque na bolsa de valores ações de capital aberto que visem a criação de um fundo para o desenvolvimento educacional de estudantes cujo valor venal é baseado em estudo atuarial para arrecadação de capital que servirá para financiamento estudantil.
Assim a própria sociedade investirá em seu futuro ao financiar o particular na sua saga pelo conhecimento.
Grato,
Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

47

INSAUT TOP



Exhibition wearing somatization




BAND

GLOBUS

MAO

QUADRO

REIKO

TAL

TETRIS

VAZIO




46

INSAUT TOP







45

INSAUT TOP







44

INSAUT TOP







43

INSAUT TOP







42

INSAUT TOP







41

INSAUT TOP





Unificando conceitos de inconsciente.

LenderBook Company

40

INSAUT TOP







39

INSAUT TOP







38

INSAUT TOP



Prevenção contra a Corrupção

[Informação migrada à pedido da População]

1º) Montar uma urna pública dentro dos TREs em que a qualquer momento o eleitor possa declarar perda de mandato e inelegibilidade para ser eleito por 8 anos de qualquer político dentro de sua esfera geográfica.

2º) Para a perda imediata do cargo o político deverá contar com 50% +1 dos votos da população da respectiva região que ocorreu a eleição.

3º) Atingido o quórum em qualquer época do período do mandato está o político automaticamente fora do cargo.

4º) Veículos de comunicação poderão manifestar sua liberdade de expressão em qualquer momento mostrando os motivos para os eleitores votarem ou não na cassação do político.

37

INSAUT TOP



Prevenção contra a violência contra a mulher

1) Na faixa etária de 15 anos todos os alunos devem receber orientação em ambiente escolar na linguagem dos jovens como devem orientar suas percepções para a integração de uma vida afetiva entre indivíduos.

2) Materiais adicionais como Cartilhas, notas informativas e convites à manifestação do pensamento sobre a percepção laboral e doméstica dos conflitos sociais a cerca da mulher devem pautar de um canal de comunicação para envio e disseminação de informativos.

3) O convite à reflexão na forma de questionários deve ser realizado por meio de instituição respeitada que encaminhe questionários e materiais diversos para a casa mapeada em área de vulnerabilidade social.

4) Orientações gerais para a fluidez de um comportamento que não induza o risco de violência doméstica ou laboral é o objetivo principal deste projeto informativo.

5) Quando indivíduos optarem por estabelecer um relacionamento, como forma preventiva contra abusos e violências é fundamental que a unidade familiar que se forma defina as regras em que o comportamento é tolerado para evitar dissídios futuros.

6) Na visualização de algum aspecto cognitivo que rege um problema, que possa vir a ocasionar um impasse ou conflito futuro, as partes devem sentar para definir os limites que cada um deve percorrer em sua vida.

7) Quando o conflito já está instalado, uma pessoa de referência familiar que seja neutra para a família e estruturada no conhecimento familiar deverá ser consultada para tentar sanar a controvérsia familiar e as partes devem concordar em ouvir, absorver a informação para chegarem a um acordo que gere entendimento entre as partes.

8) O consultor familiar pode ser: Um Padre, um Pastor, um Juiz de Paz, um Teólogo, Um Sociólogo, um Psicólogo, um Advogado, Polícia Especializada ou Juiz de Vara de Família.

9) Em último grau de instância, quando o convívio se tornar algo impraticável e a ameaça à integralidade da vida as partes devem ser chamadas por órgão estatal para dar fim ao impasse e definir regras para que as partes afetadas sigam cada quais os seus caminhos.

10) Para ter uma vida tranquila é necessário prender a atenção e o foco sobre linhas argumentativas familiares que são capazes na existência de um problema, guiar o entendimento da família na direção da busca de soluções, do planejamento, da união e demais princípios que a família julgar importante para a vida familiar. Não segmente muito tempo da sua vida em suposições, incertezas, dúvidas, limitação, apego, intolerância,... porque cada vez que uma pessoa se apega a um destes focos específicos sua percepção fica limitada a colher pensamentos no sentido de suas preocupações e isto contribuirá para limitar sua capacidade de visualizar soluções que estão à sua volta.

36

INSAUT TOP



Do Pecado Original Derivam muitas Abordagens

Quando tinha 7 anos e assistia televisão um mundo novo cheio de potenciais me permitia vislumbrar um futuro promissor em que a imaginação de menino me fazia sonhar em ter um motorista particular que me guiasse por onde eu precisasse me locomover.
Foi um desejo que despertou muito prazer durante anos seguidos se deslocando pela adolescência. Na adolescência o desejo de meu pai em me dotar de responsabilidade me impelia à obrigação de lavar o carro todos os finais de semana. Até que um dia minha revolta pela serventia me fez repulsa da condição que me encontrava e disse não ao meu pai em sinal de afetação a um desejo interno inconteste. O desentendimento me levou a sair de casa com o intuito de ir embora e jamais retornar, até que horas mais tarde a fome falou mais alto que meus instintos e à noite retornei para casa e lavei o carro conforme era minha obrigação. Para o assombro do meu pai com minha atitude, tomado pela comoção, nunca mais me obrigara a fazer coisa alguma.
Aos 17 anos peguei as primeiras aulas práticas de volante. E ao deslocar o carro por 7 fazendas na última derrubei o carro em um mata burro, ferindo levemente todos que estavam comigo dentro do veículo.
Ao tirar a carteira de motorista após 40 horas de prática, raras as vezes que me condicionava a sair de casa dirigindo, e sempre precisava ter a ideia guia de que existia um outro motorista do meu lado a me orientar. Até que as situações embaraçosas como provocar congestionamentos de mais de 2 quilômetros em pleno domingo me obrigou por excesso de nervosismo a abandonar definitivamente o gosto por dirigir após a nona vez que pegara no volante depois de ter me transformado definitivamente em um motorista autorizado.
Os meus sonhos passaram a projetar imagens do meu corpo se projetando dentro do veículo em que minha vida haveria de se esvaecer caso insistisse em continuar a dirigir.
Passei a associar estresse com direção. E a depender exaustivamente do transporte urbano para me locomover. Depois tomei gosto em andar de ônibus com o pretexto de fazer amizade com as pessoas.
Minhas associações de amizade passaram a ser orientadas por pessoas dentro do meu perímetro de facilidade de deslocamento.
Passei a respeitar o direito de quem possuía seu veículo próprio em não obriga-los a sair da tranquilidade de suas rotinas para ter que me oferecer carona.
DO PENSAMENTO ORIGINAL DERIVAM INÚMERAS ELUCUBRAÇÕES QUE SE AVOLUMAM NA FORMA DE UMA PRÉ-PROGRAMAÇÃO DE NÓS MESMOS CAPAZ DE CONDICIONAR NOSSOS ATOS POR TODA A VIDA.

Autor: Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company
35

INSAUT TOP





34

INSAUT TOP




Limpeza ética
Toda Organização de formação moral tem dentro de si um desejo de consolidar sua visão para a sociedade.
O pressuposto da validade de uma moral faz o adepto acreditar que apenas sua visão contém a verdade.
As variantes morais contidas na sociedade são objetos de perseguição em que se deseja invalidar seus pressupostos.
O desejo de um pensador moral é eliminar as formas não válidas de expressão do pensamento.
A partilha entre diversas formas de comportamento moral acontece até que o conhecimento entre elas seja suficiente para eliminar aquelas apreensões contraditórias da moral que traduz o sentimento de verdade.
O extermínio do pensamento “vulgar” é utilizado como pretexto para que a moral de uma organização possa sobressair como vencedora.
O próprio ordenamento moral se incumbe de atribuir para o adepto à condição de elevação de sua personalidade.
Esta elevação de personalidade induz o indivíduo praticante de uma moral a perceber-se como um ser acima do nível social.
Um sentimento de autoescolha surge como uma forma de afirmação de que seu pensamento é superior ao pensamento comum.
Então os “Escolhidos” captam sequências de pensamentos em que visualizam um mundo perfeito no qual apenas seu agrupamento é escolhido para perpetuar a espécie.
Quando a sociedade reage negativamente sobre o agrupamento moral por perceber ser colocada à parte no plano de continuidade da vida, surge uma tendência à rivalidade e uma força de repulsão do pensamento invasor até que a situação de equilíbrio se estabeleça novamente.
Autor: Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company
33

INSAUT TOP







32

INSAUT TOP


MOTIVOS PARA O NÃO CONTATO EXTRATERRESTRE

Falta respaldo social devido fatores de percepção não aceitos.
Manter ou Modificar?
Ter consciência cósmica ou terrestre?
O estabelecimento do contato provoca a mudança de reflexão.
Por outro lado gera fobia social.
Falta maturidade científica.
A tendência do continuísmo afeta a estrutura da mudança.
é um processo reativo natural quando um indivíduo se vê ameaçado a sair de sua zona de conforto.
Então gera a impressão de fatores de manipulação considerados invasivos do ponto de vista interativo.
O conflito é ampliado.
O contato é obrigado a uma ruptura de interação.
A civilização atrasada evolutivamente (Tecnológica, Consciencional e Espiritualmente) passa a negar a existência do contato.
A consciência civilizatória adormece os indícios de contato.
A ligação entre as civilizações é perdida.
Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

31

INSAUT TOP





Unificando conceitos de inconsciente.

LenderBook Company

30

INSAUT TOP



Um conhecimento aleatório ou Randômico desenvolvido para provocar Brainstorn em estudantes de Administração e analistas de negócios.
A técnica consiste na escolha aleatória de uma Empresa em que o estudante é capaz de projetar sua percepção sobre 4 macrofatores empresariais que podem estar ligados ou não ao negócio.
Cada macrofator é concebido sob um ângulo perceptivo que irá denotar o tipo de foco em que o estudo exigirá do aprendiz.
O objetivo da proposta metodológica é preparar indivíduos para a análise de negócios.
O método pode ser adaptado para outras áreas. Canalize uma aplicação para aquela situação que melhor adeque a sua realidade.


29

INSAUT TOP



UMA SOLUÇÃO PARA A POLÍTICA MONETÁRIA BRASILEIRA

A república Federativa do Brasil enfrenta hoje, 12 de abril de 2015 um grave perigo de instabilidade econômica que eclodirá nos próximos meses em uma profunda crise institucional e consequente desordem social.

Em momentos de perspectivas não muito animadoras é necessário ter coragem para provocar uma mudança de consciência. Deixar o passado e sua consequência direta que é o continuísmo da ideia retrógrada e ultrapassada.

O país já está preparado para assumir o seu papel de destaque no cenário internacional implementando uma política monetária mais audaciosa e promissora do que a observada na Era Collor.

Se o papel moeda tem sido a causa de vários descaminhos, já é chegada a hora de substituir o seu uso integral por cartões magnéticos e aplicativos para celulares.

As pessoas que não possuem contas em banco poderão utilizar as estruturas Bancárias de controle atualmente com o governo para terem em mãos o vínculo monetário na forma de um cartão bancário em que para depósitos mensais abaixo de um (01) salário mínimo o contribuinte ficaria totalmente isento de quaisquer custas.

A proposta que esta empresa LenderBook Company vem sugerir para a sociedade brasileira, como uma forma de reflexão e maturação da ideia, é acabar de vez com a Declaração do Imposto de Renda e instituir para uma sociedade de IGUAIS, um imposto único tanto para o pobre e como para o rico que movimentar em sua conta bancária a importância superior a um (01) salário mínimo por mês uma contribuição fixa de 25% sobre a transação.

Em troca, qualquer cidadão terá os direitos garantidos abaixo:

1) Transporte urbano gratuito

As empresas de ônibus continuarão privadas e passarão a receber os recursos diretamente do Estado.

2) Educação Universal gratuita

As unidades escolares que forem privadas continuarão nesta condição e os repasses integrais serão repassados pelo Estado.

3) Saúde Universalizada gratuita

As unidades de saúde privada continuarão nesta condição e os repasses integrais serão repassados pelo Estado.

Observação 1)

Somente as empresas que optarem pela filiação receberá os repasses governamentais uma vez manifestadas pelo livre arbítrio.

Observação 2)

Os preços praticados por mercado terão como referência uma tabela de pagamentos negociada com os empresários conforme seu setor.

Observação 3)

- Serão o fim do assalto as estruturas bancárias;

- Economia estatal por não mais precisar emitir papel moeda;

- Controle de auditoria total sobre a economia; Observação 4)

- Apenas o Dólar Americano declarado que se encontrar no país terá validade como moeda de troca em casos específicos definidos por lei.

Observação 5)

- Após a finalização da emissão de papel moeda o contribuinte terá 90 dias para incorporar no sistema bancário o papel moeda de sua posse. Após este período o dinheiro em espécie perderá seu valor.

Observação 6)

- O Estado deverá assumir o compromisso de levar meios de pagamento para a parte da sociedade ainda não inclusa dentro da área econômica.

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

www.lenderbook.com

28

INSAUT TOP



TO: brain and cognitive sciences massachusetts institute of technology Good day,

Inform the existence of huge range of research and the nature and generation of dream movements that are made through somatization processes found within the state of sleep.
I appear for the IV Cosmic meeting of the Paulistas Water Circuit noted that one of the speakers who was the Astral Projection theme narrated in a projective dream in which the "dreamer" expressed to be in a projective reality in a world of different characteristics of our.
That made me reflect how psychoanalytic theory student as the acceptance of the report was so precise about my psyche and in later moments, five days after the report, I recall that 12 years I had had the same dream with the same volitional properties that characterized without any prior contact with this kind of knowledge.
I another occasion in my past had dreamed of the image of my mother dead and over a lake was the mother image of Jesus Christ who hovered over the waters, to my astonishment about 10 years after the same image was in a television episode in as novel on Globo TV.
On another occasion when playing with my neighbor that that night would invade your dream and discover their innermost secrets, a completely uncompromising play on the intention, I found myself in the same night to sleep sitting in a chair watching on a plasma TV that did not exist for standard time to catalog your dream and the next day in jest reported the young man who had dreamed of that got confirmation that the fact was real against the full sequence that triggered the events of the dream drama .
Note that configures the reports above a strong indication of dreams sharing between individuals, which could assume the possibility that there is some principle or instrumentation that allows the fitting of some types of projective dreams you would not personalistic nature but manifestations social that need further research to assess the phenomenon. For the sake of not lhos science will lead to a hasty conclusion about this type of phenomenon.
Academic advise as to create a website in the form of social networks in which volunteers podessem tell your dreams to be interpreted by a big data system for the hypothesis find similarities between people on the process of manifestation of dreams.
Kind Regards,
Max Diniz Cruzeiro

Clinical neuroscientist

Psychopedagogists Clinical and Business

Student Psychoanalytic Theory



Original Text
Bom dia,
Informo a existência de leque enorme de pesquisas quanto a natureza e geração de movimentos oníricos que são constituídos atráves de processos de somatização encontrados dentro do estado de sono.
Eu estando presente no IV encontro Cósmico do Circuito das Águas Paulistas observei que uma das palestrantes que tratava do tema de Projeção Astral nos narrou um sonho projetivo em que o "sonhador" manifestou estar em uma realidade projetiva em um planeta de características diferentes da nossa.
O fato me fez refletir como estudante de Teoria Psicanalítica de como a aceitação do relato foi tão precisa sobre minha psique e em instantes posteriores, 5 dias após o relato, tive a recordação de que aos 12 anos eu havia tido o mesmo sonho com as mesmas propriedades volitivas que o caracterizou sem nenhum contato prévio com este tipo de conhecimento.
Eu outra ocasião, no meu passado havia sonhado com a imagem de minha mãe morta e sobre um lago havia a imagem da mãe de Jesus cristo que pairava sobre as águas, para meu assombro aproximadamente 10 anos depois a mesma imagem estava em um episódio televisivo na forma de novela na Rede Globo de Televisão.
Em outra ocasião quando brincava com minha vizinha de que naquela noite iria invadir seu sonho e descobrir seus segredos mais íntimos, uma brincadeira completamente descomprometida com a intensão, me vi na mesma noite ao dormir sentado em uma cadeira a observar em um televisor de plasma que não existia para o padrão da época a catalogar seu sonho e no dia seguinte em tom de brincadeira relatei a jovem o que havia sonhado em que obtive a confirmação de que o fato havia sido real em relação a sequência integral que desencadeou os acontecimentos do drama onírico.
Cabe ressaltar que se configura nos relatos acima um forte indício de compartilhamento de sonhos entre indivíduos, que poderia se supor a possibilidade de que exista algum princípio ou instrumentação que possibilite o encaixe de alguns tipos de sonhos projetivos que não seria de natureza personalística e sim manifestações sociais que carecem uma maior investigação para se avaliar o fenômeno. Para o bem da ciência não lhos irei induzir para uma conclusão precipitada a cerca deste tipo de fenômeno.
Aconselho de forma acadêmica a criação de um site na forma de redes sociais em que voluntários pudessem narrar seus sonhos para ser interpretado por um sistema de big data para que a hipótese levantada encontre similaridades entre pessoas quanto ao processo de manifestação dos sonhos.
Atenciosamente,
Max Diniz Cruzeiro

Neurocientista Clínico

Psicopedagogo Clínico e Empresarial

Estudante de Teoria Psicanalítica





27

INSAUT TOP

Uma mensagem de amor da Ufologia de Amparo para o Mundo.
Clique sobre a imagem para acessar todo o conteúdo do 4º Encontro Cósmico de Amparo.



26

INSAUT TOP

828. O que é Consciência?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=837


25

INSAUT TOP




818. FÁBULA DE REIS

Link:

24

INSAUT TOP

Método universal para manutenção do equilíbrio dinâmico cerebral em que se pode aplicar como um processo para geração de informações dinâmicas que necessitam ajustar tendências, projeções e transações correntes.



793. O que é Paranoia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=801

794. O que é Devaneio?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=802

795. O que é Alucinação?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=803

796. O que é Psicose?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=804

797. O que é Delírio?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=805

798. O que é Psiquismo?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=806

799. O que é Psicopatia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=807

800. O que é Interrupção de Propósito?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=808

801. O que é Compulsão?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=809

802. O que é Impulso?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=810

803. O que é Interrupção do sono?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=811

804. O que são Sonhos?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=812

805. O que é Olhar Profundo?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=813

806. O que é Vertigem?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=814

807. O que é Abstração?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=815

808. O que é Irritabilidade?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=816

809. O que são Desistências?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=817

810. O que é Agressividade?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=818

811. O que é Isolamento?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=819

812. O que é são Achismos?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=820

813. O que é são Suposições?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=821

814. O que é Sentimento de repressão?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=822

815. O que é Desolação?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=823

816. O que é Instabilidade emocional?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=824

817. O que é Confabulação?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=825



23

INSAUT TOP





22

INSAUT TOP





21

INSAUT TOP





20

INSAUT TOP





19

INSAUT TOP





18

INSAUT TOP





17

INSAUT TOP





16

INSAUT TOP



15

INSAUT TOP



14

INSAUT TOP




LIVRO kpac


13

INSAUT TOP



12

INSAUT TOP

Bem, mal, bom e mau

Para tentar explicar relação do que é justo, sensato e digno de ser seguido o homem buscou aspectos filosóficos para condicionar a volição humana a um desejo massificante e coletivo que representasse um anseio da espécie e que servisse como uma norma, ou conjunto de regras de condicionamento da conduta capaz de nortear o desenvolvimento, movimento e ação dos indivíduos que delas dessem passagem para dar crédito em suas abstrações do agir do comportamento.
O bem é a expressão de uma conduta verificável na interação do ambiente em que o indivíduo que a consegue perceber tem como característica a percepção de uma identificação de elementos que associados ao indivíduo denotam propriedades de conformidade no mesmo sentido em que um ganho escalar em que se somam sensações não são geradores de conflito frente a um referencial holístico ou integrador.
Se o referencial integrador que sintetiza o signo “bem” baseia-se na geração de satisfação, todo aquele comportamento que gerar cada vez mais estados em que a satisfação é percebida em termos de agregação de valor, os elementos de conduta condicionados geradores do estado estão em sentido corrente ao desejo manifesto pelo indivíduo desta forma praticar o ato é um efeito gerador de estado dinâmico denominado “bem” por produzir benfeitorias que são perceptíveis para os indivíduos que estão dentro desta variação cognitiva. Agregar com concordância.
Por outro lado se o comportamento condicionado agrega valores discordantes da natureza da manifestação consciente do desejo de um ou mais indivíduos, o sentido antagônico à vontade é gerador de conflito. O conflito por sua vez tira os indivíduos da linha de perpetuação dos sensores que canalizam ação, afetando correlatamente outros vínculos desviando a energia que se propaga dentro de um indivíduo no sentido da manifestação de seu desejo. A este senso em que outros blocos de valores e juízos são introduzidos para manifestar contrariedade à manifestação de uma vontade é denominado na forma de um signo conhecido como “mal”.
O sentido de se utilizar a consciência, ao longo das últimas décadas vem sendo utilizado erroneamente designando a habilidade de uma pessoa em manifestar-se de forma reflexiva em sua conduta. Ao passo que este efeito da consciência é um conceito muito mais abrangente e amplo que ainda não possui um signo que o integralize como um conceito uniforme.
O fato é que todo mundo tem consciência quando ativa em seu corpo elementos sensoriais. A consciência é este fluxo energético que conecta as partes do corpo as regiões centrais do cérebro humano.
Agora ser reflexivo é ser capaz de orientar a percepção para que ela seja o máximo possível coerente consigo mesmo, com outros seres e também e com os elementos dispostos no ambiente. Todos somos conscientes, sermos reflexivos é algo que devemos conquistar com o aprendizado que somos capazes de extrair ao nosso redor.
Ao “bom” indica-se a qualidade ou atributos para quem é capaz de exercer a habilidade de manifestar-se em coerência de propósito consigo mesmo, outros seres e ao que se é observável em sua integração com o habitat.
Se é bom é justo, se é justo é ordeiro, se é ordeiro é capaz de agregar coisas... sê pratica o bem. Se pratica o bem, sê é bom, se é justo sê é ordeiro. Sê é capaz de sintetizar a moral, que é repleta de valores, de sentidos e significados... Então o indivíduo é visto como uma pessoa que é imbuída de concordância com outros seres. O que o torna bem-quisto entre o olhar atento das massas. Porque ele é capaz de sintetizar o princípio da unicidade. De todos por um e um por todos. O princípio áureo da composição da Divindade.
Por outro lado se é mau, não se pratica a virtude. Não ser virtuoso é gerar conflito, não pacificar o ambiente, promover a discórdia, ser perverso. Repare que todos estes elementos representam elementos unificantes que significam DISCORDAR em que por trás está a prática de algo que gera conflito entre as pessoas. Assim praticar o mal é ser “primitivamente” ser qualificado como “mau”.
Estes elementos: bem, mal, bom e mau. São na realidade elementos regulatórios que os seres humanos criaram para gerir os princípios que estão espalhados dentro dos indivíduos e assim tentar unificar regras para o compartilhamento orgânico, sensorial, sistêmico e intuitivo dos seres que se agregam na permuta dos elementos ambientais através de vínculos sociais para a vida consolidada na forma de sociedade.
Tem que haver reflexão sobre cada ato para que eles não sejam geradores de conflito, para isto é necessário observar a consciência quando ativa graus cada vez mais elevados de elementos adormecidos (inconsciência) cuja característica de estado desativado está no sensor não ser utilizado em um determinado instante, e por estar adormecido se diz inconsciente. Mas quando se canaliza energia para integrar partes específicas do corpo a esta canalização faz interligar-se os membros até o cérebro em que a consciência é gerada.
O ato reflexivo (ou ato consciente) é capaz de fazer o indivíduo se perceber ao ponto de programar suas saídas e em vez de fazer o mal ele passa a praticar o bem. Em vez de ser mau ele passa a ser observado como um indivíduo que é bom e por isto deve ser valorizado na convivência em grupo.
Feliz Natal! Reflitam suas essências e vibrem como seres humanos.
Max Diniz Cruzeiro

Neurocientista Clínico

Psicopedagogo Clínico e Empresarial

11

INSAUT TOP

Clique aqui para o download/Click here to download:

Organograma empresarial desenvolvido através de Neurociência. Este trabalho vale 1 Milhão de dólares e está disponível como uma amostra do meu potencial para sua empresa. Outros trabalhos favor entrar em contato pelo e-mail lenderbook@gmail.com .

Business organizational chart developed by Neuroscience. This work is worth 1 million dollars and is available as a sample of my potential for your company. Other works please contact the lenderbook@gmail.com email.



A empresa acima paga meus salários. Se quiser ajudar a LenderBook todo mês envie uma carta pelos Correios para um amigo contando sua experiência com o site. Veja como ainda é gostoso escrever algo de próprio punho. Se você pensa que é algo chato e enfadonho, está equivocado, basta apenas clicar na logo e mandar uma Carta ou Telegrama digital.

Note of the Exposition: > = 18 years old
Exposition d'ouverture de la perception artistique ou Mouvement Cognito
30 nuances de gris
Eröffnungsausstellung des künstlerischen Wahrnehmung oder Cognito Bewegung
30 Graustufen
Opening exhibition of the Artistic Perception or Cognito Movement
30 shades of gray
Exposição de abertura do Movimento Artístico da Percepção ou Cognito
30 tons de cinza


Se il vous plaît suivez les instructions à l'écran. Commencez à écrire toutes vos impressions.
Bitte folgen Sie den angezeigten Anweisungen. Schreiben beginnen Sie alle Ihre Eindrücke.
Please follow the display instructions. Start writing down all your impressions.
Favor seguir as instruções da exposição. Comece anotando todas as suas impressões.


Sauver le sens mental de mouvement: ouvrir et fermer
Rette die geistige Gefühl von Bewegung: Öffnen und Schließen
Rescue the mental sense of movement: open and close
Resgate o sentido mental dos movimentos: abrir e fechar



Méditation 1: Les copies du mouvement d'horloge horaire. Pour ajouter quelque chose que vous avancez dans le temps, de conserver quelque chose que vous déplacez dans le sens antihoraire. Ce que vous ouvrez et vous fermez?
Meditation 1: Die Bewegung kopiert den Uhrzeigersinn Uhr. Um etwas, das Sie in der Zeit voranzubringen, um etwas, das Sie gegen den Uhrzeigersinn bewegen behalten hinzuzufügen. Was Sie öffnen und schließen Sie?
Meditation 1: The movement copies the clockwise clock. To add something you advance in time, to retain something you move in a counterclockwise direction. What you open and you close?
Meditação 1: O movimento copia o sentido horário do relógio. Para adicionar algo você avança no tempo, para reter algo você movimenta em sentido anti-horário. O que você se abre e o que você se fecha?


Meditation 2: Travailler votre concentration écouter l'horloge. Notez impressions pour votre auto.

Meditation 2: Arbeiten Sie Konzentration hören die Uhr. Notieren Sie Impressionen für Ihre Selbst.

Meditation 2: Work your concentration listening to the clock. Write down impressions for your self.

Meditação 2: Trabalhe sua concentração ouvindo o relógio. Anote suas impressões.


Méditation 3: Travailler votre perception regardant les pièces d'horlogerie. Notez impressions pour votre auto.
Meditation 3: Arbeiten Ihre Wahrnehmung gerade die Teile der Uhr. Notieren Sie Impressionen für Ihre Selbst.
Meditation 3: Work your perception watching the clock parts. Write down impressions for your self.
Meditação 3: Trabalhe a sua percepção observando as peças do relógio. Anote as impressões para seu autoconhecimento.



Méditation 4: Fermez les yeux et oser la vidéo sans regarder l'écran pour vous de travailler avec votre sens d'avertissement. Notez impressions pour votre auto. Puis visualiser les scènes et encore noter les impressions supplémentaires. Comparez les deux moments.
Meditation 4: Schließen Sie die Augen und wagte das Video ohne Blick auf den Monitor, damit Sie mit Ihrer Warnung Sinne arbeiten. Notieren Sie Impressionen für Ihre Selbst. Dann visualisieren Sie die Szenen wieder beachten Sie die zusätzlichen Eindrücke. Vergleichen Sie die beiden Momente.
Meditation 4: Close your eyes and dare the video without looking at the monitor for you to work with your warning sense. Write down impressions for your self. Then visualize the scenes and again note the additional impressions. Compare the two moments.
Meditação 4: Feche os olhos e ousa o vídeo sem olhar para o monitor para você trabalhar com seu senso de alerta. Anote as impressões para seu autoconhecimento. Depois visualize as cenas e novamente anote as impressões adicionais. Compare os dois momentos.



Méditation 5a: Définir la vidéo et se concentrer sur le cinquième élément gauche de la vidéo à droite, développer votre attention. Après l'expérience écrire tout sur son ordre du jour.
Meditation 5a: Stellen Sie die Video-und konzentrieren sich auf die fünfte linke Element des Videos auf der rechten Seite, entwickeln Ihre Aufmerksamkeit. Nach dem Versuch alles aufzuschreiben, was auf der Tagesordnung.
Meditation 5a: Set the video and focus on the fifth left element of the video to the right, develop your attention. After the experiment write down everything on its agenda.
Meditação 5a: Acione o vídeo e concentre no quinto elemento da esquerda do vídeo para a direita, desenvolva sua atenção. Após a experiência anote tudo em sua agenda.



Méditation 5b: Relax les nerfs de votre peau et votre cerveau. Ensuite, écrivez l'expérience pour votre auto.
Meditation 5b: Entspannen Sie sich die Nerven der Haut und Gehirn. Dann notieren Sie sich die Erfahrung für sich selbst.
Meditation 5b: Relax the nerves of your skin and your brain. Then write down the experience for your self.
Meditação 5b: Relaxe os nervos de sua pele e seu cérebro. Depois anote a experiência para seu autoconhecimento.

Méditation 6: ennuyer vos nerfs et de récolter les sentiments et les pensées dans votre horaire. Testez votre tolérance.
Meditation 6: Belästigen Sie Ihre Nerven und ernten die Gefühle und Gedanken in Ihren Zeitplan. Testen Sie Ihre Toleranz.
Meditation 6: Annoy your nerves and reap the feelings and thoughts in your schedule. Test your tolerance.
Meditação 6: Irrite seus nervos e colha os sentimentos e pensamentos em sua programação. Teste a sua tolerância.



Méditation 7: Ajouter les mots et échapper à la dépression, le pessimisme, la culpabilité, le ressentiment et la dépression.
Meditation 7: Fügen Sie die Wörter und die Flucht der Depression, Pessimismus, Schuldgefühle, Ärger und Depression.
Meditation 7: Add the words and escape the depression, pessimism, guilt, resentment and depression.
Meditação 7: Junte as palavras e fuja da depressão, do pessimismo, da culpa, do ressentimento e da depressão.














Méditation 8: Comptez jusqu'à trois. Se il vous plaît compter jusqu'à trois fois. Faites un voyage, compter jusqu'à trois fois, la bouche ouverte, compter jusqu'à trois fois. Prenez une gifle sur le visage désagréable et compter jusqu'à trois fois. Pincez votre corps à ressentir de la douleur et de compter jusqu'à trois fois. Maintenant que vous venez être empêché de toucher le sentiment négatif que ce était en mesure d'intégrer son esprit.
Meditation 8: Zählen Sie bis drei. Bitte bis drei zählen erneut. Machen Sie einen Ausflug, bis drei zählen Mund wieder öffnen, bis drei zählen erneut. Werfen Sie einen harten Schlag ins Gesicht unangenehm und zähle bis drei wieder. Klemmen Sie Ihren Körper, Schmerz zu empfinden und zähle bis drei wieder. Jetzt müssen Sie nur vom Berühren der negativen Gefühl, dass es in der Lage, seinen Geist zu integrieren verhindert werden.
Meditation 8: Count to three. Please count to three again. Take a trip, count to three again, Open mouth, count to three again. Take a hard slap on your face unpleasantly and count to three again. Pinch your body to feel pain and count to three again. Now you just be prevented from touching the negative feeling that it was able to incorporate his mind.
Meditação 8: Conte até três. Por favor conte até três novamente. Dê um pulo, conte até três novamente, Abra a boca, conte até três novamente. Dê um tapa com força em seu rosto de forma desagradável e conte até três novamente. Belisque o seu corpo para sentir dor e conte até três novamente. Agora você acabou de se prevenir contra toque pela sensação negativa que foi capaz de incorporar sua mente.


Méditation 9: Art ne peut être négligée. Aller à la cuisine et boire un verre de boisson alcoolisée. Après avoir pris une gorgée promenade autour de votre propre corps dans les cercles. Signalez vos conclusions. Feutre avec la perception lâche (alcoolisme)? Se sentait étourdie delà de la normale (labyrinthite)?
Meditation 9: Kunst kann nicht übersehen werden. Gehen Sie in die Küche und trinken Sie ein Glas alkoholfreies Getränk. Nachdem er einen Schluck Spaziergang am eigenen Körper im Kreis. Melden Sie Ihre Ergebnisse. Mit losen Wahrnehmung (Alkoholismus) gefühlt? Schwindlig über die normale (Labyrinthitis)?
Meditation 9: Art can not be overlooked. Go to the kitchen and drink a glass of alcoholic drink. After taking a sip walk around on your own body in circles. Report your findings. Felt with loose perception (alcoholism)? Felt dizzy beyond normal (labyrinthitis)?
Meditação 9: A arte não pode ser esquecida. Vá até a cozinha e beba uma taça de bebida alcóolica. Após tomar um gole dê uma volta sobre o seu próprio corpo em círculos. Relate sua experiência. Se sentiu com a percepção frouxa (alcolismo)? Se sentiu tonto além do normal (labirintite)?


Méditation 10: Écouter de la musique et créer des critères d'arrêt dans votre esprit pour tester leur acceptabilité de la musique, de la patience, des objectifs à atteindre en termes de minutes d'audience et la durée que vous établissez comme fondamentale pour rester à l'écoute jusqu'à ce que vous atteignez le point de saturation pour se reposer votre esprit.
Meditation 10: Genießen Sie Musik und Abbruchkriterien erstellen im Kopf die ihre Unbedenklichkeit für Musik, Geduld, Ziele zu testen, um im Hinblick auf die Minuten des Hörens und Dauer, die Sie als Grund weiter hören zu etablieren, bis Sie den Punkt erreichen, zu erreichen Sättigung, Ihre Meinung zu ruhen.
Meditation 10: Listen to music and create stop criteria in your mind to test their acceptability to music, patience, goals to achieve in terms of minutes of hearing and duration you establish as fundamental to keep listening until you reach the point of saturation to rest your mind.
Meditação 10: Ouça a música e crie critérios de parada em sua mente para testar sua receptividade da música, paciência, objetivos para alcançar em termos de minutos de audição e tempo de duração em que você estabelece como fundamental para continuar ouvindo até chegar o ponto de saturação para descansar sua mente.



Méditation 11: Travailler avec votre énergie affecte votre humeur vers détendre votre esprit. Pour cette regarder les pets vidéo.
Meditation 11: Arbeiten Sie mit Ihrem Energie, die Ihre Stimmung gegen die Seele baumeln lassen. Dazu beobachten Sie die Video-Fürze.
Meditation 11: Work with your energy affecting your mood towards relax your mind. For this watch the video farts.
Meditação 11: Trabalhar com a sua energia afetando o seu estado de espírito no sentido de relaxar a mente. Para isso observar os peidos de vídeo.


Méditation 12: Travailler avec votre souvenir cherchant des situations où vous avez eu une nuisance gênant dans votre vie. Ne oubliez pas de prendre des notes.
Meditation 12: Arbeiten Sie mit Ihren Erinnerungen sucht Situationen, wenn Sie ein lästiges Ärgernis in Ihrem Leben hatten. Vergessen Sie nie, sich Notizen zu machen.
Meditation 12: Work with your recollection seeking situations when you had an annoying nuisance in your life. Never forget to take notes.
Meditação 12: Trabalhe com sua recordação buscando situações em que você teve um incômodo chato em sua vida. Nunca esqueça de fazer anotações.



Méditation 13: Type dans votre horaire une prière qui souhaitent les aspects les plus nobles de votre psyché à votre pire ennemi. Dans cette section, nous travaillons avec l'art de la tolérance et l'harmonie. Je veux que vous relâchez le sentiment que vous accable. Remarque le processus de détachement le mauvais sentiment.
Meditation 13: Geben Sie Ihren Zeitplan ein Gebet wollen die edelsten Aspekte Ihrer Psyche auf dein schlimmster Feind. In diesem Abschnitt geht es um die Art von Toleranz und Harmonie arbeiten. Ich will, dass du das Gefühl, überwältigt zu lösen. Hinweis Ablöseprozeß der schlechtes Gefühl.
Meditation 13: Type in your schedule a prayer wishing the noblest aspects of your psyche to your worst enemy. In this section we are working with the art of tolerance and harmony. I want you to release the feeling that overwhelms you. Note the detachment process the bad feeling.
Meditação 13: Escreva em sua agenda uma oração desejando os aspectos mais nobres de sua psique para seu pior inimigo. Neste item estamos trabalhando com a arte da tolerância e harmonia. Eu quero que você se liberte do sentimento que te oprime. Anote o processo de desapego ao sentimento ruim.


Méditation 14: Travailler avec votre inconscient regarder l'insolite, l'improbable et bizarre. Découvrez où ces éléments sont insérés à l'intérieur de vous. Vous êtes en mesure d'accepter? Rapports sur son ordre du jour.
Meditation 14: Arbeiten Sie mit Ihrem Unbewussten gerade die ungewöhnlichen, das unwahrscheinlich und bizarr. Finden Sie heraus, wo diese Elemente in dir eingelegt. Sie sind in der Lage, zu akzeptieren? Berichte auf der Tagesordnung.
Meditation 14: Work with your unconscious watching the unusual, the unlikely and bizarre. Find out where these elements are inserted inside you. You are able to accept? Reports on its agenda.
Meditação 14: Trabalhe com seu inconciente observando o incomum, o improvável e o bizarro. Descubra onde estes elementos estão inseridos dentro de você. Você é capaz de se aceitar? Relata em sua agenda.



Méditation 15: Travail en regardant cette vidéo avec vos concepts de la sexualité et de l'acceptation. Idéaliser la personne idéale dans votre vie et la conception absorber ses lèvres dans les désirs, les sensations et les mouvements excitateurs. Puis signaler l'expérience sur son ordre du jour. Cet art est pour vous d'apprendre comment maximiser votre corps sexuellement.
Meditation 15: Arbeits ich dieses Video mit Ihrem Konzepte der Sexualität und Akzeptanz. Idealisieren die ideale Person in Ihrem Leben und Design absorbiert seine Lippen in Wünsche, Empfindungen und erregende Bewegungen. Dann melden Sie den Erfahrungen auf der Tagesordnung. Diese Kunst ist für Sie lernen, wie Sie Ihren Körper sexuell zu maximieren.
Meditation 15: Work watching this video with your concepts of sexuality and acceptance. Idealize the ideal person in your life and design absorbing his lips in desires, sensations and excitatory movements. Then report the experience on its agenda. This art is for you to learn how to maximize your body sexually.
Meditação 15: Trabalhe observando este vídeo com seus conceitos de sexualidade e aceitação. Idealize a pessoa ideal em sua vida e se projete absorvendo seus lábios em desejos, sensações e movimentos excitatórios. Depois relate a experiência em sua agenda. Esta arte é para você aprender a potencializar seu corpo sexualmente.



Méditation 16: Travailler avec vos sentiments de compassion, attention à regarder prochaine, commotion, l'identification avec les autres, les craintes, les peurs et indignation. Signaler ce que vous étiez capable de sentir lors de la visualisation des scènes. Qu'est-ce qui vous fait sentir plus humain?
Meditation 16: Arbeiten Sie mit Ihren Gefühlen des Mitleids, der Liebe zum nächsten sehen, Aufruhr, Identifikation mit anderen, Ängste, Befürchtungen und Empörung. Berichten, was Sie in der Lage bei der Anzeige von Szenen zu spüren waren. Was macht Sie menschlich fühlen?
Meditation 16: Work with your feelings of compassion, attention to look next, commotion, identification with others, fears, fears and indignation. Report what you were able to feel when viewing scenes. What makes you feel more human?
Meditação 16: Trabalhe com seus sentimentos de compaixão, atenção ao olhar do próximo, comoção, identificação com o próximo, medos, temores e indignação. Relate o que foi capaz de sentir ao visualizar as cenas. O que te faz sentir mais humano?


Méditation 17: Travailler avec le contraste de l'élément cognitive dans votre vie. Vous seriez une personne avec trop d'argent, trop de dettes et les problèmes? Ou comment peu d'argent, peu de dettes et pas de problème? Qu'est-ce que l'argent pour vous? Quelque chose de sale ou mondain? Ou essentiel de vos progrès? Pour être heureux, vous devez pratiquer avoir ou percevoir quelque chose de positif en vous-même et les autres?
Meditation 17: Arbeiten mit dem Kontrast der kognitiven Element in Ihrem Leben. Sie würden eine Person mit zu viel Geld, zu viele Schulden und Probleme sein? Oder wie wenig Geld, wenig Schulden und kein Problem? Was ist Geld für Sie? Etwas verschmutzt oder banal? Oder wesentlich für den Fortschritt? Um glücklich müssen Sie üben oder wahr etwas Positives in sich selbst und andere sein?
Meditation 17: Work with the contrast of cognitive element in your life. You would be a person with too much money, too much debt and problems? Or how little money, little debt and no problem? What is money for you? Something dirty or mundane? Or essential to your progress? To be happy you must practice have or perceive something positive within yourself and others?
Meditação 17: Trabalhe com o elemento cognitivo de contraste em sua vida. Você desejaria ser uma pessoa com muito dinheiro, muitas dívidas e problemas? Ou como pouco dinheiro, poucas dívidas e nenhum problema? O que representa o dinheiro para você? Algo sujo ou mundano? Ou essencial para seu progresso? Para ser feliz você deve praticar o ter ou perceber algo positivo dentro de si e dos outros?




Méditation 18: Travailler avec l'élément cognitif pour élever extermos Unis entre joie et tristesse, entre le rire et pleurer, entre le juste et l'injuste. Tout écrire dans votre horaire pour votre auto.
Meditation 18: Arbeiten mit der kognitiven Element zur Erhöhung extermos besagt zwischen Freude und Trauer, zwischen Lachen und Weinen, zwischen dem Gerechten und Ungerechten. Schreiben Sie alles in Ihren Zeitplan für sich selbst.
Meditation 18: Work with the cognitive element for raising extermos states between joy and sadness, between laughter and crying, between the just and the unjust. Write everything in your schedule for your self.
Meditação 18: Trabalhe com o elemento cognitivo de se elevar a estados extermos entre a alegria e a tristeza, entre o riso e o choro, entre o justo e o injusto. Escreva tudo na sua agenda para seu autoconhecimento.


Méditation 19: Travailler avec l'élément contenait la peur dans votre esprit. Découvrez ce que leurs pires craintes. Ce est l'attente de l'inattendu? Ce est la mort? Ce est la souffrance? Ce est la douleur? Ce est l'agonie. Et notez tout sur son ordre du jour.
Meditation 19: Arbeiten mit dem Element enthalten ist Angst im Kopf. Finden Sie heraus, was ihre schlimmsten Befürchtungen. Es ist die Erwartung des Unerwarteten? Es ist der Tod? Es ist das Leiden? Es ist der Schmerz? Es ist die Qual. Und notieren Sie alles, was auf der Tagesordnung.
Meditation 19: Work with the element contained fear in your mind. Find out what their worst fears. It is the expectation of the unexpected? It is death? It is the suffering? It's the pain? It is the agony. And write down everything on its agenda.
Meditação 19: Trabalhe com o elemento medo contido em sua mente. Descubra quais são os seus piores temores. É a expectativa do inexperado? É a morte? É o sofrimento? É a dor? É a agonia. E anote tudo em sua agenda.




Méditation 20: Il est encore capable d'aimer quelqu'un d'autre? Prenez ce temps pour travailler votre esprit avec le concept de l'amour sauvé de leurs souvenirs pour ce que vous croyez vraiment ce est l'amour. Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 20: Es ist immer noch in der Lage, jemanden zu lieben? Nutzen Sie diese Zeit, Ihren Verstand mit dem Konzept der Liebe von ihren Erinnerungen gerettet zu arbeiten, was Sie wirklich glauben, was Liebe ist. Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 20: It is still able to love someone else? Take this time to work your mind with the concept of love rescued from their memories for what you truly believe what is love. Type in your schedule your prints.
Meditação 20: Ainda é capaz de amar outra pessoa? Aproveite este momento para trabalhar sua mente com o conceito de amor resgatado de suas memórias para o que você verdadeiramente acredita o que seja o amor. Escreva em sua agenda suas impressões.


Méditation 21: Travaillez avec votre émotionnel. Dans quelles situations trouvez-vous laisser votre prédisposition à la normale? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 21: Arbeiten Sie mit Ihren emotionalen. In welchen Situationen Sie Ihre normale Veranlagung zu verlassen finden? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 21: Work with your emotional. In what situations do you find predisposition to leave your normal? Type in your schedule your prints.
Meditação 21: Trabalhe com seu emocional. Em que situações você encontra predisposição para sair do seu normal? Escreva em sua agenda suas impressões.



Méditation 22: Travaillez avec votre côté rationnel humaine. Dans quelles situations trouvez-vous prédisposition aider les autres dans les choses de tous les jours? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 22: Arbeiten Sie mit Ihren menschliche rationale Seite. In welchen Situationen Sie Veranlagung damit anderen alltäglichen Dingen finden? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 22: Work with your human rational side. In what situations do you find predisposition help others in everyday things? Type in your schedule your prints.
Meditação 22: Trabalhe com seu lado racional humano. Em que situações você encontra predisposição auxiliar o próximo nas coisas do cotidiano? Escreva em sua agenda suas impressões.



Méditation 23: Travailler avec vos attentes et la réalité des choses que les plans de votre vie. Quand souhaitez-vous faire de vos attentes et tout à fait fausse votre réalité? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 23: Arbeiten Sie mit Ihren Erwartungen und Realität mit Dingen, die für Ihr Leben plant. Wann würden Sie Ihre Erwartung zu erhöhen und deine Realität ganz verzerrt? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 23: Work with your expectation and reality with things that plans for your life. When would you raise your expectation and quite distorts your reality? Type in your schedule your prints.
Meditação 23: Trabalhe com sua expectativa e realidade com as coisas que planeja para sua vida. Em que situações você eleva bastante sua expectativa e falseia sua realidade? Escreva em sua agenda suas impressões.



Méditation 24: Êtes-vous en mesure d'accepter de l'aide pour répondre? Fierté laisser votre temps psyché après le temps? Il est capable de reconnaître les erreurs et les fautes? Il est capable de se lever et augmenter? Quelle est la puissance de la pensée que vous déplace? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 24: Sind Sie in der Lage, Hilfe anzunehmen zu treffen? Stolz lassen Sie Ihre Seele von Zeit zu Zeit? Es ist in der Lage, die Fehler und Irrtümer zu erkennen? Es ist in der Lage, aufzustehen und leventar? Was ist die Kraft der Gedanken, die Sie bewegt? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 24: Are you able to accept help to meet? Pride letting your psyche time after time? It is able to recognize the errors and mistakes? It is able to stand up and raise? What is the power of thought that moves you? Type in your schedule your prints.
Meditação 24: Você é capaz de aceitar ajuda para se encontrar? O orgulho abastece sua psique muitas vezes seguidas? É capaz de reconhecer os erros e enganos? É capaz de se erguer e levantar? Qual a força do pensamento que te move? Escreva em sua agenda suas impressões.




Méditation 25: Avez-vous déjà découvrir l'essence aux préjugés dans leur pensée? Quelle est la puissance de la pensée que vous déplace? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 25: Haben Sie jemals das Wesen verwurzelt Vorurteile zu entdecken in ihrem Denken? Was ist die Kraft der Gedanken, die Sie bewegt? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 25: Have you ever discover the essence of entrenched prejudice in their thinking? What is the power of thought that moves you? Type in your schedule your prints.
Meditação 25: Já parou para descobrir a essência do preconceito enraizado em seu pensamento? Qual a força do pensamento que te move? Escreva em sua agenda suas impressões.


Méditation 26: Vous pouvez reconnaître les valeurs dans les autres êtres qui partagent l'environnement? Quelles sont ces valeurs? Il est capable de rencontrer d'autres gens comme votre désir de vous satisfaire? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 26: Sie können die Werte in den anderen Wesen, die Umwelt zu teilen erkennen? Was sind diese Werte? Es ist in der Lage, anderen Menschen wie Sie Ihren Wunsch, sich selbst zu befriedigen treffen? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 26: You can recognize values in the other beings who share the environment? What are these values? It is able to meet other people like your desire to satisfy yourself? Type in your schedule your prints.
Meditação 26: Você é capaz de reconhecer valores nos outros seres que compartilha o ambiente? Que valores são esses? É capaz de satisfazer outras pessoas como a teu desejo de satisfazer a si mesmo? Escreva em sua agenda suas impressões.



Méditation 27: Comment est le conflit intérieur de vous? Il est capable de se propager à travers le monde? Vous êtes en mesure de contenir? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 27: Wie wird der Konflikt in dir? Er ist in der Lage, auf der ganzen Welt zu verbreiten? Sie sind in der Lage, enthalten? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 27: How is the conflict within you? He is able to spread around the world? You are able to contain? Type in your schedule your prints.
Meditação 27: Como é o conflito dentro de você? Ele é capaz de se alastrar pelo mundo? Você é capaz de se conter? Escreva em sua agenda suas impressões.


Méditation 28: Qu'est-ce que cela signifie pour la mort? Il représente un obstacle dans votre vie? Ce que vous pouvez faire pour surmonter ce passage? Que peut faire pour surmonter le décès d'êtres chers? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 28: Was es für den Tod bedeuten kann? Es stellt eine Barriere in Ihrem Leben? Was Sie tun können, um diese Passage zu überwinden? Was kann tun, um das Hinscheiden geliebter Menschen zu überwinden? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 28: What it Means for death? It represents a barrier in your life? What you can do to overcome this passage? What can do to overcome the passing of loved ones? Type in your schedule your prints.
Meditação 28: Qual o seu significado para a morte? Ela representa uma barreira em sua vida? O que você é capaz de fazer para superar esta passagem? O que é capaz de fazer para superar a passagem daqueles que ama? Escreva em sua agenda suas impressões.


Méditation 29: Quelle est votre sens d'une personne comme une référence dans votre vie? Vous êtes capable de regarder à l'intérieur et de réaliser maintenant? Qu'est-ce que vous vous aider maintenant? Vous êtes en mesure de renouveler l'image et à la ressemblance de quelqu'un dans leur sens de neurones-vous être? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 29: Was ist deine Bedeutung einer Person als Referenz in Ihrem Leben? Sie können nach innen zu schauen und jetzt zu verwirklichen? Was siehst du dich jetzt helfen? Sie sind in der Lage, das Bild und Gleichnis jemand in ihrem neuronalen Sinne der du gerne zu verlängern? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 29: What is your meaning of a person as a reference in your life? You are able to look inside and realize now? What do you help yourself now? You are able to renew the image and likeness of someone in their neural senses do you look up to? Type in your schedule your prints.
Meditação 29: Qual o seu significado de uma pessoa como referência em sua vida? Você é capaz de olhar para dentro agora e se perceber? Você é capaz de ajudar a si mesmo agora? Você é capaz de se renovar a imagem e semelhante de alguém em que seus sentidos neurais fazem você se espelhar? Escreva em sua agenda suas impressões.



