:: Peça Teatral: AQUECER PARA QUÊ?








Inclua também seu Link e seja pontuado pelos internautas em seu Capital Social

O sistema apenas aceita letras e números do idioma português!

Cada campo pode ser preenchido com até 500 caracteres!

Sistema com múltiplas formas de consulta!

Caracteres especiais como: ? ! . , ] ( ' " @ + * / & $ % # não são aceitos no campo de busca ou texto.

Agradecemos a comunidade LenderBook por valorizar nosso trabalho!!!

Total do capital social do link $350988,5





Livro de VisitasLivro de OpiniãoLivro de Reputação
Instruções de Uso
Mapa Mental Aprendizagem RápidaAprendizagem Completa




Organizando Informações para melhor Servi-lo.

Contribua na partilha do conhecimento!

Que tipo de assunto que você gostaria de ser avisado para novas publicações no Lenderbook?

Tags

E-mail

Que tipo de produto que você gostaria de ser avisado quando a LenderBook encontrar promoções?

Tags

E-mail

Business people have products on sale register your email and the product thus: Promotion product name. We will contact you to defend the interests of our users. Each product marketed by our system as we receive 1% commission of the sale value. Remember that 20% of our revenue is donated for scholarships among our users.

Empresários que tiverem produtos em promoção registre seu e-mail e o produto desta forma: Promoção nome do produto. Nós entraremos em contato para defender os interesses de nossos usuários. Cada produto comercializado pelo nosso sistema recebermos como comissão 1% do valor de venda. Lembramos que 20% de nosso faturamento é destinado a doação de bolsas de estudo entre nossos usuários.






Oort® - Organização e Ordenação de Registros Textuais
Um trabalho da Empresa LenderBook para a marca OortBook®




ELEMENTOS DO CENÁRIO

1) Um caixão feito a partir de materiais aproveitados como restos de madeira e papelão;

2) Uma cesta de piquenique ao lado da recepção onde o público deverá entrar. Materiais reciclados;

3) Confecção de um convite no formato do planeta feito em papel reciclável. Quando o público entrar no ambiente deverá colocar o convite no mural. Dentro de cada convite haverá um espaço para o convidado colocar uma palavra que deseja para o Mundo (este é preço do convite).

4) 50 garrafas pets;

5) 10 latas de 5 litros mais ou menos para fazer um panelaço;

6) 10 tampas de panelas de alumínio;

7) Guarda-chuvas;

8) Aparelho de som para reproduzir voz humana (opcional) e músicas;

9) Uma mesa com duas cadeiras;

10) Dois bonecos de pano (fantoches) fabricados com material reciclado;

11) Uma cortina de pequenas dimensões feita com material reciclado amarrada com arames sobre uma mesa na lateral do palco, esquerda ou direita;

12) 6 pneus velhos;

13) lixo: plásticos, papéis, metais, restos de aparelhos, madeira, e orgânicos (casca de ovo, banana, mexerica, laranja,...).

14) três vassouras;

15) um secador de cabelos;

16) jarro d’água;

17) copos d’água transparentes;

18) um aerossol;

18) 10 balões de preferência de hélio;

19) Ventilador de ar.

VESTIMENTA DOS PERSONAGENS

Sol

Pegue o papelão corte em círculo. Com papel crepom da cor AMARELA corte em círculo com 10 cm a mais de tamanho em relação ao papelão. Costure o crepom ao papelão as pontas que sobrarem picote para que as tiras sejam os raios de sol. Prenda-o a um chapéu ou boné!

Pegue tnt amarelo para compor a roupa. Peça para uma pessoa do grupo que tenha habilidades de costura para criar vestimentas que se assemelham a roupa de magos (roupões).

Pintar no rosto um sol em cada face.

Chuva

Pegue o papelão corte em forma de gota. Com papel crepom da cor AZUL corte em forma de gota com 5 cm a mais de tamanho em relação ao papelão. Costure o crepom ao papelão as pontas que sobrarem apare. Prenda-o a um chapéu ou boné!

Pegue tnt azul para compor a roupa. Peça para uma pessoa do grupo que tenha habilidades de costura para criar vestimentas que se assemelham a roupa de magos (roupões).

Seca

Pegue o papel de embrulho cor de terra e amasse. Prenda-o a um chapéu ou boné!

Pegue tnt marrom para compor a roupa. Peça para uma pessoa do grupo que tenha habilidades de costura para criar vestimentas que se assemelham a roupa de magos (roupões).

Criança Roupas comuns para a idade entre 10 – 14 anos.

Poluidor

Um homem bem arrumado, com relógio, pulseiras, óculos escuro, gel, estilo burguês.

Aquecimento

Uma pessoa, homem ou mulher com aspecto de cabelos secos, roupas maltrapilhas, descalça, com um secador na mão.

Gases estufa

Cinco pessoas, homens ou mulheres cada uma no mínimo com dois balões nas mãos.

Povo

Dez pessoas, homens ou mulheres.