Méditation 30: Quelle est votre idéalisation au paradis? Ne sera jamais traversé l'esprit que le paradis est la maison où vous vivez? Qu'attendez-vous de trouver au paradis? Ses œuvres? Vous-même? Ou un achevés objectif? Tapez dans votre calendrier vos impressions.
Meditation 30: Was ist Ihre Idealisierung ins Paradies? Nie gekreuzt Ihre Meinung, dass das Paradies ist die Heimat, wo Sie leben? Was erwarten Sie, im Paradies zu finden? Seine Werke? Sich selbst? Oder eine abgeschlossene Ziel? Geben Sie in Ihrem Zeitplan Ihrer Ausdrucke.
Meditation 30: What is your idealization to paradise? Will never crossed your mind that paradise is home where you live? What do you expect to find in paradise? His works? Yourself? Or a completed goal? Type in your schedule your prints.
Meditação 30: Qual a sua idealização para o paraíso? Será que nunca passou pela sua cabeça que o paraíso é o lar onde você habita? O que espera encontrar no paraíso? Suas obras? Você mesmo? Ou um objetivo concluído? Escreva em sua agenda suas impressões.


Max Diniz Cruzeiro

Clinical neuroscientist

Psychopedagogists Clinical and Business




01


Free donwload

[-----][-----]

Uma demência ativada por estresse que deu origem ao site LenderBook. Parte inicial da tragetória do escritor Max Diniz Cruzeiro que saiu da condição de paciente para profissional da área de saúde Mental.

Dementia activated by stress which led to the site LenderBook. Initial part of the trajectory of the writer Max Diniz Cruzeiro condition that left the patient to professional in the field of Mental Health.

Demenz, die durch Stress, der auf die Website geführt LenderBook aktiviert. Anfangsteil der Flugbahn des Schriftstellers Max Diniz Cruzeiro Bedingung, dass der Patient Profi auf dem Gebiet der geistigen Gesundheit verlassen.



2


INSAUT TOP



O uso do Neuromarketing como instrumentação para influenciar a tomada de decisão do consumidor para a ação de compras de produtos.



3


INSAUT TOP



Collections is an interactive game that involves internet and television in which contestants risk guesses to set the elements more or less coincident number of guesses for a 24-hour cycle, in which collections of random elements are presented to all competitors that they can risk for a result that lead to the maximum score to compete for prizes in a television program.

The right of this project is protected by the Copyright Law. If any broadcaster wishing to implement the idea must pay 5% of the transaction volume. Proposals received by email contato@lenderbook.com

Our projects help people who wish to integrate an educational process. If you are interested in assisting in this negotiation we are willing to pass on 0.5% of collected negotiating for their effort in getting a partner for LenderBook.

Collections é um game interativo que envolve internet e televisão em que os competidores arriscam palpites para acertar os elementos de maior ou menor número coincidente de palpites durante um ciclo de 24 horas, em que coleções de elementos aleatórios se apresentam para todos os competidores para que eles possam arriscar por um resultado que os conduzam ao máximo de pontuação para concorrer a prêmios em um programa de televisão.

O direito deste projeto está protegido pela lei do Copyright. Caso alguma emissora de TV deseje implementar a ideia deverá pagar 5% sobre o volume de transações. Recebemos propostas pelo e-mail contato@lenderbook.com

Nossos projetos auxiliam pessoas que desejam integrar a um processo educacional. Caso você tenha interesse em nos auxiliar nesta negociação estamos dispostos a repassar 0,5% da negociação arrecadada pelo seu esforço em conseguir um parceiro para a LenderBook.

Author: Max Diniz Cruzeiro



4


INSAUT TOP



Com este arquivo você poderá calcular o valor do seu pensamento e aprofundar o conhecimento interior que você tem de si mesmo. Como também utilizar para processos de tomada de decisão pessoal ou organizacional para o mundo dos negócios.É um sistema flexível e completo com 208 parâmetros de avaliação de uma proposição. Permita se conhecer e evolua!

With this file you can calculate the value of your thinking and deepen the inner knowledge that you have of yourself. Also, use for making processes personal or organizational decision for the business world. It is a flexible and completed system with 208 parameters for evaluation of a proposition. Allow meet and evolve!

Mit dieser Datei können Sie den Wert Ihres Denkens berechnen und vertiefen die innere Wissen, dass Sie von sich selbst haben. Verwenden Sie auch für Prozesse persönlichen oder organisatorischen Entscheidung für die Geschäftswelt. Es ist eine flexible und vollendete System mit 208 Parameter für die Bewertung einer Aussage. Lassen Sie treffen sich und entwickeln!

Con este archivo se puede calcular el valor de su pensamiento y profundizar en el conocimiento interior que tienes de ti mismo. Asimismo, el uso de los procesos de toma de decisiones personales o de organización para el mundo de los negocios. Se trata de un sistema flexible y completado con 208 parámetros para la evaluación de una proposición. Permitir conocer y evolucionar!

5


INSAUT TOP

IsabelClicks.com





6


INSAUT TOP



Inclua também seu Link e seja pontuado pelos internautas em seu Capital Social

O sistema apenas aceita letras e números do idioma português!

Cada campo pode ser preenchido com até 500 caracteres!

Sistema com múltiplas formas de consulta!

Caracteres especiais como: ? ! . , ] ( ' " @ + * / & $ % # não são aceitos no campo de busca ou texto.

Agradecemos a comunidade LenderBook por valorizar nosso trabalho!!! INSAUT TOP

8


Livro de VisitasLivro de OpiniãoLivro de Reputação
Instruções de Uso
Mapa Mental Aprendizagem RápidaAprendizagem Completa




Organizando Informações para melhor Servi-lo.

Contribua na partilha do conhecimento! 9


INSAUT TOP

Que tipo de assunto que você gostaria de ser avisado para novas publicações no Lenderbook?

Tags

E-mail

Que tipo de produto que você gostaria de ser avisado quando a LenderBook encontrar promoções?

Tags

E-mail

Business people have products on sale register your email and the product thus: Promotion product name. We will contact you to defend the interests of our users. Each product marketed by our system as we receive 1% commission of the sale value. Remember that 20% of our revenue is donated for scholarships among our users.

Empresários que tiverem produtos em promoção registre seu e-mail e o produto desta forma: Promoção nome do produto. Nós entraremos em contato para defender os interesses de nossos usuários. Cada produto comercializado pelo nosso sistema recebermos como comissão 1% do valor de venda. Lembramos que 20% de nosso faturamento é destinado a doação de bolsas de estudo entre nossos usuários.





ANUNCIE SEU MP3 POR R$ 3 CENTAVOS A AUDIÇÃO
lenderbook@gmail.com
Anúncios - clique na imagem para ouvir

Anúncios oortbook.com

Concurso oortbook.com

Produtora Gemini 3

Oort® - Organização e Ordenação de Registros Textuais
Um trabalho da Empresa LenderBook para a marca OortBook®


10


INSAUT TOP

ADIÇÃO (07/DEZ/2014) NO SITE LenderBook

INSAUT MATERIAL DA LENDERBOOK



PRÓXIMA PROGRAMAÇÃO DO MOVIMENTO ARTÍSTICO DA PERCEPÇÃO OU COGNIÇÃO NA MADRUGADA DE SEXTA PARA SÁBADO: 13 DE DEZEMBRO DE 2014

Exposição Alcorão - Filhos da Luz

(Na Percepção Cognitiva do Infiel Max Diniz Cruzeiro)

Surata: 1; 3; 5; 8; 9; 10; 12; 14; 17; 18



Abertura da Exposição de Arte do Movimento da Percepção e Cognição.

12/12/2014

Em respeito à educação durante o desenvolvimento do projeto evitou-se o consumo de carne de porco e sexo. Em obediência aos preceitos da palavra.

Este trabalho objetiva informar e contribuir para o desenvolvimento humano. Qualquer outra interpretação não procede com nosso objetivo.

Surah one

Surata um



The pot was already sealed

O pote já foi selado





1 In the name of God, Most Gracious, Most Merciful.

2 Praise be to Allah, Lord of the Universe,

3 Gracious, Most Merciful,

4 Sovereign of the Day of Judgment.

5 Only to You we worship, and Thine aid we seek for!

6 Guide us to the straight path,

7 In the path of those who bestow, not to the abhorred, nor of those who go astray.



1 Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

2 Louvado seja Deus, Senhor do Universo,

3 Clemente, o Misericordioso,

4 Soberano do Dia do Juízo.

5 Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos ajuda!

6 Guia-nos à senda reta,

7 à senda dos que agraciaste, não à dos abominados, nem à dos extraviados.

The pot is already empty

O pote já está vazio

Sura 1 to Cognitive Method

1 On behalf of the principles of oneness of life, the perception of what is Fair and Sobriety.

2 Welcome to all who walk by the sense of unity in the universal effort,

3 Of Justice and Sobriety,

4 man conscious of his acts.

5 Only through consciousness will draw the act!

6 Guide us for Integrity,

7 In view of what is right, no uncertainties, no deviations of consciousness



Surata 1 pelo Método Cognitivo

1 Em nome dos princípios de Unicidade da vida, na percepção do que é Justo e Sensato.

2 Bem-vindos a todos que caminham pelo sentido de união, no esforço universal,

3 Da Justiça e a Sensatez,

4 Homem consciente dos seus atos.

5 Só por meio da consciência recorreremos pelo agir!

6 Guia-nos pela Integridade,

7 Na visão do que é certo, não das incertezas, nem dos desvios da consciência.







The second seal opens

O Selo segundo será aberto



1 Alef, Lam, Mim.(134)

1 Atenção, Foco e Memória.

2 Deus! Não há mais divindade além d’Ele, o Vivente, o Subsistente.

2 União! Não há nada mais expressivo do que Ela, a Verdade, o Palpável.

3 Ele te revelou (ó Mohammad) o Livro (paulatinamente) com a verdade corroborante dos anteriores, assim como havia revelado a Tora e Evangelho(135),

3 Ela é revelada na expressão do pensamento dos sábios gradativamente com a verdade em sintonia com o passado, assim se constrói o pensamento revelado pelo Tora e Evangelho,



4 Anteriormente, para servir de orientação aos humanos, e relevou ainda o Discernimento. Aqueles que negarem os versículos de Deus, sofrerão um severo castigo, e Deus é Punidor, Poderosíssimo.

4 Anteriormente, para servir de orientação aos humanos, fruto do discernimento. Aqueles que se mantiverem isolados, tenderão à incompreensão dos seus próprios atos, pois a sociedade não tolera, a vontade do indivíduo sobre o pensamento coletivo Justo.

5 De Deus nada se oculta, tanto na terra como nos céus.

5 Do olhar atento do Povo nada se oculta, tanto na terra como nos céus.

6 Ele é Quem vos configura nas entranhas, como Lhe apraz. Não há mais divindades além d’Ele, o Poderoso, o Prudentíssimo.

6 Ele é Quem gera o entendimento, como as coisas devem fluir. Não há nada que sobreponha Seu poder, Sua Manifestação de sabedoria.



7 Ele foi Quem te revelou o Livro; nele há versículos fundamentais, que são a base do Livro(136), havendo outros alegóricos. Aqueles cujos abrigam a dúvida, seguem os alegóricos, a fim de causarem dissensões, interpretando-os capciosamnte. Porém, ninguém, senão Deus, conhece a sua verdadeira interpretação. Os sábios dizem: Cremos nele (o Alcorão); tudo emana do nosso Senhor. Mas ninguém o admite, salvo os sensatos.

7 A vontade de transformação do Povo canaliza a energia para revelação do Livro; nele há orientações expressas, que são a base do Livro, havendo outras exemplificativas. às que permitem mais de uma interpretação (discricionárias), seguem o modelo exemplificativo, a fim de ser um pensamento amplo multilinear, interpretando-os de acordo com os atributos internos de cada pessoa. Porém, ninguém, senão a União, conhece a sua verdadeira interpretação. Os sábios dizem: Que sobre este livro é manifesta a verdade; a essência do ensinamento provém de suas palavras expressas ou exemplificativas. Mas os sensatos irão seguir o que ele informam como pensamento unificador.

8 (Que dizem:) ó Senhor nosso, não desvies os nossos corações, depois de nos teres iluminados, e agracia-nos com a Tua Misericórdia, porque Tu és o Munificiente por excelência.

8 Parágrafo único § Pelo poder conferido da União do povo, que nossa intenção fique aqui consagrada, depois de nossas reflexões serem transcritas, e nos transmita sabedoria para o contínuo entendimento debaixo do que foi transcrito, pelo povo que é unânime por natureza.

9 ó Senhor nosso, Tu consagrarás os humanos para um dia indubitável. E Deus não faltará com a promessa.

9 Ao nosso Povo, O poder na forma humana seja incontestável. E o povo não faltará com a promessa de seguir seus normas.



10 Quanto aos incrédulos, nem as suas riquezas, nem os seus filhos, de nada lhes servirão ante Deus, e serão combustível do inferno.

10 Quanto aos que não seguirem as normas, nem as suas riquezas, nem os seus filhos, de nada servirão para a nação, e serão ignorados pela massa (povo).

11 Terão a mesma sorte do povo do Faraó e dos seus antecessores, que desmentiram os Nossos versículos; porém, Deus os castigou por seus pecados, porque Deus é Severíssimo na punição.

11 Terão a mesma sorte do povo Egípcio e os seus antecessores, que não colocaram um status de afirmação de nossas leis; porém, a Sabedoria popular irá castigar as suas hostilidades, porque emana do Povo o poder.

12 Dize (ó Profeta) aos incrédulos: Sereis vencidos e congregados para o inferno. Que funesto leito!(137)

12 Nota as outras nações: Sereis vencidos e condenados a sua ruína. Que seus impérios caiam no leito! (Se referindo a rivalidade entre as nações que não outorgarem a constituição)





13 Tivestes um exemplo nos dois grupos(138) que se enfrentaram: um combatia pela causa de Deus e outro, incrédulo, via com os seus próprios olhos o (grupo) fiel, duas vezes mais numeroso do que na realidade o era; Deus reforça, com Seu socorro, quem Lhe apraz. Nisso há uma lição para os que têm olhos para ver.

13 Observem o exemplo da batalha de Badr na área de conflito: os combatentes de nossa causa e a outra nação duas vezes mais numerosa; O reforço popular deu socorro para ajudar nossas tropas. Nisso há um ensinamento para ser focado na memória.

14 Aos homens foi abrilhantado o amor à concupiscência(139) relacionada às mulheres, aos filhos, ao entesouramento do ouro e da prata, aos cavalos de raça, ao gado e às sementeiras. Tal é o gozo da vida terrena; porém, a bem-aventurança está ao lado de Deus.

14 Como recompensa aos soldados vitoriosos o reconhecimento de suas famílias e dinheiro, objetos de desejo, alimentos e fartura. Tamanha a gratidão da nação por estes bravos guerreiros em nome do povo.

15 Dize (ó Profeta): Poderia anunciar-vos algo melhor do que isto? Para os que temem a Deus haverá, ao lado do seu Senhor, jardins, abaixo dos quais correm rios, onde morarão eternamente, junto a companheiros puros, e obterão a complacência de Deus, porque Deus é observador dos Seus servos,

15 Nota: Poderia haver manifestação popular melhor do que esta? Para os que respeitam o Povo e seus Governantes, jardins, abaixo dos quais correm rios, onde poderão ficar por toda a vida, junto de suas esposas, sobre a proteção do povo, porque Ele é observador dos que estão sobre sua guarda,



16 Que dizem: ó Senhor nosso, cremos! Perdoa os nossos pecados e preserva-nos do tormento infernal.

16 Que hão de dizer agradecidos: que confiamos na estrutura popular! Perdoem nossos atos falhos e nos preservem da nossa privação de sentido material.

17 São perseverantes, verazes, consagrados (a Deus), caritativos, e nas horas de vigília imploram o perdão a Deus.

17 Sejam perseverantes em seu propósito, ordeiros, dignos perante o povo, prestativos, e nas horas difíceis implorem o perdão de suas faltas, caso houver infringido alguma lei, ao povo, que é guardião da constituição.

18 Deus dá testemunho de que não há mais divindade além d’Ele; os anjos e os sábios O confirmam Justiceiro; não há mais divindades além d’Ele, o Poderoso, o Prudentíssimo.

18 O povo será guardião do que foi estabelecido como regra a ser seguida; aqueles que são justos, dignos e corretos em seu modo de agir que sirvam como guia da justiça; não há ninguém acima dos representantes do povo, que este último é soberano.





19 Para Deus a religião é o Islam. E os adeptos do Livro só discordaram por inveja, depois que a verdade lhes foi revelada. Porém, quem nega os versículos de Deus, saiba que Deus é Destro em ajustar contas.

19 Para o Povo fusionar a força interior é necessário a Sabedoria. E os adeptos do Livro só discordaram por inveja (manifestação da incompreensão do sentido), depois que as verdade foi transcrita. Porém, quem nega as normas contidas na constituição, saiba que o povo não tarda em ajustar o sofrimento e a opressão.

20 E se eles discutirem contigo (ó Mohammad), dize-lhes: Submeto-me a Deus, assim como aqueles que me seguem! Pergunta aos adeptos do Livro e aos iletrados(140): Tornai-vos-ei muçulmanos? Se se tornarem encaminhar-se-ão; se negarem, sabe que a ti só compete a proclamação da Mensagem. E Deus é observador dos Seus servos.

20 E se eles discutirem com os mais sábios, dizendo-lhes; “Submeto ao povo sua vontade, assim como aqueles que me dêem a oportunidade de representá-los! Faça questionamento aos que seguirem a constituição: São de fato merecedores de serem parte de nossa nação? Se a resposta do compromisso for SIM, serão empossados, caso negativo, será o seu desejo de não nos representar obedecido. E o Povo será observador dos empossados pela observação dos eleitores.

21 Alerta aqueles que negam os versículos de Deus, assassinam iniquamente os profetas e matam os justiceiros, dentre os homens(141), de que terão um doloroso castigo.

21 Alerta aqueles que negam as leis do Povo, que matam nossos governantes e matam nossos policiais, estas pessoas, serão presas e castigadas.



24 E ainda disseram: O fogo infernal não nos atingirá, senão por alguns dias. Suas próprias invenções os enganaram, em sua religião.

24 E ainda disseram: Que jamais participariam de nossa constituição, e apenas participariam quando oprimidos. Seus projetos de levante caíram por terra.

25 Que será deles, quando os congregarmos, no Dia Indubitável, em que cada alma será recompensada segundo o seu mérito, e não será defraudada?

25 O Povo assume o compromisso de se unir contra os separatistas, no Dia da Outorga da Carta Magma, em que cada ser humano será recompensado por este protocolo de intenções segundo o seu mérito, e não será em hipótese alguma contestado?

26 Dize: ó Deus, Soberano do poder! Tu concedes a soberania a quem Te apraz e a retiras de quem desejas; exaltas quem queres e humilhas a Teu belprazer. Em Tuas mãos está todo o Bem(143), porque só Tu és Onipotente.

26: Nota de compromisso: ó Povo, Soberano do poder! Tu concedes a soberania a quem Te segue e a retiras de quem desejas; exaltas quem queres e humilhas a Teu bom prazer. Em Tuas mãos está todo o Bem, porque só Tu és Onipotente.

27 Tu inseres a noite no dia e inseres o dia na noite(144); extrais o vivo do morto e o morto do vivo(145), e agracias imensuravelmente a quem Te apraz.

27 O Povo é capaz de guardar seu desenvolvimento diário; extrair a essência de tudo o que é vivo e morto, e agradecer imensamente a tudo que lhe é gerado em termos de benefício.





28 Que os fiéis não tomem por confidentes os incrédulos, em detrimento de outros fiéis. Aqueles que assim procedem, de maneira alguma terão o auxílio de Deus, salvo se for para vos precaverdes e vos resguardardes. Deus vos exorta a d’Ele vos lembrardes, porque para Ele será o retorno.

28 Que os cidadãos não tomem as orientações dos revoltosos, como se fossem cidadãos dignos. Aqueles que assim procedem, de maneira alguma terão o auxílio da nação, salvo se for para ter sua precaução e salvaguarda. O povo reconhecerás e lembrarás, porque para Ele seu ato de guarda da nossa constituição será recomensada.

29 Dize: Quer oculteis o que encerram os vossos corações, quer o manifesteis, Deus bem o sabe, como também conhece tudo quanto existe nos céus e na terra, porque é Onipotente.

29 Preceito: Caso esconda a não observância da lei, por manifestação, o Povo, como também conhece tudo quanto existe nos céus e na terra, será seu guardião.

30 No dia em que cada alma se confrontar com todo o bem que tiver feito e com todo o mal que tiver cometido, ansiará para que haja uma grande distância entre ela e ele (o mal). Deus vos exorta a d’Ele vos lembrardes, porque Deus é Compassivo para com os Seus servos.

30 No dia em que cada alma se confrontar com todo o bem que tiver feito e com todo o mal que tiver cometido, ansiará para que haja uma grande distância entre ela e ele (o mal). O Povo gloria os justos lembrando de suas atitudes, porque o Povo é compassivo para com seus cidadãos (visto de uma forma individualizada em que se somam feitos).

31 Dize: Se verdadeiramente amais a Deus, segui-me; Deus vos amará e perdoará as vossas faltas, porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

31 Nota: Se verdadeiramente amais ao Povo, segue o ordenamento jurídico; O Povo vos amará e perdoará as vossas faltas, porque o Povo sabe perdoar e justo.

32 Dize: Obedecei a Deus e ao Mensageiro! Mas, se se recusarem, saibam que Deus não aprecia os incrédulos.

32 Nota: Obedecei ao Povo e a quem guardar a lei. Mas, se houver recusa, sabe que o Povo não aprecia os traidores.



33 Sem dúvida que Deus preferiu Adão, Noé, a família de Abraão e a de Imran, aos seus contemporâneos,

33 Sem dúvida que O Povo preferiu Adão, Noé, a família de Abraão e a de Imran, aos seus contemporâneos,

34 Famílias descendentes umas das outras, porque Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.

34 Famílias descendentes umas das outras, porque o Povo possui presença sensorial sobre os indivíduos, e sua conduta representa a sabedoria.

35 Recorda-te de quando a mulher de Imran disse: ó Senhor meu, é certo que consagrei a ti, integralmente, o fruto do meu ventre; aceita-o, porque és o Oniouvinte, o Sapientíssimo.

35 Recorda-te de quando a mulher de Imran disse: ó Senhor meu, é certo que consagrei a ti, integralmente, o fruto do meu ventre; aceita-o, porque és o Oniouvinte, o Sapientíssimo. (visão integrada da percepção humana para a energia somática emanada da vontade fusionada do povo).

36 E quando concebeu, disse: ó Senhor meu, concebi uma menina. Mas Deus bem sabia o que eu tinha concebido, e um macho não é o mesmo que uma fêmea. Eis que a chamo Maria; ponho-a, bem como à sua descendência, sob a Tua proteção, contra o maldito Satanás.

36 E quando concebeu, disse: ó Senhor meu, concebi uma menina. Mas Deus bem sabia o que eu tinha concebido, e um macho não é o mesmo que uma fêmea. Eis que a chamo Maria; ponho-a, bem como à sua descendência, sob a Tua proteção, contra o maldito Satanás. (Satanás é a representação folclórica da época para as emanações sensoriais que partiam do povo ao emanarem vibrações negativas obrigando pessoas a consumir pensamentos hediondos contrários à vontade do indivíduo.)

37 Seu Senhor a aceitou benevolentemente e a educou esmeradamente, confiando-a a Zacarias. Cada vem que Zacarias a visitava, no oratório, encontrava-a provida de alimentos, e lhe perguntava: ó Maria, de onde te vem isso? Ela respondia: De Deus!, porque Deus agracia imensuravelmente quem Lhe apraz.

37 O Estado aceitou com grado o benefício da educação para o povo, confiando a responsabilidade a Zacarias. Bem como fazer diligências, colher testemunhos, provir o povo de alimentos e afirmar ao comum a origem do benefício. O povo grato correspondia com uma satisfação incalculável a tutela do estado.

38 Então, Zacarias rogou ao seu Senhor, dizendo: ó Senhor meu, concede-me uma ditosa descendência, porque és Exorável, por excelência(146). 38 Então, a administração de Zacarias foi agraciada com a transição por várias gerações como status de governante (representante do povo) 39 Os anjos o chamaram, enquanto rezava no oratório, dizendo-lhe: Deus te anuncia o nascimento de João, que corroborará o Verbo de Deus, será nobre, casto e um dos profetas virtuosos. 39 Os justos e mais humildes o chamaram, enquanto fazia as diligências, dizendo-lhe: O Povo te anuncia que projetamos a vinda de um virtuoso cujo nome será João, que contribuirá para a expressão do Povo, será nobre, casto e um dos Verbos virtuosos.

40 Disse: ó Senhor meu, como poderei ter um filho, se a velhice me alcançou a minha mulher é estéril? Disse-lhe (o anjo): Assim será. Deus faz o que Lhe apraz. 40 Nota do discurso: Povo meu, como poderei ter um filho, se na velhice me alcançou e minha mulher é estéril? Disse-lhe um humilde e justo: Assim será. O poder da vontade idealizada do Povo acionará o consciente coletivo para manifestar a vontade do Povo. (Fé)

41 Disse: ó Senhor meu, dá-me um sinal. Asseverou-lhe (o anjo): Teu sinal consistirá em que não fales com ninguém durante três dias, a não ser por sinais. Recorda-te muito do teu Senhor e glorifica-O à noite e durante as horas da manhã.

41 Nota do discurso: “Povo meu, dá-me um sinal. Asseverou-lhe um popular humilde e justo: Teu sinal consistirá em que não fales com ninguém durante três dias, a não ser por sinais. Recorda-te muito do teu Povo e glorifica-O à noite e durante as horas da manhã.

42 Recorda-te de quando os anjos disseram: ó Maria(147), é certo que Deus te elegeu e te purificou, e te preferiu a todas as mulheres da humanidade!

42 Recorda-te de quando os humildes disseram: “ó Maria, é certo que Deus te elegeu e te purificou, e te preferiu a todas as mulheres da humanidade!” (concepção da manifestação do consciente coletivo na forma de personificação da vontade cognitiva do povo; forma de perceber o fenômeno fé agindo dentro de cada pessoa quanto ao efeito de somar energia quântica).

43 ó Maria, consagra-te ao Senhor! Prostra-te e genuflecte, com os genuflexos!

43 Continuação do discurso: ó Maria, consagra-te perante o Povo! Abaixe-se e te excite com os reflexos de teu consciente para gerar a concepção!

44 Estes são alguns relatos do incognoscível, que te revelamos (ó Mensageiro). Tu não estavas presente com eles (os judeus) quando, com setas, tiravam a sorte para decidir quem se encarregaria de Maria; tampouco estavam presentes quando rivalizavam entre si.

44 Estes são alguns relatos do incognoscível, que te revelamos (ó Mensageiro). Tu não estavas presente com eles (os judeus) quando, com setas, tiravam a sorte para decidir quem se encarregaria de Maria; tampouco estavam presentes quando rivalizavam entre si.

45 E quando os anjos disseram: ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias(148), Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus.

45 E quando os humildes e justos disseram: “ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias(148), Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus”.



45 E quando os anjos disseram: ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias(148), Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus.

45 E quando os humildes e justos disseram: “ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias(148), Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus”.

46 Falará aos homens, ainda no berço, bem como na maturidade, e se contará entre os virtuosos(149).

46 Falará aos homens, ainda no berço, bem como na maturidade, e se contará entre os virtuosos.

47 Perguntou: ó Senhor meu, como poderei ter um filho, se mortal algum jamais me tocou? Disse-lhe o anjo: Assim será. Deus cria o que deseja, posto que quando decreta algo, diz: Seja! e é.

47 Perguntou: ó Senhor meu, como poderei ter um filho, se mortal algum jamais me tocou? Disse-lhe um pensamento em seu cérebro: Assim será. O Povo cria o que deseja, posto que quando decreta algo, diz: Seja! e é.

48 Ele lhe ensinará o Livro, a sabedoria, a Tora e o Evangelho.

48 Ele lhe ensinará o Livro, a sabedoria, a Tora e o Evangelho.

49 E ele será um Mensageiro para os israelitas, (e lhes dirá): Apresento-vos um sinal d vosso Senhor: plasmarei de barro a figura de um pássaro(150), à qual darei vida, e a figura será um pássaro, com beneplácito de Deus, curarei o cego de nascença e o leproso; ressuscitarei os mortos, com a anuência de Deus, e vos revelarei o que consumis o que entesourais em vossas casas. Nisso há um sinal para vós, se sois fiéis.

49 E ele será um sábio para os israelitas, (e lhes dirá): Apresento-vos um sinal d vosso Senhor: utilizarei o meu sêmen em um recipiente de barro, à qual darei vida (farei uma inseminação artificial em uma mulher), e a imagem não será imaculada, sendo leve de forma a não desonrar minha mulher, com o óvulo de uma popular (Ver vídeo acima com explicações científicas), curarei o cego de nascença (com o citoplastro, pelo mesmo processo) e o leproso (com a urina dos puros) ; ressuscitarei os mortos (induzir ao sono profundo uma pessoa para extrair um órgão defeituoso através de anestésicos), com a anuência do Povo, e vos revelarei o que consumis o que estocareis em vossas casas. Nisso há um sinal para vós, se sois fiéis. O poder do consciente coletivo é capaz de transformar essencialmente qualquer organismo vivo (conceito: Fé). Na realidade o Mensageiro ao qual o texto se refere era considerado na época o que chamamos hoje como Médico em seu juramento de formatura.

50 (Eu vim) para confirmar-vos a Tora, que vos chegou antes de mim, e para liberar-vos algo que vos está vedado. Eu vim com um sinal do vosso Senhor. Temei a Deus, pois, e obedecei-me.

50 (Eu vim) para confirmar-vos a Tora, que vos chegou antes de mim, e para liberar-vos algo que vos está vedado. Eu vim com um sinal do vosso Soberano. Respeite o povo, pois, e O obedeça.

51 Sabei que Deus é meu Senhor e vosso. Adorai-O, pois. Essa é a senda reta.

52 E quando Jesus lhes sentiu a incredulidade, disse: Quem serão os meus colaboradores na causa de Deus? Os discípulos disseram: Nós seremos os colaboradores, porque cremos em Deus; e testemunhamos que somos muçulmanos(151).

52 E quando Jesus lhes sentiu a incredulidade, disse: Quem serão os meus colaboradores na causa do Povo (Jesus usa o trocadilho da denominação de Deus por povo para não ser considerado um dos revoltosos na constituição)? Os discípulos disseram: Nós seremos os colaboradores, porque cremos em Deus; e testemunhamos que somos muçulmanos(151).

XXX – Jesus separa o termo Povo da palavra e designa o Conhecimento como DEUS.

The pot is being opened, finish open it!

O pote está sendo aberto, termine de abri-lo!





53 ó Senhor nosso, cremos no que tens revelado e seguimos o Mensageiro; inscreve-nos, pois, entre os testemunhadores.

53 ó Senhor nosso, cremos no que tens revelado e seguimos o Mensageiro; inscreve-nos, pois, entre os testemunhadores.

54 Porém, (os judeus) conspiraram(152) (contra Jesus); e Deus, por Sua parte, planejou, porque é o melhor dos planejadores.

54 Porém, (os judeus) conspiraram(152) (contra Jesus); e Deus, por Sua parte, planejou, porque é o melhor dos planejadores.

55 E quando Deus disse: ó Jesus, por certo que porei termo à tua estada na terra; ascender-te-ei até Mim e salvar-te-ei dos incrédulos, fazendo prevalecer sobre eles os teus prosélitos, até ao Dia da Ressurreição. Então, a Mim será o vosso retorno e julgarei as questões pelas quais divergis.

55 E quando Deus disse: ó Jesus, por certo que porei termo à tua estada na terra; ascender-te-ei até Mim e salvar-te-ei dos incrédulos, fazendo prevalecer sobre eles os teus prosélitos, até ao Dia da Ressurreição. Então, a Mim será o vosso retorno e julgarei as questões pelas quais divergis.

56 Quanto aos incrédulos, castigá-los-ei severamente, neste mundo e no outro, e jamais terão protetores.

56 Quanto aos incrédulos, castigá-los-ei severamente, neste mundo e no outro, e jamais terão protetores.

57 Em troca, aos fiéis, que praticam o bem, Deus os recompensará; sabei que Deus não aprecia os iníquos.

57 Em troca, aos fiéis, que praticam o bem, Deus os recompensará; sabei que Deus não aprecia os iníquos.

58 Estes são os versículos que te ditamos, acompanhados de prudente Mensagem.

58 Estes são os versículos que te ditamos, acompanhados de prudente Mensagem.

59 O exemplo de Jesus, ante Deus, é idêntico ao de Adão, que Ele criou do pó, então lhe disse: Seja! e foi.

59 O exemplo de Jesus, ante Deus, é idêntico ao de Adão, que Ele criou do pó, então lhe disse: Seja! e foi.

60 Esta é a verdade emanada do teu Senhor. Não sejas, pois, dos que (dela) duvidam.

60 Esta é a verdade emanada do teu Senhor. Não sejas, pois, dos que (dela) duvidam.

61 Porém, àqueles que discutem contigo a respeito dele, depois de te haver chegado o conhecimento, dize-lhes: Vinde! Convoquemos os nossos filhos e os vossos, e as nossas mulheres e as vossas, e nós mesmos; então, deprecaremos para que a maldição de Deus caia sobre os mentirosos.(153)

61 Porém, àqueles que discutem contigo a respeito dele, depois de te haver chegado o conhecimento, dize-lhes: Vinde! Convoquemos os nossos filhos e os vossos, e as nossas mulheres e as vossas, e nós mesmos; então, deprecaremos para que a maldição de Deus caia sobre os mentirosos.(153)

62 Esta é a puríssima verdade(154): não há mais divindade além de Deus e Deus é o Poderoso, o Prudentíssimo.

62 Esta é a puríssima verdade(154): não há mais divindade além de Deus e Deus é o Poderoso, o Prudentíssimo.

63 Porém, se desdenharem, saibam que Deus bem conhece os corruptores.

63 Porém, se desdenharem, saibam que Deus bem conhece os corruptores.

64 Dize-lhes: ó adeptos do Livro, vinde, para chegarmos a um termo comum, entre nós e vós: Comprometamo-nos, formalmente, a não adorar senão a Deus, a não Lhe atribuir parceiros e a não nos tomarmos uns aos outros por senhores, em vez de Deus(155). Porém, caso se recusem, dize-lhes: Testemunhais que somos muçulmanos.

64 Dize-lhes: ó adeptos do Livro, vinde, para chegarmos a um termo comum, entre nós e vós: Comprometamo-nos, formalmente, a não adorar senão a Deus, a não Lhe atribuir parceiros e a não nos tomarmos uns aos outros por senhores, em vez de Deus(155). Porém, caso se recusem, dize-lhes: Testemunhais que somos muçulmanos.

65 ó adeptos do Livro, por que discutis acerca de Abraão, se a Tora e o Evangelho não foram revelados senão depois dele? Não raciocinais?

65 ó adeptos do Livro, por que discutis acerca de Abraão, se a Tora e o Evangelho não foram revelados senão depois dele? Não raciocinais?

66 Vá lá que discutais sobre o que conheceis. Por que discutis, então, sobre coisas das quais não tendes conhecimento algum? Deus sabe e vós ignorais.

66 Vá lá que discutais sobre o que conheceis. Por que discutis, então, sobre coisas das quais não tendes conhecimento algum? Deus sabe e vós ignorais.

67 Abraão jamais foi judeu ou cristão; foi, outrossim, monoteísta, muçulmano, e nunca se contou entre os idólatras.(156)

67 Abraão jamais foi judeu ou cristão; foi, outrossim, monoteísta, muçulmano, e nunca se contou entre os idólatras.(156)

68 Os mais chegados a Abraão foram aqueles que o seguiram, assim como (o são) este Profeta e os que creram; e Deus é Protetor dos fiéis.

68 Os mais chegados a Abraão foram aqueles que o seguiram, assim como (o são) este Profeta e os que creram; e Deus é Protetor dos fiéis.

69 Uma parte dos adeptos do Livro tentou desviar-vos; porém, sem o perceber, não fez mais do que desviar a si mesma.

69 Uma parte dos adeptos do Livro tentou desviar-vos; porém, sem o perceber, não fez mais do que desviar a si mesma.

70 ó adeptos do Livro, por que negais os versículos de Deus, conhecendo-os?

70 ó adeptos do Livro, por que negais os versículos de Deus, conhecendo-os?

71 ó adeptos do Livro, por que disfarçais a verdade com a falsidade, e ocultais a verdade com pleno conhecimento?

71 ó adeptos do Livro, por que disfarçais a verdade com a falsidade, e ocultais a verdade com pleno conhecimento?

72 E há uma parte dos adeptos do Livro que diz: Crede, ao amanhecer, no que foi relevado aos fiéis, e negai-o ao anoitecer! Talvez assim renunciem à sua religião.

72 E há uma parte dos adeptos do Livro que diz: Crede, ao amanhecer, no que foi relevado aos fiéis, e negai-o ao anoitecer! Talvez assim renunciem à sua religião.

73 E não confieis senão naqueles que professam a vossa religião. Dize-lhes (ó Profeta): A verdadeira orientação é a de Deus. (Temeis, acaso), que alguém seja agraciado com o mesmo com que fostes agraciados, ou com que vos refutem perante o vosso Senhor(157)? Dize-lhes (ainda): A graça está na Mão de Deus, que a concede a Seu critério, porque Deus é Munificente, Sapientíssimo.

73 E não confieis senão naqueles que professam a vossa religião. Dize-lhes (ó Profeta): A verdadeira orientação é a de Deus. (Temeis, acaso), que alguém seja agraciado com o mesmo com que fostes agraciados, ou com que vos refutem perante o vosso Senhor(157)? Dize-lhes (ainda): A graça está na Mão de Deus, que a concede a Seu critério, porque Deus é Munificente, Sapientíssimo.

74 Ele agracia, com a Sua misericórdia, exclusivamente a quem Lhe apraz, porque Deus é Agraciante por excelência.

74 Ele agracia, com a Sua misericórdia, exclusivamente a quem Lhe apraz, porque Deus é Agraciante por excelência.

75 Entre os adeptos do Livro há alguns a quem podes confiar um quintal(158) de ouro, que te devolverão intacto; também há os que, se lhes confiares um só dinar(159), não te restituirão, a menos que a isso os obrigues. Isto, porque dizem: Nada devemos aos iletrados. E forjam mentiras acerca de Deus, conscientemente.

75 Entre os adeptos do Livro há alguns a quem podes confiar um quintal(158) de ouro, que te devolverão intacto; também há os que, se lhes confiares um só dinar(159), não te restituirão, a menos que a isso os obrigues. Isto, porque dizem: Nada devemos aos iletrados. E forjam mentiras acerca de Deus, conscientemente.

76 Qual! No entanto, quem cumpre o seu pacto e teme, saiba que Deus aprecia os tementes.

76 Qual! No entanto, quem cumpre o seu pacto e teme, saiba que Deus aprecia os tementes.

77 Aqueles que negociam o pacto com Deus, e sua palavra empenhada, a vil preço, não participarão da bem-aventurança da vida futura; Deus não lhes falará, nem olhará para eles, no Dia da Ressurreição, nem tampouco os purificará, e sofrerão um doloroso castigo(160).

77 Aqueles que negociam o pacto com Deus, e sua palavra empenhada, a vil preço, não participarão da bem-aventurança da vida futura; Deus não lhes falará, nem olhará para eles, no Dia da Ressurreição, nem tampouco os purificará, e sofrerão um doloroso castigo(160).

XXX - Dia da Ressurreição = Dia em que um sábio irá devolver o significado original para a manifestação da Fé para que o povo aprenda e exercer verdadeiramente seu poder democrático. Irá despertar o comum da cegueira grupal do poder do Povo que emana dele mesmo.

78 E também há aqueles que, com suas línguas, deturpam os versículos do Livro, para que peneis que ao Livro pertencem, quando isso não é verdade. E dizem: Estes (versículos) emanam de Deus, quando não emanam de Deus. Dizem mentiras a respeito de Deus, conscientemente.

78 E também há aqueles que, com suas línguas, deturpam os versículos do Livro, para que peneis que ao Livro pertencem, quando isso não é verdade. E dizem: Estes (versículos) emanam de Deus, quando não emanam de Deus. Dizem mentiras a respeito de Deus, conscientemente.

79 é inadmissível que um homem a quem Deus concedeu o Livro, a sabedoria e a profecia, diga aos humanos: Sede meus servos, em vez de o serdes de Deus! Outrossim, o que diz, é: Sede servos do Senhor, uma vez que sois aqueles que estudam e ensinam o Livro.

79 é inadmissível que um homem a quem Deus concedeu o Livro, a sabedoria e a profecia, diga aos humanos: Sede meus servos, em vez de o serdes de Deus! Outrossim, o que diz, é: Sede servos do Senhor, uma vez que sois aqueles que estudam e ensinam o Livro.

80 Tampouco é admissível que ele vos ordene tomar os anjos e os profetas por senhores. Poderia ele induzir-vos à incredulidade, depois de vos terdes tornado muçulmanos?

80 Tampouco é admissível que ele vos ordene tomar os anjos e os profetas por senhores. Poderia ele induzir-vos à incredulidade, depois de vos terdes tornado muçulmanos?

81 Quando Deus aceitou a promessa dos profetas(161), disse-lhes: Eis o Livro e a sabedoria que ora vos entrego. Depois vos chegou um Mensageiro que corroborou o que já tendes. Crede nele e socorrei-o. Então, perguntou-lhes: Comprometer-vos-eis a fazê-lo? Responderam: Comprometemo-nos. Disse-lhes, então: Testemunharei, que também serei, convosco, Testemunha disso.

81 Quando Deus aceitou a promessa dos profetas(161), disse-lhes: Eis o Livro e a sabedoria que ora vos entrego. Depois vos chegou um Mensageiro que corroborou o que já tendes. Crede nele e socorrei-o. Então, perguntou-lhes: Comprometer-vos-eis a fazê-lo? Responderam: Comprometemo-nos. Disse-lhes, então: Testemunharei, que também serei, convosco, Testemunha disso.

82 E aqueles que, depois disto, renegarem, serão depravados.

82 E aqueles que, depois disto, renegarem, serão depravados.

83 Anseiem, acaso, por outra religião, que noa a de Deus? Todas as coisas que há nos céus e na terra, quer queiram, quer não(162), estão-Lhe submetidas, e a Ele retornarão.

83 Anseiem, acaso, por outra religião, que noa a de Deus? Todas as coisas que há nos céus e na terra, quer queiram, quer não(162), estão-Lhe submetidas, e a Ele retornarão.

84 Dize: Cremos em Deus, no que nos foi revelado, no que foi revelado a Abraão, a Ismael, a Isaac, a Jacó e às tribos, e no que, de seu Senhor, foi concedido a Moisés, a Jesus e aos profetas; não fazemos distinção alguma entre eles, porque somos, para Ele, muçulmanos(163).

84 Dize: Cremos em Deus, no que nos foi revelado, no que foi revelado a Abraão, a Ismael, a Isaac, a Jacó e às tribos, e no que, de seu Senhor, foi concedido a Moisés, a Jesus e aos profetas; não fazemos distinção alguma entre eles, porque somos, para Ele, muçulmanos(163).

85 E quem quer que almeje (impingir) outra religião, que noa seja o Islam(164), (aquela) jamais será aceita e, no outro mundo, essa pessoa contar-se-á entre os desventurados.

85 E quem quer que almeje (impingir) outra religião, que noa seja o Islam(164), (aquela) jamais será aceita e, no outro mundo, essa pessoa contar-se-á entre os desventurados.

86 Como poderá Deus iluminar aqueles que renunciaram à fé, depois de terem acreditado e testemunhado que o Mensageiro é autêntico e terem recebido as evidência? Deus não encaminha os iníquos.

86 Como poderá Deus iluminar aqueles que renunciaram à fé, depois de terem acreditado e testemunhado que o Mensageiro é autêntico e terem recebido as evidência? Deus não encaminha os iníquos.

87 A retribuição desses será a maldição de Deus, dos anjos e de toda a humanidade.

87 A retribuição desses será a maldição de Deus, dos anjos e de toda a humanidade.

88 A qual (maldição) pesará sobre eles eternamente,; o suplício não lhes será mitigado, nem serão tolerados.

88 A qual (maldição) pesará sobre eles eternamente,; o suplício não lhes será mitigado, nem serão tolerados.

89 Salvo aqueles que, depois disso, arrependem-se e se emendarem, pois que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

89 Salvo aqueles que, depois disso, arrependem-se e se emendarem, pois que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

90 Quando àqueles que descrerem, após terem acreditado, imbuindo-se de incredulidade, jamais será aceito o arrependimento e serão os desviados.

90 Quando àqueles que descrerem, após terem acreditado, imbuindo-se de incredulidade, jamais será aceito o arrependimento e serão os desviados.

91 Os incrédulos que morrerem na incredulidade jamais serão redimidos, ainda que ofereçam, em resgate, todo o ouro que possa caber na terra. Estes sofrerão um doloroso castigo e não terão socorredores.

91 Os incrédulos que morrerem na incredulidade jamais serão redimidos, ainda que ofereçam, em resgate, todo o ouro que possa caber na terra. Estes sofrerão um doloroso castigo e não terão socorredores.

92 Jamais alcançareis a virtude, até que façais caridade com aquilo que mais apreciardes. E sabei que, de toda caridade que fazeis, Deus bem o sabe.

92 Jamais alcançareis a virtude, até que façais caridade com aquilo que mais apreciardes. E sabei que, de toda caridade que fazeis, Deus bem o sabe.

93 Aos israelitas, todo o alimento era lícito(165), salvo aquilo que Israel se havia privado antes de a Tora ter sido revelada. Dize-lhes: Trazei a Tora e lede-a, se estiverdes certos.

93 Aos israelitas, todo o alimento era lícito(165), salvo aquilo que Israel se havia privado antes de a Tora ter sido revelada. Dize-lhes: Trazei a Tora e lede-a, se estiverdes certos.

94 E aqueles que forjarem mentiras acerca de Deus, depois disso, serão iníquos.

94 E aqueles que forjarem mentiras acerca de Deus, depois disso, serão iníquos.

95 Dize: Deus diz a verdade. Segui, pois, a religião de Abraão, o monoteísta, que jamais se contou entre os idólatras(166).

95 Dize: Deus diz a verdade. Segui, pois, a religião de Abraão, o monoteísta, que jamais se contou entre os idólatras(166).

96 A primeira Casa (Sagrada), erigida para o G6enero humano, é a de Bakka(167), onde reside a bênção servindo de orientação à humanidade(168).

96 A primeira Casa (Sagrada), erigida para o G6enero humano, é a de Bakka(167), onde reside a bênção servindo de orientação à humanidade(168).

97 Encerra sinais evidentes; lá está a Estância de Abraão, e quem quer que nela se refugie estará em segurança. A peregrinação à Casa é um dever para com Deus, por parte de todos os seres humanos, que estão em condições de empreendê-la; entretanto, quem se negar a isso saiba que Deus pode prescindir de toda a humanidade.

97 Encerra sinais evidentes; lá está a Estância de Abraão, e quem quer que nela se refugie estará em segurança. A peregrinação à Casa é um dever para com Deus, por parte de todos os seres humanos, que estão em condições de empreendê-la; entretanto, quem se negar a isso saiba que Deus pode prescindir de toda a humanidade.

98 Dize: ó adeptos do Livro, por que negais os versículos de Deus, sabendo que Deus é Testemunha de tudo quanto fazeis?

98 Dize: ó adeptos do Livro, por que negais os versículos de Deus, sabendo que Deus é Testemunha de tudo quanto fazeis?

99 Dize (ainda): ó adeptos do Livro, por que desviais os crentes da senda de Deus, esforçando-vos por fazê-la tortuosa, quando sois testemunhas (do pacto de Deus)? Sabei que Deus não está desatento a tudo quando fazeis.

99 Dize (ainda): ó adeptos do Livro, por que desviais os crentes da senda de Deus, esforçando-vos por fazê-la tortuosa, quando sois testemunhas (do pacto de Deus)? Sabei que Deus não está desatento a tudo quando fazeis.

100 ó fiéis, se escutásseis alguns daqueles que receberam o Livro (o judeus), converter-vos-íeis em incrédulos, depois de terdes acreditado!

100 ó fiéis, se escutásseis alguns daqueles que receberam o Livro (o judeus), converter-vos-íeis em incrédulos, depois de terdes acreditado!

101 E como podeis descrer, já que vos são recitados os versículos de Deus, e entre vós está o Seu Mensageiro? Quem se apegar a Deus encaminhar-se-á à senda reta.

101 E como podeis descrer, já que vos são recitados os versículos de Deus, e entre vós está o Seu Mensageiro? Quem se apegar a Deus encaminhar-se-á à senda reta.

102 ó fiéis, temei a Deus, tal como deve ser temido(169), e não morrais, senão como muçulmanos.(170)

102 ó fiéis, temei a Deus, tal como deve ser temido(169), e não morrais, senão como muçulmanos.(170)

103 E apegai-vos, todos, ao vínculo com Deus(171) e noa vos dividais; recorda-vos das mercês de Deus para convosco, porquanto éreis adversários mútuos e Ele conciliou os vossos corações e, mercê de Sua graça, vos convertestes em verdadeiros irmãos; e quando estivestes à beira do abismo infernal, (Deus) dele vos salvou. Assim, Deus vos elucida os Seus versículos, para que vos ilumineis.

103 E apegai-vos, todos, ao vínculo com Deus(171) e noa vos dividais; recorda-vos das mercês de Deus para convosco, porquanto éreis adversários mútuos e Ele conciliou os vossos corações e, mercê de Sua graça, vos convertestes em verdadeiros irmãos; e quando estivestes à beira do abismo infernal, (Deus) dele vos salvou. Assim, Deus vos elucida os Seus versículos, para que vos ilumineis.

104 E que surja de vós uma nação que recomende o bem, dite a retidão e proíba o ilícito. Esta será (uma nação) bem-aventurada.

104 E que surja de vós uma nação que recomende o bem, dite a retidão e proíba o ilícito. Esta será (uma nação) bem-aventurada.

105 Não sejais como aqueles que se dividiram e discordaram, depois de lhes terem chegado as evidências, porque esses sofrerão um severo castigo.

105 Não sejais como aqueles que se dividiram e discordaram, depois de lhes terem chegado as evidências, porque esses sofrerão um severo castigo.

106 Chegará o dia em que uns rosto resplandecerão e outros se ensombrecerão(172). Quanto a estes, ser-lhes-á dito: Então, renegastes depois de terdes acreditado? Sofrei, pois, o castigo da vossa perfídia!

106 Chegará o dia em que uns rosto resplandecerão e outros se ensombrecerão(172). Quanto a estes, ser-lhes-á dito: Então, renegastes depois de terdes acreditado? Sofrei, pois, o castigo da vossa perfídia!

107 Quanto àqueles, cujos rostos resplandecerão, terão a misericórdia de Deus, da qual gozarão eternamente.

107 Quanto àqueles, cujos rostos resplandecerão, terão a misericórdia de Deus, da qual gozarão eternamente.

108 Estes são os versículos de Deus, que em verdade te recitamos. Deus jamais deseja a injustiça para a humanidade.

108 Estes são os versículos de Deus, que em verdade te recitamos. Deus jamais deseja a injustiça para a humanidade.

109 A Deus pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e todos os assuntos retornarão a Deus.

109 A Deus pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e todos os assuntos retornarão a Deus.

110 Sois a melhor nação que surgiu na humanidade, porque recomendais o bem, proibis o ilícito e credes em Deus(173). Se os adeptos do Livro cressem, melhor seria para eles. Entre eles há fiéis; porém, a sua maioria é depravada.

110 Sois a melhor nação que surgiu na humanidade, porque recomendais o bem, proibis o ilícito e credes em Deus(173). Se os adeptos do Livro cressem, melhor seria para eles. Entre eles há fiéis; porém, a sua maioria é depravada.

111 Porém, não poderão vos causar nenhum mal; e caso viessem a vos combater, bateriam em retirada e jamais seriam socorridos.

111 Porém, não poderão vos causar nenhum mal; e caso viessem a vos combater, bateriam em retirada e jamais seriam socorridos.

112 Estarão na ignomínia onde se encontrarem, a menos que se apeguem ao vínculo com Deus e ao vínculo com o homem. E incorreram na abominação de Deus e foram vilipendiados, por terem negado os Seus versículos, morto iniquamente os profetas, bem como por terem desobedecido e transgredido os limites.

112 Estarão na ignomínia onde se encontrarem, a menos que se apeguem ao vínculo com Deus e ao vínculo com o homem. E incorreram na abominação de Deus e foram vilipendiados, por terem negado os Seus versículos, morto iniquamente os profetas, bem como por terem desobedecido e transgredido os limites.

113 Os adeptos do Livros não são todos iguais: entre eles há uma comunidade justiceira, cujos membros recitam os versículos de Deus, durante a noite, e se prostram ante o seu Senhor.

113 Os adeptos do Livros não são todos iguais: entre eles há uma comunidade justiceira, cujos membros recitam os versículos de Deus, durante a noite, e se prostram ante o seu Senhor.

114 Crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, aconselham o bem e proíbem o ilícito, e se emulam nas boas ações. Estes contar-se-ão entre os virtuosos.

114 Crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, aconselham o bem e proíbem o ilícito, e se emulam nas boas ações. Estes contar-se-ão entre os virtuosos.

115 Todo o bem que façam jamais lhes será desmerecido, porque Deus bem conhecem os que o Temem.

115 Todo o bem que façam jamais lhes será desmerecido, porque Deus bem conhecem os que o Temem.

116 Aos incrédulos de nada valerão a fortuna e os filhos, ante Deus, porque serão condenados ao inferno, onde permanecerão eternamente.

116 Aos incrédulos de nada valerão a fortuna e os filhos, ante Deus, porque serão condenados ao inferno, onde permanecerão eternamente.

117 O exemplo deles, ao despenderem(174) neste mundo, é como o exemplo de um povo condenado, cujas semeaduras são açoitadas e arrasadas por um vento glacial. Mas não é Deus que os condena, mas sim eles próprios.

117 O exemplo deles, ao despenderem(174) neste mundo, é como o exemplo de um povo condenado, cujas semeaduras são açoitadas e arrasadas por um vento glacial. Mas não é Deus que os condena, mas sim eles próprios.

118 ó fiéis, não tomeis por confidentes a outros que não sejam vossos, porque eles tratarão de vos arruinar e de vos corromper, posto que só ambicionam a vossa perdição. O ódio já se tem manifestado por suas bocas; porém, o que ocultam em seus corações é ainda pior. Já vos elucidamos os sinais, e sois sensatos.

118 ó fiéis, não tomeis por confidentes a outros que não sejam vossos, porque eles tratarão de vos arruinar e de vos corromper, posto que só ambicionam a vossa perdição. O ódio já se tem manifestado por suas bocas; porém, o que ocultam em seus corações é ainda pior. Já vos elucidamos os sinais, e sois sensatos.

119 E eis que vós os amais; porém, eles não vos amam, apesar de crerdes em todo o Livro(175); porém, eles, quando vos encontram, dizem: Cremos! Mas quando estão a sós mordem os dedos de raiva. Dize-lhes: Morrei, com a vossa raiva! Sabei que Deus bem conhece o íntimo dos corações.

119 E eis que vós os amais; porém, eles não vos amam, apesar de crerdes em todo o Livro(175); porém, eles, quando vos encontram, dizem: Cremos! Mas quando estão a sós mordem os dedos de raiva. Dize-lhes: Morrei, com a vossa raiva! Sabei que Deus bem conhece o íntimo dos corações.

120 Quando sois agraciados com um bem, eles ficam aflitos; porém, se vos açoita uma desgraça, regozijam-se. Mas se perseverardes e temerdes a Deus, em nada vos prejudicarão as suas conspirações. Deus está inteirado de tudo quanto fazem.

120 Quando sois agraciados com um bem, eles ficam aflitos; porém, se vos açoita uma desgraça, regozijam-se. Mas se perseverardes e temerdes a Deus, em nada vos prejudicarão as suas conspirações. Deus está inteirado de tudo quanto fazem.

121 Recordar-te (ó Mensageiro) de quando saíste do teu lar, ao amanhecer, para assinalar aos fiéis a sua posição no campo de batalha(176). Sabe que Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.

121 Recordar-te (ó Mensageiro) de quando saíste do teu lar, ao amanhecer, para assinalar aos fiéis a sua posição no campo de batalha(176). Sabe que Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.

122 E de quando dois grupos dos teus pensaram em acovardar-se, apesar de ser Deus o seu Protetor. Que a Deus se encomendem os fiéis.

122 E de quando dois grupos dos teus pensaram em acovardar-se, apesar de ser Deus o seu Protetor. Que a Deus se encomendem os fiéis.

123 Sem dúvida que Deus vos socorreu, em Badr(177), quando estáveis em inferioridade de condições. Temei, pois, a Deus e agradecei-Lhe.

123 Sem dúvida que Deus vos socorreu, em Badr(177), quando estáveis em inferioridade de condições. Temei, pois, a Deus e agradecei-Lhe.

124 E de quando disseste aos fiéis: Não vos basta que vosso Senhor vos socorra com o envio celestial de três mil anjos?

124 E de quando disseste aos fiéis: Não vos basta que vosso Senhor vos socorra com o envio celestial de três mil anjos?

125 Sim! Se fordes perseverantes, temerdes a Deus, e se vos atacarem imediatamente, vosso Senhor vos socorrerá, com cinco mil anjos bem treinados.

125 Sim! Se fordes perseverantes, temerdes a Deus, e se vos atacarem imediatamente, vosso Senhor vos socorrerá, com cinco mil anjos bem treinados.

126 Deus não o fez como anúncio para vós, a fim de sossegar os vossos corações. Sabei que o socorro só emana de Deus, o Poderoso, o Prudentíssimo.

126 Deus não o fez como anúncio para vós, a fim de sossegar os vossos corações. Sabei que o socorro só emana de Deus, o Poderoso, o Prudentíssimo.

127 Assim o fez para aniquilar um falange de incrédulos(178) e afrontá-los, fazendo com que fugissem frustrados.

127 Assim o fez para aniquilar um falange de incrédulos(178) e afrontá-los, fazendo com que fugissem frustrados.

128 Não é da tua alçada, mas de Deus, absolvê-los ou castigá-los, porque são iníquos.

128 Não é da tua alçada, mas de Deus, absolvê-los ou castigá-los, porque são iníquos.

129 A Deus pertence tudo quando há nos céus e na terra. Perdoa a quem Lhe apraz e castiga a quem deseja, porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

129 A Deus pertence tudo quando há nos céus e na terra. Perdoa a quem Lhe apraz e castiga a quem deseja, porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

130 ó fiéis, não exerçais a usura, multiplicando (o emprestado) e temei a Deus para que prospereis,(179)

130 ó fiéis, não exerçais a usura, multiplicando (o emprestado) e temei a Deus para que prospereis,(179)

131 E precavei-vos do fogo infernal, que está preparado para os incrédulos.

131 E precavei-vos do fogo infernal, que está preparado para os incrédulos.

132 Obedecei a Deus e ao Mensageiro, a fim de que sejais compadecidos.

132 Obedecei a Deus e ao Mensageiro, a fim de que sejais compadecidos.

133 Emulai-vos em obter a indulgência do vosso Senhor e um Paraíso, cuja amplitude é igual à dos céus e da terra, preparado para os tementes,(180)

133 Emulai-vos em obter a indulgência do vosso Senhor e um Paraíso, cuja amplitude é igual à dos céus e da terra, preparado para os tementes,(180)

134 Que fazem caridade, tanto na prosperidade, como na adversidade; que reprimem a cólera; que indultam o próximo. Sabei que Deus aprecia os benfeitores.

134 Que fazem caridade, tanto na prosperidade, como na adversidade; que reprimem a cólera; que indultam o próximo. Sabei que Deus aprecia os benfeitores.

135 Que, quando cometem uma obscenidade ou se condenam, mencionam a Deus e imploram o perdão por seus pecados – mas quem, senão Deus perdoa os pecados? – e não reincidem, com conhecimento, no que cometeram.

135 Que, quando cometem uma obscenidade ou se condenam, mencionam a Deus e imploram o perdão por seus pecados – mas quem, senão Deus perdoa os pecados? – e não reincidem, com conhecimento, no que cometeram.

136 Para estes a recompensa será uma indulgência do seu Senhor, terão jardins, abaixo dos quais correm os rios, onde morarão eternamente. Quão excelente é a recompensa dos diligentes!

136 Para estes a recompensa será uma indulgência do seu Senhor, terão jardins, abaixo dos quais correm os rios, onde morarão eternamente. Quão excelente é a recompensa dos diligentes!

137 Já houve exemplos, antes de vós(181); percorrei, pois, a terra e observai qual foi a sorte dos desmentidores.

137 Já houve exemplos, antes de vós(181); percorrei, pois, a terra e observai qual foi a sorte dos desmentidores.

138 Este (Alcorão) é uma declaração aos humanos, orientação e exortação para os tementes.

138 Este (Alcorão) é uma declaração aos humanos, orientação e exortação para os tementes.

139 Não desanimeis, nem vos aflijais, porque sempre saireis vitoriosos, se fordes fiéis.

139 Não desanimeis, nem vos aflijais, porque sempre saireis vitoriosos, se fordes fiéis.

140 Quando receberdes algum ferimento(182), sabei que os outros já sofreram ferimento semelhante. E tais dias ( de infortúnio) são alternados, entre os humanos, para que Deus Se assegure dos fiéis e escolha, dentre vós, os mártires; sabei que Deus não aprecia os iníquos.

140 Quando receberdes algum ferimento(182), sabei que os outros já sofreram ferimento semelhante. E tais dias ( de infortúnio) são alternados, entre os humanos, para que Deus Se assegure dos fiéis e escolha, dentre vós, os mártires; sabei que Deus não aprecia os iníquos.

141 E (assim faz) Deus para purificar os fiéis e aniquilar os incrédulos.

141 E (assim faz) Deus para purificar os fiéis e aniquilar os incrédulos.

142 Pretendeis, acaso, entrar no Paraíso, sem que Deus Se assegure daqueles, dentre vós, que combatem e são perseverantes?

142 Pretendeis, acaso, entrar no Paraíso, sem que Deus Se assegure daqueles, dentre vós, que combatem e são perseverantes?

143 Aneláveis a morte antes de vos terdes deparado com ela. Viste-la, então, como os vossos próprios olhos(183)!

143 Aneláveis a morte antes de vos terdes deparado com ela. Viste-la, então, como os vossos próprios olhos(183)!

144 Mohammad não é senão um Mensageiro, a quem outros mensageiros precederam. Porventura, se morresse ou fosse morto, voltaríeis à incredulidade?(184) Mas quem voltar a ela em nada prejudicará Deus; e Deus recompensará os agradecidos.

144 Mohammad não é senão um Mensageiro, a quem outros mensageiros precederam. Porventura, se morresse ou fosse morto, voltaríeis à incredulidade?(184) Mas quem voltar a ela em nada prejudicará Deus; e Deus recompensará os agradecidos.

145 Não é dado a nenhum ser morrer, sem a vontade de Deus; é um destino prefixado. E a quem desejar a recompensa terrena, conceder-lha-emos(185); e a quem desejar a recompensa da outra vida, conceder-lha-emos, igualmente; também recompensaremos os agradecidos.

145 Não é dado a nenhum ser morrer, sem a vontade de Deus; é um destino prefixado. E a quem desejar a recompensa terrena, conceder-lha-emos(185); e a quem desejar a recompensa da outra vida, conceder-lha-emos, igualmente; também recompensaremos os agradecidos.

146 Quantos profetas e, com eles, quantos grupos lutaram pela causa de Deus, sem desanimarem com o que lhes aconteceu; não se acovardaram, nem se renderam! Deus aprecia os perseverantes.

146 Quantos profetas e, com eles, quantos grupos lutaram pela causa de Deus, sem desanimarem com o que lhes aconteceu; não se acovardaram, nem se renderam! Deus aprecia os perseverantes.

147 Eles nada disseram, além de: ó Senhor nosso, perdoa-nos por nosso pecados e por nossos excessos; firma os nossos passos e concede-nos a vitória sobre os incrédulos!

147 Eles nada disseram, além de: ó Senhor nosso, perdoa-nos por nosso pecados e por nossos excessos; firma os nossos passos e concede-nos a vitória sobre os incrédulos!

148 Deus lhes concedeu a recompensa terrena e a bem-aventurança na outra vida, porque Deus aprecia os benfeitores.

148 Deus lhes concedeu a recompensa terrena e a bem-aventurança na outra vida, porque Deus aprecia os benfeitores.

149 ó fiéis, se obedecerdes aos incrédulos, eles vos farão voltar ao que éreis antes, e sereis desventurados.

149 ó fiéis, se obedecerdes aos incrédulos, eles vos farão voltar ao que éreis antes, e sereis desventurados.

150 Mas Deus é vosso Protetor, e é o melhor dos socorredores.

150 Mas Deus é vosso Protetor, e é o melhor dos socorredores.

151 Infundiremos terror nos corações dos incrédulos, por terem atribuído parceiros a Deus, sem que Ele lhes tivesse conferido autoridade alguma para isso. Sua morada será o fogo infernal. Quão funesta é a morada dos iníquos!

151 Infundiremos terror nos corações dos incrédulos, por terem atribuído parceiros a Deus, sem que Ele lhes tivesse conferido autoridade alguma para isso. Sua morada será o fogo infernal. Quão funesta é a morada dos iníquos!

152 Deus cumpriu a Sua promessa quanto, com a Sua anuência, aniquilastes os incrédulos, até que começastes a vacilar e disputar acerca da ordem(186) e a desobedecestes, apesar de Deus vos Ter mostrado tudo o que aneláveis(187). Uma parte de vós ambicionava a vida terrena, enquanto a outra aspirava à futura. Então, Deus vos desviou dos vossos inimigos, para provar-vos; porém, Ele vos indultou, porque é Agraciante para com os fiéis.

152 Deus cumpriu a Sua promessa quanto, com a Sua anuência, aniquilastes os incrédulos, até que começastes a vacilar e disputar acerca da ordem(186) e a desobedecestes, apesar de Deus vos Ter mostrado tudo o que aneláveis(187). Uma parte de vós ambicionava a vida terrena, enquanto a outra aspirava à futura. Então, Deus vos desviou dos vossos inimigos, para provar-vos; porém, Ele vos indultou, porque é Agraciante para com os fiéis.

153 Recordai-vos de quando subistes a colina às cegas, enquanto o Mensageiro ia pela retaguarda, incitando-vos ao combate. Foi então que Deus vos infligiu angústia após angústia, para ensinar-vos a não lamentardes pelo que haveis perdido(188), nem pelo que vos havia acontecido, porque está bem inteirado de tudo quanto fazeis.

153 Recordai-vos de quando subistes a colina às cegas, enquanto o Mensageiro ia pela retaguarda, incitando-vos ao combate. Foi então que Deus vos infligiu angústia após angústia, para ensinar-vos a não lamentardes pelo que haveis perdido(188), nem pelo que vos havia acontecido, porque está bem inteirado de tudo quanto fazeis.

154 Logo depois da angústia, infundiu-vos uma calma sonorífera(189), que envolveu alguns de vós, enquanto outros,, preocupados consigo próprios, puseram-se a conjecturar ignomínias acerca de Deus, como na era da idolatria, dizendo: Tivemos, acaso, alguma escolha(190)? Responde-lhes: A escolha pertence inteiramente a Deus! E eis que eles guardam para si o que noa te manifestam, dizendo (mais): Se houvéssemos tido escolha, não teríamos sido chacinados. Dize-lhes: Sabei que, mesmo que tivésseis permanecido nas vossas casas, certamente, àqueles dentre vós, aos quais estava decretada a morte, esta apareceria, no local de sua morte. Isso, para que Deus comprovasse o que ensejáveis e purificasse o que havia em vossos corações; sabei que Deus conhece dos peitos as intimidades.

154 Logo depois da angústia, infundiu-vos uma calma sonorífera(189), que envolveu alguns de vós, enquanto outros,, preocupados consigo próprios, puseram-se a conjecturar ignomínias acerca de Deus, como na era da idolatria, dizendo: Tivemos, acaso, alguma escolha(190)? Responde-lhes: A escolha pertence inteiramente a Deus! E eis que eles guardam para si o que noa te manifestam, dizendo (mais): Se houvéssemos tido escolha, não teríamos sido chacinados. Dize-lhes: Sabei que, mesmo que tivésseis permanecido nas vossas casas, certamente, àqueles dentre vós, aos quais estava decretada a morte, esta apareceria, no local de sua morte. Isso, para que Deus comprovasse o que ensejáveis e purificasse o que havia em vossos corações; sabei que Deus conhece dos peitos as intimidades.

155 Aqueles que desertaram(191), no dia do encontro dos dois grupos, foram seduzidos por Satanás pelo que haviam perpetrado; porém Deus os indultou porque é Tolerante, Indulgentíssimo.

155 Aqueles que desertaram(191), no dia do encontro dos dois grupos, foram seduzidos por Satanás pelo que haviam perpetrado; porém Deus os indultou porque é Tolerante, Indulgentíssimo.

156 ó fiéis, não sejais como os incrédulos, que dizem de seus irmãos, quando estes viajam pela terra ou quando estão em combate: Se tivessem ficado conosco, não teriam morrido, nem sido assassinados! Com isso, Deus infunde-lhes a angústia nos corações, pois Deus concede a vida e a morte(192), e Deus bem vê tudo quando fazeis.

156 ó fiéis, não sejais como os incrédulos, que dizem de seus irmãos, quando estes viajam pela terra ou quando estão em combate: Se tivessem ficado conosco, não teriam morrido, nem sido assassinados! Com isso, Deus infunde-lhes a angústia nos corações, pois Deus concede a vida e a morte(192), e Deus bem vê tudo quando fazeis.

157 Mas, se morrerdes ou fordes assassinados pela causa de Deus, sabei que a Sua indulgência e a Sua clemência são preferíveis a tudo quando possam acumular(193).

157 Mas, se morrerdes ou fordes assassinados pela causa de Deus, sabei que a Sua indulgência e a Sua clemência são preferíveis a tudo quando possam acumular(193).

158 E sabei que, tanto se morrerdes, como ser fordes assassinados, sereis congregados ante Deus.

158 E sabei que, tanto se morrerdes, como ser fordes assassinados, sereis congregados ante Deus.

159 Pela misericórdia de Deus, foste gentil para com eles(194); porém, tivesses tu sido insociável ou de coração insensível, eles se teriam afastado de ti. Portanto, indulta-os implora o perdão para eles e consulta-os nos assuntos (do momento). E quando te decidires, encomenda-te a Deus, porque Deus aprecia aqueles que (a Ele) se encomendam.

160 Se Deus vos secundar, ninguém poderá vencer-vos; por outra, se Ele vos esquecer, quem, em vez d’Ele, vos ajudará? Que os fiéis se encomendem a Deus!

160 Se Deus vos secundar, ninguém poderá vencer-vos; por outra, se Ele vos esquecer, quem, em vez d’Ele, vos ajudará? Que os fiéis se encomendem a Deus!

161 é inadmissível que o profeta fraude(195); mas, o que assim fizer, comparecerá com o que tiver fraudado, no Dia da Ressurreição, quando cada alma será recompensada segundo o que tiver feito, e não será injustiçada.

161 é inadmissível que o profeta fraude(195); mas, o que assim fizer, comparecerá com o que tiver fraudado, no Dia da Ressurreição, quando cada alma será recompensada segundo o que tiver feito, e não será injustiçada.

162 Equiparar-se-á quem tiver seguido o que apraz Deus com quem tiver suscitado a Sua indignação, cuja morada será o inferno? Que funesto destino!

162 Equiparar-se-á quem tiver seguido o que apraz Deus com quem tiver suscitado a Sua indignação, cuja morada será o inferno? Que funesto destino!

163 Há distintos graus (de graça e de condenação), aos olhos de Deus, porque Deus, bem vê tudo quanto fazem.

163 Há distintos graus (de graça e de condenação), aos olhos de Deus, porque Deus, bem vê tudo quanto fazem.

164 Deus agraciou os fiéis, ao fazer surgir um Mensageiro da sua estirpe, que lhes ditou os Seus versículos, redimiu-os, e lhes ensinou o Livro e a Prudência, embora antes estivessem em evidente erro.

164 Deus agraciou os fiéis, ao fazer surgir um Mensageiro da sua estirpe, que lhes ditou os Seus versículos, redimiu-os, e lhes ensinou o Livro e a Prudência, embora antes estivessem em evidente erro.

165 Qual! Ando sofreis um revés do adversário, embora inflijais outro duas vezes maior(196), dizeis: Donde nos provém isto? Responde-lhes: De vós mesmos. Sabei que Deus é Onipotente.

165 Qual! Ando sofreis um revés do adversário, embora inflijais outro duas vezes maior(196), dizeis: Donde nos provém isto? Responde-lhes: De vós mesmos. Sabei que Deus é Onipotente.

166 O que vos aconteceu, no dia do encontro das duas hostes, aconteceu com o beneplácito de Deus, para que se distinguissem os verdadeiros fiéis;

166 O que vos aconteceu, no dia do encontro das duas hostes, aconteceu com o beneplácito de Deus, para que se distinguissem os verdadeiros fiéis;

167 E também se distinguissem os hipócritas, aos quais foi dito: Vinde lutar pela causa de Deus, ou defender-vos. Disseram: Se soubéssemos combater, seguir-vos-íamos! Naquele dia, estavam mais perto da incredulidade do que da fé, porque diziam, com as suas bocas, o que não sentiam os seus corações. Porém, Deus bem sabe tudo quanto ocultam.

167 E também se distinguissem os hipócritas, aos quais foi dito: Vinde lutar pela causa de Deus, ou defender-vos. Disseram: Se soubéssemos combater, seguir-vos-íamos! Naquele dia, estavam mais perto da incredulidade do que da fé, porque diziam, com as suas bocas, o que não sentiam os seus corações. Porém, Deus bem sabe tudo quanto ocultam.

168 São os que, ficando para trás, dizem de sues irmãos: Se nos tivessem obedecido, não teriam sido mortos! Dize-lhes: Defendei-vos da morte, se estiverdes certos.

168 São os que, ficando para trás, dizem de sues irmãos: Se nos tivessem obedecido, não teriam sido mortos! Dize-lhes: Defendei-vos da morte, se estiverdes certos.

169 E não creiais que aqueles que sucumbiram pela causa de Deus estejam mortos; ao contrário, vivem, agraciados, ao lado do seu Senhor(197).

169 E não creiais que aqueles que sucumbiram pela causa de Deus estejam mortos; ao contrário, vivem, agraciados, ao lado do seu Senhor(197).

170 Estão jubilosos por tudo quanto Deus lhes concedeu da Sua graça, e se regozijam por aqueles que ainda não sucumbiram, porque estes não serão presas do temor, nem se atribularão.

170 Estão jubilosos por tudo quanto Deus lhes concedeu da Sua graça, e se regozijam por aqueles que ainda não sucumbiram, porque estes não serão presas do temor, nem se atribularão.

171 Regozijam-se com a mercê e com a graça de Deus, e Deus jamais frustra a recompensa dos fiéis,

171 Regozijam-se com a mercê e com a graça de Deus, e Deus jamais frustra a recompensa dos fiéis,

172 Que, mesmo feridos(198), atendem a Deus e ao Mensageiro. Para os benfeitores e tementes, dentre eles, haverá uma magnífica recompensa.

172 Que, mesmo feridos(198), atendem a Deus e ao Mensageiro. Para os benfeitores e tementes, dentre eles, haverá uma magnífica recompensa.

173 São aqueles aos quais foi dito: Os inimigos concentraram-se contra vós; temei-os! Isso aumentou-lhes a fé e disseram: Deus nos é suficiente. Que excelente Guardião!

173 São aqueles aos quais foi dito: Os inimigos concentraram-se contra vós; temei-os! Isso aumentou-lhes a fé e disseram: Deus nos é suficiente. Que excelente Guardião!

174 Pela mercê e pela graça de Deus, retornaram ilesos. Seguiram o que apraz a Deus; sabei que Deus é Agraciante por excelência.

174 Pela mercê e pela graça de Deus, retornaram ilesos. Seguiram o que apraz a Deus; sabei que Deus é Agraciante por excelência.

175 Eis que Satanás induz os seus sequazes. Não os temais; temei a Mim, se sois fiéis.

175 Eis que Satanás induz os seus sequazes. Não os temais; temei a Mim, se sois fiéis.

176 Que não te atribulem aqueles que se precipitam na incredulidade, porquanto em nada prejudicam Deus. Deus não os fará compartilhar da bem-aventurança da vida futura, e assim, sofrerão um severo castigo.

176 Que não te atribulem aqueles que se precipitam na incredulidade, porquanto em nada prejudicam Deus. Deus não os fará compartilhar da bem-aventurança da vida futura, e assim, sofrerão um severo castigo.

177 Aqueles que trocam a fé pela incredulidade, em nada prejudicam a Deus, e sofrerão um doloroso castigo.

177 Aqueles que trocam a fé pela incredulidade, em nada prejudicam a Deus, e sofrerão um doloroso castigo.

178 Que os incrédulos não pensem que os toleramos, para o seu bem; ao contrário, toleramo-los para que suas faltas sejam aumentadas. Eles terão um castigo afrontoso.

178 Que os incrédulos não pensem que os toleramos, para o seu bem; ao contrário, toleramo-los para que suas faltas sejam aumentadas. Eles terão um castigo afrontoso.

179 Não é do propósito de Deus abandonar os fiéis no estado em que vos encontrais, até que Ele separe o corrupto do benigno, nem tampouco de seu propósito é inteirar-vos do incognoscível(199); Deus escolhe, para isso, dentre os Seus mensageiros, quem Lhe apraz. Crede em Deus e em Seus mensageiros; se crerdes em temerdes, obtereis magnífica recompensa.

179 Não é do propósito de Deus abandonar os fiéis no estado em que vos encontrais, até que Ele separe o corrupto do benigno, nem tampouco de seu propósito é inteirar-vos do incognoscível(199); Deus escolhe, para isso, dentre os Seus mensageiros, quem Lhe apraz. Crede em Deus e em Seus mensageiros; se crerdes em temerdes, obtereis magnífica recompensa.

180 Que os avarentos, que negam fazer caridade daquilo que com que Deus os agraciou(200), não pensem que isso é um bem para eles; ao contrário, é prejudicial, porque no Dia da Ressurreição, irão, acorrentados(201), com aquilo com que mesquinharam. A Deus pertence a herança dos céus e da terra, porque Deus está bem inteirado de tudo quanto fazeis.

180 Que os avarentos, que negam fazer caridade daquilo que com que Deus os agraciou(200), não pensem que isso é um bem para eles; ao contrário, é prejudicial, porque no Dia da Ressurreição, irão, acorrentados(201), com aquilo com que mesquinharam. A Deus pertence a herança dos céus e da terra, porque Deus está bem inteirado de tudo quanto fazeis.

181 Deus, sem dúvida, ouviu as palavras daqueles que disseram: Deus é pobre e nós somos ricos.(202) Registramos o que disseram, assim como a iníquo matança dos profetas, e lhes diremos: Sofrei o tormento da fogueira.

181 Deus, sem dúvida, ouviu as palavras daqueles que disseram: Deus é pobre e nós somos ricos.(202) Registramos o que disseram, assim como a iníquo matança dos profetas, e lhes diremos: Sofrei o tormento da fogueira.

182 Isso vos ocorrerá, por obra das vossas próprias mãos. Deus não é injusto para com Seus servos.

182 Isso vos ocorrerá, por obra das vossas próprias mãos. Deus não é injusto para com Seus servos.

183 São aqueles que disseram: Deus nos comprometeu a não crermos em nenhum mensageiro, até este nos apresente uma oferenda, que o fogo celestial consumirá. Dize-lhes: Antes de mim, os mensageiros vos apresentaram as evidências e também o que descreveis. Por que os matastes, então? Respondei, se estiverdes certos.

183 São aqueles que disseram: Deus nos comprometeu a não crermos em nenhum mensageiro, até este nos apresente uma oferenda, que o fogo celestial consumirá. Dize-lhes: Antes de mim, os mensageiros vos apresentaram as evidências e também o que descreveis. Por que os matastes, então? Respondei, se estiverdes certos.

184 E se te desmentem, recorda-te de que também foram desmentidos os mensageiros que, antes de ti, apresentaram as evidências, os Salmos e o Livro Luminoso(203).

184 E se te desmentem, recorda-te de que também foram desmentidos os mensageiros que, antes de ti, apresentaram as evidências, os Salmos e o Livro Luminoso(203).

185 Toda a alma provará o sabor da morte(204) e, no Dia da Ressurreição, sereis recompensado integralmente pelos vossos atos; quem for afastado do fogo infernal e introduzido no Paraíso, triunfará. Que é a vida terrena, senão um prazer ilusório(205)?

185 Toda a alma provará o sabor da morte(204) e, no Dia da Ressurreição, sereis recompensado integralmente pelos vossos atos; quem for afastado do fogo infernal e introduzido no Paraíso, triunfará. Que é a vida terrena, senão um prazer ilusório(205)?

186 Sem dúvida que sereis testados quanto aos vossos bens e pessoas(206), e também ouvireis muitas blasfêmias daqueles que recebem o Livro antes de vós, e dos idólatras; porém, se perseverardes pacientemente e temerdes a Deus, sabei que isso é um fator determinante, em todos os assuntos.

186 Sem dúvida que sereis testados quanto aos vossos bens e pessoas(206), e também ouvireis muitas blasfêmias daqueles que recebem o Livro antes de vós, e dos idólatras; porém, se perseverardes pacientemente e temerdes a Deus, sabei que isso é um fator determinante, em todos os assuntos.

187 Recorda-te de quando Deus obteve a promessa dos adeptos do Livro(207), (comprometendo-se a) evidenciá-lo (o Livro) aos homens, e a não ocultá-lo. Mas eles jogaram às costas, negociando-o a vil preço. Que detestável transação a deles!

187 Recorda-te de quando Deus obteve a promessa dos adeptos do Livro(207), (comprometendo-se a) evidenciá-lo (o Livro) aos homens, e a não ocultá-lo. Mas eles jogaram às costas, negociando-o a vil preço. Que detestável transação a deles!

188 Não creias que aqueles que se regozijam pelo que causaram, e aspiram ser louvados pelo que não fizeram(208), não os creias a salvo do castigo, pois sofrerão doloroso castigo.

188 Não creias que aqueles que se regozijam pelo que causaram, e aspiram ser louvados pelo que não fizeram(208), não os creias a salvo do castigo, pois sofrerão doloroso castigo.

189 A Deus pertence o reino dos céus e da terra, e Deus é Onipotente.

189 A Deus pertence o reino dos céus e da terra, e Deus é Onipotente.

190 Na criação dos céus e da terra e na alternância do dia e da noite há sinais para os sensatos,

190 Na criação dos céus e da terra e na alternância do dia e da noite há sinais para os sensatos,

191 Que mencionam Deus, estando em pé, sentados ou deitados(209), e meditam na criação dos céus e da terra, dizendo: ó Senhor nosso, não criaste isto em vão. Glorificado sejas! Preserva-nos do tormento infernal!

191 Que mencionam Deus, estando em pé, sentados ou deitados(209), e meditam na criação dos céus e da terra, dizendo: ó Senhor nosso, não criaste isto em vão. Glorificado sejas! Preserva-nos do tormento infernal!

192 ó Senhor nosso, quanto àqueles a quem introduzirás no fogo, Tu o aviltarás! Os iníquos não terão socorredores!

192 ó Senhor nosso, quanto àqueles a quem introduzirás no fogo, Tu o aviltarás! Os iníquos não terão socorredores!

193 ó Senhor nosso, ouvimos um pregoeiro que nos convoca à fé dizendo: Crede em vosso Senhor! E cremos. ó Senhor nosso, perdoa as nossas faltas, redime-nos das nossas más ações e acolhe-nos entre os virtuosos.

193 ó Senhor nosso, ouvimos um pregoeiro que nos convoca à fé dizendo: Crede em vosso Senhor! E cremos. ó Senhor nosso, perdoa as nossas faltas, redime-nos das nossas más ações e acolhe-nos entre os virtuosos.

194 ó Senhor nosso, concede-nos o que prometeste, por intermédio dos Teus mensageiros, e não aviltes no Dia da Ressurreição. Tu jamais quebras a promessa.

194 ó Senhor nosso, concede-nos o que prometeste, por intermédio dos Teus mensageiros, e não aviltes no Dia da Ressurreição. Tu jamais quebras a promessa.

195 Seu Senhor nos atendeu, dizendo: Jamais desmerecerei a obra de qualquer um de vós, seja homem ou mulher(210), porque procedeis uns dos outros. Quanto àqueles que foram expulsos dos seus lares e migraram, e sofreram pela Minha causa, combateram e foram mortos, absorvê-los-ei dos seus pecados e os introduzirei em jardins, abaixo dos quais corres os rios, como recompensa de Deus (211). Sabei que Deus possui a melhor das recompensas.

195 Seu Senhor nos atendeu, dizendo: Jamais desmerecerei a obra de qualquer um de vós, seja homem ou mulher(210), porque procedeis uns dos outros. Quanto àqueles que foram expulsos dos seus lares e migraram, e sofreram pela Minha causa, combateram e foram mortos, absorvê-los-ei dos seus pecados e os introduzirei em jardins, abaixo dos quais corres os rios, como recompensa de Deus (211). Sabei que Deus possui a melhor das recompensas.

196 Que não te enganem, pois (ó Mohammad), as andanças (mercantilistas) dos incrédulos, na terra.

196 Que não te enganem, pois (ó Mohammad), as andanças (mercantilistas) dos incrédulos, na terra.

197 Porque é um gozo transitório e sua morada será o inferno. Que funesta morada!

197 Porque é um gozo transitório e sua morada será o inferno. Que funesta morada!

198 Entretanto, aqueles que temem a seu Senhor terão jardins, abaixo dos quais correr os rios, onde morarão eternamente, como dádiva de Deus. Sabei que o que está ao lado de Deus é o melhor para os virtuosos.

198 Entretanto, aqueles que temem a seu Senhor terão jardins, abaixo dos quais correr os rios, onde morarão eternamente, como dádiva de Deus. Sabei que o que está ao lado de Deus é o melhor para os virtuosos.

199 Entre os adeptos do Livro há aqueles que crêem em Deus, no que vos foi revelado, assim como no que lhes foi revelado, humilhando-se perante Deus; não negociam os versículos de Deus a vil preço. Terão sua recompensa ante o seu Senhor, porque Deus é Destro em ajustar contas.

199 Entre os adeptos do Livro há aqueles que crêem em Deus, no que vos foi revelado, assim como no que lhes foi revelado, humilhando-se perante Deus; não negociam os versículos de Deus a vil preço. Terão sua recompensa ante o seu Senhor, porque Deus é Destro em ajustar contas.

200 ó fiéis, perseverai, sede pacientes, estai sempre vigilantes e temei a Deus, para que prospereis(212).

200 ó fiéis, perseverai, sede pacientes, estai sempre vigilantes e temei a Deus, para que prospereis(212).

Momento de Reflexão


Existe um algo dentro de nós que quer o extermínio dos elementos que absorvemos como uma mania repetitiva e negativa que deriva para a consumação de nós mesmos. Ela é capaz de se desdobrar em si mesmo até encontrar sobre o ambiente o refúgio em que nos projetamos na forma de ações impensadas de fanatismo conosco mesmos para ver a ideia projetada cristalizada em nosso interior como a libertação de uma condição de submissão e controle por parte do estímulo danoso a integridade humana.
Quando criança, eu e milhões de pessoas temerosos com o trauma do extermínio de nossa civilização, optamos por absorver o conteúdo dos livros considerados sagrados para a época na possibilidade de se fazer um esforço coletivo para salvar a humanidade de sua trajetória de aparente destruição.
Eu, temendo a morte de meus pais, familiares e amigos, me dispus a absorver um papel que integrasse a oportunidade para as gerações que viessem num despertar mais tranquilo em suas vidas e que o fantasma da aniquilação global saísse de seus corações.
Então varei noites, quando podia, em minha tênue idade escolar a estudar os livros dos justos e dos que eram considerados santos e profetas. E encontrei meu refúgio ao me programar para executar algumas estrofes de Michael de Nostradamus.
Assim como eu, muitas pessoas pelo mundo inteiro motivadas pela possibilidade de contribuir pela humanidade passaram a se integrar de forma associativa nas primitivas redes sociais, inicialmente as dedicadas por via telefônica e em seguida as computadorizadas para aproximarem seus pensamentos em torno daquilo que elas acreditavam.
A consequência natural para este movimento foi à projeção da vontade individual de muitas pessoas em desenvolver dentro de si as estruturas cognitivas necessárias para o alcance da tão sonhada paz mundial que afastava definitivamente da lembrança às atrocidades anteriores que induziram ao fazimento das duas grandes guerras mundiais.
Ainda jovem me condicionei a perscrutar minha vida em torno de um maçante treinamento neural para compreender a essência do que movia os seres humanos para estar preparado caso o meu projeto de vida fosse escalado por esta força criadora.
Concentrei inicialmente sobre a contribuição de décadas passadas do ilustre Michael de Nostradamus onde eu atribuí a minha motivação inicial, depois dos meus pais é claro, a me levar pela senda da educação.
A minha forma de interpretação para o fenômeno que tenho certeza ter desencadeado por várias partes do mundo integrou em mim desta forma:
"No ano de 1999, sétimo mês, do céu virá o Rei do Terror para ressuscitar o Rei dos Mongóis"
"L'an mil neuf cens nonante, sept mois, Du ciel, viendra, san Roy, Gran deffraieur, resuciter le Roy D'Angelmois" (A tradução literal diz o seguinte: "Em 1999, sétimo mês, do céu virá, sem rei, grande comoção, ressuscitar o rei de Angel Mois".
O que me levou nesta data a fazer uma viagem para Alemanha para continuar os estudos, em plena época da guerra na antiga Iugoslávia ameaçar as fronteiras para se alastrar na Alemanha. O meu consciente não projetava a minha eminente aniquilação, mas projetava a necessidade de congregar com meus irmãos alemães para contribuir para um avanço cultural no planeta.
Retornei da Alemanha em 1999 meses antes do sétimo mês, quando a guerra já estava em curso, então a projeção de tudo que armazenei em meu cérebro aliado a capacidade humana de ligar elementos cognitivos me levou pelo medo a um surto psicótico em que meu espírito tentava chamar atenção para si de um fenômeno não explicado com o intuito de causar temor, segundo minha interpretação de temor, para que os que estavam em guerra parassem para observar o fenômeno contido dentro de mim.
Porém a humanidade ainda deriva para formas de destruição e ruína, e à medida que a estrutura da percepção estabelece elementos que o objetivo inicial daquela civilização que existiu na década de 1980 ainda não foi atingido repousa e transfere ainda seguidamente sua apreensão por mundo melhor para as gerações que se seguem.
Como um código Morse a repetir incessantemente o compromisso de afirmação da humanidade no caminho pela integridade física dos habitantes.
Como efeito ilustrativo, ainda continuo a fazer minha programação de estudo contínuo, para alertar mentes incautas para a necessidade de consciência quando atribuírem para si papeis a serem desempenhados em sociedade. Da mesma forma que nos segmentamos em classes de profissões, assim também é a aproximação de tudo o que percebemos como indivíduos. Tenha consciência em atribuir para si algo que contribua verdadeiramente para um Unidade duradora entre nós. Tudo, escrito, lido, ouvido, sentido e visto tem mais de uma interpretação que pode ser utilizado para o bem ou para o mal, dependerá da forma que você está propenso a despertar sua energia sobre o seu corpo biológico.

Parte de minha programação:

Perto de Aux, de Lestore e Mirande,

o grande fogo tombará do céu três noites,

será causa estupenda e surpreendente,

a terra tremerá logo depois.




Perto de Max, da Lender Store (loja de livros, que me levou a fazer em 1997 o site extinto www.obraselivros.com, em seguida o site LenderBook, meu intelecto havia migrado a junção da imagem Lestore e Mirande, como um anagrama = Le Store e Miria nde = Le Store and Miria = (obs.: com a recusa de Miriam sua irmã de integrar a internet) inconscientemente = Le Store e Max ande = Store Max Lender (som mais próximo do português) ao registrar www.lenderbook.com
A partir deste instante em nossa exposição de Arte Cognitiva encontrei uma forma de repousar o estímulo sensorial, repousando através de vídeo a acomodação das pequeninas estruturas de desequilíbrio que ainda resistem. Não absorvam aspectos negativos para não se sentirem programados a tomar decisões pela ilusão de uma causa.
Para efeito ilustrativo, reafirmo, vou apaziguar meu coração a recitar abaixo os três versos da estrofe de forma que me recorro a um processo lúdico para manter a coesão neural e assim, não partir para outras formas de variação do pensamento que induzam outras pessoas ao Armagedom.
o grande fogo tombará do céu três noites,
Abrirei o selo por três noites à abertura a Exposição de Arte Islâmica com um vídeo do fogo a consumir as profundezas da alma dos profanadores.
será causa estupenda e surpreendente,
Embora a aparente reprodução na mídia seja reduzida para 1.200 pessoas intensificarei meu cérebro para que haja a percepção de um evento estupendo e surpreendente,
a terra tremerá logo depois.
Depois a terra tremerá na quinta-feira com vídeos de terremoto.
Assim, aliviarei a programação do consciente coletivo no qual estou conectado sensorialmente. Somente garanto o despertar para a essência deste fenômeno para quem tomar conhecimento de minha programação, pois ela desativa o auto sensoriamento de quem se programou ao longo dos anos a mover por causas similares.
Sião.

Nota IMPORTANTE:
Nota: este movimento Artístico convida a todos a manifestarem sua consciência ao ler estas informações de forma a elevar o conhecimento recíproco de como vivemos em sociedade. Lamento imensamente que uma quantidade de pessoas significativas de nossa civilização ainda canalizem suas energias, a ativar o consciente mental ou coletivo humano de forma a manifestar sentimentos repudiados pela maioria da população induzindo pessoas como eu a manifestarem demências, fanatismo religioso para que seus desejos interiores reformadores semeiem a discórdia entre pessoas através da personificação de bestialidades, na forma vulgar em que se denomina um aspecto dito “demoníaco”. Peço novamente que prezem pelo bom senso ou procurem auxílio nos livros para a retirada do contencioso das crenças que não levam ninguém de fato para o paraíso.
Em virtude desta e outras sucessivas tentativas de “demonialização” de meus estudos avançados como Clínico duplamente qualificado para esta atividade que estou exercendo, que podem ser identificadas em meus livros, principalmente o Lender. Deixo como exemplo o fato de me magoar profundamente ao acessar o contador parcial de visitas do mês e pela 2º vez consecutiva muitos de vocês foram capazes de me associar à figura do vulgo popular Demônio, expressão inocente de quem não teve o devido cuidado de se dedicar ao verdadeiro princípio universal da fraternidade humana. Me chamar de demônio utilizando mapas sensoriais que ativam o inconscientes coletivo para promover coincidências numéricas (666) e assim servir de elemento afirmativo para suas demências fere o principio universal do bom senso e do discernimento do conhecimento.
Por isto gentilmente peço que concentrem seus estudos na polaridade positiva das abstrações que qualquer enunciado visual é capaz de promover múltiplas interpretações do conheci mento. Se você desconhecia este fato, agora já foram avisados. Não pretendo confundir a mente de vocês, me preparei exaustivamente para este momento para transmitir um pouco mais de conhecimento que irão permitir vocês viver com uma mente muito mais equilibrada do que antes.
Grato, me desculpem se ofendi alguém, e vou dar continuidade a Arte Sensorial que me propus a abastecê-los de conhecimento.


à noite ele trará o número da besta,

Estarão vocês salvos?

O monstro não tingirá de vermelho o véu.

E fará do pote de barro o seu alicerce.



Quem é BESTA?

&&&&&&&&&&&


Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto:
Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz
vai dar continuidade ao projeto online, com a adição da informação abaixo e outras conforme a programação da Instituição.
(A obra está sendo construída didaticamente aos poucos no período noturno com reflexões durante a hora de almoço - Pode ser visualizada antes de sua finalização, porém somente estará disponível para o público na madrugada de sábado dia 13 de dezembro de 2014.)

Assim digo assim será feito, no meu intervalo de descanso do trabalho os vasos me foram revelados, e nos próximos dias essa sucessão de eventos irá ocorrer em ordem indefinida:

O vaso do acervo é roubado, a cerâmica revela a cerâmica mas eles não ficam de coração partido pois o vaso já pode ser roubado.

A sintonia toca, o vaso não quebra, e o homem socorre o vaso mas o vaso achado é o homem que definha.

Mas o vaso não será vencido Nem esquecido, mesmo morto erguerá para o trono a cola não cabe na redoma.

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

O nome pela vertigem foi adulterado os adoradores do templo ficaram perplexos Afinal a luz é o ser ou o ser é o filho? Quem irá sacudir o grande pássaro no anoitecer?

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Ele é doido, fala nas entrelinhas usa a insignia, mas não se diz rei fala da boca do profeta mas não tem a palavra se intitula apenas o vencedor.

www.lenderbook.com

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Ao entardecer o oculto revelado A vida devassada pelo início. O portal acompanhado pelo milheiro Louco, louco, louco,...

www.lenderbook.com [acompanhe à noite]

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Os vermelhos hoje invadem o palácio, mas não querem o rei, ops, fenômeno acontecido não tem graça, assim os vermelhos abatem os vermelhos para que se cumpra a profecia do profeta.

www.lenderbook.com [acompanhe à noite]

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Nada aqui está em baixa, Reino Unido e França caminham juntos, Japão respira em Tóquio aliviado. Os vermelhos na América conspiram.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções]

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

No Grupo um árvore cinzenta, Os vermelhos estão nas chamas, Abaixo outro vermelho segue junto, ao Rei de Capa Preta.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções] Max Diniz Cruzeiro

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Na grande cidade nova, O carvalho toca violino, O herói tem por fim sua missão, os cachorros bebem.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções] Max Diniz Cruzeiro

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Ela veio do Demo, Sua honra e sua glória ultrapassou o tempo. Sua hora já se finda A transição a espera.

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Wallace abandona seu poste, Rumores no circo encapusado. Bubba sorri vitorioso O grande uno lamenta.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções] Max Diniz Cruzeiro

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

Entre mortos e feridos, Salvaram-se todos? O novo homem segue o azarão O monstro do lago o cérebro.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções] Max Diniz Cruzeiro

Hoje, 8 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto: Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz

Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:

à noite ele trará o número da besta, Estarão vocês salvos? O monstro não tingirá de vermelho o véu. E fará do pote de barro o seu alicerce.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções] Max Diniz Cruzeiro

&&&&&&&&&

VOCê FOI CAPAZ DE SENTIR ATRAçãO PELO DESEJO DE OBSERVAR ALGO QUE INDICASSE UMA QUEDA, UM DECLíNIO, UMA MORTE, UM ASPECTO NEGATIVO DE UM SER HUMANO AO VISUALIZAR MINHAS QUADRAS?
SE SIM, NãO SE PREOCUPE, UM DIA TAMBéM NãO TINHA A INFORMAçãO SUFICIENTE PARA DISTINGUIR O NíVEL QUE MINHAS ABSTRAçõES ME CARREGAVAM PARA A GERAçãO DE CONFLITO DENTRO DE MIM.
é ASSIM, QUE AS PESSOAS AO TER ACESSO A QUALQUER TIPO DE INFORMAçãO QUE VENHAM A TER CONHECIMENTO DãO SEU ACEITE PARA MANIFESTAR SENSAçõES E DESEJOS QUE PODEM LEVAR AO GENOCíDIO, ATROCIDADES E MUITOS TIPOS DE PATOLOGIAS E DEMêNCIAS.
VENHO COMO CLíNICO ALERTAR PARA A NECESSIDADE DE SE FAZER UM PROLONGADO QUESTIONAMENTO DOS VALORES QUE CARREGAMOS DENTRO DE NóS. ISTO AQUI é UM PRONTUáRIO DIDáTICO, INFORMATIVO QUE VISA AMPLIAR O CONHECIMENTO MúTUO.
SIM, ESTAMOS TODOS CONECTADOS NUMA MESMA ATMOSFERA E ASSOCIAMOS NOSSOS DESEJOS, SENSAçõES E SOFRIMENTOS. PORQUE SOMOS SERES SENSORIAIS, PERMUTAMOS QUALQUER COISA QUE CAPTAMOS E SOLIDIFICAMOS NUMA ESTRUTURA úNICA CHAMADA COMO POVO. EM QUE NOS GUIAMOS DENTRO DE UMA NOçãO DE EQUILíBRIO QUE A INSENSATEZ DE UM é CAPAZ DE AFETAR O PRINCíPIO DO OUTRO, PELO ABUSO, PELA INCOMPREENSãO, PELO AUTORITARISMO QUE TEMOS DENTRO DE NóS.
NãO ESTOU AQUI PARA DAR LIçãO DE MORAL PARA NINGUéM, PORQUE COMO ELEMENTO DESTA SOCIEDADE QUE TAMBéM FAçO PARTE TAMBéM PERMUTO DOS MESMOS DEFEITOS DA MANISTAçãO DO BIOLóGICO SOBRE O ESPíRITO.
QUERO APENAS TRANSMITIR A INFORMAçãO QUE O DECLíNIO DE UM AFETA TODA A SOCIEDADE, ENTãO PARA QUE DESPEJAR SOBRE ALGUNS NOSSO DESEJO REPRIMIDO? SOU FALHO COMO VOCêS, E ACREDITO QUE NECESSITAMOS URGENTE ACORDAR PARA O CONHECIMENTO.

Obs: o verdadeiro sentido das estrofes que produzi hoje à tarde foram ativadas da junção do meu inconsciente tiradas de lembranças de preparações passadas. São manchetes de jornais vinculadas hoje: G1; THE NEWS YORK TIMES, BIG ONE e outras abstrações que no correr da exposição ficarão claras.

Quadra I
A sintonia toca,
o vaso não quebra,
e o homem socorre o vaso
mas o vaso achado é o homem que definha.

O terceiro selo está sendo aberto

Surata cinco

O vaso está quebrado



Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Em nome do Povo, Justo e Bondoso.

Perto de Aux, de Lestore e Mirande,

o grande fogo tombará do céu três noites,

será causa estupenda e surpreendente,

a terra tremerá logo depois.







Aberto o selo como um rol exemplificativo:

1 ó fiéis, cumpri com as vossas obrigações (325). Foi-vos permitido alimentar-vos de reses, exceto o que vos é anunciado agora; está-vos vedada a caça, sempre que estiverdes consagrados à peregrinação. Sabei que Deus ordena o que Lhe apraz.
1 Cidadãos, cumpri com as vossas obrigações (325). Foi-vos permitido alimentar-vos de reses, exceto o que vos é anunciado agora; está-vos vedada a caça, sempre que estiverdes consagrados à peregrinação. Sabei que o Povo ordena o que Lhe agrada.
9 Deus prometeu aos fiéis que praticam o bem uma indulgência e uma magnífica recompensa.
9 A carta de intenções de afirmação da constituição estabelece como regra o compromisso particular da prática do bem que segundo o alcorão eram as regras estabelecidas por este protocolo de princípios.
10 Porém, os incrédulos, que desmentem os nossos versículos, serão os companheiros do fogo.
10 Porém, os cidadãos que desrespeitarem, que não seguirem as regras da constituição, serão condenados a pena de morte.
11 ó fiéis, recordai-vos das mercês de Deus para convosco, pois quando um povo intentou agredir-vos, Ele o conteve(346). Temei a Deus, porquanto a Deus se encomendam os fiéis.
11 ó fiéis, recordai-vos das mercês de Deus para convosco, pois quando um povo intentou agredir-vos, Ele o conteve(346). Temei a Deus, porquanto a Deus se encomendam os fiéis.
11 faz um apelo a consciência dos cidadãos para que eles sigam o princípio constitucional.
15 ó adeptos do Livro, foi-vos apresentado o Nosso Mensageiro para mostrar-vos muito do que ocultáveis do Livro e perdoar-vos em muito. Já vos chegou de Deus uma Luz e um Livro lúcido(349),
15 Cidadãos que seguem a norma escrita, quando necessário será enviado um leitor para mostrar-vos muito o ensinamento quando o real sentido for perdido e perdoar-vos em muito. Já vos chegou de Deus uma Luz e um Livro lúcido(349),
16 Pelo qual Deus conduzirá aos caminhos da salvação aqueles que procurarem a Sua complacência e, por Sua vontade, tirá-los-á das trevas e os levará para a luz, encaminhando-os para a senda reta.
16 Pelo qual Deus conduzirá aos caminhos da consciência aqueles que procurarem se informar e, por Sua vontade, tirá-los-á das letras mortas e os levará para a enxergar o verdadeiro significado, encaminhando-os para o caminho correto.
108 Este proceder é o mais adequado, para que as testemunhas declarem a verdade. Devem temer que se apresentem outras testemunhas depois delas. Temei, pois, a Deus e escutai, porque Ele não ilumina os depravados.
108 Este proceder é o mais adequado, para que as testemunhas declarem a verdade. Devem temer que se apresentem outras testemunhas depois delas. Temei, pois, a Deus e escutai, porque Ele não ilumina os depravados.
Com estes fragmentos é possível o ocidental visualizar a profundidade da obra sem se perder pelo caminho das labaredas do flagelo e da autodestruição,... quem quiser se aprofundar que monte outros fragmentos... lembre-se que quem absorve uma cultura externa deve saber separar os elementos culturais de sua própria cultura para não cair na escuridão do significado do que está escrito novamente e fazer transcorrer as Suratas como um chamamento ao extermínio e a autodestruição.

O quarto selo está sendo aberto

O vaso foi roubado

O vaso do acervo é roubado,
a cerâmica revela a cerâmica
mas eles não ficam de coração partido
pois o vaso já pode ser roubado.

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
Em nome do Povo, o Clemente, o Misericordioso Paguai os Impostos.

1 Perguntar-te-ão sobre os espólios.(540) Dize: Os espólios pertencem a Deus e ao Mensageiro(541). Temei, pois, a Deus, e resolvei fraternalmente as vossa querelas; obedecei a Deus e ao Seu Mensageiro, se sois fiéis.
2 Só são fiéis aqueles cujos corações, quando lhes é mencionado o nome de Deus estremecem e, quando lhes são recitados os Seus versículos, é-lhes acrescentada a fé, e se encomendam ao seu Senhor.
3 Aqueles que observam a oração e fazem caridade com aquilo com que os agraciamos;(542)
4 Estes são os verdadeiros fiéis, que terão graus de honra junto ao seu Senhor, indulgências e um magnífico sustento.
5 Tal como, em verdade, quando o teu Senhor te ordenou abandonar o teu lar, embora isso desgostasse alguns dos fiéis.
6 Discutem contigo acerca da verdade, apesar de a mesma já lhes haver sido evidenciada, como se estivessem sendo arrastados para a morte, e a estivessem vendo.
7 Recordai-vos de que, quando Deus vos prometeu que teríeis de combater um dos dois grupos,(543) desejastes enfrentar o desarmado. E Deus quis fazer prevalecer a verdade, com as Suas palavras, e exterminar os incrédulos,
8 Para que a verdade prevalecesse e desaparecesse a falsidade, ainda que isso desgostasse os pecadores.
9 E de quando implorastes o socorro do vosso Senhor e Ele vos atendeu, dizendo: Reforçar-vos-ei com mil anjos, que vos chegarão paulatinamente.(544)
10 Deus não vo-lo vez senão como alvíssaras e segurança para os vossos corações. Sabei que o socorro só emana de Deus, porque é Poderoso, Prudentíssimo.
11 E de quanto Ele, para vosso sossego, vos envolveu num sono, enviou-vos água do céu para, com ela, vos purificardes, livrardes da imundice de Satanás, e para confortardes os vossos corações e afirmardes os vossos passos.
12 E de quando o teu Senhor revelou aos anjos: Estou convosco; firmeza, pois, aos fiéis! Logo infundirei o terror nos corações dos incrédulos; decapitai-os e decepai-lhes os dedos!
13 Isso, porque contrariaram Deus e o Seu Mensageiro; saiba, quem contrariar Deus e o Seu Mensageiro, que Deus é Severíssimo no castigo.
14 Tal é (o castigo pelo desafio); provai-o, pois! E sabei que os incrédulos sofrerão o tormento infernal.
15 ó fiéis, quando enfrentardes (em batalha)(545) os incrédulos, não lhes volteis as costas.
16 Aquele que, nesse dia, lhes voltar as costas – a menos que seja por estratégia ou para reunir-se com outro grupo – incorrerá na abominação de Deus, e sua morada será o inferno. Que funesto destino!
17 Vós que não os aniquilastes, (ó muçulmanos)! Foi Deus quem os aniquilou; e apesar de seres tu (ó Mensageiro) quem lançou (areia), o efeito foi causado por Deus.(546) Ele fez para Se provar indulgente(547) aos fiéis, porque é Oniouvinte, Sapientíssimo.
18 Fê-lo para que saibais que Deus desbarata as conspirações dos incrédulos.
19 (ó incrédulos) se imploráveis a vitória, eis a vitória que vos foi dada; se desistirdes, será melhor para vós; porém, se reincidirdes, voltaremos a vos combater e de nada servirá o vosso exército, por numeroso que seja, porque Deus está com os fiéis.
20 ó fiéis, obedecei a Deus e ao Seu Mensageiro, e não vos afasteis dele enquanto o escutais (em prédica).
21 E não sejais como aqueles que dizem: Escutamos!, quando na realidade não escutam.
22 Aos olhos de Deus, os piores animais são os "surdos" e "mudos", que não raciocinam.
23 Se Deus tivesse reconhecido neles alguma virtude, tê-los-ia feito ouvir; se Ele os tivesse feito ouvir, teriam renegado desdenhosamente, mesmo assim.
24 ó fiéis, atendei a Deus e ao Mensageiro, quando ele vos convocar à salvação. E sabei que Deus intercede entre o homem e o seu coração, e que sereis congregados ante Ele.
25 E preveni-vos contra a intriga, a qual não atingirá apenas os iníquos dentre vós; sabei que Deus é Severíssimo no castigo.
26 E recordai-vos de quando (na vossa metrópole, Makka), éreis um punhado de subjugados; e temíeis que os homens (incrédulos) vos saqueassem; e Ele vos agraciou com todo bem, para que Lhe agradecêsseis.
27 ó fiéis, não atraiçoeis Deus e Mensageiro; não atraiçoeis, conscientemente, o que vos foi confiado!
28 E sabei que tanto vossos bens como vossos filhos são para vos pôr à prova,(548) e que Deus vos tem reservada uma magnífica recompensa.
29 ó fiéis, se temerdes a Deus, Ele vos concederá discernimento, apagará os vossos pecados e vos perdoará, porque é Agraciante por excelência.
30 Recorda-te (ó Mensageiro) de quando os incrédulos confabularam contra ti, para aprisionar-te, ou matar-te, ou expulsar-te(549). Confabularam entre si, mas Deus desbaratou-lhes os planos, porque é o mais duro dos desbaratadores.
31 Quando lhes são recitados os Nossos versículos, dizem: Já os ouvimos e, se quiséssemos, poderíamos repetir outros iguais, porque não são senão fábulas dos primitivos!
32 E de quando disseram: ó Deus, se esta é realmente a verdade que emana de Ti, faze com que caiam pedras do céu sobre nós, ou inflige-nos um doloroso castigo.
33 Porém, é inconcebível que Deus os castigue, estando tu entre eles; nem tampouco Deus os castigará enquanto puderem implorar por perdão.
34 E por que Deus não há de castigá-los, sendo que impedem a entrada (dos fiéis) na Sagrada Mesquita, apesar de não serem os seus guardiões? Ninguém o é, a não ser os tementes; porém, a maioria deles o ignora.
35 A sua oração, na Casa, se reduz aos silvos e ao estalar de mãos. Sofrei, pois, o castigo, por vossa perfídia.
36 Eis que os incrédulos malversam as suas riquezas, para desviarem (os fiéis) da senda de Deus. Porém, malversá-las-ão completamente, e isso será a causa da sua atribulação; então, será vencidos. Os incrédulos serão congregados no inferno.
37 Isso, para que Deus possa separar os maus dos bons, e amontoar os maus uns sobre os outros; juntá-los-á a todos e os arrojará no inferno. Estes são os desventurados.
38 Dize aos incrédulos que, no caso de se arrependerem, ser-lhes-á perdoado o passado. Por outra, caso persistam, que tenham em mente o escarmento dos antigos.
39 Combatei-os até terminar a intriga, e prevalecer totalmente a religião de Deus. Porém, se se retratarem, saibam que Deus bem vê tudo o quanto fazem.
40 Mas, no caso de se recusarem, sabei que Deus é vosso Protetor. Que excelente Protetor e que excelente Socorredor!
41 E sabei que, de tudo quanto adquirirdes de despojos, a quinta parte(550) pertencerá a Deus, ao Mensageiro e aos seus parentes, aos órfãos, aos indigentes e ao viajante; se fordes crentes em Deus e no que foi revelado ao Nosso servo no Dia do Discernimento, em que se enfrentaram os dois grupos, sabei que Deus é Onipotente.
42 Recordai-vos de quanto estáveis acampados na rampa, do vale, mais próxima (a Madina), e eles na mais afastada,(551) e sua caravana se encontrava mais abaixo – Se tivésseis marcado um encontro(552) com o inimigo, ter-vos-íeis desencontrado – e os enfrentastes para que Deus cumprisse Sua decisão prescrita, a fim de que perecessem aqueles que, com razão, deveriam sucumbir, e sobrevivessem aqueles que, com razão, deveriam sobreviver; sabei que Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.
43 Recorda-te (ó Mensageiro) de quando, em sonhos, Deus te fez crer (o exército inimigo) em número reduzido, porque, se te tivesse feito vê-lo numeroso, terias desanimado e terias vacilado a respeito do assunto; porém, Deus (te) salvou deles, porque bem conhece as intimidades dos corações.
44 E de quando os enfrentastes, e Ele os fez parecer, aos vossos olhos, pouco numerosos; Ele vos dissimulou aos olhos deles,(553) para que se cumprisse a decisão prescrita, porque a Deus retornarão todas as questões.
45 ó fiéis, quando vos enfrentardes com o inimigo, sede firmes e mencionai muito Deus, para que prospereis.
46 E obedecei a Deus e ao Seu Mensageiro e não disputeis entre vós, porque fracassaríeis e perderíeis o vosso valor. E perseverai, porque Deus está com os perseverantes.
47 E não sejais como aqueles que saíram de suas casas por petulância e ostentação, para desviar os outros da senda de Deus; sabei que Deus está inteirado de tudo quanto fazem.
48 E de quando Satanás lhes abrilhantou as ações e lhes disse: hoje ninguém poderá vencer-nos, porque estou do vosso lado; porém, quanto os dois grupos se enfrentaram, girou sobre seus calcanhares e disse: Estou isento de tudo quanto vos suceda, porque eu vejo o que vós não vedes. Temo a Deus, porque é Severíssimo no castigo.
49 Os hipócritas e aqueles que abrigam a morbidez em seus corações dizem dos fiéis: A estes, sua religião os tem alucinado. Mas quem se encomenda a Deus, saiba que Ele é Poderoso, Prudentíssimo.
50 Ah, se pudésseis ver a ocasião em que os anjos receberão os incrédulos, esbofeteando-os, açoitando-os e dizendo-lhes: Provai o suplício do fogo infernal!
51 Isso, por tudo quanto cometeram vossas mãos, porque Deus nunca é injusto para com os Seus servos.
52 Tal foi o comportamento do povo do Faraó e de seus antecessores, que descreram nos versículos de Deus; porém, Deus os castigou por seus pecados, porque é Forte e Severíssimo no castigo.
53 Isso, porque Deus jamais muda as mercês com que tem agraciado um povo, a menos que este mude o que há em seu íntimo; sabei que Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.
54 Tal foi o comportamento do povo do Faraó e de seus antecessores, que desmentiram os versículos do seu Senhor. Aniquilamo-los, por seus pecados, e afogamos a dinastia do Faraó, porque todos eram iníquos.
55 Os pecadores são os piores seres aos olhos de Deus, porque não crêem.
56 São aqueles com quem fazes um pacto(554) e que, sistematicamente, quebram seus compromissos, e não temem a Deus.
57 Se os dominardes na guerra, dispersai-os, juntamente com aqueles que os seguem, para que meditem.
59 E se suspeitas da traição de um povo, rompe o teu pacto do mesmo modo, porque Deus não estima os traidores.
60 E não pensem os incrédulos que poderão obter coisas melhores (do que os fiéis). Jamais o conseguirão.
61 Mobilizai tudo quando dispuserdes, em armas e cavalaria,(555) para intimidar, com isso, o inimigo de Deus e vosso, e se intimidarem ainda outros que não conheceis, mas que Deus bem conhece. Tudo quanto investirdes na causa de Deus, ser-vos á retribuído e não sereis defraudados.
62 Se eles se inclinam à paz, inclina-te tu também a ela, e encomenda-te a Deus, porque Ele é o Oniouvinte, o Sapientíssimo.
63 Mas, se intentarem enganar-te, fica sabendo que Deus te é suficiente. Ele foi Quem te secundou com o Seu socorro e com o dos fiéis
64 E foi Quem conciliou os seus corações. E ainda que tivesses despendido tudo quanto há na terra, não terias conseguido conciliar os seus corações; porém, Deus o conseguiu, porque é Poderoso, Prudentíssimo.
65 ó Profeta, são-te suficientes Deus e os fiéis que te seguem.
66 ó Profeta, estimula os fiéis ao combate. Se entre vós houvesse vinte perseverantes, venceriam duzentos, e se houvessem cem, venceriam mil do incrédulos, porque estes são insensatos.(556)
67 Deus tem-vos aliviado o peso do fardo, porque sabe que há um ponto débil em vós;(557) e se entre vós houvesse cem perseverantes, venceriam duzentos; e se houvesse mil, venceriam dois mil, com o beneplácito de Deus, porque Ele está com os perseverantes.
68 Não é dado a profeta algum fazer cativos, antes de lhes haver subjugado inteiramente a região.(558) Vós (fiéis), ambicionais o fútil da vida terrena; em troca, Deus quer para vós a bem-aventurança do outro mundo, porque Deus é Poderoso, Prudentíssimo.
69 Se não fosse por um decreto prévio de Deus, Ter-vos-ia açoitado um severo castigo, pelo que havíeis arrebatado (de resgate).
70 Desfrutai, pois, de tudo quanto conseguis um lícito e temei a Deus, porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.
71 ó Profeta, dize aos cativos que estão e vosso poder: Se Deus descobrir sinceridade em vossos corações, conceder-vos-á algo melhor do que aquilo que vos foi arrebatado e vos perdoará, porque é Indulgente, Misericordiosíssimo.
72 Mas se intentarem atraiçoar-te, como atraiçoaram antes Deus, Ele os deixará nas tuas mãos, porque é Sapiente, Prudentíssimo.
73 Os fiéis que migraram e sacrificaram seus bens e pessoas pela causa de Deus, assim como aqueles que os ampararam e os secundaram, são protetores uns aos outros. Quanto aos fiéis que não migraram, não vos tocará protegê-los, até que o façam. Mas se vos pedirem socorro, em nome da religião, estareis obrigados a prestá-lo, salvo se for contra povos com quem tenhais um tratado; sabei que Deus bem vê tudo quanto fazeis.
74 Quanto aos incrédulos, são igualmente protetores uns aos outros; e se vós não o fizerdes (protegerdes uns aos outros), haverá intriga e grande corrupção sobre a terra.(559)
75 Quanto aos fiéis que migraram e combateram pela causa de Deus, assim como aqueles que os apararam e os secundaram – estes são os verdadeiros fiéis – obterão indulgência e magnífico sustento.
76 E aqueles que creram depois, migraram e combateram junto a vós, serão dos vossos; porém, os parentes carnais têm prioridade sobre os outros, segundo o Livro de Deus;(560) sabei que Deus é Onisciente.



Hoje, 9 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto:

Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz


Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:
o Sol chega tarde

O pássaro não canta

O prédio abandonado

A torre ao lado contempla o sol [BSB].


www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções] Max Diniz Cruzeiro

Hoje, 9 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto:

Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz
Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:
IMPULSO
Chuvas de potes sobre Brasília

o Estrondo foi sentido à distância

Gerações lamentarão a perda

sentimentos afloram na escuridão.


FATO
Exposição de obra de artes em Brasília

a repercussão saiu da cidade

As próximas gerações lamentarão a perda do evento

tristes por não terem participado da primavera.


INTEMPERANçA
Holocausto registrado em brasília por chuva de meteoros

A explosão devastou a cidade

A população ausente sofrerá bastante

choro, desolação e ranger de dentes.


POSITIVISMO

Lindos potes à mostra em Brasília

Ultrapassou a barreira do tempo

Gerações inteiras arrependidas

por não terem participado no megaevento


NEGATIVISMO

Vasos singelos em stands em Brasília

Pouca repercussão e impacto,

Quiçá gerações lamentem a perda

os estímulos das pessoas continuarão adormecidos.


OVINIOLOGIA

Pratos brilhantes sobrevoam Brasília

Viveram além da velocidade da luz

Os seres humanos não tiveram reação

a guerra interplanetária causa desespero.


Você interpreta qualquer informação baseado no que está ativado no momento pelo seu consciente. Por isto leis em suas formas cursivas são tão amplas e abrangem uma infinidade de suposições.
"MANIFESTAçõES NA BAHIA: Bahia apresenta poucas e inesperadas manifestações na Capital.
Na Capital subiram 4,7%, enquanto no interior caíram 6,7%. Números deixaram país transtornado.
As manifestações na capital encolheram de forma inesperada em novembro e o crescimento das manifestações na capital desacelerou, alimentando preocupações de que a segunda maior economia do brasil pode estar enfrentando uma desaceleração mais forte e ampliando a pressão para que as autoridades aumentem as medidas de estímulo.
As manifestações do interior subiram 4,7% sobre um ano antes, enquanto as do interior caíram 6,7%, maior queda desde março, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pela Administração Central."
Quem escreveu o texto faz sua mente raciocinar em voltas, primeiro coloca você para focar na CAPITAL, sem seguida projeta sua mente para focar no INTERIOR, para novamente focar na CAPITAL, o estilo linguístico irá prejudicar sua intelecção que precisa a todos os instantes mudar o foco para que haja concentração na leitura. O ideal seria concentrar em um único parágrafo todas as informações sobre o Interior E em seguida sobre a CAPITAL. Isto daria tempo para você ordenar seu pensamento de forma lógica sem alterar de fases continuamente. Tal fenômeno de alternância de fases pode ser observado de forma gratuita em meu livro Lender www.lenderbook.com
www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções]
Max Diniz Cruzeiro
Cuidado com as gradações:
GRADAçõES DO TEMPO QUE AFETA A MENTE REGRESSIVAMENTE UNINDO UM CENáRIO HIPOTéTICO
O sofrimento eterno que depois vinha a depressão, o vazio o marasmo e o caos.
GRADAçõES DO TEMPO QUE AFETA A MENTE POSITIVAMENTE
Ele sorria, alegrava-se, cantava e vibrava de emoção com a recordação de sua infância de quando deu seu primeiro beijo.
GRADAçõES DE FANTASIAS
O relógio corria, a boba uivava, enquanto sua mente alucinava pelos campos floridos da babilônia grande.
GRADAçõES DE AçõES INDUZEM O CANSAçO
Levanta, anda, corra, pule e vá para o trabalho.
Pois ativa no inconsciente a recordação da lida diária.
GRADAçõES DE EMOçõES PODEM GERAR ANSIEDADE PARA VER ONDE A SEQUêNCIA IRá PARAR
A menina olhou nos meus olhos, sorriu, depois me lançou um beijo, que me fez sentir nas nuvens, assim caminhei risonho na direção onde meus pensamentos fluíam lá no...
www.lenderbook.com

Mas o vaso não será vencido

Nem esquecido,

mesmo morto erguerá para o trono

a cola não cabe na redoma.




O pote já está emendado




Surata Nove
1 Sabei que há imunidade, por parte de Deus e do Seu Mensageiro, em relação àqueles que pactuastes, dentre os idólatras.
2 Percorrei (ó idólatras) a terra, durante quatro meses,(562) e sabereis que não podereis frustrar Deus, porque Ele aviltará os incrédulos.
3 E eis aqui a advertência de Deus e de Seu Mensageiro aos humanos para o dia da grande peregrinação:(563) Deus e seu Mensageiro não são responsáveis (pelo rompimento do pacto) dos idólatras. Mas se vos arrependerdes, será melhor para vós; porém, se vos recusardes, sabei que não podereis frustrar Deus! Notifica, pois, aos incrédulos, que sofrerão um doloroso castigo.
4 Cumpri o ajuste com os idólatras, com quem tenhais um tratado, e que não vos tenham atraiçoado e nem tenham secundado ninguém contra vós; cumpri o tratado até à sua expiração. Sabei que Deus estima os tementes.
5 Mas quanto os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras(564), onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os; porém, caso se arrependam, observem a oração e paguem o zakat, abri-lhes o caminho. Sabei que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.
6 Se alguns dos idólatras procurar a tua proteção,(565) ampara-o, para que escute a palavra de Deus e, então, escolta-o até que chegue ao seu lar, porque (os idólatras) são insipientes.
7 Como podem os idólatras fazer um tratado com Deus e Seu Mensageiro – Exceto aqueles com os quais tenhas feito um tratado, junto à Sagrada Mesquita? Sê verdadeiro com eles, tanto quanto forem verdadeiros para contigo, pois Deus estima os tementes.
8 Como pode haver (qualquer tratado) quanto, se tivessem a supremacia sobre vós, não respeitariam parentesco nem compromisso?(566) Satisfazem-vos com palavras, ainda que seus corações as neguem, a sua maioria é depravada.
9 Negociam a ínfimo preço os versículos de Deus e desencaminham (os humanos) da Sua senda. Que péssimo é o que fazem!
10 Não respeitam parentesco, nem compromisso com fiel algum, porque são transgressores.
11 Mas, se se arrependerem, observarem a oração e pagarem o zakat, então serão vossos irmãos na religião, combatei os chefes incrédulos, pois são perjuros; talvez se refreiem.
12 Porém, se depois de haverem feito o tratado convosco, perjurarem e difamarem a vossa religião, combatei os chefes incrédulos, pois são perjuros; talvez se refreiem.
13 Acaso, não combateríeis as pessoas que violassem os seus juramentos, e se propusessem a expulsar o Mensageiro, e fossem os primeiros a vos provocar? Porventura os temeis? Sabei que Deus é mais digno de ser temido, se sois fiéis.
14 Combatei-os! Deus os castigará, por intermédio das vossas mãos, aviltá-los-á e vos fará prevalecer sobre eles, e curará os corações de alguns fiéis,
15 E removerá a ira dos seus corações. Deus absolverá quem Lhe aprouver, porque é Sapiente, Prudentíssimo.
16 Pensais, acaso, que podereis ser deixados livres, sendo sabido que Deus ainda não pôs à prova aqueles, dentre vós, que lutarão e não tomarão por confidentes ninguém além de Deus, Seu Mensageiro e os fiéis? Deus está bem inteirado de tudo quando fazeis!
17 é inadmissível que os idólatras freqüentem(567) as mesquitas de Deus, sendo que reconhecem que são incrédulos. São aqueles, cujas obras se tornaram sem efeito, e que morarão eternamente no fogo infernal.
18 Só freqüentam as mesquitas de Deus aqueles que crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, observam a oração, pagam o zakat, e não temem ninguém além de Deus. Quiçá, estes se contem entre os encaminhados.
19 Considerais, acaso, os que fornecem água(568) aos peregrinos e os guardiões da Sagrada Mesquita iguais aos que crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, e lutam pela causa de Deus? Aqueles jamais se equipararão a estes, ante Deus. Sabei que Deus não ilumina os iníquos.
20 Os fiéis que migrarem e sacrificarem seus bens e suas pessoas pela causa de Deus(569), obterão maior dignidade ante Deus e serão os ganhadores.
21 O seu Senhor lhes anuncia a Sua misericórdia, a Sua complacência, e lhes proporcionará jardins, onde gozarão de eterno prazer,
22 Onde morarão eternamente, porque com Deus está a magnífica recompensa.
23 ó fiéis, não tomeis por confidentes vossos pais e irmãos, se preferirem a incredulidade à fé; aqueles, dentre vós, que os tomarem por confidentes, serão iníquos.
24 Dize-lhes: Se vossos pais, vossos filhos, vossos irmãos, vossas esposas, vossa tribo, os bens que tenhais adquirido, o comércio, cuja estagnação temeis, e as casas nas quais residis, são-vos mais queridos do que Deus e Seu Mensageiro, bem como a luta por Sua causa, aguardai, até que Deus venha cumprir os Seus desígnios. Sabei que Ele não ilumina os depravados.
25 Deus vos socorreu em muitos campos de batalha – como aconteceu no dia de Hunain,(570) quando vos ufanáveis da vossa maioria que de nada vos serviu; e a terra, com toda a sua amplitude, pareceu-vos pequena para empreenderdes a fuga.(571)
26 Então, Deus infundiu a paz ao Seu Mensageiro e aos fiéis, e enviou tropas – que não avistastes – e castigou os incrédulos; tal é a recompensa dos que não crêem.
27 Deus absolverá, depois disso, quem Lhe aprouver, porque é Indulgente, Misericordiosíssimo.
28 ó fiéis, em verdade os idólatras são impuros. Que depois deste seu ano não se aproximem da Sagrada Mesquita! E se temeis a pobreza(572), sabei que se a Deus aprouver, enriquecer-vos-á com Sua bondade, porque é Sapiente, Prudentíssimo.
29 Combatei aqueles que não crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião daqueles que receberam o Livro, até que, submissos, paguem o Jizya.(573)
30 Os judeus dizem: Ezra é filho de Deus; os cristãos dizem: O Messias é filho de Deus. Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados incrédulos. Que Deus os combata! Como se desviam!
31 Tomaram por senhores seus rabinos e seus monges em vez de Deus, assim como fizeram com o Messias, filho de Maria, quando não lhes foi ordenado adorar senão a um só Deus. Não há mais divindade além d’Ele! Glorificado seja pelos parceiros que Lhe atribuem!
32 Desejam em vão extinguir a Luz de Deus com as suas bocas; porém, Deus nada permitirá, e aperfeiçoará a Sua Luz, ainda que isso desgoste os incrédulos.
33 Ele foi Quem enviou Seu Mensageiro com a Orientação e a verdadeira religião, para fazê-la prevalecer sobre todas as outras, embora isso desgostasse os idólatras.
34 ó fiéis, em verdade, muitos rabinos e monges fraudam os bens dos demais e os desencaminham da senda de Deus. Quanto àqueles que entesouram o ouro e a prata, e não os empregam na causa de Deus, anuncia-lhes (ó Mohammad) um doloroso castigo.
35 No dia em que tudo for fundido no fogo infernal e com isso forem estigmatizadas as suas frontes, os seus flancos e as suas espáduas, ser-lhes-á dito: eis o que entesourastes! Experimentai-o, pois!
36 Para Deus o número dos meses(574) é de doze, como reza o Livro Divino, desde o dia em que Ele criou os céus e a terra. Quatro deles são sagrados; tal é o cômputo exato. Durante estes meses não vos condeneis,(575) e combatei unanimemente os idólatras, tal como vos combatem; e sabei que Deus está com os tementes.
37 A antecipação do mês sagrado(576) é um excesso de incredulidade, com que são desviados, ainda mais, os incrédulos; permitem-no num ano e o proíbem noutro, para fazerem concordar o número de meses feitos sagrados por Deus, de maneira a tornarem lícito o que Deus vedou. Suas más ações os iludiram. Sabei que Deus não guia os incrédulos.
38 ó fiéis, que sucedeu(577) quando vos foi dito(578) para partirdes para o combate pela causa de Deus, e vós ficastes apegados à terra? Acaso, preferíeis a vida terrena à outra? Que ínfimos são os gozos deste mundo, comparados com os do outro!
39 Se não marchardes (para o combate), Ele vos castigará dolorosamente, suplantar-vos-á por outro povo, e em nada podereis prejudicá-Lo, porque Deus é Onipotente.
40 Se não o socorrerdes (o Profeta), Deus o socorrerá,(579) como fez quando os incrédulos o desterraram. Quando estava na caverna com um companheiro,(580) disse-lhe: Não te aflijas, porque Deus está conosco! Deus infundiu nele o Seu sossego, confortou-o com tropas celestiais que não poderíeis ver, rebaixando ao mínimo a palavra dos incrédulos, enaltecendo ao máximo a palavra de Deus, porque Deus é Poderoso, Prudentíssimo.
41 Quer estejais leve ou fortemente (armados), marchai (para o combate) e sacrificai vossos bens e pessoas pela causa de Deus! Isso será preferível para vós, se quereis saber.
42 Se o ganho fosse imediato e a viagem fácil, Ter-te-iam seguido: porém, a viagem pareceu-lhes penosa. E ainda jurariam por Deus: Se tivéssemos podido, teríamos partido convosco! Com isso se condenaram, porque Deus bem sabia que eram mentirosos.
43 Deus te indultou! Por que os dispensaste da luta, antes que se pudesse distinguir entre os sinceros e os mentirosos?
44 Aqueles que crêem em Deus e no Dia do Juízo Final não te pedirão isenção de sacrificaram os seus bens e as suas pessoas; e Deus bem conhece os tementes.
45 Pedir-te-ão isenção só aqueles que não crêem em Deus, nem no Dia do Juízo Final, cujos corações estão em dúvida e, em sua dúvida, vacilam.
46 Se tivessem decidido ir, ter-se-iam preparado para isso; porém, Deus era contrário a que partissem, e os desanimou; foi-lhes dito: Ficai com os omissos.
47 E se tivessem marchado convosco, não teriam feito mais do que confundir-vos e suscitar dissensões em vossas fileiras, incitando-vos à rebelião. Entre vós há quem os escuta. Porém, Deus bem conhece os iníquos.
48 Já, antes, haviam tratado de suscitar dissensões e intentado desbaratar os teus planos, até que chegou a verdade, e prevaleceram os desígnios de Deus, ainda que isso os desgostasse.
49 E entre eles há quem te diga: Isenta-me, e não me tentes!(581) Acaso, não caíram em tentação? Em verdade, o inferno cercará os incrédulos (por todos os lados).
50 Quanto logras um triunfo, isso os desgosta; por outra, quando te açoita uma desgraça, dizem: Já nos tínhamos precavido! e retiram-se jubilosos.
51 Dize: jamais nos ocorrerá o que Deus não nos tiver predestinado! Ele é nosso Protetor. Que os fiéis se encomendem a Deus!
52 Dize (ainda): Esperais que nos aconteça algo? Só nos ocorrerá uma das suas sublimes coisas (o martírio ou a vitória). Nós, em troca, aguardamos que Deus vos inflija o Seu castigo, ou então o faça por nossas mãos. Esperai, pois, que esperaremos convosco.(582)
53 Dize (mais): Ainda que façais caridade de bom ou mau grado, jamais vo-la será aceita, porque sois depravados.
54 Suas caridades não são aceitas, por causa da sua incredulidade em Deus e em Seu Mensageiro, e por observarem a oração com indolência e por praticarem a caridade de má vontade.
55 Que não e maravilhem os seus bens, nem os seus filhos, porque Deus somente quer, comisso, atormentá-los na vida terrena e fazer com que suas almas pereçam na incredulidade.
56 Juram por Deus que são dos vossos, quando na verdade não o são, pois são um bando de pusilânimes.
57 Se tivessem encontrado um refúgio ou um subterrâneo, ou qualquer buraco, apressar-se-iam em nele se ocultar.
58 Entre eles, há aqueles que te difamam, com respeito à distribuição das esmolas;(583) quando lhes é dado uma parte, conformam-se; quando não, eis que se indignam.
59 Tivessem eles ficado satisfeitos com o que Deus e Seu Mensageiro lhes concederam e tivessem dito: Deus nos é suficiente; Ele nos concederá de Sua graça e o mesmo fará Seu Mensageiro, e em Deus confiamos! (teria sido preferível).
60 As esmolas são tão-somente para os pobres, para os necessitados, para os funcionário empregados em sua administração, para aqueles cujos corações têm de ser conquistados,(584) para a redenção dos escravos, para os endividados, para a causa de Deus e para o viajante; isso é um preceito emanado de Deus, porque é Sapiente, Prudentíssimo.
61 Entre eles há aqueles que injuriam o Profeta e dizem: Ele é todo ouvidos. Dize-lhes: é todo ouvidos sim, mas para o vosso bem; crê em Deus, acredita nos fiéis e é uma misericórdia para aqueles que, de vós, crêem! Mas aqueles que injuriarem o Mensageiro de Deus sofrerão um doloroso castigo.
62 Juram-vos por Deus para comprazer-vos. Mas Deus e Seu Mensageiro têm mais direito de serem comprazidos, se sois fiéis.
63 Ignoram, acaso, que quem contrariar Deus e Seu Mensageiro terá o fogo do inferno, onde permanecerá eternamente? Tal será o supremo aviltamento.
64 Os hipócritas temem que lhes seja revelada uma surata que evidencie o que há em seus corações. Dize-lhes: Escarnecei! Deus revelará o que temeis!
65 Porém, se os interrogares, sem dúvida te dirão: Estávamos apenas falando e gracejando. Dize-lhes: Escarnecei, acaso, de Deus, de Seus versículos e de Seu Mensageiro?
66 Não vos escuseis, porque renegastes, depois de terdes acreditado! E se indultássemos uma parte de vós, puniríamos a outra, porque é pecadora.
67 Os hipócritas e as hipócritas são semelhantes: recomendam o ilícito e proíbem o bem, e são avaros e avaras.(585) Esquecem-se de Deus, por isso Deus deles Se esquece. Em verdade, os hipócritas são depravados.
68 Deus promete aos hipócritas e às hipócritas e aos incrédulos o fogo do inferno, onde permanecerão eternamente. Isso lhes bastará. Deus os amaldiçoou, e sofrerão um tormento ininterrupto.
69 Sois como aqueles que vos precederam, os quais eram mais poderosos do que vós e mais ricos em bens e filhos. Desfrutaram de sua parte dos bens e vós desfrutais da vossa, como desfrutaram da sua os vossos antepassados; tagarelais, como eles tagarelaram. Suas obras tornar-se-ão sem efeito, neste mundo e no outro, e serão desventurados.
70 Não os aconselhou, acaso, a história de seus antepassados, do povo de Noé, de Ad, de Tamud, de Abraão, dos madianitas e dos habitantes das cidades nefastas(586), a quem seus mensageiros haviam apresentado as evidências? Deus não os condenou; outrossim, foram eles menos que se condenaram.
71 Os fiéis e as fiéis são protetores uns dos outros; recomendam o bem, proíbem o ilícito, praticam a oração, pagam o zakat, e obedecem a Deus e ao Seu Mensageiro. Deus Se compadecerá deles, porque Deus é Poderoso, Prudentíssimo.
72 Deus prometeu aos fiéis e às fiéis jardins, abaixo dos quais correm os rios, onde morarão eternamente, bem como abrigos encantadores, nos jardins do éden; e a complacência de Deus é ainda maior do que isso. Tal é o magnífico benefício.
73 ó Profeta, combate os incrédulos e os hipócritas, e sê implacável para com eles! O inferno será sua morada. Que funesto destino!
74 Juram por Deus nada terem dito (de errado); porém, blasfemaram e descreram, depois de se terem islamizado. Pretenderam(587) o que foram incapazes de fazer, e não encontraram outro argumento, senão o de que Deus e Seu Mensageiro os enriqueceram de Sua graça. Mas, se se arrependerem, será melhor para eles; ao contrário, se se recusarem, Deus os castigará dolorosamente neste mundo e no outro, e não terão, na terra, amigos nem protetores.
75 Entre eles há alguns que prometeram a Deus, dizendo: Se Ele nos conceder Sua graça, faremos caridade e nos contaremos entre os virtuosos.
76 Mas quando Ele lhes concedeu a Sua graça, mesquinharam-na e a renegaram desdenhosamente.
77 Então, Deus aumentou a hipocrisia em seus corações, fazendo com que a mesma durasse até ao dia em que comparecessem ante Ele, por causa da violação das suas promessas a Deus, e por suas mentiras.
78 Ignoram, acaso, que Deus bem conhece os seus segredos e as suas confidências e é Conhecedor do Incognoscível?
79 Quanto àqueles que calunia os fiéis, caritativos, por seus donativos, e escarnecem daqueles que não dão mais do que o fruto do seu labor, Deus escarnecerá deles, e sofrerão um doloroso castigo.
80 Quer implores, quer não (ó Mensageiro) o perdão de Deus para eles, ainda que implores setenta vezes(588), Deus jamais os perdoará, porque negaram Deus e Seu Mensageiro. E Deus não ilumina os depravados.
81 Depois da partida do Mensageiro de Deus, os que permaneceram regozijavam-se de terem ficado em seus lares e recusado sacrificar os seus bens e pessoas pela causa de Deus; disseram: Não partais durante o calor!(589) Dize-lhes: O fogo do inferno é mais ardente ainda! Se o compreendessem...!
82 Que se riam, pois, porém, por pouco tempo; então, chorarão muito, pelo que lucravam.
83 Se Deus te repatriar (depois da campanha) e um grupo deles te pedir permissão para acompanhar-te, dize-lhes: Jamais partireis comigo, nem combatereis junto a mim contra inimigo algum, porque da primeira vez preferistes ficar. Ficai, pois, com os omissos!
84 Se morrer algum deles, não ores jamais em sua intenção, nem te detenhas ante sua tumba.(590) Eles renegaram Deus e o seu Mensageiro e morreram na depravação.
85 Que não te maravilhem os seus bens, nem os seus filhos, porque Deus somente quer, com isso, atormentá-los, neste mundo, e fazer com que suas almas pereçam na incredulidade.
86 E se for revelada uma surata que lhes prescreva: Crede em Deus e lutai junto ao Seu Mensageiro! Os opulentos, entre eles, pedir-te-ão para serem eximidos e dirão: Deixa-nos com os isentos!
87 Preferiram ficar com os incapazes(591) e seus corações foram sigilados; por isso não compreendem.
88 Porém, o Mensageiro e os fiéis que com ele sacrificaram seus bens e pessoas obterão as melhores dádivas e serão bem-aventurados.
89 Deus lhes destinou jardins, abaixo dos quais correm os rios, onde morarão eternamente. Tal é a magnífica recompensa.
90 Alguns beduínos, com desculpas, apresentaram-se, pedindo para serem eximidos (da luta). E os que mentiram a Deus e ao Seu Mensageiro permaneceram em seus lares. Logo um castigo doloroso açoitará os incrédulos, entre eles.
91 Estão isentos: os inválidos, os enfermos, os baldos de recursos, sempre que sejam sinceros para com Deus e Seu mensageiro. Não há motivo de queixa contra os que fazem o bem, e Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.
92 Assim como forma considerados (isentos) aqueles que se apresentaram a ti, pedindo que lhes arranjasses montaria, e lhes disseste: Não tenho nenhuma para proporcionar-vos; voltaram com os olhos transbordantes de lágrimas, por pena de não poderem contribuir.
93 Serão recriminados aqueles que, sendo ricos, pediram-te para serem eximidos, porque preferiram ficar com os incapazes. Mas Deus selou suas mentes, de sorte que não compreendem.
94 Quando regressardes, apresentar-vos-ão escusas. Dize (ó Mohammad): Não vos escuseis; jamais em vós creremos, porque Deus nos tem informado acerca dos vossos procedimentos. Deus e Seu Mensageiro julgarão as vossas atitudes; logo sereis devolvidos ao Conhecedor do cognoscível e do incognoscível, que vos inteirará de tudo quanto fazeis.
95 Quando regressardes, pedir-vos-ão por Deus, para que os desculpeis. Apartai-vos deles, porque são abomináveis e sua morada será o inferno, pelo que lucravam.
96 Jurar-vos-ão (fidelidade), para que vos congratuleis com eles; porém, se vos congratulardes com eles, sabei que Deus não Se compraz com os depravados.
97 Os beduínos são mais incrédulos e hipócritas, e mais propensos a ignorarem os preceitos que Deus revelou ao seu Mensageiro. E Deus é Sapiente, Prudentíssimo.
98 Entre os beduínos, há aqueles que consideram tudo quanto distribuem em caridade como uma perda;(592) aguardam, ainda, que vos açoitem as vicissitudes. Que as vicissitudes caiam sobre eles! Sabei que Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.
99 Também, entre os beduínos, há aqueles que crêem em Deus e no Dia do Juízo Final; consideram tudo quanto distribuem em caridade como um veículo que os aproximará de Deus e lhes proporcionará as preces do Mensageiro. Sabei que isso os aproximará! Deus os acolherá em Sua clemência, porque é Indulgente, Misericordiosíssimo.
100 Quanto aos primeiros (muçulmanos), dentre os migrantes e os socorredores (Ansar do Mensageiro), que imitaram o glorioso exemplo daqueles, Deus se comprazerá com eles e eles se comprazerão n’Ele; e lhes destinou jardins, abaixo dos quais correm os rios,(593) onde morarão eternamente. Tal é o magnífico benefício.
101 Entre os beduínos vizinhos, há hipócritas, assim como os há entre o povo de Madina,(594) os quais estão acostumados à hipocrisia. Tu não os conheces; não obstante, Nós o conhecemos. Castigá-los-emos duplamente, e então serão submetidos a um severo castigo.
102 Outros reconheceram as suas faltas, quanto a terem confundido ações nobres com outras vis. Quiçá Deus ao absolva, porque é Indulgente, Misericordiosíssimo.
103 Recebe, de seus bens, uma caridade que os purifique e os santifique, e roga por eles, porque tua prece será seu consolo; em verdade, Deus é Oniouvinte, Sapientíssimo.
104 Ignoram, porventura, que Deus aceita o arrependimento dos seus servos, assim como recebe as caridades, e que Deus é Remissório, o Misericordiosíssimo?
105 Dize-lhes: Agi, pois Deus terá ciência da vossa ação;(595) o mesmo farão o Seu Mensageiro e os fiéis. Logo retornareis ao Conhecedor do cognoscível e do incognoscível, que vos inteirará de tudo quanto fizestes.
106 Outros estão esperançosos quanto aos desígnios de Deus, sem saber se Ele os castigará ou os absolverá; saibam que Ele é Sapiente, Prudentíssimo.
107 Mas aqueles que erigiram uma mesquita em prejuízo dos fiéis, para difundirem entre eles a maldade, a incredulidade e a discórdia(596), e apoiarem aqueles que anteriormente combateram Deus e Seu Mensageiro, juraram: Não pretendíamos com isso senão o bem. Porém, Deus é Testemunha de que são mentirosos.
108 Jamais te detenhas ali, porque uma mesquita(597) que desde o primeiro dia tenha sido erigida por temor a Deus é mais digna de que nela te detenhas; e ali há homens que anseiam por purificar-se; e Deus aprecia os puros.
109 Quem é melhor: o que alicerçou o seu edifício, fundamentado no temor a Deus, esperançoso e Seu beneplácito, ou que o construiu à beira do abismo(598) e em seguida se arrojou com ele no fogo do inferno? Sabei que Deus não ilumina os iníquos.
110 A construção dela não cessará de ser causa de dúvidas em seus corações, a menos que seus corações se despedacem. Sabei que Deus é Sapiente, Prudentíssimo.
111 Deus cobrará dos fiéis o sacrifício de seus bens e pessoas, em troca do Paraíso. Combaterão pela causa de Deus, matarão e serão mortos. é uma promessa infalível, que está registrada na Tora, no Evangelho e no Alcorão. E quem é mais fiel à sua promessa do que Deus? Regozijai-vos, pois, a troca que haveis feito com Ele. Tal é o magnífico benefício.
112 Os arrependidos, os adoradores, os agradecidos, os viajantes (pela causa de Deus), os genuflexos e os prostrados são aqueles que recomendam o bem, proíbem o ilícito e se conservam dentro dos limites da lei de Deus. Anuncia aos fiéis as boas novas!
113 é inadmissível que o Profeta e os fiéis implorem perdão para os idólatras, ainda que estes sejam seus parentes carnais, ao descobrirem que são companheiros do fogo.
114 Abraão implorava perdão para seu pai, somente devido a uma promessa que lhe havia feito; mas, quando se certificou de que este era o inimigo de Deus, renegou-o. Sabei que Abraão era sentimental, tolerante.
115 é inadmissível que Deus desvie um povo, depois de havê-lo encaminhado, sem antes lhe Ter elucidado o que deve temer. Sabei que Deus é Onisciente.
116 A Deus pertence o reino dos céus e da terra. Ela dá a vida e a morte e, fora d’Ele não tereis protetor, nem socorredor.
117 Sem dúvida que Deus absolveu o Profeta, os migrantes e os socorredores, que o seguiram na hora angustiosa em que os corações de alguns estavam prestes a fraquejar. Ele os absolveu, porque é para com eles Compassivo, Misericordiosíssimo.
118 Também absolveu os três que se omitiram (na expedição de Tabuk)(599)quando a terra, com toda a sua amplitude, lhes parecia estreita, e suas almas se constrangeram, e se compenetraram de que não tinham mais amparo senão em Deus. E Ele os absolveu, a fim de que se arrependessem, porque Deus é o Remissório, o Misericordiosíssimo.
119 ó fiéis, temei a Deus e permanecei com os verazes!
120 Não deveriam o povo de Madina e seus vizinhos beduínos se negar a seguir o Mensageiro de Deus, nem preferir as suas próprias vidas, em detrimento da dele, porque todo o seu sofrimento, devido à sede, fome ou fadiga, pela causa de Deus, todo o dano causado aos incrédulos e todo o dano recebido do inimigo ser-lhes-á registrado como boa ação, porque Deus jamais frustra a recompensa aos benfeitores.
121 Deveriam saber, ainda, que não fazem gasto algum, pequeno ou grande, nem atravessam vale algum, sem que isso lhes seja registrado; em verdade, Deus os recompensará com coisa melhor do que tiverem feito.
122 Não devem todos os fiéis, de uma só vez, sair para o combate; deve permanecer uma parte de cada coletividade, para instruir-se na fé, e assim admoestar s sua gente quando regressar, a fim de que se acautelem.(600)
123 ó fiéis, combatei os vossos vizinhos incrédulos para que sintam severidade em vós; e sabei que Deus está com os tementes.
124 Quanto uma nova Surata é revelada, alguns deles dizem (zombando): A quem de vós isso aumenta, em fé? No entanto, ela aumenta a fé dos fiéis, e disso se regozijam.
125 Em troca, quanto àqueles que abrigam a morbidez em seus corações, é-lhes acrescentada abominação sobre abominação, e morrerão na incredulidade.
126 Não reparam, acaso, que são tentados uma ou duas vezes por ano? Porém não se arrependem, nem meditam.
127 Quando uma Surata lhes é revelada, olham-se, entre si, e dizem: Acaso alguém vos observa? E logo se retiram. Deus desviou seus corações, porque são gente insipiente.
128 Chegou-vos um Mensageiro de vossa raça, que se apiada do vosso infortúnio, anseia por proteger-vos, e é compassivo e misericordioso para com os fiéis.
129 Mas, se te negam, dize-lhes: Deus me basta! Não há mais divindade além d’Ele! A Ele me encomendo, porque é o Soberano do Trono Supremo.




O vaso vira imagem

a imagem vira louvor

interprete com o coração

e a surata levará a benção







Surata Décima
Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Alef, Lam, Ra(601). Eis aqui os versículos(602) do Livro da sabedoria.
2 Estranham, acaso, as pessoas, que tenhamos inspirado um homem de seu povo, dizendo-lhe: Admoesta os homens e avisa os fiéis que terão uma sublime dignidade junto ao seu Senhor? Todavia, os incrédulos dizem dele: ë um mago declarado.
3 Vosso Senhor é Deus, Que criou os céus e a terra em seis dias(603), logo assumiu o Trono para reger todas as coisas. Junto a Ele ninguém poderá interceder, sem Sua permissão. Tal é Deus, vosso Senhor! Adorai-O, pois! Não meditais?
4 A Ele retornareis todos. A promessa de Deus é infalível. Ele origina a criação, e logo a faz reproduzir, para recompensar eqüitativamente os fiéis que praticam o bem. Os incrédulos, porém, terão por bebida água fervente(604) e um doloroso castigo, por sua incredulidade.
5 Ele foi Quem originou o sol iluminador(605) e a lua refletidora, e determinou as estações do ano, para que saibais o número dos anos e seus cômputos. Deus não criou isto senão com prudência; ele elucida os versículos aos sensatos.
6 Na alteração da noite e do dia, e no que Deus criou nos céus e na terra, há sinais para os tementes.
7 Aqueles que não esperam o Nosso encontro, comprazem-se com a vida terrena, conformando-se com ela, e negligenciam os Nossos versículos.
8 Sua morada será o fogo infernal, por tudo quanto tiverem lucrado.
9 Quanto aos fiéis que praticam o bem, seu Senhor os encaminhará, por sua fé, aos jardins do prazer, abaixo dos quais correm os rios.
10 Onde sua prece será: Glorificado sejas, ó Deus! Aí sua mútua saudação será: Paz! E o fim de sua prece será: Louvado seja Deus, Senhor do Universo!
11 Se Deus apressasse o mal aos humanos, como eles apressam o bem para si, alcançariam rapidamente o seu destino. Porém, abandonaremos, vacilantes em sua transgressão, aqueles que não esperam comparecer perante Nós.
12 E se o infortúnio açoita o homem, ele Nos implora, quer esteja deitado, sentado ou em pé. Porém, quando o libertamos de seu infortúnio, ei-lo que caminha, como se não Nos tivesse implorado quando o infortúnio o açoitava. Assim foram abrilhantados os atos dos transgressores (por Satanás).
13 Aniquilamos gerações anteriores a vós por sua iniqüidade, porque, apesar de lhes haverem apresentado aos seus mensageiros as evidências, jamais creram. Assim castigamos os pecadores.
14 Depois disso, designamos-vos sucessores deles na terra, para observarmos como vos iríeis comportar.
15 Mas, quando lhes são recitados os Nossos lúcidos versículos, aqueles que não esperam o comparecimento perante Nós, dizem: Apresenta-nos outro Alcorão(606) que não seja este, ou, por outra, modificado! Dize: Não me incumbe modificá-lo por minha própria vontade; atenho-me somente ao que me tem sido revelado, porque temo o castigo do dia aziago, se desobedeço ao meu Senhor.
16 Dize: Se Deus quisesse, não vo-lo teria eu recitado, nem Ele vo-lo teria dado a conhecer, porque antes de sua revelação passei a vida entre vós.(607)Não raciocinais ainda?
17 Haverá alguém mais iníquo do que quem forja mentiras acerca de Deus ou desmente os Seus versículos? Jamais prosperarão pecadores.
18 E adoram, em vez de Deus, os que não poder prejudicá-los nem beneficiá-los, dizendo: Estes são os nossos intercessores junto a Deus. Pretendeis ensinar a Deus algo que Ele possa ignorar dos céus e da terra? Glorificado e exaltado seja de tudo quanto Lhe atribuem!
19 A princípio, os humanos formavam uma só comunidade; então, dividiram-se. Porém, senão tivesse sido por uma palavra proferida por teu Senhor, Ter-se-iam destruído, por causa de suas divergências.
20 Dizem: Por que não lhe foi revelado um sinal de seu Senhor? Dize: O incognoscível só a Deus pertence; aguardai, pois, que eu serei um dos que convosco aguardam.
21 Se agraciarmos os homens com a Nossa misericórdia, depois de os haver açoitado o infortúnio, ainda assim desmentirão os Nossos versículos. Dize: Deus é Rápido em planejar. Sabei que os Nosso mensageiros registram tudo quando tramais.
22 Ele é Quem vos encaminha na terra e no mar. Quando se acham em naves e estas singram o oceano ao sabor de um vento favorável, regozijam-se. Mas, quando os açoita uma tormenta e as ondas os assaltam por todos lados, e crêem naufragar, então imploram sinceramente a Deus: Se nos salvares deste perigo, contar-nos-emos entre agradecidos!(608)
23 Mas, quando os salva, eis que causa, injustamente, iniqüidade na terra. ó humanos, sabei que a vossa iniqüidade(609) só recairá sobre vós; isso é somente um entretenimento na vida terrena. Logo retornareis a Nós, e então vos inteiraremos de tudo quanto tiverdes feito.
24 A similitude da vida terrena equipara-se à água que enviamos do céu.(610) a qual mistura-se com as plantas da terra, de que se alimentam os homens e o gado; e quando a terra se enfeita e se engalana, a ponto de seus habitantes crerem ser seus senhores, açoita-a o Nosso desígnio, seja à noite ou de dia, deixando-a desolada, como se, na véspera, não houvesse sido verdejante. Assim elucidamos os versículos àqueles que refletem.
25 Deus convoca à morada da paz(611) e encaminha à senda reta quem Lhe apraz.
26 Aqueles que praticam o bem obterão o bem e ainda algo mais; nem a poeira, nem a ignomínia anuviarão os seus rostos. Eles serão os diletos do Paraíso, em que morarão eternamente.
27 Aqueles que cometerem maldades serão pagos na mesma moeda, e a ignomínia os cobrirá. Não terão defensor junto a Deus; estarão como se condenados ao inferno, em que morarão eternamente.
28 Um dia, em que os congregaremos a todos, diremos aos idólatras: Ficai onde estais, vós e vossos parceiros! Logo os separaremos; então, seus parceiros lhes dirão: Não era a nós que adoráveis!
29 Basta Deus por testemunha entre nós e vós, de que não nos importava a vossa adoração.
30 Aí toda alma conhecerá tudo quanto tiver feito e serão devolvidos a Deus, seu verdadeiro Senhor; e tudo quando tiverem forjado desvanecer-se-á.
31 Dize: Quem vos agracia com os seus bens do céu e da terra? Quem possui poder sobre a audição e a visão? E quem rege todos os assuntos? Dirão: Deus! Dize, então: Por que não O temeis?
32 Tal é Deus, vosso verdadeiro Senhor; e que há, fora da verdade, senão o erro?(612) Como, então, vos afastais?
33 Assim se cumpriu a sentença de teu Senhor(613) sobre os depravados, porque não creram.
34 Pergunta-lhes: Existe algum ídolo, dentre os vossos, que possa originar a criação, e então reproduzi-la? Dize-lhes, a seguir: Deus é Quem origina a criação e então a reproduz. Como, pois, vos desviais?
35 Pergunta-lhes: Existe algum ídolo, dentre os vossos, que possa guiar-vos à verdade? Dize: Só Deus guia à verdade. Acaso, Quem guia à verdade, não é mais digno e ser seguido do que quem não o faz, sendo ao contrário guiado? Que vos sucede pois? Como julgais assim?
36 Sua maioria não faz mais do que conjecturar, e a conjectura jamais prevalecerá sobre a verdade; Deus bem sabe tudo quanto fazem!
37 é impossível que esta Alcorão tenha sido elaborado por alguém que não seja Deus. Outrossim, é a confirmação das (revelações) anteriores a ele e a elucidação do Livro indubitável do Senhor do Universo.
38 Dizem: Ele o forjou! Dize: Componde, pois, uma surata semelhante às deles; e podeis recorrer, para isso, a quem quiserdes, em vez de Deus, se estiverdes certos.
39 Porém, desmentiram o que não lograram conhecer, mesmo quando a sua interpretação(614) não lhes havia chegado. Do mesmo modo seus antepassados desmentiram. Repara, pois, qual foi o destino dos iníquos.
40 Entre eles, há os que crêem nele (o Alcorão) e os que o negam; porém, teu Senhor é o mais conhecedor dos corruptores.
41 Mas, se te desmentem, dize-lhes: Os meus atos só a mim incumbem, e a vós os vossos. Estais isentos do que eu faço, assim como estou isento de tudo quanto fazeis.
42 Entre eles há os que te escutam. Poderias fazer ouvir os surdos, uma vez que não entendem(615)?
43 E há os que te perscrutam; acaso, poderias fazer ver os cegos, uma vez que não enxergam?
44 Deus em nada defrauda os homens; porém, os homens se condenam a si mesmos.
45 Recorda-lhes o dia em que Ele os congregará, como se não houvessem permanecido no mundo mais do que uma hora do dia; reconhecer-se-ão entre si. Então, aqueles que tiverem negado o comparecimento ante Deus, serão desventurados e jamais serão encaminhados.
46 Ainda que te mostremos algo do que lhes prometemos, ou mesmo que te recolhamos até Nós (antes disso), seu retorno será para Nós. Deus é Testemunha(616) de tudo quanto fazem.
47 Cada povo teve seu mensageiro; e quando seu mensageiro se apresentar, todos serão julgados eqüitativamente e não serão injustiçados.
48 E dizem (os incrédulos): Quando se cumprirá esta promessa? Dize-o, se estiverdes certo!
49 Dize-lhes: Não posso acarretar mais prejuízos nem mais benefícios além dos que Deus quer. Cada povo tem seu destino e, quando este se cumprir, não poderá atrasá-lo nem adiantá-lo numa só hora.
50 Dize: Que vos pareceria, se Seu castigo vos surpreendesse durante a noite ou de dia? Que porção dele os pecadores pretenderiam apressar?
51 Quando tal acontecer, crereis, então, nele? Qual! Crereis, então, quando até agora não tendes feito mais do que o apresardes?
52 Será dito, então, aos iníquos: Provai o castigo eterno.(617) Sereis, acaso, castigados pelo que não cometestes?
53 Pedir-te-ão que os inteires dos fatos: é isso verdade? Dize: Sim, por meu Senhor que é verdade, e jamais podereis impedi-lo.
54 Se todo o ser iníquo possuísse tudo quanto existe na terra, tudo daria para a sua redenção. Sentirão o arrependimento quando virem o castigo. Então serão julgados eqüitativamente e não serão injustiçados.
55 Não pertence, acaso, a Deus tudo quanto existe nos céus e na terra? Não é verdadeira a promessa de Deus? Porém, a maioria o ignora.
56 Ele dá a vida e a morte, e a Ele retornareis.
57 ó humanos, já vos chegou uma exortação do vosso Senhor, a qual é um bálsamo para a enfermidade(618) que há em vossos corações, e é orientação e misericórdia para os fiéis.
58 Dize: Contentai-vos com a graça e a misericórdia de Deus! Isso é preferível a tudo quanto entesourarem!
59 Dize ainda: Reparastes nas dádivas(619) que Deus vos envia, as quais classificais em lícitas e ilícitas? Dize-lhes mais: Acaso, Deus vo-lo autorizou, ou forjais mentiras acerca de Deus?
60 Em que pensarão no Dia da Ressurreição(620) aqueles que forjam mentiras acerca de Deus? Deus é agraciador para com os humanos: porém, sua maioria não agradece.
61 Em qualquer situação em que vos encontrardes, qualquer parte do Alcorão que recitardes, seja qual for a tarefa que empreenderdes, seremos Testemunha quando nisso estiverdes absortos, porque nada escapa do teu Senhor, nem do peso de um átomo ou algo menor ou maior do que este, na terra ou nos céus, pois tudo está registrado num Livro lúcido.
62 Não é, acaso, certo que os diletos de Deus jamais serão presas do temor, nem se atribularão?
63 Estes são os fiéis e são tementes.
64 Obterão alvíssaras de boas-novas na vida terrena e na outra; as promessas de Deus são imutáveis. Tal é o magnífico benefício.
65 Que suas palavras não te atribulem, uma vez que a Glória pertence integralmente a Deus, Que é o Oniouvinte, o Sapientíssimo.
66 Não é certo que é de Deus aquilo que está nos céus e na terra? Que pretendem, pois, aqueles que adoram os ídolos em vez de Deus? Não seguem mais do que a dúvida e não fazem mais do que inventar mentiras!
67 Ele é Quem estabeleceu a noite para vosso descanso e o dia luzente, para tornar as coisas visíveis. Nisto há sinais para os que escutam.
68 Dizem: Deus teve um filho! Glorificado seja Deus; Ele é Opulento; Seu é tudo quanto há nos céus e na terra! Que autoridade tendes, referente a isso? Direis acerca de Deus o que ignorais?
69 Dize: Aqueles que forjam mentiras acerca de Deus não prosperarão!
70 Terão seu gozo neste mundo, então seu retorno será a Nós; depois lhes infligiremos o severo castigo, por sua incredulidade.
71 Narra-lhes a história de Noé(621), quando disse ao seu povo: ó povo meu, se a minha permanência entre vós e minha exortação, referentes aos versículos de Deus, vos ofendem, a Deus me encomendo. Decidi-vos, vós e vossos ídolos, e não oculteis vossa decisão; então, hostilizai-me e não me poupeis.
72 Caso contrário, sabei que não vos exijo retribuição alguma por isso, porque minha recompensa só virá de Deus; e foi-me ordenado que fosse um dos submissos.
73 Porém, desmentiram-no e, então, salvamo-lo, juntamente com aqueles que estavam com ele na arca, e os designamos sucessores na terra, e afogamos aqueles que desmentiram os Nossos versículos. Repara, pois, qual foi o castigo dos que foram advertidos.
74 Logo, depois dele, enviamos mensageiros aos seus povos, os quais lhes apresentaram as evidências; mesmo assim não creram no que antes haviam desmentido. Assim, sigilamos os corações dos transgressores.
75 Logo depois deles enviamos, como nossos sinais, Moisés(622) e Aarão ao Faraó e seus chefes; porém, estes ensoberbeceram-se e tornaram-se um povo de pecadores.
76 Mas, quando lhes chegou a Nossa verdade, disseram: Isto é pura magia!
77 Moisés lhes disse: Ousais dizer que a verdade que vos chega é magia? Sabei que os magos jamais prosperarão.
78 Disseram: Vieste, acaso, para desviar-nos do que vimos praticarem os nossos pais e para que o predomínio, na terra, seja para ti e teu irmão? Nunca creremos em vós.
79 Então, o Faraó disse: Trazei-me todo o mago hábil (que encontrardes).
80 E quando chegaram os magos, Moisés lhes disse: Arremessai o que tendes a arremessar!
81 Porém, quando arremessaram,(623) disse Moisés: O que haveis feito émagia, e certamente Deus o anulará, porque Ele não apóia a obra dos corruptores.
82 Deus estabelece a verdade com as Suas palavras, ainda que isto desgoste os pecadores.
83 Porém, salvo uma parte do seu povo, ninguém acreditou em Moisés por temor de que o Faraó e seus chefes os oprimissem, porque o Faraó era um déspota na terra; era um dos transgressores.
84 E Moisés disse: ó povo meu, se realmente credes em Deus, encomendai-vos a Ele se sois submissos.
85 Disseram: A Deus nos encomendamos! ó Senhor nosso, não permitas que fiquemos afeitos à fúria dos iníquos;
86 E com a Tua misericórdia salva-nos do povo incrédulo.
87 E revelamos a Moisés e ao seu irmão:(624) Erigi os abrigos para o vosso povo no Egito e fazei dos vossos lares um templo; observai a oração, e anuncia (ó Moisés) boas novas aos fiéis!
88 E Moisés disse: ó Senhor nosso, tens concedido ao Faraó e aos seus chefes esplendores e riquezas na vida(625) terrena e assim, ó Senhor nosso puderam desviar os demais da Tua senda. ó Senhor nosso, arrasa as suas riquezas e oprime os seus corações, porque não crerão até verem o doloroso castigo.
89 Disse-lhes (Deus): Vossa súplica foi atendida; apegai-vos, pois, à vossa missão e não sigais as sendas dos insipientes.
90 E fizemos atravessar o mar os israelitas; porém o Faraó e seu exército perseguiram-no iníqua e hostilmente até que, estando a ponto de afogar-se, o Faraó disse: Creio agora que não há mais divindade além de Deus em que crêem os israelitas, e sou um dos submissos!
91 (E foi-lhe dito): Agora crês, ao passo que antes te havias rebelado e eras um dos corruptores!
92 Porém, hoje salvamos apenas o teu corpo, para que sirvas de exemplo à tua posteridade. Em verdade, há muitos humanos que estão negligenciando os Nossos versículos.
93 E concedemos aos israelitas um agradável(626) abrigo e os agraciamos com todo o bem. Mas disputaram entre si, depois de receberem o conhecimento. Teu Senhor julgará entre eles pelas suas divergências, no Dia da Ressurreição.
94 Porém, se estás em dúvida sobre o que te temos revelado, consulta aqueles que leram o Livro antes de ti. Sem dúvida que te chegou a verdade do teu Senhor; não sejas, pois, dos que estão em dúvida.
95 Nem tampouco dos que desmentem os versículos de Deus, porque serão desventurados.
96 Aqueles que merecem a sentença de teu Senhor não crerão;
97 Ainda que lhes chegue qualquer sinal, até verem o doloroso castigo.
98 Se o povo de uma única cidade cresse, a sua crença ser-lhe-ia benéfica, pois quando o povo(627) de Yunis (Jonas) acreditou, liberamo-lo do castigo do aviltamento na vida terrena e o agraciamos temporariamente.
99 Porém, se teu Senhor tivesse querido, aqueles que estão na terra teriam acreditado unanimemente. Poderias (ó Mohammad) compelir os humanos a que fossem fiéis?
100 Em verdade, não é dado a ser nenhum crer sem a anuência de Deus. Ele destina a abominação àqueles que não raciocinam.
101 Dize: Contemplai o que há nos céus e na terra! Mas sabei que de nada servem os sinais e as advertências àqueles que não crêem.
102 Aguardam, acaso, outra sorte que não seja a de seus antecessores? Dize-lhes ainda: Aguardai, pois, que aguardarei convosco.
103 Então, salvaremos os Nossos mensageiros, juntamente com os fiéis, porque é Nosso dever salvá-los.
104 Dize-lhes mais: ó humanos, se estais em dúvida quanto à minha religião, sabei que eu não adorarei o que vós adorais em vez de Deus; outrossim, adoro a Deus, Que recolherá as vossas almas, e tem-me sido ordenado ser um dos fiéis.
105 E (ó Mohammad) orienta-te para a religião monoteísta e não sejas um dos idólatras.
106 Não invoques, em vez de Deus, o que não pode favorecer-te nem prejudicar-te, porque se o fizeres, serás, então, um dos iníquos.
107 E se Deus te infligir algum mal, ninguém, além d’Ele, poderá removê-lo; e se Ele te agraciar, ninguém poderá repelir a Sua graça, a qual concede a quem Lhe apraz, dentre Seus servos, porque Ele é o Indulgente, o Misericordiosíssimo.(628)
108 Dize: ó humanos, já vos chegou a verdade do vosso Senhor, e quem se encaminha faz em benefício próprio; e quem se desvia o faz em seu próprio prejuízo, porque não sou o vosso guardião.(629)
109 Observa, pois, o que te foi revelado, e persevera, até que Deus decida, porque é o mais equânime dos juízes.(630)


Hoje, 10 de dezembro de 2014, mais uma etapa do projeto:
Movimento Artístico Alcorão - Seres de Luz
Como ingresso encaminhe um telegrama para um amigo com a estrofe de convite:
Você aproxima a percepção para perto de você
Então o desastre caminha para perto do leitor

que não sabia o seu destino incerto

pobre de quem lê e não entente

este terá dor e ranger de dentes


Você afasta a percepção para mais longe de você
Em terras distantes o nefasto vitima

estátua desnuda desencarna a alma

o ouvinte, está longe da Sinagoga

Lá só contestação e ranger de dentes.


Você se condiciona a pegar para si pela aceitação
O nobre rico de bonança

é coroado no décimo mês de 2014

em sua lembrança a vitória

sua mente está tranquila


Você cria expectativa para você e para os outros
A fartura bate sua porta

os gorros vermelhos abastecerão

do dinheiro fruto da sorte

tudo para educação.


Você ao ler estabelece limites para si
Não corra tanto

porque senão seu coração infartará

Não beba vinho

Pois a cidra só lhe trará tormento e alucinação.


Antes de ler dê um foco para o título que estiver lendo qualquer ato de leitura, pois ele determinará o seu nível de abstração e aprendizado sobre o fenômeno.
Se ao iniciar uma leitura o seu foco for de admiração, a cada novo conceito, mais admirado ficará.
Se ao iniciar a mesma leitura o seu foco for contestação, sua mente somente ficará atenta em encontrar incoerências naquilo que está lendo.
Se tiver com focos: negativo, pessimista, positivista, temor, ódio,... a sua canalização do impulso de frequência cerebral induzirá você a seguir o ordenamento vital mais sensível com sua predisposição em compreender algo.
Outro elemento cognitivo essencial é a ACEITAçãO da leitura. Quando você valida como verdadeira uma frase, sentença ou proposição ela passa a ser algo incontestável dentro de você que será usada em outros contextos quando necessária em níveis de consciência diferenciados.

www.lenderbook.com [acompanhe a noite os desdobramentos e inserções]

Max Diniz Cruzeiro

Verbo Jogar Se você joga algo você arremessa, arremessar é projetar sua percepção para algo à frente. Quem joga tira algo de perto de si, para colocar uma expectativa em algo que está distante de si. O vício de quem joga é o arremesso para um ponto tão distante do alvo que seja impossível trazer de volta o que foi subtraído de ti.

Neurocientista Clínico

Psicopedagogo Clínico e Empresarial

O vaso será aberto
O vaso se transforma em miragem

a miragem mira o vaso

Mas onde estará o conteúdo?

Ele faz rever o antigo faraó.



Surata doze


Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Alef, Lam, Ra.(666) Eis aqui os versículos do Livro lúcido.
2 Revelamo-lo como um Alcorão árabe, para que raciocineis.
3 Nós te relatamos a mais formosa das narrativas, ao inspirar-te este Alcorão, se bem que antes disso eras um dos desatentos.
4 Recorda-te de quando José disse a seu pai:(667) ó pai, vi, em sonho, onze estrelas, o sol e a lua; vi-os prostrando-se ante mim.(668)
5 Respondeu-lhe: ó filho meu, não relates teu sonho aos teus irmãos, para que não conspirem astutamente contra ti. Fica sabendo que Satanás é inimigo declarado do homem.(669)
6 E assim teu Senhor te elegerá e ensinar-te-á a interpretação das histórias e te agraciará com a Sua mercê, a ti e à família de Jacó, como agraciou anteriormente teus avós, Abraão e Isaac, porque teu Senhor é Sapiente, Prudentíssimo.
7 Na história de José e de seus irmãos há exemplos para os inquiridores.
8 Eis que (os irmãos de José) disseram (entre si): José e seu irmão (Benjamim) são mais queridos por nosso pai do que nós, apesar de sermos muitos. Certamente, nosso pai está (mentalmente) divagante!
9 Matai, pois, José ou, então, desterrai-o; assim, o carinho de vosso pai se concentrará em vós e, depois disso, sereis virtuosos.
10 Um deles disse, então: Não mateis José, mas arrojai-o no fundo de um poço, pois se assim o fizerdes poderá ser tirado por alguém de alguma caravana.
11 Disseram (depois de combinarem agastar José do pai): ó pai, que há contigo? Por que não nos confias José, apesar de sermos conselheiros dele?
12 Envia-o amanhã conosco, para que divirta e brinque, que tomaremos conta dele.
13 Respondeu-lhes: Sem dúvida que me condói que o leveis, porque temo que o devore um lobo, enquanto estiverdes descuidados.
14 Asseguraram: Se o lobo o devorar, apesar de sermos muitos, seremos então desventurados.
15 Mas quando o levaram, resolvidos a arrojá-lo no fundo do poço, revelamos-lhes:(670) Algum dia hás de inteirá-los desta sua ação, mas eles não te conhecerão.
16 E, ao anoitecer, apresentaram-se chorando ate seu pai.
17 Disseram: ó pai, estávamos apostando corrida e deixamos José junto à nossa bagagem, quando um lobo o devorou. Porém, tu não irás crer, ainda que estejamos falando a verdade!
18 Então lhe mostraram sua túnica falsamente ensangüentada; porém, Jacó lhes disse: Qual! Vós mesmo tramastes cometer semelhante crime! Porém, resignar-me-ei pacientemente, pois Deus me confortará, em relação ao que me anunciais.
19 Então, aproximou-se do poço uma caravana, e enviou seu(671) aguadeiro em busca de água; jogou seu balde (no poço) e disse: Alvíssaras! Eis aqui um adolescente! E o ocultaram entre seus petrechos,(672) sendo Deus sabedor do que faziam.
20 Venderam-no a ínfimo preço, ao peso de poucos adarmes, sem lhe dar maior importância.
21 E o egípcio que o adquiriu disse à sua mulher: Acolhe-o condignamente; pode ser que nos venha a ser útil, ou poderemos adotá-lo como filho. Assim estabilizamos José na terra, e ensinamos-lhes a interpretação das histórias.(673) Sabei que Deus possui total controle sobre os Seus assuntos; porém, a maioria dos humanos o ignora.
22 E quando alcançou a puberdade, agraciamo-lo com poder e sabedoria; assim recompensamos os benfeitores.
23 A mulher, em cuja casa se alojara, tentou seduzi-lo; fechou as portas e lhe disse: Agora vem! Porém, ele disse: Amparo-me em Deus! Ele (o marido) é meu amo e acolheu-me condignamente. Em verdade, os iníquos jamais prosperarão.
24 Ela o desejou, e ele a teria desejado, se não se apercebesse da evidência do seu Senhor. Assim procedemos, para afastá-lo da traição e da obscenidade, porque era um dos Nossos sinceros servos.
25 Então correram ambos até à porta e ela lhes rasgou a túnica por trás,(674) e deram ambos com o senhor dela (o marido) junto à porta. Ela lhe disse: Que pena merece quem pretende desonrar a tua família, senão o cárcere ou um doloroso castigo?
26 Disse (José): Foi ela quem procurou instigar-me ao pecado. Um parente dela declarou, então, dizendo: Se a túnica dele estiver rasgada na frente, ela é quem diz a verdade e ele é dos mentirosos.
27 E se a túnica estiver rasgada por detrás, ela é que mente e ele é dos verazes.
28 E quando viu que a túnica estava rasgada por detrás,(675) disse (o marido à mulher): Esta é uma de vossas conspirações, pois que elas são muitas!
29 ó José, esquece-te disto! E tu (ó mulher), pede perdão por teu pecado, porque és uma das muitas pecadoras.
30 As mulheres da cidade comentavam: A esposa do governador prendeu-se apaixonadamente ao seu servo e tentou seduzi-lo. Certamente, vemo-la em evidente erro.
31 Mas quando ela se inteirou de tais falatórios, convidou-as à sua casa e lhes preparou um banquete, ocasião em que deu uma faca a cada uma delas; então disse (a José): Apresenta-te ante elas! E quando o viram, extasiaram-se, à visão dele, chegando mesmo a ferir suas próprias mãos. Disseram: Valha-nos Deus! Este não é um ser humano. Não é senão um anjo nobre.
32 Então ela disse: Eis aquele por causa do qual me censuráveis e eis que tentei seduzi-lo e ele resistiu.(676) Porém, se não fizer tudo quanto lhe ordenei, juro que será encarcerado e será um dos vilipendiados.
33 Disse (José): ó Senhor meu, é preferível o cárcere ao que me incitam; porém, se não afastares de mim as suas conspirações, cederei a elas e serei um dos néscios.
34 E seu Senhor o atendeu e afastou dele as conspirações delas, porque Ele é o Oniouvinte, o Sapientíssimo.
35 Mas apesar das provas, houveram por bem encarcerá-lo temporariamente.
36 Dois jovens ingressaram com ele na prisão.(677) Um deles disse: Sonhei que estava espremendo uvas. E eu – disse o outro – sonhei que em cima da cabeça levava pão, o qual era picado por pássaros. Explica-nos a interpretação disso, porque te consideramos entre os benfeitores.
37 Respondeu-lhes: Antes da chegada de qualquer alimento destinado a vós, informar-vos-ei sobre a interpretação. Isto é algo que me ensinou o meu Senhor, porque renunciei ao credo daqueles que não crêem em Deus e negam a vida futura.(678)
38 E sigo o credo dos meus antepassados: Abraão, Isaac e Jacó, porque não admitimos parceiros junto a Deus. Tal é a graça de Deus para conosco, assim como para os humanos; porém, a maioria dos humanos não Lhe agradece.
39 ó meus parceiros de prisão, que é preferível: deidades discrepantes ou o Deus único, o Irresistível?
40 Não adorais a Ele, mas a nomes que inventastes, vós e vossos pais, para o que Deus não vos investiu de autoridade alguma. O juízo somente pertence a Deus, que vos ordenou não adorásseis senão a Ele. Tal é a verdadeira religião; porém, a maioria dos humanos o ignora.
41 ó meus companheiros de prisão, um de vós servirá vinho ao seu rei e ao outro será crucificado, e os pássaros picar-lhe-ão a cabeça. Já está resolvido a questão sobre a qual me consultastes.
42 E disse àquele que ele (José) sabia estar a salvo daquilo: Recorda-te de mim ante teu rei(679)! Mas Satanás o fez esquecer-se de mencioná-lo a seu rei permanecendo (José), então, por vários anos no cárcere.
43 Disse o rei: Sonhei com sete vacas gordas sendo devoradas por sete magras, e com sete espigas verdes e outras sete secas. ó chefes, interpretai o meu sonho, se sois interpretadores de sonhos.
44 Responderam-lhe: é uma confusão de sonhos e nós não somos interpretadores de sonhos.
45 E disse aquele dos dois prisioneiros, o que foi liberto, recordando-se (de José), depois de algum tempo: Eu vos darei a verdadeira interpretação disso: Enviai-me, portanto, até José.
46 (Foi enviado e, quando lá chegou, disse): ó José, ó veracíssimo, explicai-me o que significam sete vacas gordas sendo devoradas por sete magras, e sete espigas verdes e outras sete secas, para que eu possa regressar àquela gente, a fim de que se conscientizem.(680)
47 Respondeu-lhe: Semeareis durante sete anos, segundo o costume e, do que colherdes, deixai ficar tudo em suas espigas, exceto o pouco que haveis de consumir.
48 Então virão, depois disso, sete (anos) estéreis, que consumirão o que tiverdes colhido para isso, menos o pouco que tiverdes poupado (à parte).(681)
49 Depois disso virá um ano, no qual as pessoas serão favorecidas com chuvas, em que espremerão (os frutos).(682)
50 Então, disse o rei: Trazei-me esse homem! Mas quando o mensageiro se apresentou a José, ele lhe disse: Volta ao teu amo e dize-lhe que se inteire quanto à intenção das mulheres que haviam ferido as mãos(683). Meu Senhor é conhecedor das suas conspirações.
51 O rei perguntou (às mulheres): Que foi que se passou quando tentastes seduzir José? Disseram: Valha-nos Deus! Não cometeu delito algum que saibamos. A mulher do governador disse: Agora a verdade se evidenciou. Eu tentei seduzi-lo e ele é, certamente, um dos verazes.
52 Isto para que (ele) saiba que não fui falsa durante a sua ausência, porque Deus não dirige as conspirações dos falsos(684).
53 Porém, eu não me escuso, porquanto o ser é propenso ao mal, exceto aqueles de quem o meu Senhor se apiada, porque o meu Senhor é Indulgente, Misericordiosíssimo.(685)
54 Então o rei disse: Trazei-mo! Quero que sirva exclusivamente a mim(686)! E quando lhe falou, disse: Doravante gozarás, entre nós, de estabilidade e de confiança.
55 Pediu-lhes: Confia-me os armazéns do país que eu serei um bom guardião deles, pois conheço-lhes a importância.
56 E assim estabelecemos José no país, para que governasse onde, quando e como quisesse. Agraciamos com a Nossa misericórdia quem Nos apraz e jamais frustramos a recompensa dos benfeitores.
57 A recompensa da outra vida, porém, é preferível para os fiéis, que são constantes no temor (a Deus).
58 E chegaram os irmãos de José, ao qual se apresentaram. Ele os reconheceu, porém ele não o reconheceram.
59 E quando, lhes fornecendo as provisões, disse-lhes: Trazei-me um vosso irmão, por parte de vosso pai! Não reparais em que vos cumulo a medida, e que sou o melhor dos anfitriões?(687)
60 Porém, se não mo trouxerdes, não tereis aqui mais provisões nem podereis acercar-vos de mim!
61 Responderam-lhe: Tentaremos persuadir seu pai; faremos isso, sem dúvida.
62 Então, disse aos seus servos: Colocai seus produtos(688) (trazidos para a troca) em seus alforjes para que, quando regressarem para junto de sua família, os encontrem e talvez voltem.
63 E quando regressaram e se defrontaram com o pai, disseram: ó pai, negar-nos-ão as provisões (se não enviares conosco nosso irmão); se enviares o nosso irmão conosco, tê-las-emos, e nós tomaremos conta dele.
64 Disse-lhes: Porventura, deverei confiá-lo a vós, como anteriormente vos confiei seu irmão (José)? Porém, Deus é o melhor Guardião e é o mais clemente dos misericordiosos.
65 E quando abriram os seus alforjes constataram que os seus produtos haviam-lhes sido devolvidos. Disseram então: ó pai, que mais queremos? Eis que os nossos produtos nos foram devolvidos! Proveremos a nossa família, cuidaremos do nosso irmão, uma vez que nos darão a mais a carga de um camelo, a qual não é de pouca monta.
66 Disse-lhe: Não o enviarei, até que me jureis solenemente por Deus o que trareis a salvo, a manos que sejais impedidos disso. E quando lhe prometeram isso, disse: Que Deus seja testemunha de tudo quanto dizemos!
67 Depois disse: ó filhos meus, não entreis (na cidade) por uma só porta; outrossim, entrai por portas distintas;(689) porém, sabei que nada poderei fazer por vós contra os desígnios de Deus, porque o juízo é só d’Ele. A Ele me encomendo, e que a Ele se encomendem os que (n’Ele) confiam.
68 E entraram na cidade tal como seu pai lhes havia recomendado; porém, esta precaução de nada lhes valeria contra os desígnios de Deus, a não ser atender a um desejo íntimo de Jacó, que tal lhes pedira. Eis que era sábio pelo que lhe havíamos ensinado; porém, a maioria dos humanos o ignora.
69 E quando se apresentaram a José, este hospedou seu irmão e lhes disse: Sou teu irmão; não te aflijas por tudo quanto tenham cometido.
70 E quando lhes forneceu as provisões, colocou uma ânfora no alforje do seu irmão; logo um arauto gritou: ó caravaneiros, sois uns ladrões!
71 Disseram, acercando-se deles (o arauto e os servos de José): Que haveis perdido?
72 Responderam-lhes: Perdemos a ânfora do rei e quem a restituir receberá a carga de um camelo. (E o arauto disse): E eu garanto isso.
73 Disseram: Amparamo-nos em Deus! Bem sabeis que não viemos para corromper a terra (egípcia) e que não somos ladrões!
74 Perguntaram-lhes: Qual será, então, o castigo, se fordes mentirosos?
75 Responderam: Aquele cujo alforje se achar a ânfora será retido como escravo; assim castigamos os iníquos.(690)
76 E começou ele (691) a revistar os alforjes, deixando o de seu irmão Benjamim por último; depois tirou-a do alforje deste. Assim inspiramos a José esta argúcia, porque de outra maneira não teria podido apoderar-se do irmão, seguindo uma lei do rei, exceto se Deus o quisesse. Nós elevamos as dignidades de quem queremos, e acima de todo o conhecedor está o Onisciente.
77 Disseram (os irmãos): Se Benjamim roubou, um irmão seu já havia roubado antes dele! Porém, José dissimulou aquilo e não se manifestou a eles, e disse para si: Estais em pior situação; e Deus bem sabe o que inventais.
78 Disseram, então: ó excelência, em verdade ele tem um pai ancião respeitável; aceita, pois, em seu lugar um de nós, porque te consideramos um dos benfeitores.
79 Respondeu-lhes: Deus me perdoe! Não reteremos senão aquele em cujo poder encontrarmos a nossa ânfora, porque do contrários seríamos iníquos.
80 E quando desesperaram de demovê-lo, retiraram-se para deliberar. O chefe(692), dentre eles, disse: Ignorais, acaso, que vosso pai recebeu de vós uma solene promessa perante Deus? Recordai quando vos desvencilhastes de José? Jamais me moverei, pois, desta terra, até que mo consinta meu pai ou que Deus mo comande, porque é o melhor dos comandantes.
81 Voltai ao vosso pai e dizei-lhe: ó pai, teu filho roubou e não declaramos mais do que sabemos, e não podemos nos guardar dos juízes.
82 E indaga na cidade em que estivemos e aos caravaneiros com quem viajamos e comprovarás que somos verazes.
83 (Quando falaram ao seu pai), este lhes disse: Qual! Vós mesmos deliberastes cometer semelhante crime! Porém, resignar-me-ei a ser paciente,(693) talvez Deus me devolva ambos, porque Ele é o Sapiente, o Prudentíssimo.
84 E afastou-se deles, dizendo: Ai de mim! Quanto sinto por José! E seus olhos ficaram anuviados pela tristeza, havia muito retida.
85 Disseram-lhe: Por Deus, não cessarás de recordar-te de José até que adoeças gravemente ou fiques moribundo!?
86 Ele lhes disse: Só exponho perante Deus o meu pesar e a minha angústia porque sei de Deus o que vós ignorais...
87 ó filhos meus, ide e informai-vos sobre José e seu irmão e não desespereis quanto à misericórdia(694) de Deus, porque não desesperam da Sua misericórdia senão os incrédulos.
88 E quando se apresentaram a ele (José) disseram: ó excelência, a miséria caiu sobre nós e nossa família; trazemos pouca mercadoria; cumula-nos, pois, a medida, e faze-nos caridade, porque Deus retribui os caritativos.
89 Perguntou-lhes: Sabeis, acaso, o que nesciamente fizerdes a José e ao seu irmão com a vossa ignorância?(695)
90 Disseram-lhe: és tu, acaso, José? Respondeu-lhes: Sou José e este é meu irmão! Deus nos agraciou com a Sua mercê, porque quem teme e persevera sabe que Deus jamais frustra a recompensa dos benfeitores.
91 Disseram-lhe: Por Deus! Ele te preferiu a nós, e confessamos que fomos culpados.
92 Asseverou-lhes: Hoje não sereis recriminados! Eis que Deus vos perdoará, porque é o mais clemente dos misericordiosos.
93 Levai esta minha túnica e jogai-a sobre o rosto de meu pai, que assim recuperará a visão; em seguida, trazei-me toda a vossa família.
94 E quando a caravana se aproximou, seu pai disse: Em verdade, pressinto a presença de José,(696) muito embora pensais que deliro!
95 Disseram-lhe: Por Deus! Certamente continuas com a tua velha ilusão.
96 E quando chegou o alvissareiro, jogou-a (a túnica de José) sobre o seu rosto, que recuperou a visão. Imediatamente lhes disse: Não vos disse que eu si de Deus o que vós ignorais?
97 Disseram-lhe: ó pai, implora a Deus que nos perdoe porque somos culpados!
98 Disse: Suplicai pelo vosso perdão ao meu Senhor, porque Ele é o Indulgente, o Misericordiosíssimo.
99 E quando todos se apresentaram ante José, este acolhes seus pais, dizendo-lhes: Entrai a salvo no Egito, se é pela vontade de Deus.
100 José honrou seus pais, sentando-os em seu sólio, e todos se prostraram perante eles; e José disse: ó meu pai, esta é a interpretação de um sonho passado que meu Senhor realizou. Ele me beneficiou ao tirar-me do cárcere e ao trazer-vos do deserto, depois de Satanás ter semeado a discórdia entre meus irmão e mim. Meu Senhor é Amabilíssimo com quem Lhe apraz, porque Ele é o Sapiente, o Prudentíssimo.
101 ó Senhor meu, já me agraciastes com a soberania e me ensinastes a interpretação das histórias! ó Criador dos céus e da terra, Tu és o meu Protetor neste mundo e no outro. Faze com que eu morra muçulmano, e junta-me aos virtuosos!
102 Esses são alguns relatos do incognoscível que te revelamos.(697) Tu não estavas presente com eles quando tramaram astutamente.
103 Porém, a maioria dos humanos, por mais que anseies, jamais crerá.
104 Tu não lhes pedes por isso recompensa alguma, pois isto não é mais do que uma mensagem para a humanidade.
105 E quantos sinais há nos céus e na terra, que eles contemplam desdenhosamente!
106 E sua maioria não crê em Deus, sem atribuir-Lhe parceiros.
107 Estão, por acaso, certos de que não os fulminará um evento assolador, como castigo de Deus, ou que a Hora não os surpreenderá, subitamente, sem que o saibam?
108 Dize: Esta é a minha senda. Apregôo Deus com lucidez,(698) tanto eu como aqueles que me seguem. Glorificado seja Deus! E não sou um dos politeístas.
109 Antes de ti, não enviamos senão homens que habitavam as cidades, aos quais revelamos a verdade. Acaso, não percorreram a terra para observar qual foi o destino dos seus antecessores? A morada da outra vida é preferível, para os tementes. Não raciocinais?
110 Quando os mensageiros se desesperavam e pensavam que seriam desmentidos, chegava-lhes o Nosso socorro; e salvamos quem Nos aprouve, e o Nosso castigo foi inevitável para os pecadores.
111 Em suas histórias há um exemplo para os sensatos.(699) é inconcebível que seja uma narrativa forjada, pois é a corroboração das anteriores, a elucidação de todas as coisas, orientação e misericórdia para os que crêem.




O vaso será aberto

A palavra se multiplica

porém em outras línguas é profana

Qual será o vaso certo

que contém a palavra?






Surata Quatorze


Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Alef, Lam, Ra.(717) Um Livro que te temos revelado para que retires os humanos das trevas (e os transportes) para a luz, com a anuência de seu Senhor, e o encaminhes até à senda do Poderoso, Laudabilíssimo.
2 é de Deus tudo quanto existe nos céus e na terra. Ai dos incrédulos, no que respeita ao severo castigo!
3 Quanto àqueles que preferem a vida terrena(718) à outra vida, e desviam os demais da senda de Deus, procurando fazê-la tortuosa, esses estão em profundo erro.
4 Jamais enviamos mensageiro algum, senão com a fala de seu povo, para elucidá-lo. Porém, Deus permite que se desvie quem quer, e encaminha quem Lhe apraz, porque Ele é o Poderoso, o Prudentíssimo.
5 Enviamos Moisés com os Nossos sinais, (dizendo-lhe): Transporta o teu povo das trevas para a luz, e recorda-lhe os dias de Deus!(719) Nisso há sinais para todo o perseverante, agradecido.
6 Recordai-vos de quando Moisés disse ao seu povo: Lembrai as graças de Deus para convosco ao libertar-vos do povo do Faraó, que vos infligia o pior castigo, sacrificando os vossos filhos e deixando com vida as vossas mulheres. E nisso tivestes uma grande prova do vosso Senhor!
7 E de quando o vosso Senhor vos proclamou: Se Me agradecerdes, multiplicar-vos-ei; se Me desagradecerdes, sem dúvida que o Meu castigo será severíssimo.
8 E de quando Moisés disse: Se renegardes, tanto vós como os que existem na terra, sabei que Deus é Opulento, Laudabilíssimo.
9 Ignorais, acaso, as histórias de vossos antepassados? Do povo de Noé, de Ad, de Tamud e daqueles que os sucederam? Ninguém, senão Deus, as conhece.(720) Quando os seus mensageiros lhes apresentar as evidências, levaram as mãos às bocas, e disseram: Negamos a vossa missão, e estamos em uma dúvida inquietante(721) sobre o que nos predicais.
10 Seus mensageiros retrucaram: Existe, acaso, alguma dúvida acerca de Deus, Criador dos céus e da terra? é Ele que vos convoca para perdoar-vos os pecados, e vos tolera até ao término prefixado! Responderam: Vós não sois senão uns mortais, como nós; quereis afastar-nos do que adoravam os nossos pais? Apresentai-nos, pois, uma autoridade evidente!
11 Seus mensageiros lhes asseveraram: Não somos mais do que mortais como vós; porém, Deus agracia quem Lhe apraz, dentre Seus servos, e ser-nos-ia impossível apresentar-vos uma autoridade, a não ser com a anuência de Deus. Que os fiéis se encomendem a Deus!
12 E que escusa teremos para nos encomendarmos a Deus, sendo que Ele nos mostrou os caminhos? Nós suportaremos as vossas injúrias, e que a Deus se encomendem os que n’Ele confiam!
13 E os incrédulos disseram ao seus mensageiros: Nós vos expulsaremos da nossa terra, a menos que volteis ao nosso credo! Mas o seu Senhor inspirou-lhes: Exterminaremos os iníquos.
14 E depois disso vos faremos habitar a terra. Isso, para quem temer o comparecimento perante Mim e temer a advertência.
15 Então (eles) imploraram a vitória e a decisão, e eis que fracassou o plano do poderoso opressor obstinado,
16 Que terá pela frente o inferno, onde lhe será dado a beber licor;
17 Que sorverá, mas não poderá tragar. A morte o espreitará por todas as partes, mas ele não morrerá, e terá pela frente um severíssimo castigo!(722)
18 As obras daqueles que negaram seu Senhor assemelham-se às cinzas esparramadas em um dia tempestuoso. Não terão poder por tudo quanto tiveram acumulado. Tal é o profundo erro.
19 Não reparas, acaso, em que, na verdade, Deus criou os céus e a terra? Se a Ele aprouvesse, far-vos-ia desaparecer e vos suplantaria por uma nova geração.
20 Porque isso não é uma grande empresa para Deus.
21 Todos comparecerão ante Deus! E os fracos dirão aos que se ensoberbeceram:(723) Já que fomos vossos seguidores, podereis, porventura, livrar-nos do castigo de Deus? Responder-lhes-ão: Seu Deus nos houvesse encaminhado, o mesmo teríamos feito convosco; quer nos desesperemos, quer sejamos pacientes, não teremos escapatória.
22 E quando a questão for decidida, Satanás lhes dirá: Deus vos fez uma verdadeira promessa; assim, eu também vos prometi; porém, faltei à minha, pois não tive autoridade alguma sobre vós, a não ser convocar-vos, e vós me atendestes. Não me reproveis, mas reprovai a vós mesmos. Não sou o vosso salvador, nem vós sois os meus. Renego (o fato de) que me tenhais associado a Deus, e os iníquos sofrerão um doloroso castigo!
23 Os fiéis que tiverem praticado o bem serão introduzidos em jardins, abaixo dos quais correm os rios, onde morarão eternamente, com o beneplácito do seu Senhor. Ali, a sua saudação será: Paz!
24 Não reparas em como Deus exemplifica? Uma boa palavra é como uma árvore nobre, cuja raiz está profundamente firme, e cujos ramos se elevam até ao céu.
25 Frutifica em todas as estações(724) com o beneplácito do seu Senhor. Deus fala por parábolas aos humanos para que se recordem.
26 Por outra, há a parábola de uma palavra vil, comparada a uma árvore vil, que foi desarraigada da terra e carece de estabilidade.
27 Deus afirmará os fiéis com a palavra firme da vida terrena, tão bem como na outra vida; e deixará que os iníquos se desviem, porque procede como Lhe apraz.
28 Não reparastes naqueles que permutaram a graça de Deus pela ingratidão(725) e arrastaram o seu povo até à morada da perdição?
29 é o inferno em que entrarão! E que detestável paradeiro!
30 E atribuem semelhantes a Deus, para desviar os demais da Sua senda. Dize-lhes: Deletai-vos (nesta vida), porque o fogo será o vosso destino.
31 Dize aos Meus servos fiéis(726) que observem a oração, que façam caridade, privativa ou paladinamente, com aquilo com que os agraciamos,(727) antes que chegue o dia em que não haverá transação, nem amparo.
32 Deus foi Quem criou os céus e a terra e é Quem envia a água do céu, com a qual produz os frutos para o vosso sustento! Submeteu, para vós, os navios que, com a Sua anuência, singram os mares, e submeteu, para vós, os rios.
33 Submeteu, para vós, o sol(728) e a luz, que seguem os seus cursos; submeteu para vós, a noite e o dia.
34 E vos agraciou com tudo quanto Lhe pedistes. E se contardes as mercês de Deus, não podereis enumerá-las. Sabei que o homem é iníquo e ingrato por excelência.
35 E recorda-te de quando Abraão disse: ó Senhor meu, pacifica esta Metrópole e preserva a mim e aos meus filhos da adoração dos ídolos!
36 ó Senhor meu, já se desviaram muitos humanos. Porém, quem me seguir será dos meus, e quem me desobedecer...Certamente Tu és Indulgente, Misericordiosíssimo!
37 ó Senhor nosso, estabeleci parte da minha descendência em um vale(729)inculto perto da Tua Sagrada Casa para que, ó Senhor nosso, observem a oração; faze com que os corações de alguns humanos os apreciem, e agracia-os com os frutos, a fim de que Te agradeçam.
38 ó Senhor nosso, Tu sabes tudo quanto ocultamos e tudo quanto manifestamos, porque nada se oculta a Deus, tanto na terra como no céu.
39 Louvado seja Deus que, na minha velhice, me agraciou com Ismael e Isaac! Como o meu Senhor é Exorável!(730)
40 ó Senhor meu, faze-me observante da oração, assim como à minha prole! ó Senhor nosso, escuta a minha súplica!
41 ó Senhor nosso, perdoa-me a mim, aos meus pais(731) e aos fiéis, no Dia da prestação de contas!
42 E não creiais que Deus está desatento a tudo quanto cometem os iníquos. Ele somente os tolera, até ao dia em que seus olhos ficarão atônitos,
43 Correndo a toda a brida, com as cabeças hirtas, com os olhares inexpressivos e os corações vazios.
44 Admoesta, pois, os humanos sobre o dia em que os açoitará o castigo, e os iníquos dirão: ó Senhor nosso, poupa-nos por mais um pouco. Obedeceremos ao Teu apelo e seguiremos os mensageiros! (Ser-lhes-á respondido): Mas não jurastes antes que não seríeis aniquilados?
45 Residistes nos mesmos lugares daqueles que se condenaram, apesar de terdes presenciado o que lhes aconteceu e de vos termos dado (tantos) exemplos!
46 E conspiraram; porém, Deus tem registrado tais conspirações, mesmo que as suas conspirações tenham abalado as montanhas.
47 Nunca penseis que Deus falte à promessa feita aos Seus mensageiros, porque Deus é Punidor, Poderosíssimo.
48 No dia em que a terra for trocada por outra (coisa) que não seja terra,(732) como também os céus, quando os homens comparecerem ante Deus, único, Irresistível,
49 Verás os pecadores, nesse dia, cingidos por correntes.
50 As suas roupas serão de alcatrão, e o fogo envolverá os seus rostos.
51 Isso, para que Deus puna cada alma segundo os que tiver merecido. Sabei que Deus é destro em ajustar contas.
52 Esta é uma mensagem para os humanos, a fim de que com ela sejam admoestados, e saibam que somente Ele é o Deus único, e para que os sensatos nela meditem.




O Uso da ARTE para expressão do pensamento

A percepção e cognição de quem transmite uma ideia deve se pautar pelo limite de ensinar o caminho, em que a projeção da estrutura lógica do pensamento deve caber de forma discricionária a quem o apreendeu.

Por isto esta exposição é tão flexível. Ao ponto de deixar que seu usuário abasteça por si só das informações dispostas nos textos de forma a estar preparado para reações diversas, cujas orientações iniciais sinalizam os caminhos em que um indivíduo está estruturalmente sendo guiado para a cristalização do seu pensamento e opinião.

O livre arbítrio está no poder de escolha do melhor caminho que um indivíduo escolhe para fazer sua trilha de conhecimento. é claro que uns caminhos são preteridos em relação a outros, e alguns caminhos não são valorizados pela sociedade, nem pelos amigos e nem pela família. Outros caminhos, porém, são capazes de compartilhar uma elevação de perspectiva para a fortaleza de quem assimila.

à medida que paramos para refletir, o horizonte se expande para o céu do infinito. Porque múltiplas possibilidades passam a coexistir. A arte contamina a essência de quem escreve, de quem pinta, de quem borda cada pensamento dando pinceladas sobre as escolhas de associação de elementos em que se pretende imprimir algo útil que tenha lhe feito um bem maior e que deva ser transmitido.

Ou quando as pincelas são muito rudes, isto não representa uma falta de caráter de quem desonrou, maltratou, se esquivou e deu pedrada, mas uma maneira simples de dizer socorro. Até que alguém perceba o conflito e apazigue novamente o interior e pensamento dos indivíduos.

O artista entra em sintonia com o paraíso. E para chegar no inconsciente de quem ele quer alçar o voo do pensamento ele ouça em chamar atenção de seu espaço psicológico. Ele resolve entrar dento do seu mundo, da sua particularidade, da sua expressão da essência, para te informar a visão que está sendo transmitida quando ele observa aquele bloco de pensamento que o indivíduo observado retransmite para sua essência.

E como um presente ele após a transmutação do percebido devolve a essência como sugestão daquilo que poderia ser aprimorada. Porque nos integramos, porque somos seres coletivos, e ao comungarmos nossas ideias estamos traduzindo sensações de um agir de um sobre o outro.

Não quero fazer a ditadura do meu pensamento sobre o seu. Eu quero que seu pensamento te liberte. Então ensino a minha forma de pensar neste processo de comunicação para que seu pensamento assim como o meu possam permutar acordos, concórdias e uma suave melodia do existir.

Max Diniz Cruzeiro Neurocientista Clínico Psicopedagogo Clínico e Empresarial



O pote está vazio

sinal de ensinamento aflorado

a mente está farta

milhares de vasos alertados.




Surata 17


Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Glorificado seja Aquele que, durante a noite,(787) transportou o Seu servo, tirando-o da Sagrada Mesquita(788) (em Makka) e levando-o à Mesquita de Alacsa(789) (em Jerusalém), cujo recinto bendizemos, para mostrar-lhe alguns dos Nossos sinais. Sabei que Ele é Oniouvinte, o Onividente.
2 E concedemos o Livro a Moisés, (Livro esse) que transformamos em orientação para os israelitas, (dizendo-lhes): Não adoteis, além de Mim, outro guardião!
3 ó geração daqueles que embarcamos com Noé! Sabei que ele foi um servo agradecido!
4 E lançamos, no Livro, um vaticínio aos israelitas: causareis corrupção duas vezes(790) na terra e vos tornareis muito arrogantes.
5 E quanto se cumpriu a primeira, enviamos contra eles servos Nossos poderosos, que adentraram seus lares e foi cumprida a (Nossa) cominação.(791)
6 Logo vos concedemos a vitória sobre eles,(792) e vos agraciamos com bens e filhos, e vos tornamos mais numerosos.
7 Se praticardes o bem, este reverte-se-á em vosso próprio benefício; se praticardes o mal, será em prejuízo vosso. E quando se cumpriu a (Nossa) Segunda cominação, permitimos (aos vossos inimigos0 afligir-vos e invadir o Templo,(793) tal como haviam invadido da primeira vez, e arrasar totalmente com tudo quanto havíeis conquistado.
8 Pode ser que o vosso Senhor tenha misericórdia de vós; porém, se reincidirdes (no erro), Nós reincidiremos (no castigo) e faremos do inferno um cárcere para os incrédulos.
9 Em verdade, este Alcorão encaminha à senda mais reta e anuncia aos fiéis benfeitores que obterão uma grande recompensa.
10 E para aqueles que negam a outra vida, porém, temos preparado um doloroso castigo.
11 O homem impreca pelo mal, ao invés de suplicar pelo bem, porque o homem é impaciente.
12 Fizemos da noite e do dia dois exemplos; enquanto obscurecemos o sinal da noite, fizemos o sinal do dia para iluminar-vos, para que procurásseis a graça de vosso Senhor, e para que conhecêsseis o número dos anos e o seu cômputo; e explanamos claramente todas as coisas.
13 E casa homem lhe penduramos ao pescoço o seu destino e, no Dia da Ressurreição, apresentar-lhes-emos um livro, que encontrará aberto.
14 (E lhe diremos): Lê o teu livro! Hoje bastarás tu mesmo para julgar-te.
15 Quem se encaminha, o faz em seu benefício; quem se desvia, o faz em seu prejuízo, e nenhum pecador arcará com a culpa alheia.(794) Jamais castigamos (um povo), sem antes termos enviado um mensageiro.
16 E se pensamos em destruir uma cidade, primeiramente enviamos uma ordem aos seus habitantes abastados que estão nela corromperem os Nossos mandamentos; esta (cidade), então, merecerá o castigo; aniquilá-la-emos completamente.
17 Quantas gerações temos exterminado depois de Noé! Porém, basta tão-somente que teu Senhor conheça e veja os pecados dos Seus servos.
18 A quem quiser as coisas transitórias (deste mundo), atendê-lo-emos ao inferno, em que entrará vituperado, rejeitado.
19 Aqueles que anelarem a outra vida e se esforçarem para obtê-la, e forem fiéis, terão os seus esforços retribuídos.
20 Tanto a estes como àqueles agraciamos com as dádivas do teu Senhor; porque as dádivas do teu Senhor jamais foram negadas a alguém.
21 Repara em como temos dignificado uns mais do que outros. Porém, na outra vida, há maiores dignidades e mais distinção.
22 Não tomes, junto com Deus (ó humano) outra divindade, porque serás vituperado, aviltado.
23 O decreto de teu Senhor é que não adoreis senão a Ele; que sejais indulgentes com vossos pais, mesmo que a velhice alcance um deles ou ambos, em vossa companhia; não os reproveis, nem os rejeiteis; outrossim, dirigi-lhes palavras honrosas.
24 E estende sobre eles a asa(795) da humildade, e dize: ó Senhor meu, tem misericórdia de ambos, como eles tiveram misericórdia de mim, criando-me desde pequenino!(796)
25 Vosso Senhor é mais sabedor do que ninguém do que há em vossos corações. Se sois virtuosos, sabei que Ele é Indulgente para com os contritos.
26 Concede a teu parente o que lhe é devido, bem como ao necessitado e ao viajante,(797) mas não sejas perdulário,(798)
27 Porque os perdulários são irmãos dos demônios, e o demônio foi ingrato para com o seu Senhor.
28 Porém, se te absténs (ó Mohammad) de privar com eles com o fim de alcançares a misericórdia de teu Senhor, a qual almejas, fala-lhes afetuosamente.
29 Não cerres a tua mão excessivamente,(799) nem a abras completamente, porque te verás censurado, arruinado.
30 Teu Senhor prodigaliza e provê, na medida exata, a Sua mercê a quem Lhe apraz, porque está bem inteirado e é Observador dos Seus servos.
31 Não mateis vossos filhos(800) por temor à necessidade, pois Nós os sustentaremos, bem como a vós. Sabei que o seu assassinato é um grave delito.
32 Evitai a fornicação, porque é uma obscenidade e um péssimo exemplo!(801)
33 Não mateis o ser que Deus vedou matar, senão legitimamente; mas, quanto a quem é morto injustamente, facultamos ao seu parente a represália;(802) porém, que não se exceda na vingança, pois ele está auxiliado (pela lei).
34 Não disponhais do patrimônio do órfão(803) senão da melhor forma, até que ele chegue à puberdade,(804) e cumpri o convencionado, porque o convencionado será reivindicado.(805)
35 E quanto instituirdes a medida, fazei-o corretamente; pesai na balança justa, porque isto é mais vantajoso e de melhor conseqüência.(806)
36 Não sigas (ó humano) o que ignoras,(807) porque pelo teu ouvido, pela tua vista, e pelo teu coração, por tudo isto será responsável!
37 E não te conduzas com jactância(808) na terra, porque jamais poderás fendê-la, nem te igualar, em altura, às montanhas.
38 De todas as coisas, a maldade é a mais detestável, ante o teu Senhor.
39 Eis o que da sabedoria te inspirou teu Senhor:(809) Não tomes, junto com Deus, outra divindade, porque será arrojado no inferno, censurado, rejeitado.
40 Porventura, vosso Senhor designou para vós os varões e escolheu para Si, dentre os anjos, as filhas? Sabei que proferis uma grande blasfêmia.
41 Temos reiterado os Nossos conselhos neste Alcorão, para que se persuadam; porém, isso não logra fazer mais do que aumentar-lhes a aversão.
42 Dize-lhes: Se, como dize, houvesse, juntamente com Ele, outros deuses, teriam tratado de encontrar um meio de contrapor-se ao Soberano do Trono.
43 Glorificado e sublimemente exaltado seja Ele, por tudo quanto blasfemam!
44 Os setes céus, a terra, e tudo quanto neles existe glorificam-No. Nada existe que não glorifique os Seus louvores! Porém, não compreendeis as suas glorificações.(810) Sabei que Ele é Tolerante, Indulgentíssimo.
45 E, quando recitas o Alcorão, interpomos um véu invisível(811) entre ti e aqueles que não crêem na outra vida.
46 E sigilamos os corações para que não o compreendessem, e ensurdecemos os seus ouvidos. E, quando, no Alcorão, mencionas unicamente teu Senhor, voltam-te as costas desdenhosamente.
47 Sabemos, melhor do que ninguém, quando vêm escutar-te e porque o fazem; e quando se encontram em confidência, os iníquos dizem: Não seguis senão um homem enfeitiçado!
48 Olha com o que te comparam! Porém, assim se desviam, e nunca encontrarão senda alguma.
49 Dizem: Quê! Quando estivermos reduzidos a ossos e pó, seremos, acaso reencarnados em uma nova criação?
50 Dize-lhes: Ainda que fôsseis pedras ou ferro,
51 Ou qualquer outra criação inconcebível às vossas mentes (seríeis ressuscitados). Perguntarão, então: Quem nos ressuscitará? Respondeu-lhes: Quem vos criou da primeira vez! Então, meneando a cabeça, dirão: Quando ocorrerá isso? Responde-lhes: Talvez seja logo!
52 Será no dia em que Ele vos chamar e em que vós O atendereis, glorificando os Seus louvores; e vos parecerá que não permanecestes ali senão pouco tempo.
53 E dize aos Meus servos que digam sempre o melhor, porque Satanás causa dissensões entre eles, pois Satanás é um inimigo declarado do homem.
54 Vosso Senhor vos conhece melhor do que ninguém. Se Lhe apraz, apiada-Se de vós e, se quer, castiga-vos. Não te enviamos como guardião deles.
55 Teu Senhor conhece melhor do que ninguém aqueles que estão nos céus(812) e na terra. Temos preferido a uns profetas sobre outros, e concedemos os Salmos a Davi.
56 Dize-lhes: Invocai os que pretendeis em vez d’Ele! Porém não poderão vos livrar das adversidades, nem as modificar.
57 Aqueles que invocam anseiam por um meio que os aproxime do seu Senhor e esperam a Sua misericórdia e temem o Seu castigo, porque o castigo do teu Senhor é temível!
58 Não existe cidade alguma que não destruiremos antes do Dia da Ressurreição ou que não a castigaremos severamente; isto está registrado no Livro.
59 E não enviamos os sinais somente porque os primitivos os desmentiram. Havíamos apresentado ao povo de Tamud a camela como um sinal evidente, e eles a trataram erradamente; porém, jamais enviamos sinais, senão para adverti-los.
60 E quanto te dissemos: Teu Senhor abrange toda a humanidade. A visão que te temos mostrado(813) não foi senão uma prova para os humanos, o mesmo que a árvore maldita no Alcorão(814). Nós o advertimos! Porém, isto não fez mais do que aumentar a sua grande transgressão.
61 E quando dissemos aos anjos: Prostrai-vos ante Adão!, prostraram-se todos, menos Lúcifer, que disse: Terei de prostrar-me ante quem criaste do barro?
62 E continuou: Atenta para este, que preferiste a mim! Juro que se me tolerares até o Dia da Ressurreição, salvo uns poucos, apossar-me-ei da sua descendência!
63 Disse-lhe (Deus): Vai-te, (Satanás)! E para aqueles que te seguirem, o inferno será o castigo bem merecido!
64 Seduze com a tua voz aqueles que puderes, dentre eles; aturde-os com a tua cavalaria e a tua infantaria; associa-te a eles nos bens e nos filhos, e faze-lhes promessas! Qual! Satanás nada lhes promete, além de quimeras.
65 Não terás autoridade alguma sobre os Meus servos, porque basta o teu Senhor para Guardião.
66 Vosso Senhor é Quem faz singrar o mar, os navios para que procureis algo da Sua graça, porque Ele é Misericordioso para convosco.
67 E quando, no mar, vos açoita a adversidade, aqueles que invocais além d’Ele desvanecem-se; porém, quando vos salva, conduzindo-vos à terra, negai-Lo, porque é próprio do homem ser ingrato.
68 Estais, acaso, seguros de que Ele não fará a terra tragar-vos ou de que não desencadeará sobre vós um furacão, sem que possais encontrar guardião algum?
69 Ou estais, então, seguros de que não vos devolverá novamente ao mar e de que não desencadeará sobre vós uma tormenta que vos afogará, por vossa ingratidão, sem que possais encontrar quem vos aproxime de Nós?
70 Enobrecemos os filhos de Adão e os conduzimos pela terra e pelo mar; agraciamo-los com todo o bem, e preferimos enormemente sobre a maior parte de tudo quanto criamos.
71 Um dia convocaremos todos os seres humanos, com os seus (respectivos) imames. E aqueles a quem forem entregues os seus livros na destra,(815) lê-los-ão e não serão defraudados no mínimo que seja.(816)
72 Porém, quem estiver cego neste mundo estará cego no outro, e mais desencaminhado ainda!
73 Se pudessem, afastar-te-iam do que te temos inspirado para forjares algo diferente. Então, aceitar-te-iam por amigo.
74 E se não te tivéssemos firmado, ter-te-ias inclinado um pouco para eles.
75 Neste caso, ter-te-íamos duplicado (o castigo) nesta vida e na outra, e não terias encontrado quem te defendesse de Nós.
76 Conspiraram atemorizar-te na terra (de Makka), com o fito de te expulsarem dela; porém, não permaneceriam muito tempo ali, depois de ti.
77 Tal é a lei que havíamos enviado, antes de ti, aos Nossos mensageiros, e não acharás mudança em Nossa lei.
78 Observa a oração(817), desde o declínio do sol até à chegada da noite, e cumpre a recitação matinal, porque é sempre testemunhada.
79 E pratica, durante a noite, orações voluntárias; talvez assim teu Senhor te conceda uma posição louvável.
80 E dize: ó Senhor meu, faze com que eu entre com honradez e saia com honradez; concede-me, de Tua parte, uma autoridade para socorrer(-me).
81 Dize também: Chegou a Verdade, e a falsidade desvaneceu-se, porque a falsidade é pouco durável.
82 E revelamos, no Alcorão, aquilo que é bálsamo e misericórdia para os fiéis; porém, isso não fará mais do que aumentar a perdição dos iníquos.
83 Mas, quando agraciamos o homem, ele Nos desdenha e se envaidece; em troca, quando o mal o açoita, ei-lo desesperado.
84 Dize-lhes: Cada qual age a seu modo; porém, vosso Senhor conhece mais do que ninguém o melhor encaminhado.
85 Perguntar-te-ão sobre o Espírito. Responde-lhes: O Espírito está sob o comando do meu Senhor, e só vos tem sido concedida uma ínfima parte do saber.
86 Se quiséssemos, poderíamos anular tudo quanto te temos inspirado, e não encontrarias, então, defensor algum, ante Nós;
87 Porém, (tal não foi anulado) por misericórdia de teu Senhor. Sua graça para contigo é imensa(818).
88 Dize-lhes: Mesmo que os humanos e os gênios se tivessem reunido para produzir coisa similar a este Alcorão, jamais teriam feito algo semelhante, ainda que se ajudassem mutuamente.(819)
89 Temos exposto neste Alcorão toda a sorte de exemplos(820) para os humanos, porém, a maioria dos humanos o nega.
90 E dizem: Não creremos em ti, a menos que nos faças brotar um manancial da terra,
91 Ou que possuas um jardim de tamareiras e videiras, em meio ao qual faças brotar rios abundantes.
92 Ou que faças cair o céus em pedaços sobre nós, como disseste (que aconteceria), ou nos apresentes Deus e os anhos em pessoa,
93 Ou que possuas uma casa adornada com ouro, ou que escales o céus, pois jamais creremos na tua ascensão, até que nos apresentes um livro que possamos ler. Dize-lhes: Glorificado seja o meu Senhor! Sou, porventura, algo mais do que um Mensageiro humano?
94 Que foi que impediu os humanos de crerem, quando lhes chegou a orientação? Disseram: Acaso, Deus teria enviado por Mensageiro um mortal?
95 Responde-lhes: Se na terra houvesse anjos, que caminhassem tranqüilos, Ter-lhes-íamos enviado do céu um anjo por mensageiro.
96 Dize-lhes: Basta-me Deus por Testemunha, entre vós e mim, porque Ele está bem inteirado de Seus servos e é Onividente.
97 Aquele que Deus encaminhar estará bem encaminhado; e àqueles que deixar que se extraviem, jamais lhes encontrarás protetor, em vez d’Ele. No Dia da Ressurreição os congregaremos, prostrados sobre os seus rostos, cegos, surdos e mudos; o inferno será a sua morada e, toda a vez que se extinguir a sua chama, avivá-la-emos.
98 Isso será o seu castigo, porque negam os Nosso versículos e dizem: Quê! Quando estivermos reduzidos a ossos e pó, seremos, acaso, reencarnados em uma nova criação?
99 Não reparam em que Deus, Que criou os céus e a terra, é capaz de criar outros seres semelhantes a eles, e fixar-lhes um destino indubitável? Porém, os iníquos negam tudo.
100 Dize-lhes: Se possuísseis os tesouros da misericórdia de meu Senhor, vós os mesquinharíeis, por temor de gastá-los, pois o homem foi sempre avaro.
101 Concedemos a Moisés nove sinais evidentes(821) – pergunta, pois, aos israelitas, sobre isso -; então o Faraó lhe disse: Creio, ó Moisés, que estás enfeitiçado!
102 Moisés lhe disse: Tu bem sabes que ninguém, senão o Senhor dos céus e da terra, revelou estas evidências, e por certo, ó Faraó, creio que estás condenado à perdição.
103 E o Faraó quis bani-los da terra; porém, afogamo-lo, com os que com ele estavam.
104 E depois disso dissemos aos israelitas: Habitai a Terra, porque, quando chegar a Segunda cominação,(822) reunir-vos-emos em grupos heterogêneos.
105 E o temos revelado (o Alcorão) em verdade e, em verdade, revelamo-lo e não te enviamos senão como alvissareiro e admoestador.
106 é um Alcorão que dividimos em partes, para que o recites paulatinamente aos humanos, e que revelamos por etapas.
107 Dize-lhes: Quer creiais nele ou não, sabei que aqueles que receberam o conhecimento, antes dele, quando lhos é recitado, caem de bruços, prostrando-se.
108 E dizem: Glorificado seja o nosso Senhor, porque a Sua promessa foi cumprida!
109 E caem de bruço, chorando, e isso lhes aumenta a humildade.
110 Dize-lhes: Quer invoqueis a Deus, quer invoqueis o Clemente,(823) sabei que d’Ele são os mais sublimes atributos!(824) Não profiras (ó Mohammad) a tua oração em voz muito alta, nem em vos demasiado baixa, mas procura um tom médio(825), entre ambas.
111 E dize: Louvado seja Deus, que jamais teve filho algum, tampouco teve parceiro algum na Soberania, nem (necessita) de ninguém para protegê-Lo da humilhação, e é exaltado com toda a magnificência.


Eram antes todos potes idealizados
pensamentos não cristalizados
porém com a palavra veio o verbo
com o verbo pensamento alado.



Surata 18
Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Louvado seja Deus(826) que revelou o Livro ao Seu servo, no qual não colocou contradição alguma.
2 Fê-lo reto, para admoestar do Seu castigo e alvissarar aos fiéis que praticam o bem que obterão uma boa recompensa,
3 Da qual desfrutarão eternamente,
4 E para admoestar aqueles que dizem: Deus teve um filho!(827)
5 A despeito de carecerem de conhecimento a tal respeito; o mesmo tendo acontecido com seus antepassados. é uma blasfêmia o que proferem as suas bocas;(828) não dizem senão mentiras!
6 é possível que te mortifiques de pena por causa deles, se não crerem nesta Mensagem.
7 Tudo quanto existe sobre a terra, criamo-lo para ornamentá-la, a fim de os experimentarmos e vermos aqueles, dentre eles, que melhor se comportam.
8 Em verdade, tudo quanto existe sobre ela, reduzi-lo-emos a cinza e solo seco.
9 Pensas, acaso, que os ocupantes da caverna e da inscrição(829) forma algo extraordinário entre os Nossos sinais?
10 Recorda de quando um grupo de jovens se refugiou na caverna,(830)dizendo: ó Senhor nosso, concede-nos Tua misericórdia, e reserva-nos um bom êxito em nossa empresa!(831)
11 Adormecemo-los(832) na caverna durante anos.
12 Então despertamo-los, para assegurar-Nos de qual dos dois grupos sabia calcular melhor o tempo que haviam permanecido ali.(833)
13 Narramos-te a sua verdadeira história: Eram jovens, que acreditavam em seu Senhor, pelo que os aumentamos em orientação.
14 E robustecemos os seus corações;(834) e quando se ergueram, dizendo: Nosso Senhor é o Senhor dos céus e da terra(835) e nunca invocaremos nenhuma outra divindade em vez d’Ele; porque, com isso, proferiríamos extravagâncias.
15 Estes povos adoram outras divindades,(836) em vez d’Ele, embora não lhes tenha sido concedida autoridade evidente alguma para tal. Haverá alguém mais iníquo do que quem forja mentiras acerca de Deus?
16 Quando vos afastardes dele, com tudo quanto adoram, além de Deus, refugiai-vos na caverna; então, vosso Senhor vos agraciará com a Sua misericórdia e vos reservará um feliz êxito em vosso empreendimento.
17 E verias o sol, quando se elevava, resvalar a caverna pela direita(837) e, quando se punha, deslizar pela esquerda, enquanto eles ficavam no seu espaço aberto. Este é um dos sinais de Deus. Aquele que Deus encaminhar estará bem encaminhado; por outra, àquele que desviar, jamais poderás achar-lhe protetor que o guie.
18 (Se os houvesses visto), terias acreditado que estavam despertos, apesar de estarem dormindo, pois Nós os virávamos, ora para a direita, ora para a esquerda, enquanto o seu cão(838) dormia, com as patas estendidas, na entrada da caverna. Sim, se os tivesses visto, terias retrocedido e fugido, transido de espanto!
19 E eis que os despertamos para que se interrogassem(839) entre si. Um deles disse: Quanto tempo permanecestes aqui? Responderam: Estivemos um dia, ou parte dele! Outros disseram: Nosso Senhor sabe melhor do que ninguém o quanto permanecestes. Enviai à cidade alguns de vós com este dinheiro;(840) que procure o melhor alimento e vos traga uma parte; que seja afável e não inteire ninguém a vosso respeito,
20 Porque, se vos descobrirem, apedrejar-vos-ão ou vos coagirão(841) a abraçar seu credo e, então, jamais prosperareis.
21 Assim(842) revelamos o seu caso às pessoas, para que se persuadissem de que a promessa de Deus é verídica e de que a Hora é indubitável. E quando estes discutiram entre si a questão, disseram: Erigi um edifício, por cima deles; seu Senhor é o mais sabedor disso. Aqueles, cujas opiniões prevalecia, disseram: Erigi um templo, por cima da caverna!
22 Alguns diziam: Eram três, e o cão deles perfazia um total de quatro. Outros diziam: Eram cinco, e o cão totalizava seis, tentando, sem dúvida, adivinhar o desconhecido.(843) E outros, ainda, diziam: Eram sete, oito com o cão. Dize: Meu Senhor conhece melhor do que ninguém o seu número e só poucos o desconhece! Não discutais, pois, a respeito disto, a menos que seja de um modo claro e não inquiras, sobre eles, ninguém(844)
23 Jamais digas: Deixai, que farei isto amanhã,
24 A menos que adiciones: Se Deus quiser! Recorda teu Senhor quando esqueceres, e dize: é possível que meu Senhor me encaminhe para o que está mais próximo da verdade.(845)
25 Eis que permaneceram na caverna trezentos e nove anos.(846)
26 Dize-lhes: Deus sabe melhor do que ninguém o quanto permaneceram, porque é Seu o mistério dos céus e da terra. Quão Vidente e quão Ouvinte é! Eles têm, em vez d’Ele, protetor algum, e Ele não divide com ninguém o seu comando.
27 Recita, pois, o que te foi revelado do Livro de teu Senhor, cujas palavras são imutáveis; nunca acharás amparo fora d’Ele.
28 Sê paciente, juntamente com aqueles que pela manhã e à noite invocam seu Senhor, anelando contemplar Seu Rosto. Não negligencies os fiéis, desejando o encanto da vida terrena e não escutes aquele cujo coração permitimos negligenciar o ato de se lembrar de Nós, e que se entregou aos seus próprios desejos, excedendo-se em suas ações.
29 Dize-lhes: A verdade emana do vosso Senhor; assim, pois, que creia quem desejar, e descreia quem quiser. Preparamos para os iníquos o fogo, cuja labareda os envolverá. Quando implorarem por água, ser-lhes-á dada a beber água semelhante a metal em fusão, que lhes assará os rostos. Que péssima bebida! Que péssimo repouso!
30 Em troca, os fiéis, que praticam o bem – certamente que não frustraremos a recompensa do benfeitor -,
31 Obterão os jardins do éden, abaixo dos quais correm os rios, onde usarão braceletes de ouro, vestirão roupas verdes de tafetá e brocado, e repousarão sobre tronos elevados. Que ótima recompensa e que feliz repouso!
32 Expõe-lhes o exemplo de dois homens: a um deles concedemos dois parreirais, que rodeamos de tamareiras e, entre ambos, dispusemos plantações.(847)
33 Ambos os parreirais frutificaram, sem em nada falharem, e no meio deles fizemos brotar um rio.
34 E abundante era a sua produção. Ele disse ao seu vizinho: Sou mais rico do que tu e tenho mais poderio.(848)
35 Entrou em seu parreiral num estado (mental) injusto para com a sua alma. Disse: Não creio que (este parreiral) jamais pereça,
36 Como tampouco creio que a Hora chegue! Porém, se retornar ao meu Senhor, serei recompensado com outra dádiva melhor do que esta.(849)
37 Seu vizinho lhe disse, argumentando: Porventura negas Quem te criou, primeiro do pó, e depois de esperma e logo te moldou como homem?
38 Quanto a mim, Deus é meu Senhor e jamais associarei ninguém ao meu Senhor.
39 Por que quando entrastes em teu parreiral não dissestes: Seja o que Deus quiser; não existe poder senão de Deus! Mesmo que eu seja inferior a ti em bens e filhos,
40 é possível que meu Senhor me conceda algo melhor do que o teu parreiral e que, do céu, desencadeie sobre o teu uma centelha, que o converta em um terreno de areia movediça.
41 Ou que a água seja totalmente absorvida e nunca mais possa recuperá-la.
42 E foram arrasadas as suas propriedades; e ( o incrédulo, arrependido) retorcia, então, as mãos, pelo que nelas havia investido, e, vendo-as revolvidas, dizia: Oxalá não tivesse associado ninguém ao meu Senhor!
43 E não houve ajuda que o defendesse de Deus, nem pôde salvar-se.
44 Assim, a proteção só incumbe ao Verdadeiro Deus, porque Ele é o melhor Recompensador e o melhor Destino.
45 Expõe-lhes o exemplo da vida terrena, que se assemelha à água(850), que enviamos do céu, a qual se mescla com as plantas da terra, as quais se convertem em feno, que os ventos disseminam. Sabei que Deus prevalece sobre todas as coisas.
46 Os bens e os filhos são o encanto da vida terrena; por outra, as boas ações, perduráveis, ao mais meritórias e mais esperançosas, aos olhos do teu Senhor.
47 E recorda-lhes o dia em que moveremos as montanhas, quando então verás a terra arrasada, e os congregaremos, sem se omitir nenhum deles.
48 Então serão apresentados em filas, ante o seu Senhor, que lhes dirá: Agora compareceis ante Nós, tal como vos criamos pela primeira vez, embora pretendêsseis que jamais vos fixaríamos este comparecimento.
49 O Livro-registro será exposto. Verás os pecadores atemorizados por seu conteúdo, e dirão: Ai de nós! Que significa este Livro? Não omite nem pequena, nem grande falta, senão que as enumera! E encontrarão registrado tudo quanto tiverem feito. Teu Senhor não defraudará ninguém.
50 E (lembra-te) de quando dissemos aos anjos: Prostrai-vos ante Adão! Prostraram-se todos, menos Lúcifer, que era um dos gênios, e que se rebelou contra a ordem do seu Senhor. Tomá-los-íeis, pois, juntamente com a sua prole, por protetores, em vez de Mim, apesar de serem vossos inimigos? Que péssima troca a dos iníquos!
51 Não os tomei por testemunhas na criação dos céus e da terra, nem na sua própria criação, porque jamais tomei por assistentes os sedutores.
52 E no dia em que Ele disser (aos idólatras): Chamais os Meus pretendido parceiros!, chamá-los-ão; porém, estes não atenderão a eles, pois lhes teremos imposto um abismo.
53 Os pecadores divisarão o fogo, estarão cientes de que cairão nele, porém não acharão escapatória.
54 Temos reiterado, neste Alcorão, toda a classe de exemplos para os humanos; porém, o homem é o litigioso mais recalcitrante (que existe).
55 E o que impediu os humanos de crerem, quando lhes chegou a orientação, de implorarem o perdão do seu Senhor? Desejam, acaso, que os surpreenda o escarmento dos primitivos ou lhes sobrevenha abertamente o castigo?
56 Jamais enviamos mensageiros, a não ser como alvissareiros e admoestadores(851); porém, os incrédulos disputam com vãos argumentos a falsidade, para com ela refutarem a verdade; e tomam os Meus versículos e as Minhas advertências como objeto de escárnio.
57 E haverá alguém mais iníquo do que quem, ao ser exortado com os versículos do seu Senhor, logo os desdenha, esquecendo-se de tudo quanto tenha cometido? Em verdade, sigilamos as suas mentes para que não os compreendessem, e ensurdecemos os seus ouvidos; e ainda que os convides à orientação, jamais se encaminharão.
58 Porém, teu Senhor é Indulgente, Misericordiosíssimo. Se ele os punisse pelo que cometeram, acelerar-lhes-ia o castigo; porém, terão um prazo, depois do qual jamais terão escapatória.
59 Tais eram as cidades que, pela iniqüidade dos seus habitantes, exterminamos, e prefixamos um término para isso.
60 Moisés disse(852) ao seu ajudante: Não descansarei até alcançar a confluência dos dois mares,(853) ainda que para isso tenha de andar anos e anos.
61 Mas quando ambos se aproximaram da confluência dos dois mares, haviam esquecido o seu peixe,(854) o qual seguira, serpeando, seu rumo até ao mar.
62 E quando a alcançaram, Moisés disse ao seu servo: Providencia nosso alimento, pois sofremos fadigas(855) durante a nossa viagem.
63 Respondeu-lhe: Lembras-te de quando nos refugiamos junto à rocha? Eu me esqueci do peixe – e ninguém, senão Satanás, me fez esquecer de me recordar! – Creio que ele tomou milagrosamente o rumo do mar.(856)
64 Disse-lhe: Eis o que procurávamos! E voltaram pelo mesmo caminho.
65 E encontraram-se comum dos Nossos servos(857), que havíamos agraciado com a Nosso misericórdia e iluminado com a Nossa ciência.
66 E Moisés lhe disse: Posso seguir-te, para que me ensines a verdade que te foi revelada?
67 Respondeu-lhe: Tu não serias capaz de ser paciente para estares comigo.
68 Como poderias ser paciente em relação ao que não compreendes?
69 Moisés disse: Se Deus quiser, achar-me-á paciente e não desobedecerei às tuas ordens.
70 Respondeu-lhe: Então segue-me e não me perguntes nada, até que eu te faça menção disso.
71 Então, ambos se puseram a andar, até embarcarem em um barco, que o desconhecido perfurou. Moisés lhe disse: perfuraste-o para afogar seus ocupantes? Sem dúvida que cometeste um ato insólito!
72 Retrucou-lhe: Não te disse que és demasiado impaciente para estares comigo?
73 Disse-lhe: Desculpa-me por me ter esquecido, mas não me imponhas uma condição demasiado difícil.
74 E ambos se puseram a andar, até que encontraram um jovem, o qual (o companheiro de Moisés) matou. Disse-lhe então Moisés: Acabas de matar um inocente, sem que tenha causado morte a ninguém! Eis que cometeste uma ação inusitada.
75 Retrucou-lhe: Não te disse que não poderás ser paciente comigo?
76 Moisés lhe disse: Se da próxima vez voltar a perguntar algo, então não permitas que te acompanhe, e me desculpa.
77 E ambos se puseram a andar, até que chegaram a uma cidade, onde pediram pousada aos seus moradores, os quais se negaram a hospedá-los. Nela, acharam um muro que estava a ponto de desmoronar e o desconhecido o restaurou. Moisés lhe disse então: Se quisesses, poderia exigir, recompensa por isso.
78 Disse-lhe: Aqui nós nos separamos; porém, antes, inteirar-te-ei da interpretação, porque tu és demasiado impaciente para isso:
79 Quanto ao barco, pertencia aos pobres pescadores do mar e achamos por bem avariá-lo, porque atrás dele vinha um rei que se apossava, pela força, de todas as embarcações.(858)
80 Quanto ao jovem, seus pais eram fiéis e temíamos que os induzisse à transgressão e à incredulidade.
81 Quisemos que o seu Senhor os agraciasse, em troca, com outro puro e mais afetuoso.
82 E quanto ao muro, pertencia a dois jovens órfãos da cidade, debaixo do qual havia um tesouro seu. Seu pai era virtuoso e teu Senhor tencinou que alcançassem a puberdade, para que pudessem tirar o seu tesouro. Isso é do beneplácito de teu Senhor. Não o fiz por minha própria vontade.(859) Eis a explicação daquilo em relação ao qual não foste paciente.
83 Interrogar-te-ão a respeito de Zul-Carnain(860). Dize-lhes: Relatar-vos-ei algo de sua história:
84 Consolidamos o seu poder na terra e lhe proporcionamos o meio de tudo.
85 E seguiu um rumo,
86 Até que, chegando ao poente do sol,(861) viu-o pôr-se numa fonte fervente, perto da qual encontrou um povo. Dissemos-lhe: ó Zul Carnain, tens autoridade para castigá-los ou tratá-los com benevolência.
87 Disse: Castigaremos o iníquo; logo retornará ao seu Senhor, que o castigará severamente.
88 Quanto ao crente que praticar o bem, obterá por recompensa a bem-aventurança, e o trataremos com brandura.
89 Então, seguiu (outro) rumo.
90 Até que, chegando ao nascente do sol, viu que este saía sobre um povo contra o qual noa havíamos provido nenhum abrigo.
91 Assim foi, porque temos pleno conhecimento de tudo sobre ele.
92 Então, seguiu (outro) rumo.
93 Até que chegou a um lugar entre duas montanhas, onde encontrou um povo que mal podia compreender uma palavra.
94 Disseram-lhe: ó Zul Carnain, Gog e Magog(862) são devastadores na terra. Queres que te paguemos um tributo, para que levantes uma barreira entre nós e eles?
95 Respondeu-lhes: Aquilo com que o meu Senhor me tem agraciado é preferível. Secundai-me, pois, com denodo, e levantarei uma muralha intransponível, entre vós e eles.
96 Trazei-me blocos de ferro, até cobrir o espaço entre as duas montanhas. Disse aos trabalhadores: Assoprai (com vossos foles), até que fiquem vermelhas como fogo.(863) Disse mais: Trazei-me chumbo fundido, que jogarei por cima.
97 E assim a muralha foi feita e (Gog e Magog) não puderam escalá-la, nem perfurá-la.(864)
98 Disse (depois): Esta muralha é uma misericórdia de meu Senhor. Porém, quando chegar a Sua promessa, Ele a reduzirá a pó, porque a promessa de meu Senhor é infalível.
99 Nesse dia, deixaremos alguns deles insurgirem-se contra os outros e a trombeta será soada. E os congregaremos a todos.
100 Nesse dia, apresentaremos abertamente, aos incrédulos, o inferno,
101 Bem como àqueles cujos olhos estavam velados para se lembrarem de Mim, e que não foram capazes de escutar.
102 Pensaram, acaso, os incrédulos tomar Meus servos por protetores, em vez de Mim? temos destinado o inferno, por morada, aos incrédulos.
103 Dize-lhes: Quereis que vos inteire de quem são os mais desmerecedores, por suas obras?
104 São aqueles cujos esforços se desvaneceram na vida terrena, não obstante crerem haver praticado o bem.
105 Estes são os que renegaram os versículos de seu Senhor e o comparecimento ate Ele; porém, suas obras tornaram-se sem efeito e não lhes reconheceremos mérito algum, no Dia da Ressurreição.
106 Sua morada será o inferno, por sua incredulidade, e por terem escarnecido os Meus versículos e os Meus mensageiros.
107 Por outra, os fiéis, que praticarem o bem, terão por abrigo os jardins do Paraíso,(865)
108 Onde morarão eternamente e não ansiarão por mudar de sorte.
109 Dize-lhes: Se o oceano se transformasse em tinta, com que se escrevessem as palavras de meu Senhor, esgotar-se-ia antes de se esgotarem as Suas palavras, ainda que para isso se empregasse outro tanto de tinta.
110 Dize: Sou tão-somente um mortal como vós, a quem tem sido revelado que o vosso Deus é um Deus único. Por conseguinte, quem espera o comparecimento ante seu Senhor que pratique o bem e não associe ninguém ao culto d’Ele.



A vida não tem fim Ela é apenas o começo de uma linda jornada que nunca encerra.

Good Reading





Voltar para o INSAUT

www.newsrondonia.com.br

www.santanadigital.com

www.correiodaamazonia.com.br

ADIÇÃO MAIS RECENTE (20/JUN/2015) NO SITE LenderBook



Índice da Página Principal





INSAUT TOP



The Spirits Amuse & Os Espíritos se Divertem

The Spirits Amuse

It is a collaborative work based on random knowledge that writers are invited to reflect on personalities from any time to discuss elements of everyday life to avoid the alleged ostracism of stocks of the characters. Anyone is invited to write a random theme on the characters that are on the list as the statement:

The random factor chooses a personality whose writer should try along the lines of another personality of human civilization narrate something combining the two personalities in a context of definition also random scenario which is one of the 1,000 most populous cities in the world, about something that has been developed as integration of consciousness that can be an object or theory in the literary style should condense the information in a style modeled on the expression of composers cataloged until our time. The task will be a model of dissemination of knowledge also called randomly, which can be a song, a poem, a short story, ...

The most important rule is to describe and defend the thought without affecting the respect, dignity and values of the human person regardless of who the personality. To guide writers who want to be part of the project developed an Excel file that randomization to guide what should be written about every personality. Create, invent the imagination is yours. For this reason the spirits play. Above all, research on the elements you become a more cultured person as to the density of information.



Literary Contest: The Spirits Amuse

Description: from 05/15/2015 to 08/30/2015

Forward the work to lenderbook@gmail.com description $ 10.00 per work (to English). Anyone can participate; there is no limit of entries.

Work characteristics: have 1-2 word of pages; have title; inform the random connection key; Arial font size 12; Portuguese or English language; not traverse about anything that hurts the honor, integrity and values of any character; develop the theme on one of 100 combinations of random board of the ABA (Random of LenderBook).

Questions for evaluation:

- Creativity (10 - points)

- Faithful description of the mental model of the characters (25 - points)

- Faithful description of the mental model of the composer (25 - points)

- Cohesion and didactic coherence of the text (15 - points)

- Standardization as the text of the rules (5 - points)

- Knowledge (20 - points)

The applicant must submit the registration e-mail indicating:

- Full Name;

- City / State / Country;

- E-mail contact;

- Mission number chosen to develop their task;

- Proof of payment.

Note: the e-mail should be sent until 08/30/2015 with the proof of payment that may be printed directly from the screen. You may use the PagSeguro system of UOL (www.pagseguro.com.br) or paypal system (www.paypal.com) for payment of the registration fee for the e-mail: lenderbook@gmail.com property Max Diniz Cruzeiro (LenderBook). The PagSeguro or paypal system can be used in the kind of donation, only print the voucher.

THE WORK WILL BE SENT UP TO 31 OCTOBER 2015.



AWARDS:

- All texts will be accommodated to the attention of the public on the site www.lenderbook.com indicating the author.

- The three most significant texts will gain the translation into languages: Mandarin; Hindi; English; Spanish; Arabic; Portuguese; Bengali; Russian; French; Japanese; Italian; German; Turkish; Hebrew and Greek.



RESULT OF THE CONTRACT:

25/12/2015 with the publication in all languages scheduled for 01/31/2016.

File with random activity:

Tab (Red: Random of LenderBook)

Cover: http://www.lenderbook.com/layout/Espiritos.png

Information:











Os Espíritos se Divertem

É uma obra colaborativa com base em conhecimento randômico em que escritores são convidados a refletir sobre personalidades de qualquer tempo a debater sobre elementos da vida cotidiana para evitar o suposto ostracismo das existências dos personagens. Qualquer um é convidado para escrever um tema randômico sobre os personagens que estão na lista conforme a instrução:

O fator aleatório escolhe uma personalidade cujo escritor deverá tentar nos moldes de outra personalidade da civilização humana narrar algo combinando as duas personalidades em um contexto de definição também aleatório cujo cenário é uma das 1.000 cidades mais populosas do mundo, sobre algo que tenha sido desenvolvido como integração da consciência que pode ser um objeto ou teoria em que o estilo literário deve condensar a informação nos moldes do estilo de um dos compositores de expressão catalogados até nosso tempo. A tarefa será um modelo de disseminação de conhecimento também designado de forma aleatória, que pode ser uma música, um poema, um conto,...

A regra mais importante é descrever e defender o pensamento sem afetar o respeito, dignidade e valores da pessoa humana independente de quem seja a personalidade. Para guiar os escritores que quiserem fazer parte do projeto desenvolvemos um arquivo em Excel que faz a escolha aleatória para orientar o que deve ser escrito sobre cada personalidade. Crie, invente a imaginação é sua. Por isto os espíritos se divertem. E, sobretudo, a pesquisa sobre os elementos tornará você uma pessoa mais culta quanto à densidade de informações.



Concurso Literário: Os Espíritos se Divertem

Inscrição: de 15/05/2015 a 30/08/2015

Encaminhar a obra para lenderbook@gmail.com inscrição R$ 20,00 por obra (Em português). Qualquer pessoa pode participar; não há limites de inscrições.

Características da obra: ter de 1 a 2 páginas de word; possuir título; informar a chave de conexão aleatória; fonte letra Arial tamanho 12; idioma português ou inglês; não versar sobre nada que fira a honra, integridade e valores de nenhum personagem; versar sobre pelo menos uma das 100 combinações da tábua aleatória da ABA (Aleatório da LenderBook).

Quesitos para avaliação: - Criatividade (10 – pontos)

- Fiel descrição do modelo mental dos personagens (25 – pontos)

- Fiel descrição do modelo mental do compositor (25 – pontos)

- Coesão e coerência didática do texto (15 – pontos)

- Padronização quanto às regras do texto (5 – pontos)

- Conhecimento (20 – pontos)



O candidato deve encaminhar o e-mail de inscrição indicando:

- Nome Completo;

- Cidade/Estado/País;

- E-mail para contato;

- Número da Missão escolhida para desenvolver sua tarefa;

- Comprovante de pagamento.



Observação: o e-mail deverá ser encaminhado até o dia 30/08/2015 com o comprovante de pagamento que poderá ser printado diretamente da tela. O usuário poderá utilizar o sistema de pagseguro da UOL (www.pagseguro.com.br) ou o sistema paypal (www.paypal.com) para pagamento da taxa de inscrição para o e-mail: lenderbook@gmail.com de propriedade de Max Diniz Cruzeiro (LenderBook). O sistema pagseguro ou paypal podem ser utilizados na modalidade de doação, só imprimir o comprovante.

A OBRA PODERÁ SER ENVIADA ATÉ 31 DE OUTUBRO DE 2015.



PREMIAÇÃO:

- Todos os textos ficarão alojados para o conhecimento do público no site www.lenderbook.com com a indicação do autor.

- Os 3 textos mais expressivos ganharão a tradução para os idiomas: Mandarim; Hindi; Inglês; Espanhol; Árabe; Português; Bengalês; Russo; Francês; Japonês; Italiano; Alemão; Turco; Hebraico e Grego.

RESULTADO DO CONCURSO:

25/12/2015 com a publicação em todos os idiomas prevista para o dia 31/01/2016.

Arquivos com a atividade aleatória: ABA: (Vermelha: Random of LenderBook)

Capa: http://www.lenderbook.com/layout/Espiritos.png

Informações:













INSAUT TOP

828. O que é Consciência?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=837

793. O que é Paranoia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=801

794. O que é Devaneio?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=802

795. O que é Alucinação?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=803

796. O que é Psicose?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=804

797. O que é Delírio?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=805

798. O que é Psiquismo?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=806

799. O que é Psicopatia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=807

800. O que é Interrupção de Propósito?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=808

801. O que é Compulsão?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=809

802. O que é Impulso?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=810

803. O que é Interrupção do sono?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=811

804. O que são Sonhos?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=812

805. O que é Olhar Profundo?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=813

806. O que é Vertigem?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=814

807. O que é Abstração?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=815

808. O que é Irritabilidade?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=816

809. O que são Desistências?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=817

810. O que é Agressividade?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=818

811. O que é Isolamento?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=819

812. O que é são Achismos?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=820

813. O que é são Suposições?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=821

814. O que é Sentimento de repressão?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=822

815. O que é Desolação?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=823

816. O que é Instabilidade emocional?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=824

817. O que é Confabulação?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=825

792. O que é Rejeição?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=791

783. O que é Angústia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=792

784. O que é Dor e Pesar?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=793

785. O que é Ansiedade?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=794

786. O que é Agonia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=795

787. O que é Desalento?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=796

788. O que é Sofrimento?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=797

789. O que é Remorso?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=798

790. O que é Nostalgia?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=799

756. O que Solidão?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=764

757. O que Mágoa?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=765

758. O que Falta de ânimo?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=766

755. O que é Tristeza?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=763

754. Liberdade de Expressão do Pensamento

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=762

791. O que é Suicídio?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=800

770. Sentido, Intenção e Propósito

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=778

771. Intenção perturbada e Intenção Perturbadora

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=779

772. O livro dos Mortos

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=780

769. Parapraxias: atos falhos

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=777

905. O Sonho Latente

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=914

917. Como eu saio da Rota de Suicídio

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=926

930. O que é vaidade?

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=940



...

928. A Bíblia do Sexto Poder

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=939

929. A Bíblia do Quinto Poder

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=938

917. Como eu saio da Rota de Suicídio

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=926

918. Conhecimento Recorrente [Série - CCLXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=927

919. Conhecimento Proprioceptivo [Série - CCLXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=928

920. Conhecimento Cinestésico [Série - CCLXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=929

921. Conhecimento Cenestésico [Série - CCLXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=930

922. Conhecimento Sinestésico [Série - CCLXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=931

923. Conhecimento Somático [Série - CCLXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=932

924. Conhecimento Libidinoso [Série - CCLXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=933

925. Conhecimento Padrão [Série - CCLXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=934

926. Conhecimento Sensato [Série - CCLXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=935

927. Conhecimento Aleatório ou Randômico [Série - CCXC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=936 ...



906. Conhecimento Inclusivo [Série - CCLXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=915

907. Conhecimento Refratário [Série - CCLXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=916

908. Conhecimento Suplementar [Série - CCLXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=917

909. Conhecimento Moral [Série - CCLXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=918

910. Conhecimento Amoral [Série - CCLXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=919

911. Conhecimento Imoral [Série - CCLXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=920

912. Conhecimento Ético [Série - CCLXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=921

913. Conhecimento Doutrinário [Série - CCLXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=922

914. Conhecimento Sádico [Série - CCLXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=923

915. Conhecimento Masoquista [Série - CCLXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=924



895. Conhecimento Redundante [Série - CCLXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=904

896. Conhecimento Psíquico [Série - CCLXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=905

897. Conhecimento Coletivo [Série - CCLXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=906

898. Conhecimento Leigo [Série - CCLXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=907

899. Conhecimento Lunar [Série - CCLXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=908

900. Conhecimento Uniforme [Série - CCLXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=909

901. Conhecimento Tangencial [Série - CCLXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=910

902. Conhecimento Concreto [Série - CCLXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=911

903. Conhecimento Egoico [Série - CCLXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=912

904. Conhecimento Separatista [Série - CCLXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=913

...

885. Conhecimento Prescritivo [Série - CCLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=894

886. Conhecimento Informativo [Série - CCLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=895

887. Conhecimento Tradicional [Série - CCLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=896

888. Conhecimento Replicante [Série - CCLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=897

889. Conhecimento Normativo [Série - CCLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=898

890. Conhecimento Bibliográfico [Série - CCLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=899

891. Conhecimento Expositivo [Série - CCLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=900

892. Conhecimento Ecológico [Série - CCLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=901

893. Conhecimento Partidário [Série - CCLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=902

894. Conhecimento Metafórico [Série - CCLX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=903

...

872. Conhecimento Retrógrado [Série - CCXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=881

873. Conhecimento Ativo [Série - CCXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=882

874. Conhecimento Passivo [Série - CCXL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=883

875. Conhecimento Degustativo [Série - CCXLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=884

876. Conhecimento Adulto [Série - CCXLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=885

877. Conhecimento Infantil [Série - CCXLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=886

878. Conhecimento Afrodescendente [Série - CCXLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=887

879. Conhecimento Indígena [Série - CCXLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=888

880. Conhecimento Masculino [Série - CCXLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=889

881. Conhecimento Feminino [Série - CCXLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=890

882. Conhecimento Homoafetivo [Série - CCXLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=891

883. Conhecimento Marital [Série - CCXLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=892

884. Conhecimento Reativo [Série - CCL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=893

...

861. Conhecimento Impróprio [Série - CCXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=870

862. Conhecimento Recíproco [Série - CCXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=871

863. Conhecimento Ergonômico [Série - CCXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=872

864. Conhecimento Trabalhista [Série - CCXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=873

865. Conhecimento Cabalístico [Série - CCXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=874

866. Conhecimento Central [Série - CCXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=875

867. Conhecimento Retardatário [Série - CCXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=876

868. Conhecimento Rudimentar [Série - CCXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=877

869. Conhecimento Espontâneo [Série - CCXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=878

870. Conhecimento Endêmico [Série - CCXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=879


851. Conhecimento Classista [Série - CCXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=860

852. Conhecimento Reacionário [Série - CCXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=861

853. Conhecimento Demoníaco [Série - CCXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=862

854. Conhecimento Transversal [Série - CCXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=863

855. Conhecimento Conjugado [Série - CCXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=864

856. Conhecimento Simétrico [Série - CCXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=865

857. Conhecimento Assimétrico [Série - CCXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=866

858. Conhecimento Essencial [Série - CCXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=867

859. Conhecimento Balizador [Série - CCXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=868

860. Conhecimento Irreal [Série - CCXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=869

...

839. Conhecimento Incapacitante [Série - CCVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=848

840. Conhecimento Temerário [Série - CCVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=849

841. Conhecimento Ocupacional [Série - CCVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=850

842. Conhecimento Opressor [Série - CCIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=851

843. Conhecimento Kármico [Série - CCX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=852

844. Conhecimento Dármico [Série - CCXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=853

845. Conhecimento Sistêmico [Série - CCXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=854

846. Conhecimento Oposicionista [Série - CCXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=855

847. Conhecimento Renovador [Série - CCXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=856

848. Conhecimento Massificador [Série - CCXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=857

849. Conhecimento Desmistificador [Série - CCXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=858

850. Conhecimento Manipulador [Série - CCXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=859

...

829. Conhecimento Civil [Série - CXCVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=838

830. Conhecimento Empresarial [Série - CXCVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=839

831. Conhecimento Proletariado [Série - CXCVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=840

832. Conhecimento Público [Série - CXCIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=841

833. Conhecimento Privado [Série - CC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=842

834. Conhecimento Estacionário [Série - CCI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=843

835. Conhecimento Dinâmico [Série - CCII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=844

836. Conhecimento Contingencial [Série - CCIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=845

837. Conhecimento Orgânico [Série - CCIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=846

838. Conhecimento Bélico [Série - CCV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=847

...

818. Conhecimento Vago [Série - CLXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=827

819. Conhecimento Superficial [Série - CLXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=828

820. Conhecimento Operacional [Série - CLXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=829

821. Conhecimento Natural [Série - CLXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=830

822. Conhecimento Lendário [Série - CXC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=831

823. Conhecimento Eterno [Série - CXCI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=832

824. Conhecimento Bárbaro [Série - CXCII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=833

825. Conhecimento Relacional [Série - CXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=834

826. Conhecimento Circunstancial [Série - CXCIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=835

827. Conhecimento Complexo [Série - CXCV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=836

... ...

Modelo Mental da Gestão de Risco

O arquétipo de visualização do conhecimento segundo um Modelo Mental da Gestão de Risco atual é dotado da concepção da tríade Causa (X1), efeito (X2) e consequência (Y). Onde matematicamente se vincula uma relação hipotética de regressão multilinear h(y) = ∑g[x’2( f(x1) )]; onde g(x2) = x’2( f(x1) ), x’2 é uma constante de interação ambiental, e, f(x1) = h’(y) e h’’(y) = h(y) relações angulares de desencadeamento contínuo, antecedente e procedente, respectivamente, de uma reação em cadeia.

A consequência é uma variável preditora de um evento composto cuja transformação é possível ser acompanhada até dois passos em relação à linha de tempo passada. Cuja dinâmica do conhecimento científico denomina como Causa e Efeito.

A vantagem cognitiva deste modelo é que um observador ao perceber que as causas foram ativadas, já na fase de cristalização dos efeitos ele já pode antever as possíveis consequências que o modelo determina como fenômenos que serão desencadeados em seguida, como forma de efetuar ajustes manuais. Sendo muito útil quando o espaço estudado do fenômeno não é integralmente conhecido.

Isto induz a um princípio de vantagem relativa para quem consegue controlar um evento a partir da reprodução de seus efeitos em que a ativação de outros agrupamentos de causas poderia interferir diretamente nos efeitos já ativos e assim provocar uma restruturação da saída ou dos próximos elementos-passos que seriam ativados em um fenômeno a fim de controlar por mitigação os eventos futuros.

Uma transformação só ocorre ao ponto de fazer parte do efeito ou consequência seguinte a partir de uma somatização de mudanças físicas e químicas, que a sombra do observador, é possível serem codificadas na forma de um conceito cuja sua característica transformadora é capaz de ser visualizada numa métrica diferente do estado anterior.

Porém o modelo B2B onde um parâmetro ativa outro parâmetro é o modelo mental mais favorável para ser associado dentro de estruturas mecânico-computacionais, porque o passo seguinte pode ser controlado a partir de controle direto e estudos de níveis em que os parâmetros ativados passam a interferir no ambiente não sendo necessárias correções futuras porque todas as transformações já estão estruturalmente mapeadas.

Porém o modelo B2B somente é válido caso existam equipamentos computacionais do tipo causa, efeito e consequências necessários para validarem as interações matemáticas entre os inúmeros parâmetros que ajustam sistemas preditivos para o mapeamento de processos somáticos.



...

773. Conhecimento Seccionado [Série - CLXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=781

774. Conhecimento Parlamentar [Série - CLXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=782

775. Conhecimento Imperial [Série - CLXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=783

776. Conhecimento Homogêneo [Série - CLXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=784

777. Conhecimento Heterogêneo [Série - CLXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=785

778. Conhecimento Ortodoxo [Série - CLXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=786

779. Conhecimento Heterodoxo [Série - CLXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=787

780. Conhecimento Variante [Série - CLXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=788

781. Conhecimento Helênico [Série - CLXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=789

782. Conhecimento Espartano [Série - CLXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=790

...

Dilema da transformação matemática

Se existir uma função geratriz que forneça como resultado {a, b, c, d, e, f, g, h, k,...,T} valores válidos para uma proposição, que se vincule a um ordenamento lógico válido, qualquer outro meio em que o efeito gerado, ou seja pela utilização da sequência como parametrização para outras funções, ou seja por outras formas de ordenamento, condicione o mesmo universo de expressão de resultados quantificáveis a uma afetação lógica adversa, esta corresponderá a uma transformação cuja mutação será apenas uma das n respostas fatoriais de desdobramentos lógicos possíveis para as sucessivas transformações de ordenamento lógico puro e infinitesimalmente fatorial para parametrizações de outras funções lógicas.



764. Conhecimento Atemporal [Série - CLXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=772

765. Conhecimento Temporal [Série - CLXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=773

766. Conhecimento Efetivo [Série - CLXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=774

767. Conhecimento Conservador [Série - CLXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=775

768. Conhecimento Seletivo [Série - CLXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=776

Priors

Para conhecimento:

Prior é um ser altamente evoluído espiritualmente que pode manipular a psique de uma pessoa para trilhar um caminho que considera para si um objetivo nobre que geralmente se baseia em uma norma considerada superior.

Os Priores são bem vistos em planetas como a terra, porém com a ressalva de não invocarem para si o fanatismo religioso e a idolatria em torno de si mesmo ou a um referencial do ambiente.

O governo americano não vê este grupo de religiosos psíquicos com bons olhos, pois seus sistemas de controle às vezes é falho ao ponto de fugir do controle psíquico em que seus seguidores são capazes de dar a própria vida para fazer com que suas convicções sejam conquistadas.

1) Priores gostam de estabelecer um forte código moral sobre as pessoas;

2) Utilizam de artifícios de indução de externalidades na forma de pecado, privação material, privação de sentidos,... para provocar concordância frente a um arrependimento ou retribuição hipotética;

3) São espertes em programação neural (neurolinguística);

4) Ás vezes escolhem pessoas para representar arquétipos morais e outras para representar anti-valores;

5) Tem como objetivo unificar um pensamento de influência em torno de si;

6) A maioria dos priores são do tipo religioso, porém existem outros de carreiras filosóficas, políticas, científicos, de controle econômico e social.

7) Podem condicionar para o benefício da pessoa ou de um grupo.

Exemplo: Hitler, Representantes religiosos de alta expressividade, Grandes empresários, Grandes personalidades, políticos.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company



759. Conhecimento Amostral [Série - CLXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=767

760. Conhecimento Locomocional [Série - CLXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=768

761. Conhecimento Vocativo [Série - CLXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=769

762. Conhecimento Militar [Série - CLXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=770

763. Conhecimento Difuso [Série - CLXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=771

...



748. Conexão Sírius B – Constelação de Órion

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=761

747. Juízo Final

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=760



747. Conhecimento Musical [Série - CLXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=755

748. Conhecimento Cinético [Série - CLXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=756

749. Conhecimento Tântrico [Série - CLXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=757

750. Conhecimento Módico [Série - CLXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=758

751. Conhecimento Populacional [Série - CLXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=759

...

742. Conhecimento Expansionista [Série - CLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=750

743. Conhecimento Motivacional [Série - CLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=751

744. Conhecimento Transformador [Série - CLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=752

745. Conhecimento Etário [Série - CLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=753

746. Conhecimento Reformista [Série - CLX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=754

...

736. Conhecimento Transitório [Série - CLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=744

737. Conhecimento Aparente [Série - CLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=745

738. Conhecimento Territorial [Série - CLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=746

739. Conhecimento Lúdico [Série - CLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=747

740. Conhecimento Escravista [Série - CLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=748

741. O que distingue Prioridades da Mente

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=749

...

728. Corrigindo um Conflito da Mente

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=736

729. Eternidade

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=737

730. Desenvolvimento Material

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=738

731. Conhecimento Aeroespacial [Série - CXLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=739

732. Conhecimento Físico [Série - CXLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=740

733. Conhecimento Náutico [Série - CXLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=741

734. Conhecimento Terrestre [Série - CXLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=742

735. Conhecimento Alimentar [Série - CL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=743

...

723. Conhecimento Hip Hop [Série - CXLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=731

724. Conhecimento Estatal [Série - CXLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=732

725. Conhecimento Metódico [Série - CXLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=733

726. Conhecimento Livre [Série - CXLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=734

727. Conhecimento Profético [Série - CXLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=735

...

717. Implantando Prioridades no Cérebro

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=725

718. Conhecimento Dominante [Série - CXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=726

719. Conhecimento Primitivo [Série - CXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=727

720. Conhecimento Cognitivo [Série - CXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=728

721. Conhecimento Moderno [Série - CXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=729

722. Conhecimento Holístico [Série - CXL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=730

...

710. Como refletir conscientemente

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=718

711. Conhecimento Liberal [Série - CXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=719

712. Conhecimento NeoLiberal [Série - CXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=720

713. Conhecimento Libertador [Série - CXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=721

714. Conhecimento Encapsulante [Série - CXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=722

715. Conhecimento Colonizador [Série - CXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=723

716. Kpac: Primeiros passos do Contato

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=724



700. Conhecimento Textual [Série - CXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=708

701. Conhecimento Ultrapassado [Série - CXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=709

702. Conhecimento Universal [Série - CXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=710

703. Conhecimento útil [Série - CXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=711

704. Conhecimento Vulgar [Série - CXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=712

705. Conhecimento Zen [Série - CXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=713

706. Conhecimento Ufológico [Série - CXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=714

707. Conhecimento Clássico [Série - CXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=715

708. Conhecimento Remissivo [Série - CXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=716

709. Conhecimento Sexual [Série - CXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=717




Mensagem de fim de ano no topo do INSAUT

699 - Kpac: A máquina do Tempo



698 - Aprimorar alguém ou reduzi-lo?



697 - Kpac: Rebeldes sem causa



696 - Presente Contínuo



Topo do INSAUT: ORGANOGRAMA EMPRESARIAL

Voltar para o INSAUT






O que de fato gera Inflação?
Resumo: A criação da moeda foi uma grande conquista para nossa civilização planetária, pois possibilitou um avanço extraordinário num ordenamento jurídico em torno de uma estrutura quantificável para a partilha dos recursos em que a ideologia dominante atribuía elevada escassez nos fatores que levavam a distribuição, de tais recursos e limitação na produção de insumos e serviços.
Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=702

Nossos trabalhos agora estão sendo exibidos com uma semana de antecedência nos jornais



695 - Estimulação Peniana



693 - Kpac: a história das Colônias


671 - A essência da corrupção humana


672 - Resistência: uma vantagem da espécie?


673 - Vestibular: correlacionando ideias!


674 - Treinando o Olhar


675 - Para quê? X Por quê?


676 - O homem é mesmo fruto do meio?


677 - Conservação x Transformação


678 - Afaste pensamentos, não pessoas!


679 - O Exercício da Ignorância


680 - O Trauma da Puberdade


681 - Mude o Foco


682 - Literatura: a arte de colorir Papéis com Letras


683 - Anjos e Demônios


684 - O Combate continua


685 - A Acomodação do Pensamento


686 - O que é estudar?


687 - Burocracia


688 - Lei, poder e opressão


689 - Perguntas e respostas a Neurociência Explica


690 - O uso da Filosofia para solução de problemas


691 - The conflict is the solution to the problem


692 - El conflicto es la solución para los problemas
















664 - Stress Idiopático



665 - Stress da Fadiga



666 - Stress Comportamental



667 - Stress Auditivo



668 - Stress Visual



669 - Stress Somático



670 - Stress Visceral



663 - O conflito é a solução para o problema?



What is the Psychological Consultation?

Neuroscientist Max Diniz Cruzeiro

The psychologist is not a counselor and is also not a receiver on the free will of individuals. A consulting psychologist psychology acts as an intermediary in a hypothetical conflict that nourishes your patient within your psyche.

Thus, the psychologist becomes aware of a second patient, listen carefully to their psychic manifestation of the way in which the patient is able to synthesize an insight into yourself.

For its holistic nature, the psychologist is able to visualize the essence of the internal conflict of his patient. And so doing, directs the monologue of the individual for the patient to activate the memories associated with the phenomenon that fits the conflict, and the states once active, the consciously stay for a while and fused hours for the patient to reflect on insights arising from the junction of broad factors that involve a problem situation.

When a patient leaves a psychological practice he usually has the impression of leaving that room your problem. But this effect-relief of negative stress (distress) in the life of the patient, just fell asleep to give vent to the state of contemplation in which the orientation of the psychologist to the projection of the thoughts of the patient was able to awaken as a positive outlet for conflict.

The big mistake is that the patient does not take the opportunity for spiritual renewal in the following hours and days. Because the mental chains that bind are stronger conflict within the brain and the temporary effect that gives the solution of the problem will tend to crumble like a small cloud that rested on the ground to crumble after the break of day. We must feed the thoughts that remove the limitation of peripheral vision, so that the individual can see other noble elements that derive from his mental prison and have the patient return to social life in the fullest way that their desire and need represent volition thus contributing to its growth.



Para que serve a consulta Psicológica?


O Psicólogo não é um conselheiro e também não é um interventor sobre o livre arbítrio dos indivíduos. Numa consulta de psicologia o psicólogo age como um intermediador dentro de um conflito hipotético em que o seu paciente nutre dentro de sua psique.

Assim, o psicólogo se faz de segunda consciência de um paciente, ao ouvir atentamente sua manifestação psíquica sobre a forma em que o paciente é capaz de sintetizar uma visão sobre si mesmo.

Por sua natureza holística, o psicólogo é capaz de visualizar a essência do conflito interno de seu paciente. E assim o fazendo, direciona o monólogo do indivíduo para que o paciente ative as lembranças associadas ao fenômeno em que se insere o conflito, e os estados uma vez ativos, na forma consciente fiquem por uns instantes e horas fusionados para que o paciente consiga refletir sobre insights que possam surgir da junção de amplos fatores que envolvem uma situação-problema.

Quando um paciente sai de um consultório psicológico geralmente ele tem a impressão de ter deixando naquele recinto o seu problema. Mas este efeito-alívio do estresse negativo (distresse) na vida daquele paciente, apenas adormeceu para dar vazão ao estado de contemplação em que a orientação do psicólogo para a projeção dos pensamentos do paciente foi capaz de despertar como uma saída positiva para o conflito.

O grande erro é o paciente não aproveitar a oportunidade de renovação interior nas horas e dias seguintes. Porque os elos mentais que unem o conflito são mais fortes dentro do encéfalo e o efeito temporário que origina a solução do problema tenderá a se desfazer como uma pequena nuvem que repousou em solo para depois se desintegrar no raiar do dia. Há que se alimentar os pensamentos que retiram a limitação da visão periférica, para que o indivíduo possa enxergar outros elementos tão nobres que o retirem de sua prisão psíquica e faça com que o paciente retorne para a vida social da forma mais plena que seu desejo e necessidade representem sua volição contribuindo assim para seu crescimento.



¿Qué es la Consulta Psicológica?


El psicólogo no es un consejero y también no es un receptor de la libre voluntad de los individuos. Una consulta de psicología psicólogo actúa como intermediario en un conflicto hipotético que nutre su paciente dentro de su psique.

De este modo, el psicólogo tenga conocimiento de un segundo paciente, escuchar con atención a su manifestación psíquica de la forma en que el paciente es capaz de sintetizar una idea de ti mismo.

Por su naturaleza holística, el psicólogo es capaz de visualizar la esencia del conflicto interno de su paciente. Y al hacerlo, dirige el monólogo del individuo para el paciente para activar los recuerdos asociados con el fenómeno que se ajuste el conflicto, y los estados, una vez activo, la estancia conscientemente por un tiempo y horas fusionados para el paciente para reflexionar en ideas que surgen de la confluencia de factores generales que implican una situación problemática.

Cuando un paciente sale de una práctica psicológica que suele tener la impresión de salir de esa habitación su problema. Pero este efecto de alivio del estrés negativo (distrés) en la vida del paciente, sólo se quedó dormida para dar rienda suelta al estado de contemplación en el que la orientación del psicólogo para la proyección de los pensamientos del paciente era capaz de despertar como una salida positiva para el conflicto.

El gran error es que el paciente no toma la oportunidad de renovación espiritual en las siguientes horas y días. Debido a que las cadenas mentales que se unen son los conflictos más fuertes dentro del cerebro y el efecto temporal que da la solución del problema tiende a desmoronarse como una pequeña nube que descansaba en el suelo a desmoronarse después de la pausa del día. Debemos alimentar a los pensamientos que eliminan la limitación de la visión periférica, por lo que el individuo puede ver otros elementos nobles que se derivan de su prisión mental y tener al paciente a recuperar la vida social en la forma más completa que su deseo y necesita representar la voluntad lo que contribuye a su crecimiento.



Was ist die psychologische Beratung?


Der Psychologe ist kein Berater und ist auch nicht ein Empfänger auf dem freien Willen des Einzelnen. Eine Beratung Psychologe Psychologie fungiert als Vermittler in einem hypothetischen Konflikt, die Ihre Patienten innerhalb Ihrer Psyche nährt.

So wird der Psychologe Kenntnis einer zweiten Patienten, hören genau zu, ihre psychische Manifestation der Art, in der der Patient in der Lage ist, einen Einblick in sich selbst zu synthetisieren.

Für seinen ganzheitlichen Natur, ist der Psychologe in der Lage, das Wesen des inneren Konflikt seines Patienten zu visualisieren. Und so zu tun, leitet den Monolog des Einzelnen für den Patienten, die Erinnerungen mit dem Phänomen, das den Konflikt passt assoziiert, und die Staaten einmal aktiv, die sich bewusst für eine Weile zu bleiben und kondensierte Stunden für den Patienten zu reflektieren aktivieren auf den Erkenntnissen, die aus der Kreuzung der breiten Faktoren, die eine Problemsituation betreffen.

Wenn ein Patient verlässt eine psychologische Praxis, die er hat in der Regel den Eindruck verlassen, dass der Zimmer Ihr Problem. Aber dieser Effekt Relief von negativem Stress (Distress) in das Leben des Patienten, gerade eingeschlafen, um Luft zu dem Zustand der Kontemplation, in denen die Orientierung der Psychologe auf die Projektion der Gedanken des Patienten konnte als positiver Ausgang für Konflikt erwachen geben.

Der große Fehler ist, dass der Patient nicht die Gelegenheit für spirituelle Erneuerung zu nehmen in den folgenden Stunden und Tagen. Da die psychischen Ketten, die binden sind stärker Konflikt innerhalb des Gehirns und der temporären Effekt, der die Lösung des Problems gibt neigen dazu, wie eine kleine Wolke, die auf dem Boden ausgeruht nach dem Anbruch des Tages bröckeln bröckeln. Wir müssen die Gedanken, die die Einschränkung des peripheren Sehens entfernen zu füttern, so dass der einzelne kann andere edle Elemente, die von seinem geistigen Gefängnis ableiten und den Patienten Rückkehr in das gesellschaftliche Leben in vollen Zügen Weise zu sehen, dass ihre Lust und müssen Betreiber Wollens damit einen Beitrag, um sein Wachstum.



মনস্তাত্ত্বিক পরামর্শ কি?


মনোবৈজ্ঞানিক একটি পরামর্শদাতা হয় না এবং ব্যক্তির স্বাধীন ইচ্ছার উপর একটি রিসিভার নয়. একটি পরামর্শ মনোবৈজ্ঞানিক মনোবিজ্ঞান আপনার আত্মা মধ্যে আপনার রোগীর লালন যে একটি প্রকল্পিত সংঘাতে মধ্যস্থতার কাজ.

সুতরাং, মনোবৈজ্ঞানিক দ্বিতীয় রোগীর সচেতন হয়ে, রোগীর নিজের মধ্যে একটি অন্তর্দৃষ্টি সমন্বয় করতে সক্ষম হয় যা উপায় তাদের আধ্যাত্মিক উদ্ভাস সাবধানে শুনতে.

তার হোলিস্টিক প্রকৃতির জন্য, মনোবৈজ্ঞানিক তার রোগীর অভ্যন্তরীণ দ্বন্দ্ব সারাংশ ঠাহর করতে সক্ষম হয়. তাই রোগীর প্রতিফলিত জন্য দ্বন্দ্ব ফিট করে ঘটনাটি যুক্ত স্মৃতি, এবং, সচেতনভাবে কিছুদিনের জন্য থাকতে সক্রিয় একবার রাজ্য এবং নিলীন ঘন্টা সক্রিয় রোগীর জন্য, ব্যক্তির নাটকাদি নির্দেশ করছে একটি সমস্যা পরিস্থিতির জড়িত যে বিস্তৃত কারণের মোড় থেকে উদ্ভূত অর্ন্তদৃষ্টি উপর.

রোগীর একটি মানসিক অভ্যাস ছেড়ে যখন তিনি সাধারণত যে রুমে আপনার সমস্যা যাব ছাপ রয়েছে. কিন্তু রোগীর জীবনে নেতিবাচক চাপ (মর্মপীড়া) এর এই প্রভাব-ত্রাণ, শুধু রোগীর চিন্তা প্রজেকশন করতে মনোবৈজ্ঞানিক অভিযোজন সংঘাতের জন্য একটি ইতিবাচক পথ হিসাবে জাগ্রত করতে সক্ষম ছিল যা চিন্তা অবস্থা থেকে বেরুতে দিতে ঘুমিয়ে পড়েছিলাম.

বড় ভুল রোগীর নিম্নলিখিত ঘন্টা এবং দিনের মধ্যে আধ্যাত্মিক পুনর্নবীকরণ জন্য সুযোগ নিতে না হয়. আবদ্ধ যে মানসিক চেইন মস্তিষ্ক ও দিনের বিরতির পর টুকরা টুকরা করা মাটিতে বিশ্রান্ত যে একটি ছোট মেঘ মত টুকরা টুকরা ঝোঁক হবে সমস্যার সমাধান দেয় যে অস্থায়ী প্রভাব মধ্যে শক্তিশালী সংঘাতের কারণ. পৃথক তার মানসিক কারাগার থেকে আহরণ ও পূর্ণ ভাবে সামাজিক জীবন রোগীর আগমন করেছেন যে অন্য উন্নতচরিত্র উপাদান দেখতে পারেন, যাতে আমরা, পেরিফেরাল দৃষ্টি সীমাবদ্ধতা অপসারণ যে চিন্তা ভোজন হবে যে তাদের ইচ্ছা ও এইভাবে তার বৃদ্ধির সংযোজনকারী সাধ প্রতিনিধিত্ব প্রয়োজন.



什么是心理咨询?


心理学家不是咨询师,也没有个人的自由意志的接收器。一个心理咨询心理学作为一个假设的冲突,滋养你的耐心你的心灵之内的中介。

因此,心理学家意识到第二个病人,认真倾听,其中病人是能够合成一种洞察自己的方式他们的精神体现。

对于它的整体性,心理学家能想象他的病人的内部冲突的本质。而这样做,会指示个人的独白为病人激活与适合的矛盾现象有关的回忆,有一次激活时,有意识地保持了一段时间的状态和融合小时为病人反映对来自涉及一个问题情境因素广泛的交界处出现的见解。

当病人离开了心理的做法,他通常有离开那个房间你的问题的印象。但这种影响救灾负面压力(困境)的病人的生命,只是睡着了宣泄沉思的状态中,心理学家给病人的思想投射的方向是能够唤醒一个积极的出口冲突。

最大的失误是,病人不借此机会对精神复兴在下列时间和天数。由于结合了心理链条是大脑和暂时的影响,使该问题的解决将趋于崩溃之类的小云搁在地上一天的休息后崩溃中更强的冲突。我们要牧养删除余光限制的想法,这样的人可以看到,源于他的精神监狱,并让患者回归社会生活中充分地等高尚元素,他们的愿望和需要代表意志从而促进其生长。



Quelle est la consultation psychologique?


Le psychologue est pas un conseiller et est également pas un récepteur sur la libre volonté des individus. Une psychologie psychologue consultant agit comme un intermédiaire dans un conflit hypothétique qui nourrit votre patient au sein de votre psyché.

Ainsi, le psychologue prend connaissance d'un second patient, écouter attentivement leur manifestation psychique de la façon dont le patient est capable de synthétiser un aperçu de vous-même.

Pour sa nature holistique, le psychologue est en mesure de visualiser l'essence du conflit interne de son patient. Et ce faisant, dirige le monologue de l'individu pour le patient pour activer les mémoires associées au phénomène qui correspond le conflit, et les Etats une fois actif, le séjour consciemment pendant un certain temps et heures fusionnés pour le patient à réfléchir sur les idées découlant de la jonction des grands facteurs qui impliquent une situation problématique.

Quand un patient quitte une pratique psychologique, il a généralement l'impression de quitter cette pièce votre problème. Mais cet effet-relief de stress négatif (détresse) dans la vie du patient, vient de tomber endormi à donner libre cours à l'état de contemplation dans lequel l'orientation de la psychologue de la projection de la pensée du patient était capable de réveiller comme un exutoire positif de conflit.

La grande erreur est que le patient ne prend pas la possibilité d'un renouveau spirituel dans les heures et les jours suivants. Parce que les chaînes mentales qui unissent sont plus forts conflit dans le cerveau et l'effet temporaire qui donne la solution du problème aura tendance à s'effriter comme un petit nuage qui reposait sur le terrain pour émietter après la pause de la journée. Nous devons nourrir les pensées que supprimer la limitation de la vision périphérique, de sorte que l'individu peut voir d'autres éléments nobles que tirer de sa prison mentale et avoir le retour du patient à la vie sociale le plus pleinement que leur désir et besoin de représenter la volonté de contribuer ainsi à sa croissance.



Ποια είναι η ψυχολογική Διαβουλεύσεις;


Ο ψυχολόγος δεν είναι ένας σύμβουλος και δεν είναι, επίσης, ένας δέκτης σχετικά με την ελεύθερη βούληση των ατόμων. Μια διαβούλευση ψυχολόγος ψυχολογία ενεργεί ως μεσάζων σε μια υποθετική σύγκρουση που τρέφει ο ασθενής σας εντός ψυχή σας.

Έτσι, ο ψυχολόγος γνώση μιας δεύτερης ασθενούς, να ακούσει προσεκτικά ψυχική εκδήλωση τους για τον τρόπο με τον οποίο ο ασθενής είναι σε θέση να συνθέσει μια εικόνα για τον εαυτό σας.

Για την ολιστική φύση του, ο ψυχολόγος είναι σε θέση να απεικονίσει την ουσία της εσωτερικής σύγκρουσης του ασθενή του. Και τούτο, κατευθύνει το μονόλογο του ατόμου για τον ασθενή να ενεργοποιήσει τις μνήμες που συνδέονται με το φαινόμενο που ταιριάζει με τη σύγκρουση, και τα μέλη από τη στιγμή ενεργή, η συνειδητά να μείνουν για λίγο και λιωμένο ώρες για τον ασθενή να αντανακλούν στις γνώσεις που προκύπτουν από τη διασταύρωση των γενικών παραγόντων που περιλαμβάνουν μια κατάσταση πρόβλημα.

Όταν ένας ασθενής αφήνει μια ψυχολογική πράξη έχει συνήθως την εντύπωση ότι το δωμάτιο αφήνοντας το πρόβλημά σας. Αλλά αυτό το αποτέλεσμα-ανακούφιση των αρνητικών τάσεων (αγωνία) στη ζωή του ασθενούς, μόλις αποκοιμήθηκε να δώσει διέξοδο στην κατάσταση του στοχασμού στην οποία ο προσανατολισμός του ψυχολόγου στην προβολή των σκέψεων του ασθενούς ήταν σε θέση να ξυπνήσει ως θετική διέξοδος για τη σύγκρουση.

Το μεγάλο λάθος είναι ότι ο ασθενής δεν λαμβάνει την ευκαιρία για πνευματική ανανέωση στις επόμενες ώρες και ημέρες. Επειδή οι ψυχικές αλυσίδες που δεσμεύουν είναι ισχυρότερη σύγκρουση στο εσωτερικό του εγκεφάλου και το προσωρινό αποτέλεσμα που δίνει τη λύση του προβλήματος, θα έχουν την τάση να καταρρέει σαν ένα μικρό σύννεφο που αναπαύονται στο έδαφος να καταρρεύσει μετά το διάλειμμα της ημέρας. Πρέπει να τροφοδοτήσει τις σκέψεις που αρθεί ο περιορισμός της περιφερειακής όρασης, έτσι ώστε το άτομο μπορεί να δει και άλλα ευγενή στοιχεία που προέρχονται από την ψυχική φυλακή του και να έχει την επιστροφή του ασθενούς στην κοινωνική ζωή με τον πληρέστερο τρόπο ότι η επιθυμία τους και πρέπει αντιπροσωπεύουν βούληση συμβάλλοντας έτσι στην ανάπτυξη του.



मनोवैज्ञानिक परामर्श क्या है?


मनोविज्ञानी एक काउंसलर नहीं है और यह भी व्यक्तियों की मर्जी पर एक रिसीवर नहीं है. एक परामर्श मनोवैज्ञानिक मनोविज्ञान आपके मानस के भीतर अपने मरीज का पोषण होता है कि एक काल्पनिक संघर्ष में एक मध्यस्थ के रूप में कार्य करता है.

इस प्रकार, मनोवैज्ञानिक एक दूसरे रोगी के बारे में पता हो जाता है, रोगी अपने आप में एक अंतर्दृष्टि synthesize करने में सक्षम है जिस तरह से उनकी मानसिक अभिव्यक्ति को ध्यान से सुनो.

अपने समग्र प्रकृति के लिए, मनोवैज्ञानिक अपने मरीज के आंतरिक संघर्ष का सार कल्पना करने में सक्षम है. और तो रोगी को प्रतिबिंबित करने के लिए संघर्ष हो गया है कि घटना के साथ जुड़े यादें, और, होश में थोड़ी देर के लिए रहना सक्रिय एक बार अमेरिका और जुड़े घंटे सक्रिय करने के लिए रोगी के लिए, व्यक्ति का एकालाप निर्देश कर एक समस्या की स्थिति शामिल है कि व्यापक कारकों के जंक्शन से उत्पन्न होने वाली अंतर्दृष्टि पर.

एक मरीज को एक मनोवैज्ञानिक अभ्यास छोड़ देता है जब वह आमतौर पर उस कमरे आपकी समस्या छोड़ने की छाप है. लेकिन रोगी के जीवन में नकारात्मक तनाव (संकट) के इस प्रभाव को राहत, बस रोगी के विचारों के प्रक्षेपण के लिए मनोवैज्ञानिक के उन्मुखीकरण संघर्ष के लिए एक सकारात्मक दुकान के रूप में जगाने के लिए सक्षम था जिसमें चिंतन के राज्य को बाहर निकलने देने के लिए सो गया.

बड़ी गलती रोगी निम्न घंटे और दिन में आध्यात्मिक नवीकरण के लिए अवसर नहीं ले करता है. बाँध कि मानसिक जंजीरों मस्तिष्क और दिन के ब्रेक के बाद ही उखड़ जाती जमीन पर विश्राम किया कि एक छोटा सा बादल की तरह उखड़ जाते हैं जाएगा समस्या का समाधान देता है कि अस्थायी प्रभाव के भीतर मजबूत संघर्ष कर रहे हैं. व्यक्ति अपने मानसिक जेल से निकाले जाते हैं और पूरी तरह से सामाजिक जीवन के लिए रोगी की वापसी है कि अन्य महान तत्वों को देख सकते हैं, ताकि हम परिधीय दृष्टि की सीमा हटाने कि विचारों को खिलाने चाहिए कि उनकी इच्छा और इस प्रकार अपने विकास के लिए योगदान इच्छा का प्रतिनिधित्व करते हैं की जरूरत है.



Qual è la consultazione psicologica?


Lo psicologo non è un consigliere e non è anche un ricevitore dalla libera volontà degli individui. Una psicologia psicologo consulenza agisce da intermediario in un conflitto ipotetico che nutre il vostro paziente all'interno della vostra psiche.

Così, lo psicologo viene a conoscenza di un secondo paziente, ascoltare attentamente la manifestazione psichica del modo in cui il paziente è in grado di sintetizzare una panoramica stessi.

Per la sua natura olistica, lo psicologo è in grado di visualizzare l'essenza del conflitto interno del suo paziente. E così facendo, dirige il monologo del singolo per il paziente per attivare i ricordi associati al fenomeno che si inserisce il conflitto, e gli stati, una volta attivo, il soggiorno consapevolmente per un po 'e ore fusi per il paziente a riflettere su intuizioni derivanti dallo svincolo di ampi fattori che coinvolgono una situazione problematica.

Quando un paziente lascia una pratica psicologica che di solito ha l'impressione di lasciare quella stanza il vostro problema. Ma questo effetto-rilievo di stress negativo (distress) nella vita del paziente, appena addormentato per sfogare lo stato di contemplazione in cui l'orientamento dello psicologo alla proiezione dei pensieri del paziente era in grado di risvegliare come sbocco positivo per conflitto.

Il grande errore è che il paziente non prende l'occasione di rinnovamento spirituale nei seguenti orari e giorni. Dato che le catene mentali che legano sono più forti conflitti all'interno del cervello e l'effetto temporaneo che dà la soluzione del problema tenderà a sbriciolarsi come una piccola nuvola che poggiava a terra a sgretolarsi dopo la pausa del giorno. Dobbiamo nutrire i pensieri che sopprimere la limitazione della visione periferica, in modo che l'individuo può vedere altri elementi nobili che derivano dalla sua prigione mentale e che hanno il ritorno del paziente alla vita sociale nel modo più pieno che il loro desiderio e bisogno di rappresentare la volontà contribuendo così alla sua crescita.



心理相談とは何ですか?


心理学者はカウンセラーではなく、また個人の自由意志に受信機ではありません。コンサルティング心理学者心理学は、あなたの精神内のあなたの患者に栄養を与える架空の紛争で仲介役として機能します。 このように、心理学者は、第2の患者に気付いた、患者が自分自身への洞察を合成することが可能である道の彼らの精神的症状に注意深く耳を傾ける。

そのホリスティックな自然のために、心理学者は、彼の患者の内部紛争の本質を視覚化することができます。そしてそうアクティブいったん紛争にフィットする現象に関連したメモリ、および状態をアクティブにするために患者のための個別のモノローグを指示、意識的に反映するために、患者のためにwhileと融合された時間のために滞在、やって問題の状況を含む幅広い要因との接合部から生じる洞察に。

患者は心理的な練習を離れたとき、彼は通常、その部屋にあなたの問題を残しての印象を持っています。しかし、患者の生活の中で負の応力(苦痛)のこの効果浮彫は、単に患者の思考の投影に心理学者の向きが紛争のための肯定的な出口として目覚めさせることができたもので熟考の状態に通気口を与えるために眠りに落ちた。

大きな間違いは、患者が以下の時間と日数で精神的な更新のための機会を利用していないということです。バインド精神的鎖は、脳とその日の休憩後崩れ地面に休んだ小さな雲のように崩れる傾向にある問題の解を与え、一時的な効果内の強い競合があるためである。個人が彼の精神刑務所から派生し、最大限の方法で、社会生活への患者のリターンを持っている他の貴金属の要素を見ることができるように私たちは、周辺視野の制限を削除する思考を養う必要があり、その欲望と従って、その成長に貢献する意欲を表している必要があります。



Что такое психологическая консультация?


Психолог не советчик, а также не приемник на свободной воле лиц.Консультирование психолога психология выступает в качестве посредника в гипотетическом конфликте, который питает ваш пациент в вашей психике.

Таким образом, психолог становится известно о втором пациента, внимательно прислушиваться к их психическим проявлением того, каким образом пациент способен синтезировать понимание себя.

Для его целостный характер, психолог способен визуализировать суть внутреннего конфликта своего пациента. И таким образом, направляет монолог человека, для пациента, чтобы активировать воспоминания, связанные с этим явлением, что соответствует конфликт, и государства, как только активное, сознательно погостить и слитые часов для пациента, чтобы отразить на представлениях, возникающих от пересечения широких факторов, которые включают проблемную ситуацию.

Когда пациент оставляет психологическую практику он обычно имеет впечатление оставив той комнате вашу проблему. Но этот эффект сброса отрицательного стресса (дистресс) в жизни пациента, просто заснул дать волю состоянии созерцания, в котором ориентация психолога в проекции мыслей пациента смог пробудить в качестве положительного выхода для конфликта.

Большой ошибкой является то, что пациент не воспользоваться возможностью для духовного обновления в следующие часы и дни. Поскольку умственные цепи, которые связывают сильнее конфликт внутри мозга и временный эффект, который дает решение задачи будет иметь тенденцию крошиться, как облачко, которая опиралась на земле рушиться после рассвета. Мы должны кормить мысли, что снять ограничение периферического зрения, так что человек может видеть другие благородные элементы, которые вытекают из его ментальной тюрьмы и имеют возвращение пациента к социальной жизни в полном образом, что их желание и нужно представлять волю тем самым способствуя его росту.



Psikolojik Danışma Nedir?


Psikolog danışman değildir ve aynı zamanda bireylerin özgür iradesine bir alıcı değil. Bir danışmanlık psikolog psikoloji sizin ruh içinde hastayı besler, varsayımsal bir çatışma aracı olarak görür.

Böylece, psikolog ikinci bir hastanın farkına varır, hasta kendinize bir içgörü sentezlemek mümkün olduğu şekilde kendi psişik tezahürü dikkatle dinleyin.

Bütünsel doğa için, psikolog onun hastanın iç çatışma özünü görselleştirmek mümkün. Ve böylece hasta yansıtmak için çatışmayı uygun fenomeni ile ilişkili anılar, ve bilinçli bir süre kalmak aktif bir kez devletleri ve kaynaşmış saat etkinleştirmek için hasta için, bireyin monolog yönlendirir yapıyor bir problem durumunu içeren geniş faktörlerin kavşağından kaynaklanan anlayışlar üzerinde.

Bir hasta psikolojik bir uygulamayı terk ettiğinde o genellikle o odaya sorununuzu bırakarak izlenim vardır. Ancak hastanın yaşamı olumsuz stres (sıkıntı) bu etkisi kabartma, sadece hastanın düşüncelerinin izdüşümüne psikolog oryantasyon çatışma için olumlu bir çıkış olarak canlandırmayı başardı hangi tefekkür durumuna belli etmek için uykuya daldı.

Büyük bir hata hastanın ilerleyen saatlerde ve günlerde ruhsal yenilenmesi için fırsat almaz olmasıdır. Bağlayan zihinsel zincirleri beyin ve gün aradan sonra çökmeye yere dinlenmiş küçük bir bulut gibi çökmeye eğiliminde olacaktır sorunun çözümünü verir geçici etkisi olan güçlü çatışma çünkü.Bireyin zihinsel hapishaneden türetmek ve tam bir şekilde sosyal yaşama hasta getiriye sahip diğer soylu unsurlarını görebilirsiniz, böylece Biz, periferik görme kısıtlamayı kaldırmak düşünceleri beslemek gerektiğini kendi arzu ve böylece onun büyümesine katkı iradesiyle temsil gerekiyor.











659 - Kpac: Luta e Fuga

660 - Kpac: Algol

661 - Kpac: A Casa Ingrata

662 - Kpac: O Código Asturiano











































Destaque: Técnicas para Escrever Aprenda a escrever de forma rápida com pensamentos ordenados e coesos.

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=346

Dicas: Baixa complexidade do texto | Efeito positivo para sua vida | Alto valor agregado



INSAUT TOP



Stress é um livro que aborda informações didáticas sobre o estresse em suas mais variadas formas de expressão.

631. Stress Projetivo

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=639

632. Stress Sistêmico

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=640

633. Stress Oxidativo

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=641

634. Stress Orgânico

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=642

635. Stress Traumático

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=643

636. Eustresse

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=644

637. Distresse

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=645

638. Irritação Crônica

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=646

639. Stress Neural

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=647

640. Stress Crônico

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=648

664 - Stress Idiopático

Link:http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=672

665 - Stress da Fadiga

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=673

666 - Stress Comportamental

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=674

667 - Stress Auditivo

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=675

668 - Stress Visual

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=676

669 - Stress Somático

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=677

670 - Stress Visceral

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=678

D E C L A R A Ç Ã O

Encontrei em você meu porto seguro. Não é por acaso que nossos destinos se tocaram um dia. Deixo você ir para a direção onde o vento te sopra. Para que em forma de pluma seu coração possa navegar pelo destino do navegante.

Não me importa se ausente ou presente. Se cambaleante ou sóbrio em seus pensamentos... não me importa se solitário ou acompanhado... a essência do amor mostra que é preciso que se deixe fluir a tratativa do conhecimento.

Não existe solidão quando se faz o salto para encontrar na essência o elo a quilômetros de distância. Mesmo que seu mundo difira do meu... mesmo que os habitats sejam distintos... mesmo que a assincronia derive outras formas de amor.

Há que se esperar a entonação da frequência, para fazer do antigo – o novo argumento para se viver. Existe momentos que é preciso viver sozinho, dentro de uma sobriedade que permita ao homem respeitar seu circuito de vida.

Infinitas são as possibilidades de interação da eternidade. Felizes os que conseguem ouvir a canção que afeta o coração do ouvinte. Há momentos em que para sermos sanos temos que nos abdicar do lirismo e desta certeza. Há momentos para mergulharmos na profundidade de nossos olhos para nutrir a possibilidade do reencontro. Como também há momentos em que é possível viver.

Por isto declaro amor eterno a tudo que vive,...

Autor: Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

A impressão que fica


Quando ouvir alguém dizer coisas de alguém que você mal conhece sobre percepções já fabricadas, não pegue para si a impressão alheia como sendo verdadeira, pois a verdadeira impressão é aquela em que o convívio permite fabricar.

A preconcepção pode te dar embasamento para a ação, mas ela não representa um aspecto definitivo e tangível para um fenômeno.

Tolos os que se preocupam com anedotas de todos os gêneros. Tolos os que confortam os outros com o sarcasmo da mediocridade.

Pessoa – Fernando – O Português – soube enfatizar a mediocridade do vulgar ao dar crédito à corpulência do sinistro.

Muitas pessoas gostam de afiar os dentes, mas preferem engolir a comida sem mastigar direito. Tudo isto para ferir quem se assossega com o rufar da língua que é incapaz de parar quieta na boca.

Tenho por hábito gostar de homens. Sou homem e não me importa se Francisco, ou Gilberto ou Gular... a mim me interessa apenas amar quem está disposto a fazer parte de um momento de minha vida.

Cansei do jogo sujo dos abutres que apontam muros para mapear sinonímias, com quem devem pessoas como eu se relacionar. Não sabem que ao edificar muros vós estais a cavar suas próprias sepulturas?

Por que não cuidam das suas vidas, pessoas carentes de iluminação para verem lá no fundo que sua chama está quase matinal caindo no abismo de seus aposentos?

O mundo carece de gente. Temos pessoas brincando de gente a todo instante em que o puritanismo se veste de majestade. Desculpem ò Santíssimas Santidades por manifestar minha personalidade diante dos seus olhos. O mundo não merece pessoas como eu sinceras, todas têm que esconder os seus rabos para que a castidade seja referenciada pelo senso comum.

Essa é a impressão que fica...

Autor: Max Diniz Cruzeiro

Estude nossas Inovações e trabalhe com seu espírito de Inovação e Empreendedorismo

(Clique nas imagens para ter acesso aos arquivos)

Vitrine de Doces e Bombons



Linha de Refrigeradores Submarino





As respostas podem ser acessadas aqui:

628.Realidade Ampliada

Resumo: Imagine você estar vivendo em um mundo sensorialmente conectado onde a permuta da informação faz chegar até você emanações de frequência de transmissão sonora através de sub ondas de frequência em que algumas pessoas são mais perceptíveis que as outras no sentido de canalizarem mais facilmente a recepção de informações

Chaves: palavra psicologia psicopedagogia propagação da voz humana física de propagação, palavra psicologia psicopedagogia propagação da voz humana física de propagação

Summary: Imagine you are living in a world where sensory connected the exchange of information does reach you emanations frequency sound transmission through sub frequency waves that some people are more noticeable than others in order to channel more readily receiving information

Keys: word spread of educational psychology psychology human voice physical propagation

Autor /Author: Max Diniz Cruzeiro

Link:http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=636

Em 04/10/2014
Conto: Maria de Madalena


Éis que um dia estava uma mulher que fora encontrada de posse de muitos homens. Homens de bem, alguns enamorados por outras mancebas e alguns casados. E no ano 30 antes de Cristo a lei era dura e severa. E a mulher fora levada para um profeta que estava na região para que fosse julgada e condenada ao apedrejamento.

O sábio ouviu todas as testemunhas, os homens que se envolveram com aquela mulher alegaram que foram atraídos por sua impureza e seus feitiços, as mulheres dos homens que deitaram com Madalena desejavam-na realmente que fosse apedrejada.

Então o sábio perguntou: onde está a adúltera? E todos apontaram para o chão, com as pedras na mão prontas para o apedrejamento, em direção à mulher que estava em prantos. E novamente o sábio perguntou onde está a adulteração? E todos novamente apontaram para a mulher que estava no solo chorando.

Suas lágrimas caiam aos pés do pensador que parou por uns instantes e disse para a multidão:

“Quando cada um de vós se comprometeu amar uns aos outros em sinal de respeito ao Criador ao menos pararam para refletir nas consequências que a adulteração do pensamento levaria a própria destruição do ensinamento?

O que fez esta mulher além de apenas amar?

Eu vejo em seus rostos adulterados pela expressão de um pensamento que induz ao ódio e que visa à destruição do próximo quanto àquilo que jorra incompreensão.

Quem realmente adulterou o propósito divino? Aquela que entregou o corpo em sinal de amor ao próximo ou aqueles que modificaram o seu propósito inicial na interação com o criador?

Então que assim seja proferida a sentença. Aquele que não tiver em sua face adulterado o propósito verdadeiro do amor que julgue esta mulher pelos crimes que a ela foram imputados,... “

E um a um saíram todos sem que uma pedra sequer fosse lançada.

Autor: Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Como diria o mestre: "Amai uns aos outros como eu vos amei"; "Amai a Deus sobre todas as coisas e o Próximo como a ti mesmo"



ELEIÇÕES BRASILEIRAS DE 2014


Comunidade LenderBook é natural que a forte influência marxista de 1962 que conquistou a admiração de muitos fãs naquele período, graças principalmente, a mediocridade de quem possuía na época grande parte dos recursos para o pleno desenvolvimento social, em não estar em sintonia com a ideia progressista de elevar o padrão cultural e econômico para toda a sociedade conduziu o país a uma ditadura de pouco mais de duas décadas cuja consequência perdura até os dias de hoje na nossa ingenuidade da conquista da liberdade.

A sociedade brasileira ainda não é capaz de perceber que toda a América está envolvida por políticos populistas que cultuam as mesmas ideias de antigamente. Pois elas simbolizam uma esperança que está adormecida dentro da cabeça de cada aspirante a governante.

E o vínculo que tais esferas de poder esperam dos cidadãos é da formação de núcleos geocêntricos que despertem a influência psíquica de seu modelo de pensamento sobre a vida do homem comum.

Hoje não temos mais partidos orientados para uma corrente ideológica que privilegie um modo de pensamento, mas para uma ideologia da dominação onde se espera concentrar as massas em torno de um pensamento comum. Então a maioria das democracias Americanas esquece-se de governar para seus países para se restringirem a políticas de contentamento da massa miserável, desnutrida, que carece de recursos e de baixo índice educacional.

Enquanto isto, o verdadeiro despertar de uma sociedade justa, igualitária e solidária é um ideal que se torna cada vez mais longínquo de ser conquistado. Porque os populistas têm medo de contrariar as massas, quanto as reais necessidades da sociedade para que o crescimento seja programado de forma correta e exequível, e se contentam em criar bolsões de prosperidade e dependências fadadas ao insucesso em médio e longo prazo, razões estas das ciclicidades das crises econômicas que assolam os países.

Infelizmente no Brasil não temos a vigência de uma Democracia que podemos como povo nos orgulhar. E pelo que vejo dos recortes de jornais em toda a América o caminho é o mesmo. O medo, a desconfiança e o descontentamento são fatores generalizados.

E o verdadeiro sonho de uma América unida na forma de uma única nação parece esquecido dos olhos de nossas civilizações, porque é mais fácil dividir para conquistar. É mais fácil criar currais para segmentar opiniões, mesmo que elas recaiam sobre temas que não nos levarão a lugar algum, apenas uma total e inexpressível perda de tempo.

Mesmo que você saiba que este caminhar político está viciado e tosco, NÃO ANULE O SEU VOTO, espelhe num ideal em que um dia o sonho da união possa se concretizar, como fizeram nossos amigos Europeus que saíram do início do século passado de uma expressiva divisão social, para uma unificação sólida de princípios que tiveram como resultado uma UNIÃO EUROPEIA.

Ainda temos chance de nossa geração ver uma AMÉRICA UNIDA na forma de um único país. Peço que orientem seus votos para esta motivação.

Agradeço,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

COMUNICADO IMPORTANTE
Comunicamos que estamos fechando nossas atividades da Rede Social intitulada como Facebook por não concordarmos com os métodos utilizados para a gestão de negócios que esta empresa promove entre seus usuários. Por uma questão de coerência: Não queremos fazer mais parte desta história. Não queremos mais ser lembrados dentro desta história. Não concordamos com atitudes predatórias sobre o patrimônio privado de usuários.

Announce that we are closing our activities titled Social Network Facebook not agree with the methods used to manage business that this company promotes among its users. As a matter of consistency: We do not want more of this story. We do not want to be reminded in this story. We do not agree with predatory attitudes about patrimony of private users.


Consultoria em Planejamento de Negócios


Curso didático-pedagógico para auxiliar cognitivamente a abertura conceitual de novos negócios e empreendimentos.

Objetivo: amadurecer o processo de formação do novo negócio

Material fornecido: orientação de estudo com indicação de textos e livros.

Tópicos: Concepção do produto / 4Ps /Definição do valor social do seu produto/ Definição do valor de negócios do seu produto/ Missão / Visão / Valores / Propriedade Intelectual do seu negócio / Negócios / Mercado / Nome Fantasia / Marketing / Plano de Negócios / Formação de Clientela / Risco do negócio / Planejamento / Controle de tempo / Logística / Métodos de Planejamento e Controle do negócio / Orientação para a Formatação personalizada do negócio ao final.



Duração: 30 dias corridos. Full time. Moderação todos os dias das 20:00hs às 22:00hs - podendo no transcorrer do dia encaminhar tarefas individuais conforme a natureza dos empreendimentos aos participantes.

Início: consulte

Término: um mês após o início

Método de estudo: Através de orientação e discussão

Local de estudo online: Yahoo Grupos

Instrutor: Max Diniz Cruzeiro

Currículo: Bacharel em Estatística / Psicopedagogo Clínico e Empresarial / Pós-graduado em Neurociência Clínica / Estudante de MBA em Marketing Executivo em Redes Sociais/ Empreendedor/Escritor/...



Valor: R$ 500,00 (Envie e-mail para obter dados de pagamento)

Obs.: para cada indicação que efetivamente se matricular oferecemos um abatimento de R$ 100,00 até um total de 4 indicações por pessoa.


Contato: lenderbook@gmail.com

As novas adições no site LenderBook são colocadas sempre nas últimas posições do menu verde.



Resposta a pergunta da Cineasta e Produtora Cultural Patrícia Saldanha:

"Qual é a diferença entre os ETs e os espíritos desencarnados?"

Vou tentar utilizar minha argumentação lógica como psicopedagogo e neurocientista, ufólogo e escritor.



Na minha concepção o termo Extraterrestre pode ter dois sentidos:

No sentido lato senso designa uma espécie inteligente não humana, em termos terrestres, não oriunda do planeta terra e ao mesmo tempo que não faça parte do grupo étnico e antropológico conhecido como Homo sapiens, onde o termo inteligência designa capacidade avançada de raciocínio, intelecção e agregação mnemônica apurada. Se existisse outra espécie inteligente que tenha se adaptado em termos de fixação em ambiente terrestre e dependesse não exclusivamente do habitat para estabelecer sua fronteira de ação como sociedade, sob esta visão esta civilização constituída, mesmo que o vínculo na árvore antropológica não derivasse da vertente do Homo sapiens, estes seres, humanoides ou não, dotados de inteligência seriam classificados como extraterrestres.

No sentido stricto senso designa uma espécie inteligente humanoide ou não, de origem externa ao planeta, ou que mesmo fixada aqui dentro do planeta terra dependa de recursos externos para o desenvolvimento de sua sociedade, onde o termo inteligência designa capacidade avançada de raciocínio, intelecção e agregação mnemônica apurada. Se existisse outra espécie inteligente que tenha se adaptado em termos de fixação em ambiente terrestre e dependesse exclusivamente do habitat terrestre para estabelecer sua fronteira de ação como sociedade, sob esta visão esta civilização constituída, mesmo que o vínculo na árvore antropológica não derivasse da vertente do Homo sapiens, estes seres, humanoides ou não, dotados de inteligência seriam classificados como terrestres.

Obs.: em ambos os casos podem ser enquadrados os seres não dotados de inteligência pertencentes ao reino animal como agrupamentos de sub-espécies na forma de extraterrestres animales se nativos em local distinto do planeta terra.

Agora o que são espíritos?

Espíritos são corpos constituídos por nanotecnologia baseado em uma estrutura metafísica que é capaz de alojar uma vida que se desprendeu de seu corpo físico, ou estar acoplado a um corpo físico quando um corpo é considerado estar em estado vital. Os seres humanos do planeta terra quando desencarnados transferem-se da civilização-matéria, para outra civilização-etérea e passam por processos de reorientação cromossômica até entrarem em sintonia com outro vórtice de material biológico permitindo o acoplamento a um corpo físico.

Então, respondendo a pergunta da Cineastra e Produtora Patrícia Saldanha:

Com a morte o espírito abandona a civilização que era sua hospedeira para ir a uma dimensão-temporal-espacial em que um novo vínculo civilizatório é criado, mesmo que temporariamente. Assim sendo, o ser desencarnado deixa de ser homo sapiens para ser "homo foto" do grego que significa homem que retornou a luz, devido as propriedades dos elementos da metafísica estarem muito próximos da luz. Embora coexista como embrião de matéria sobre a tridimensionalidade devido a escala de grandeza dos ligamentos que formam o espírito é possível estar concentrado em leis físicas proporcionais ao seu desdobramento, por isto esta reflexão metodológica afirma estar em outra dimensão em que as grandezas relativas ao tempo e a espacialidade são distintas quando observados um corpo se deslocando dentro de um ambiente tridimensional.

Em comparação com as definições de extraterrestres, em termos lato senso mesmo que o espírito esteja na dependência restrita da atmosfera terrestre dependendo exclusivamente dela para manter seu corpo metafísico então ele é terrestre. Caso contrário, se observado o stricto senso caso este corpo extrafísico dependa da dimensão tridimensional terrestre para ter sua continuidade e sendo sua origem homo sapiens então este corpo espiritual ainda conservará os requisitos essenciais que o qualificam como terrestre, mas na hipótese que a dimensão onde o corpo espiritual se vincula não mais estabelece uma relação direta com a dimensão tridimensional terrestre, então este corpo verdadeiramente migrou para uma outra sociedade, que mesmo extrafísica, não é mais considerada terrestre, e por este fato os seres que nesta condição se encontram são considerados extraterrestres.

Autor: Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company



INSAUT TOP

Laisse: Me Ensina a Te Amar




Laisse é um livro que aborda a essência de uma mulher capaz de compreender sua relação com os homens e tirar um proveito dos ensinamentos que ela é capaz de adquirir que ressaltam sua feminilidade num mundo altamente masculinizado.

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance I]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=538

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance II]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=539

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance II]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=540

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance IV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=541

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance V]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=542

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance VI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=543

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance VII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=544

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance VIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=545

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance IX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=546

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance X]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=547

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=556

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=557

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=558

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=559

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=560

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=592

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=593

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=594

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=595

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=596

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=597

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=598

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=599

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=600

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=601

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=628

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=630

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=631

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=632

Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=633

























Decipher me or I'll devour


If I have a two-pan balance, no weight and only a packet of wheat, how can I measure your weight?

Now if I do not have two-pan balance and I want to weigh a package of wheat grains to share between 5 people in parts proportional to age (3 years, 7 years, 10 years, 15 years, 30 years) as you would?

Now if I only have a portion of grain of wheat enough for children 3 years and the Nile River teeming with black bass and I wish allocate proportionally grains of wheat for the 5 people above problem as do?

Now unless a grain of wheat over and not have to consume fish that will serve me the river Nile?

---Original: Decífra-me ou te devoro


Se eu tenho uma balança de dois pratos, nenhum peso e apenas um pacote de grãos de trigo, como eu posso medir seu peso?

Agora se eu não tenho balança de dois pratos e eu quero pesar um pacote de grãos de trigo para repartir entre 5 pessoas em partes proporcionais a idade (3 anos, 7 anos, 10 anos, 15 anos, 30 anos) como faria?

Agora se eu tenho apenas uma porção de grão de trigo suficiente para a criança de 3 anos e o Rio Nilo abundante em peixes e eu desejo repartir de forma proporcional os grãos de trigo para as 5 pessoas do problema acima como faria?

Agora se o grão de trigo acabou e não tenho peixes para consumir de que me servirá o rio Nilo?

Uma mensagem ao Irã


Flor do Oriente

Sob teu solo repousas a essência da humanidade.

Teu povo carrega em suas veias o teor da perseverança.

A grandeza de um Deus todo poderoso,

está repousado sobre o olhar de cada ancião ou jovem.

Na forma da palavra que nunca se finda.

Nada é comparado a grandiosidade de suas sucessivas conquistas.

O amor ao próximo deve ser teu guia.

Não importa se pagão ou impuro.

Todos devem viver em harmonia.

Assim se constrói a palavra.

A cada alvorecer um novo dia que nunca se esvai por renovar constantemente.

A maior conquista é subjugar o inimigo no dom da palavra.

Onde seu oponente se torna seu irmão para juntos edificar o mundo.

Alicerce de tudo o que se possa consumir de forma pura,

para que o jardim do absoluto possa agraciar os olhos em cada paisagem.

Homens puros, mulheres dignas,...

A oração eleva a alma para um mundo melhor.

Construí-vos, numa reconstrução que não se finda.

Que Allah esteja entre Vós, Anciões do mundo.



Uma mensagem aos Estados Unidos


Guerreiros sejam fortes para o combate

A luta sempre é uma conquista do dia anterior para o seguinte

Há que se conquistar a alma da liberdade

Viver é conquistar cada passo dia a dia.

Lutar é estabelecer-se diante do caos

Para que todos conquistem a eternidade.

Seja de coração puro

óh nobre soldado.

Para que sua virtude ultrapasse a barreira do tempo.

Milhões de guerreiros vejo todos os dias levantarem ao amanhecer.

Para construírem suas vidas no anonimato.

Como estrelas da perfeição da aurora.

Como luminárias que o fogo nunca consome.

Embora alguns bravos não lhe compreenda

O verdadeiro espírito da luta um dia abrirá os olhos

de quem insiste em golpear você.

Somos todos pássaros que em nossos caminhos percorrem

O sol, a brisa, o luar, o jasmim, o horizonte e o fronte.

Por que lutais tanto?

Para chegar até a essência de você mesmo: eu suponho.

De cada homem, de cada bravo, de cada mulher

Olhares atentos rumo ao infinito.

Tudo por amor.

Esta regra é válida aos Guerreiros do Norte da América.



O perdão das Dívidas


As dívidas aprisionam a psique dos endividados e dos credores. A mente através do intelecto se oprime pela ruptura da palavra em quitar o débito. Limita a vida de pessoas, transforma em caos a memória do endividado. Por isto pensei? Por que aprisionar sua mente em torno de uma dívida financeira que não podes arcar com seu custo? Nada irá me abrilhantar te carregar de angústia, sentimento de opressão ou culpa. Por isto para deixar sua alma em paz eu perdoo sua dívida se fores capaz de também perdoar a dívida de outra pessoa contigo. Expressa desta mesma forma em que me comunico contigo. Seu débito estará quitado em 30/08/2014. Devolvo-te seus pensamentos. Vá em paz!

[Troque pelo seu nome]

Obs.: ideia para transformar o mundo num lugar melhor.

LenderBook Company

Insaut: A Tecnologia do Salto

Ele está presente em toda leitura, na visualização de imagens, no método de escolha de frutas e verduras ou quiçá de objetos. Uma tecnologia migrada do inconsciente humano para os canais de comunicação através do Marketing. Mensagem muito importante para quem quer ser tornar mais consciente.



INSAUT TOP

Série do Absoluto







O objetivo desta série é abrir as portas para o conhecimento de forma mais abrangente possível. Como psicopedagogo as técnicas que estou empregando possibilitarão vocês serem autodidatas, passarem em quaisquer concursos, assimilarem com maior exatidão informações e serem pessoas mais conscientes do processo de aprendizado dentro de vocês mesmos facilitando a formação da vida. É necessário ler tudo mesmo que você imagine saber o conteúdo previamente, informações não encontradas em outras fontes estão presentes em cada capítulo.

342. Conhecimento [Série - I]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=350

343. Conhecimento Empírico - a - [Série - II]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=351

344. Conhecimento Vivencial [Série - III]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=352

345. Conhecimento Filosófico [Série - IV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=353

346. Conhecimento Teológico [Série - V]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=354

347. Conhecimento Científico [Série - VI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=355

348. Conhecimento Acadêmico [Série - VII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=356

349. Conhecimento Tácito [Série - VIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=357

350. Conhecimento Mítico [Série - IX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=358

351. Conhecimento Contemporâneo [Série - X]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=359

397. Conhecimento Básico [Série - XI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=405

398. Conhecimento Intermediário [Série - XII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=406

399. Conhecimento Avançado [Série - XIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=407

400. Conhecimento Político [Série - XIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=408

401. Conhecimento Social [Série - XV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=409

402. Conhecimento do Senso Comum [Série - XVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=410

403. Conhecimento Técnico [Série - XVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=411

404. Conhecimento Artístico [Série - XVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=412

405. Conhecimento Intuitivo [Série - XIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=413

406. Conhecimento Intelectual [Série - XX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=414

407. Conhecimento Emocional [Série - XXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=415

408. Conhecimento Declarativo [Série - XXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=416

409. Conhecimento Sensorial [Série - XXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=417

410. Conhecimento Procedural [Série - XXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=418

411. Conhecimento Explícito [Série - XXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=419

412. Conhecimento Implícito [Série - XXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=420

413. Conhecimento Discursivo [Série - XXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=421

414. Conhecimento Descritivo [Série - XXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=422

415. Conhecimento Inventivo [Série - XXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=423

416. Conhecimento Ontológico [Série - XXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=424

417. Conhecimento Deontológico [Série - XXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=425

457. Conhecimento Empírico - b - [Série - XXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=465

458. Conhecimento Epistemológico [Série - XXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=466

459. Conhecimento Reflexivo [Série - XXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=467

460. Conhecimento Histórico [Série - XXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=468

461. Conhecimento Pessoal [Série - XXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=469

462. Conhecimento Psicológico [Série - XXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=470

463. Conhecimento Didático [Série - XXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=471

464. Conhecimento Prático [Série - XXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=472

465. Conhecimento Teórico [Série - XL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=473

466. Conhecimento Abstrato [Série - XLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=474

467. Conhecimento Lógico [Série - XLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=475

484. Conhecimento Geral [Série - XLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=492

485. Conhecimento Específico [Série - XLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=493

486. Conhecimento Metafísico [Série - XLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=494

487. Conhecimento à Priori [Série - XLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=495

488. Conhecimento à Posteriori [Série - XLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=496

489. Conhecimento Jurídico [Série - XLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=497

490. Conhecimento Onírico [Série - XLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=498

491. Conhecimento Popular [Série - L]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=499

492. Conhecimento Impositivo [Série - LI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=500

493. Conhecimento Afirmativo [Série - LII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=501

517. Conhecimento Positivista [Série - LIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=525

518. Conhecimento Apositivista [Série - LIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=526

519. Conhecimento Explicativo [Série - LV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=527

520. Conhecimento Matemático [Série - LVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=528

521. Conhecimento Aautoavaliativo [Série - LVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=529

522. Conhecimento Ficcional [Série - LVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=530

523. Conhecimento Ilusório [Série - LIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=531

524. Conhecimento Canônico [Série - LX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=532

525. Conhecimento Multidisciplinar [Série - LXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=533

526. Conhecimento Retórico [Série - LXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=534

527. Conhecimento Transdisciplinar [Série - LXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=535

528. Conhecimento Cósmico [Série - LXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=536

543. Conhecimento Apócrifo [Série - LXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=551

544. Conhecimento Vital [Série - LXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=552

545. Conhecimento Linear [Série - LXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=553

547. Conhecimento MultiLinear [Série - LXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=554

548. Conhecimento Meritocrático [Série - LXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=555

557. Conhecimento Causal [Série - LXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=564

558. Conhecimento Processual [Série - LXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=565

559. Conhecimento Educacional [Série - LXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=566

560. Conhecimento Familiar [Série - LXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=567

561. Conhecimento Indutivo [Série - LXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=568

562. Conhecimento Dedutivo [Série - LXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=569

563. Conhecimento Extrapolativo [Série - LXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=570

564. Conhecimento Evolutivo [Série - LXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=571

565. Conhecimento Interpolar[Série - LXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=572

566. Conhecimento Conotativo [Série - LXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=573

567. Conhecimento Denotativo [Série - LXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=574

568. Conhecimento Inferencial [Série - LXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=575

569. Conhecimento Probabilístico [Série - LXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=576

570. Conhecimento Referencial [Série - LXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=577

571. Conhecimento Material [Série - LXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=578

572. Conhecimento Espiritual [Série - LXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=579

573. Conhecimento Mecanicista [Série - LXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=580

574. Conhecimento Ambiental [Série - LXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=581

575. Conhecimento Profissional [Série - LXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=582

576. Conhecimento Angular [Série - LXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=583

577. Conhecimento Estruturado [Série - XC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=584

578. Conhecimento Automatizado [Série - XCI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=585

579. Conhecimento Logístico [Série - XCII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=586

580. Conhecimento Integrado [Série - XCIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=587

581. Conhecimento Avaliativo [Série - XCIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=588

582. Conhecimento Econômico [Série - XCV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=589

583. Conhecimento Antropológico [Série - XCVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=590

584. Conhecimento Medicinal [Série - XCVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=591

595. Conhecimento Agregativo [Série - XCVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=602

596. Conhecimento Valorativo [Série - XCIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=603

597. Conhecimento Sequencial [Série - C]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=604

598. Conhecimento Estratégico [Série - CI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=605

599. Conhecimento Artesanal [Série - CII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=606

600. Conhecimento Literário [Série - CIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=607

601. Conhecimento Televisivo [Série - CIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=608

602. Conhecimento Radiofônico [Série - CV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=609

603. Conhecimento Web [Série - CVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=610

604. Conhecimento Consciencional [Série - CVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=611

607. Conhecimento Racional [Série - CVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=614

608. Conhecimento Contravencional [Série - CIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=615

609. Conhecimento Global [Série - CX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=616

610. Conhecimento Geográfico [Série - CXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=617

611. Conhecimento Humano [Série - CXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=618

612. Conhecimento Inteligível [Série - CXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=619

613. Conhecimento Linguístico [Série - CXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=620

614. Conhecimento Organizacional [Série - CXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=621

615. Conhecimento Pedagógico [Série - CXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=622

616. Conhecimento Prévio [Série - CXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=623

617. Conhecimento Público [Série - CXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=624

618. Conhecimento Químico [Série - CXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=625

619. Conhecimento Estatístico [Série - CXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=626

700. Conhecimento Textual [Série - CXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=708

701. Conhecimento Ultrapassado [Série - CXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=709

702. Conhecimento Universal [Série - CXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=710

703. Conhecimento útil [Série - CXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=711

704. Conhecimento Vulgar [Série - CXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=712

705. Conhecimento Zen [Série - CXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=713

706. Conhecimento Ufológico [Série - CXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=714

707. Conhecimento Clássico [Série - CXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=715

708. Conhecimento Remissivo [Série - CXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=716

709. Conhecimento Sexual [Série - CXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=717

711. Conhecimento Liberal [Série - CXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=719

712. Conhecimento NeoLiberal [Série - CXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=720

713. Conhecimento Libertador [Série - CXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=721

714. Conhecimento Encapsulante [Série - CXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=722

715. Conhecimento Colonizador [Série - CXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=723

718. Conhecimento Dominante [Série - CXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=726

719. Conhecimento Primitivo [Série - CXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=727

720. Conhecimento Cognitivo [Série - CXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=728

721. Conhecimento Moderno [Série - CXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=729

722. Conhecimento Holístico [Série - CXL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=730

723. Conhecimento Hip Hop [Série - CXLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=731

724. Conhecimento Estatal [Série - CXLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=732

725. Conhecimento Metódico [Série - CXLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=733

726. Conhecimento Livre [Série - CXLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=734

727. Conhecimento Profético [Série - CXLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=735

731. Conhecimento Aeroespacial [Série - CXLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=739

732. Conhecimento Físico [Série - CXLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=740

733. Conhecimento Náutico [Série - CXLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=741

734. Conhecimento Terrestre [Série - CXLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=742

735. Conhecimento Alimentar [Série - CL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=743

736. Conhecimento Transitório [Série - CLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=744

737. Conhecimento Aparente [Série - CLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=745

738. Conhecimento Territorial [Série - CLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=746

739. Conhecimento Lúdico [Série - CLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=747

740. Conhecimento Escravista [Série - CLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=748

742. Conhecimento Expansionista [Série - CLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=750

743. Conhecimento Motivacional [Série - CLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=751

744. Conhecimento Transformador [Série - CLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=752

745. Conhecimento Etário [Série - CLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=753

746. Conhecimento Reformista [Série - CLX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=754

747. Conhecimento Musical [Série - CLXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=755

748. Conhecimento Cinético [Série - CLXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=756

749. Conhecimento Tântrico [Série - CLXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=757

750. Conhecimento Módico [Série - CLXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=758

751. Conhecimento Populacional [Série - CLXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=759

759. Conhecimento Amostral [Série - CLXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=767

760. Conhecimento Locomocional [Série - CLXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=768

761. Conhecimento Vocativo [Série - CLXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=769

762. Conhecimento Militar [Série - CLXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=770

763. Conhecimento Difuso [Série - CLXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=771

764. Conhecimento Atemporal [Série - CLXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=772

765. Conhecimento Temporal [Série - CLXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=773

766. Conhecimento Efetivo [Série - CLXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=774

767. Conhecimento Conservador [Série - CLXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=775

768. Conhecimento Seletivo [Série - CLXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=776

773. Conhecimento Seccionado [Série - CLXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=781

774. Conhecimento Parlamentar [Série - CLXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=782

775. Conhecimento Imperial [Série - CLXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=783

776. Conhecimento Homogêneo [Série - CLXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=784

777. Conhecimento Heterogêneo [Série - CLXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=785

778. Conhecimento Ortodoxo [Série - CLXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=786

779. Conhecimento Heterodoxo [Série - CLXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=787

780. Conhecimento Variante [Série - CLXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=788

781. Conhecimento Helênico [Série - CLXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=789

782. Conhecimento Espartano [Série - CLXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=790

818. Conhecimento Vago [Série - CLXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=827

819. Conhecimento Superficial [Série - CLXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=828

820. Conhecimento Operacional [Série - CLXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=829

821. Conhecimento Natural [Série - CLXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=830

822. Conhecimento Lendário [Série - CXC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=831

823. Conhecimento Eterno [Série - CXCI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=832

824. Conhecimento Bárbaro [Série - CXCII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=833

825. Conhecimento Relacional [Série - CXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=834

826. Conhecimento Circunstancial [Série - CXCIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=835

827. Conhecimento Complexo [Série - CXCV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=836

829. Conhecimento Civil [Série - CXCVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=838

830. Conhecimento Empresarial [Série - CXCVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=839

831. Conhecimento Proletariado [Série - CXCVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=840

832. Conhecimento Público [Série - CXCIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=841

833. Conhecimento Privado [Série - CC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=842

834. Conhecimento Estacionário [Série - CCI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=843

835. Conhecimento Dinâmico [Série - CCII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=844

836. Conhecimento Contingencial [Série - CCIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=845

837. Conhecimento Orgânico [Série - CCIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=846

838. Conhecimento Bélico [Série - CCV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=847

839. Conhecimento Incapacitante [Série - CCVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=848

840. Conhecimento Temerário [Série - CCVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=849

841. Conhecimento Ocupacional [Série - CCVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=850

842. Conhecimento Opressor [Série - CCIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=851

843. Conhecimento Kármico [Série - CCX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=852

844. Conhecimento Dármico [Série - CCXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=853

845. Conhecimento Sistêmico [Série - CCXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=854

846. Conhecimento Oposicionista [Série - CCXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=855

847. Conhecimento Renovador [Série - CCXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=856

848. Conhecimento Massificador [Série - CCXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=857

849. Conhecimento Desmistificador [Série - CCXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=858

850. Conhecimento Manipulador [Série - CCXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=859

851. Conhecimento Classista [Série - CCXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=860

852. Conhecimento Reacionário [Série - CCXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=861

853. Conhecimento Demoníaco [Série - CCXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=862

854. Conhecimento Transversal [Série - CCXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=863

855. Conhecimento Conjugado [Série - CCXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=864

856. Conhecimento Simétrico [Série - CCXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=865

857. Conhecimento Assimétrico [Série - CCXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=866

858. Conhecimento Essencial [Série - CCXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=867

859. Conhecimento Balizador [Série - CCXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=868

860. Conhecimento Irreal [Série - CCXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=869

861. Conhecimento Impróprio [Série - CCXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=870

862. Conhecimento Recíproco [Série - CCXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=871

863. Conhecimento Ergonômico [Série - CCXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=872

864. Conhecimento Trabalhista [Série - CCXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=873

865. Conhecimento Cabalístico [Série - CCXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=874

866. Conhecimento Central [Série - CCXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=875

867. Conhecimento Retardatário [Série - CCXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=876

868. Conhecimento Rudimentar [Série - CCXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=877

869. Conhecimento Espontâneo [Série - CCXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=878

870. Conhecimento Endêmico [Série - CCXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=879

872. Conhecimento Retrógrado [Série - CCXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=881

873. Conhecimento Ativo [Série - CCXXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=882

874. Conhecimento Passivo [Série - CCXL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=883

875. Conhecimento Degustativo [Série - CCXLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=884

876. Conhecimento Adulto [Série - CCXLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=885

877. Conhecimento Infantil [Série - CCXLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=886

878. Conhecimento Afrodescendente [Série - CCXLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=887

879. Conhecimento Indígena [Série - CCXLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=888

880. Conhecimento Masculino [Série - CCXLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=889

881. Conhecimento Feminino [Série - CCXLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=890

882. Conhecimento Homoafetivo [Série - CCXLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=891

883. Conhecimento Marital [Série - CCXLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=892

884. Conhecimento Reativo [Série - CCL]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=893

885. Conhecimento Prescritivo [Série - CCLI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=894

886. Conhecimento Informativo [Série - CCLII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=895

887. Conhecimento Tradicional [Série - CCLIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=896

888. Conhecimento Replicante [Série - CCLIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=897

889. Conhecimento Normativo [Série - CCLV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=898

890. Conhecimento Bibliográfico [Série - CCLVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=899

891. Conhecimento Expositivo [Série - CCLVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=900

892. Conhecimento Ecológico [Série - CCLVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=901

893. Conhecimento Partidário [Série - CCLIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=902

894. Conhecimento Metafórico [Série - CCLX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=903

895. Conhecimento Redundante [Série - CCLXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=904

896. Conhecimento Psíquico [Série - CCLXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=905

897. Conhecimento Coletivo [Série - CCLXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=906

898. Conhecimento Leigo [Série - CCLXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=907

899. Conhecimento Lunar [Série - CCLXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=908

900. Conhecimento Uniforme [Série - CCLXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=909

901. Conhecimento Tangencial [Série - CCLXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=910

902. Conhecimento Concreto [Série - CCLXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=911

903. Conhecimento Egoico [Série - CCLXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=912

904. Conhecimento Separatista [Série - CCLXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=913

906. Conhecimento Inclusivo [Série - CCLXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=915

907. Conhecimento Refratário [Série - CCLXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=916

908. Conhecimento Suplementar [Série - CCLXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=917

909. Conhecimento Moral [Série - CCLXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=918

910. Conhecimento Amoral [Série - CCLXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=919

911. Conhecimento Imoral [Série - CCLXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=920

912. Conhecimento Ético [Série - CCLXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=921

913. Conhecimento Doutrinário [Série - CCLXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=922

914. Conhecimento Sádico [Série - CCLXXIX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=923

915. Conhecimento Masoquista [Série - CCLXXX]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=924

918. Conhecimento Recorrente [Série - CCLXXXI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=927

919. Conhecimento Proprioceptivo [Série - CCLXXXII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=928

920. Conhecimento Cinestésico [Série - CCLXXXIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=929

921. Conhecimento Cenestésico [Série - CCLXXXIV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=930

922. Conhecimento Sinestésico [Série - CCLXXXV]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=931

923. Conhecimento Somático [Série - CCLXXXVI]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=932

924. Conhecimento Libidinoso [Série - CCLXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=933

925. Conhecimento Padrão [Série - CCLXXXVII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=934

926. Conhecimento Sensato [Série - CCLXXXVIII]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=935

927. Conhecimento Aleatório ou Randômico [Série - CCXC]

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=936

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

125


Mensagem do Final de Semana: Cognição


Coloca Olho

Pai: - Zezinho, vai na coisa que guarda objeto e pega o seu coloca olho. Depois segue pelo caminho onde está o troço que tem gente dentro e faz barulho, passe pelo corretor e vai na coisa que enxagua ao final do corredor para você vir tomar o líquido quente que é doce e preto.

Filho: - Tá bom pai. A coisa que esfrega o dente acabou. Depois vai na casa que vende de tudo para comprar prá nós? Não esqueça o limpa traseiro que já está acabando também.

1) Uma informação importante precisa ser fusionada para garantir a compreensão do conhecimento.

2) Para integrarmos ações complexas utilizamos sistemas de signos a fim de gerirmos o tempo de forma mais rápida e despertar a complexidade de um termo apenas quando se fizer necessário.

3) A importância de um termo é que determinará o foco central sobre seu significado para a abertura de seu sentido mais complexo.

4) É fácil perceber no texto acima quanto tempo é perdido ao tentar decodificar o que os personagens estão tentando sintetizar a informação.

5) Nossa mente é complexa e utiliza de estrutura sutis de padrão de ativação mnemônico.

6) Então convém você canalizar sua energia para ativar os signos que realmente vão promover um ganho interno dentro de você.

7) Aproveite o final de semana pegue seu coloca olho e vá curtir a natureza próxima de você.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Post of the Weekend: Cognition

Puts Eye

father: - Dewey, the thing that will guard object and grabs your eye poses. Then follow the path where is the part where you have people in and makes noise, go through the broker and the thing that will rinse the end of the hallway you come to take the hot liquid that is sweet and black.

son: - Okay father. The thing that rubs the tooth over. After going in the house that sells everything to buy for us? Do not forget to clean the back is almost done too.

1) An important information needs to be merged to ensure understanding of knowledge.

2) To integrate complex actions use sign systems order to manage the time more quickly and wake up the complexity of a term only when necessary.

3) The importance of a term will determine the central focus of its significance for the opening of its more complex sense.

4) It is easy to see in the text above as time is lost when trying to decode what the characters are trying to synthesize the information.

5) Our mind is complex and subtle structure uses standard mnemonic activation.

6) Then you should channel your energy to activate the signs that will actually promote an internal gain within you.

7) Enjoy the weekend grab your eye and puts out and enjoy nature close to you.

fraternally,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

126


Mensagem da Noite: Memória


1) A memória humana é formada pela somatização de múltiplos elementos distribuídos pelo corpo humano;

2) Ela é alimentada pelos estímulos extraídos do ambiente;

3) Através dela podemos atingir altos níveis de aprendizado;

4) Sua leitura é possível graças a ciência e a tecnologia computacional;

5) Para isto basta adicionar sensores que captam as transformações de energia sobre o corpo humano.

6) Em pouco tempo será possível fazer sua leitura precisa para diminuir o estresse da consulta psicológica e a racionalização do uso psiquiátrico de medicamentos.

7) Você é um privilegiado em saber estas informações, saiba mais em:

340. Extração da Memória pelo Campo Energético

Resumo: O processo de acompanhamento e controle do equilíbrio dinâmico cerebral através da medição da memória ativada pelo sistema somático humano.

Chaves: Neurociências; cognição; psicologia; psicopedagogia; psiquiatria; alma; espírito; aprendizado.

Summary: The process of monitoring and control of cerebral dynamic equilibrium by measuring the memory activated by human somatic system.

Keys: Neurosciences; cognition; psychology; psychopedagogy; psychiatry; soul; spirit; learning.

Autor/Author: Max Diniz Cruzeiro

Link: http://www.lenderbook.com/pagina.asp?IdMenu=348

Note: on the main page of the site there is a LenderBook abstract with the summary of all the topics page.

Obs.: na página principal do site LenderBook existe um site de Buscas LinkBook com o resumo de todos os tópicos da página e da comunidade LenderBook.

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

127


Máxima Cognitiva


Evite simular concordância diante das atitudes alheias, ao mesmo tempo que sua consciência prega uma antítese de uma situação. A verdade dos fatos é que sempre uma pequena impressão orgânica revela sempre o nosso lado verdadeiro sobre as coisas que nos rodeiam. Neste mundo aprendi bem cedo sobre a ausência de segredos. Para uma percepção atenta todo mundo é transparente. Pois somos julgados todos os instantes a partir de nossas meras reflexões internas.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

128


Mensagem da Noite: Ação para agir


Mensagem da Noite: Ação para agir

1) Evite tomar decisões de grande vulto rapidamente;

2) Sua mente está condicionada a uma força de trabalho ou tarefa em um tempo específico;

3) A chance de errar um procedimento quando feito as pressas eleva exponencialmente a chance de erro;

4) O tempo deve ser distribuído de forma que você faça mentalmente o planejamento das diversas etapas;

5) As consequências de um erro desta natureza não compensa o risco da ocorrência da falha;

6) Tente construir a paciência em realizar um propósito;

7) A afetação da ordem cronológica das etapas de uma tarefa gera caos por entropia;

8) A pressão por resultados instantâneos afasta a criatividade, a competência e o senso crítico mesmo na existência de boa vontade para a realização da tarefa.

9) Aproveite seu instante para agir de forma sábia e passe a acertar cada vez mais.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

129


Mensagem da Noite: Emoção


1) Use a emoção em vez de somente a razão para gravar informações por mais tempo em seu cérebro.

2) Seja inteligente ao intensificar seu campo energético para que sua memória seja mais efetiva.

3) Alimente seu pensamento com alimentos de que seu cérebro necessita para que as informações não sofram interrupção no armazenamento por falta de neurotransmissores.

4) Observe sempre como anda sua comunicação com o mundo.

5) Use sua memória de longo prazo para coisas que realmente agreguem valores em sua vida.

6) Use a sua memória de curto prazo para resolver coisas pontuais.

7) Use sua memória ultrarrápida apenas para ativar suas funções vitais e mecânicas de primeira necessidade.

8) Racionalize sua energia mental para aprimorar sua eficiência mnemônica.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

130


Mensagem da Noite: Percepção



Você é capaz de perceber seu coração bater, ou seu braço pulsar e sentir o perfume que exala um aroma de amoras que entra pela janela do teu quarto?

1) Nossa mente é embrionária;

2) Quando uma frase como a acima é acionada pelo consciente, ou pela sua própria formação ou pela leitura, a atenção em pronunciá-la gera fusões em si mesmo que chamamos de encadeamento lógico;

3) Então a própria composição da frase que vai estabelecendo seu vínculo informativo faz percorrer as áreas adjacentes da memória;

4) Os signos capturados são complexos;

5) A mente tem que dividir a aplicação da energia em múltiplos pontos de fixação;

6) Então você estabelece uma prioridade ou foco que mais aproxima você da mensagem a ser pronunciada;

7) Sua mente então fixa sobre um fragmento da frase que faz você despertar uma resposta motora a ela vinculada.

8) Satisfeito o desejo despertado pela leitura sua mente segue seu curso a vagar por mais informação que sensorialmente os seus sentidos te guiam.

9) Na frase uns se perderão no coração, outros na tentativa de localizar sua pressão arterial, outros tentaram localizar a essência do perfume, alguns preferirão mentalizar uma janela em um quarto...

10) Você também é capaz de se perceber e se descobrir.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

131


Mensagem da Noite: A experimentação sensorial


1) As pessoas colhem amostras do ambiente e de outras pessoas a todo momento.

2) Quando os indivíduos encaixam os estímulos de sua circunscrição se tornam máquinas de validação sensorial.

3) As pessoas ao validarem os estímulos reagem como se as emanações de pensamentos colhidos pelos sentidos humanos fossem a canalização de si mesmos.

4) Por isto a reação ao olhar sinistro, ao pensamento indesejado manifestado pela fala, pelo gesto não quisto, pela coisa mal compreendida,... afeta em resposta o ambiente novamente.

5) E um ciclo de desordem se instala até que os indivíduos do habitat se apercebam e passem a canalizar harmonia em vez de desordem.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

132


Mensagem da noite: O Erro


1) O grande erro da humanidade é achar que o pensamento que está contido no cérebro é apenas oriundo da imaginação, consciência e inconsciência humana.

2) O segundo grande erro é interpretar o pensamento que inunda a cabeça como sendo a estrita realidade que se condiciona a todos os viventes.

3) o terceiro grande erro humano é achar que apenas somos questionados quanto aos nossos atos e não somos julgados de acordo com o que refletimos.

Fraternalmente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company



Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

124


Crescimento Composto


Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

123


Vídeo sobre a Metodologia do Nível Crítico de uma Civilização




Maiores informações leia o artigo literário sobre o assunto.
Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

121


Poesia Matemática
Canção de Ana Cristina

Para alcançar distâncias eu nada seria

se não tivesse como guia um número

Para fazer meu coração chegar a equilíbrio

quantifico pulsações em mim mesmo.

Chegar ao final de uma meta,

nada representaria se não tivesse interiormente

sistemas de pesos e medidas para comparar

o imaginário da coisa pura.

Busco no teorema a inspiração,

Na lua sua curvatura elíptica,

Nas sombras projeções de hipérboles

em integrais em movimentos.

Sobre seu eixo tenho o ângulo do seu sorriso.

Sobre o seu olhar a expressão de ouro

Que se desdobra em equações infinitas de Fibonacci.

Mulher: sóis função que embeleza a alma...

Canção de derivadas canônicas de sentimento puro

és a tábua que sobre ti os arranjos se fundem

... isto para iluminar a criação por sequências que se desdobram

Hinos que adicionam sonoridade ao meu ouvido

Que subtraem toda a força profana

Na divisão entre o que devo me apegar

Para multiplicar a beleza que em ti enseja.

Mitos do imaginário convertem em elementos do não quantificável,

Desdobramentos da mesma coisa na relação entre o divisível e multiplicável,

Alguns esperam elevar potências esta base para em vez de achar o par ideal

encontrar a grandeza escalar da elevação em si mesmo.

Os ciclos de uma vida fazem de ti fatores exponenciais de volúpia

Para conquistares a imensidão da equação perfeita

Que pode enfim definir o meu mundo pelo encaixe de um axioma.

Meus pensamentos nada seriam sem você mulher

Matriz de muitas equações de gestação da vida

Razão fatorial de inúmeras combinações

Que permutam sua natureza de ser em arranjos complexos

Cujas sequências geram progressões aritméticas e geométricas

Da sua simetria na formação de réplicas perfeitas mais aperfeiçoadas,

Sobre teu eixo me guio em volúpias de pensamento

Onde me concretizo em razões de positividade

Ao deixar passar por mim as incógnitas negativas

Sem ti, eu jamais saberia a existência do infinito

E nem tão pouco do vazio, minha existência encontraria uma noção de vida.

Não pretendo ser maior que ti, nem tão pouco menor que teus passos,

Quero caminhar na igualdade de sua grandeza cósmica,

Na intensidade do somatório de suas proezas,

Fazer de ti o algo alcançável é estímulo para meu crescimento

E tudo que me fizeres alusão àl; desolação, que tu mulher me compreendas

Para fazer com que eu decresça toda falha minha da não mensuração ideal de seu projeto de vida.

Interpolações ei de usar para entender sua essência,

Conjugar o desconhecido para chegar àl; raiz de sua consciência.

Seu espírito é nobre Cristina de Máthema,

Sobre os arcos dos templos gregos sem ti as tangentes não se equilibrariam

na forma de colunas do templo de Ana cuja luz dela derivou o criador.

Hoje na sepultura repousa Rodes Colossal estrutura oceânica

Sinal que os senos e cossenos, as circunferências e os raios,

não foram capazes de predizer fenômenos naturais...

... por isto de sua precisão projetou de ti a imprecisão,

Embora vós sejais perfeita – Mulher da razão – a primitiva áurea humana

incapaz de calcular todo seu potencial se curvou ao caos

Até que possa em ti encontrar novamente toda a plenitude de sua essência.



Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

121


Poesia Estatística
Estatiquês

Vou fazer uma média dos teus beijos,

Calcular os desvios de sua atenção,

Colocar você como moda dos meus gráficos,

Fazer correlação entre a sua libido e o meu amor.

Calcular a distância entre os infinitos pontos de volúpia.

Gerar momentos e encontrar elementos de estimação não tendenciosos do meu amor.

Não vou tratar você como um ponto extremo,

mas como uma medida de tendência central.

Vou relativizar o meu amor por você!

Te chamar de ponto, reta, seguimento ou métrica.

Predizer os bons momentos,

Verificar as tendências por onde nosso amor deverá percorrer...

E quando o índice equalizar você para cima,

serei dependente de seus caprichos e independente em meu amor por ti.

Vou gerar hipóteses que se realizadas irão te fazer feliz.

Gerar uma distribuição uniforme de sentimento verdadeiro por toda vida.

Serei normal como a maioria.

Minha probabilidade será a certeza do amor correspondido.

E toda amostra de desejo meu será a manifestação de todo o meu corpo, por ti.



Autor: Max Diniz Cruzeiro

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

120


Mapeamento de área geográfica
Os cálculos desenvolvidos para análise de Cluster geralmente requerem muitas horas de processamento das distâncias entre os diversos segmentos de uma massa de dados. Visando futuramente a redução significativa do processamento das informações a LenderBook desenvolveu um sistema simples de enquadramento em que o espaço amostral é segmentado em regiões.
Clique na Imagem para leitura:


Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

5


Script para seu site ou Blog




Coloque em seu canal de comunicação um livro de visitas para seu site, blog ou outras formas de relacionamento. Você poderá fazer múltiplas utilizações com a mesma ferramenta. Gratuita, utilize-a!






Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

2


Mensagem LenderBook®

Amigos e amigas vivemos num mundo capitalista cujo fornecimento de informações e materiais é condicionado a uma base de trocas. Portanto esta empresa a partir de hoje (15/05/2014) irá cobrar a quantia de 50 dólares anuais pelas informações adicionais que postarmos em nosso site LenderBook.

Forma de pagamento: gere um serviço de sua necessidade e empregue a sugestão de pagamento para uma pessoa que está desempregada. Dê cidadania.

Obs.: caso você já seja usuário do site ou já tiver tido contato prévio das informações aqui contidas não fique na obrigação de concordar com esta regra, pois ela somente é válida após a ciência dos fatos... nada lhe será cobrado sem o prévio consentimento.

Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

1


LenderBook®

Missão:
Desenvolver até 2025 projetos de cunho científico, de entretenimento, de informação para a sociedade brasileira e outras que desejarem intercambiar informações, buscando sempre inovar em apresentação e conteúdo e à medida do possível repassar para os internautas conhecimentos de alto valor agregado e baixo custo.

Visão:
Ser um provedor de conteúdo, onde já tenha tido visibilidade para 75% dos internautas brasileiros e 0,0001% dos internautas de outros países além do reconhecimento pelo incentivo à pesquisa e organização de ideias.

Valores:

Os pensamentos não pertencem a pessoas ou grupo de pessoas, pois é parte de um contexto maior presente no ambiente externo ao ser humano, portanto uma conclusão pode ser elaborada por mais de uma pessoa distinta, basta apenas ter sintonia com os canais e meios e comunicação do ambiente para o interior do indivíduo e vice-versa;

A LenderBook® pauta pelos princípios éticos, sociais, de respeito as minorias e maiorias e pela participação colaborativa com outros pensadores;

Criatividade como forma de agregar valor à sociedade;

Distribuição das ideias para a formação de novos seguimentos e produtos;

Disseminação cultural e de novas tendências;

Divulgação sistemática dos estudos para fazer chegar uma informação útil a alguém que dela possa vir a necessitar; e,

Busca pela integração com outras empresas e estímulo à pesquisa.




Habilidades de Max Diniz Cruzeiro:
- Técnico em Eletrônica
- Bacharel em Estatística (Universidade de Brasília)
- Pós-graduado em Psicopedagogia Clínica e Empresarial (Universidade Católica de Brasília)
- Pós-graduado em Neurociência Clínica (AVM - Faculdade Integrada)
- Estudante de pós-graduação em MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais (AVM - Faculdade Integrada)



Escritor nas áreas:
- Literatura
- Psicodrama
- Física
- Poesia
- Psicologia
- Neurociências
- Cognição
- Transtornos do comportamento
- Ufologia
- Pesquisas qualitativas e quantitativas
- Estatística
- Conceituação
- Psicopedagogia Clínica e Empresarial
- e outras...



Filosofias já estudadas por Max Diniz Cruzeiro:
- Cristianismo (Igreja Católica)
- Gnosticismo (Movimento Gnóstico Cristão Universal da Nova Ordem)
- Raelianismo (Movimento Raeliano sem base em território brasileiro - origem: francesa)



Obs.: alguns textos são de colaboradores do site o que aumentam o leque de opções na variação de temas.



Nosso objetivo até o final de 2013 é ter um lucro social de R$ 20.000.000,00. Lucro percebido pela melhora da qualidade de vida e economia em consultas médicas por parte de nossos internautas. Sugestões de leituras que poderão gerar economia de dinheiro ($$) para os nossos leitores:
Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

6


Sumário do site LenderBook - Acesse agora a LinkBook




Este arquivo não mais receberá atualizações - agora todos os links estão em nosso site de buscas LinkBook no topo de cada página!



No sumário você encontrará um resumo descritivo de cada link principal e as palavras-chaves mais relevantes. Para acessar clique sobre a imagem abaixo:










Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

7


Marketing de Redes Sociais


Abaixo dois artigos cientííficos:

O primeiro narra sobre a estratégia de Marketing da Empresa Bom Negócio na área de Classificados online; e,

O segundo traz informações sobre o desenvolvimento das redes sociais.










Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

8


What did they do? O que eles fizeram?









































Voltar para o Índice

###EU QUERO PONTUAR ESTA INFORMAÇÃO!!!###

9




INSAUT TOP

Projeto Literário Kpac








Uma obra literária que você nunca viu. Capítulos são produzidos semanalmente, contando a história de uma forma que jamais foi contada por outra pessoa. Literatura fantástica do terceiro milênio. Nesta jornada você estará assimilando conceitos das áreas de: neurociências, ufologia, ciência política, biológicas, físicas, universo quântico, química, fantasia, psicologia, psicopedagogia, engenharias, e outras,... O objetivo é ativar conhecimento acadêmico através de fixação onírica. Até o presente instante a ordem correta dos capítulos é:

238 - Kpac: Paraíso

239 - Kpac: O aparelho de Uhr

241 - Kpac: Ninti a geneticista

247 - Kpac: Ninti cria o Neurônio

251 - Kpac: O templo de Osiris

254 - Kpac: O Jogo da Vida

256 - Kpac: A Sociologia das Nações

257 - Kpac: Mentes Brilhantes

258 - Kpac: Criando Reis

259 - Kpac: O Paradoxo do Governante

260 - Kpac: Fabricando Toys

268 - Kpac: O Colapso de Lucy

269 - Kpac: A Justiça e a Lei

270 - Kpac: O Sexo dos Deuses

271 - Kpac: A Ideologia do Espelho

272 - Kpac: Migrando Tecnologias

273 - Kpac: O Dinamizador de Fluxo

274 - Kpac: Kameney de Adamo

275 - Kpac: Marketing de Resultados

276 - Kpac: Planejando Metas

277 - Kpac: A Interação de Grupos

278 - Kpac: Seres de Luz

281 - Kpac: A Física do Deslocamento

282 - Kpac: Produzindo Multiversos

283 - Celeste: Kalix

284 - Celeste: Titânia

285 - Celeste: Urânia

286 - Celeste: Ceres

289 - Kpac: Dionizio de Kitara

290 - Celeste: Medusa

291 - Kpac: Naves de Transmissão

295 - Kpac: A Casa House

299 - Celeste: Carpedônia

316 - Kpac: Esquizofrenia

317 - Kpac: Farmers

318 - Celeste: Víbora

319 - Celeste: AKineton

320 - Celeste: Lula

321 - Celeste: Olímpia

337 - Kpac: CopyCode Object

339 - Kpac: O Sincronizador de Vida

352 - Kpac: Inferno

369 - Kpac: Televisor Psicométrico

540 - Kpac: Nova Chicago

541 - Kpac: Megaconstruções de Tito

542 - Kpac: Plantando no espaço

555 - Kpac: Idiomas Celestiais

556 - Kpac: Ouro Neg