Cientista

Dois cientistas um vestido de verde com gravata e outro vestido de preto com gravata.

Consciência

Uma mulher vestida com uma roupa florida – um vestido comprido e uma rosa na cabeça.





AQUECER PARA QUE?


Sequência:

As cortinas se abrem uma pessoa aparece no palco uma placa dizendo:

“PRIMEIRO ATO – ANO DE 2100”

Ao fundo uma criança lendo um livro com gravuras no chão – um livro de capa vermelha.

Música: Uma música clássica brasileira começa a tocar suavemente ao fundo.

Personagem – Criança:

Sequência:

O personagem passa as páginas à medida que fala.

- Que lindo! Um Ipê Amarelo é uma pena que não cheguei a ver um em vida. Veneza, Recife e Países Baixos, a famosa Holanda, eram tão grandes assim?

- Ainda bem que a ciência evoluiu agora em 2100 e temos potentes equipamentos de refrigeração, pois como diz este livro do século XX, que acabou em dezembro do ano 2000, a temperatura era 5 graus mais baixa do que o registrado hoje.

- O hemisfério norte hoje em dia possui menos áreas agricultáveis do que antes, pois como o livro diz as variações de intensidade da temperatura tornaram o verão mais quente e curto ao passo que o inverno está cada vez mais rigoroso. É como se neve tivesse descido dos Alpes e se espalhado por todo o continente. Portugal que não nevava ano passado teve uma das mais fortes nevascas que o país enfrentou em todos os tempos.

- E meu Brasil, diz o livro: “O verão do continente Antártico transformou as áreas do sul do Brasil em um clima temperado. Muitas espécies não resistiram ao clima intensamente frio em algumas áreas e entraram em extinção em seu habitat natural. Hoje apenas existem em sistemas de aquecimento em centros científicos de conservação genética. O governo brasileiro ainda desenvolve pesquisas para devolver espécies extintas na natureza para ecossistemas planejados ao ar livre. O deserto amazônico avança cada vez mais em direção ao Orenoco no sentido norte e no sentido sul chega ao que sobrou do cerrado no que antes era denominado pantanal, cujo volume de águas secou devastadoramente pelo cultivo excessivo do solo em extensas áreas para plantação de trigo, soja, milho e por último a cana de açúcar quando o clima já tinha invertido do excesso de frio para o calor intenso.”.

- O livro ainda conclui: “Mais de 70% da biodiversidade brasileira encontra-se apenas em laboratórios. O esforço foi muito grande nas três primeiras décadas do século XXI para reunir materiais vivos de todo o país para que plantas e animais não se tornassem apenas figuras ilustrativas em seus habitats naturais como, por exemplo, a TARTARUGA MARINHA, que o aquecimento das águas dos oceanos elevando o nível do mar em aproximadamente 43 cm destruiu toda a cadeia alimentar de muitos animais da flora e fauna marinha. Além do calor excessivo inviabilizar a desova fritando os ovos antes que eles gerassem a vida de novas tartarugas. O mercado negro de material genético vivo está mais valorizado que o metal aurífero e o núcleo formal do tesouro genético concentram-se nas mãos de poucos grupos entre eles: governos, indústria farmacêutica, bélica e espacial. A produção de alimentos necessita cada vez mais de laboratórios, processos de clonagem, fazendas biotecnológicas e transgenia. A população Brasileira se estabilizou em 500.000.000 de habitantes, passado o momento crítico de emigração, ou seja, da realocação de 25% da população das áreas litorâneas para o interior do país e a forte onda de imigração advinda de países que praticamente sumiram do mapa, num gesto de solidariedade do governo brasileiro às vítimas do aquecimento global. O relatório do clima em 2100 conclui que se nada for feito em 2200 estará esgotado a capacidade brasileira de enviar alimentos para o exterior e suprir os 50% atuais da demanda internacional e ao mesmo tempo alimentar sua própria população.”

Música: Uma música clássica brasileira começa a tocar suavemente ao fundo.

Sequência:

As cortinas se abrem uma pessoa aparece no palco uma placa dizendo:

“SEGUNDO ATO – ANO DE 2000”

Ao fundo uma criança lendo um livro com gravuras no chão.

Música: Uma música clássica brasileira começa a tocar suavemente ao fundo.

Personagem – Cientistas:

Sequência:

Os cientistas entram no palco e começam a travar uma ferrenha discussão:

Personagem – Cientista roupa Verde

- Estou dizendo: em 100 anos o homem irá causar a sua própria destruição em massa. Os meus dados meteorológicos indicam que a temperatura da terra está subindo vertiginosamente depois da era industrial.

Personagem – Cientista roupa preta

- Estou dizendo, você examinou superficialmente os dados, não é possível afirmar que seja o homem o verdadeiro causador do aquecimento.

Personagem – Cientista roupa Verde

- Estou dizendo: hora caro doutor! Faça-me o favor. É fato que o dióxido de carbono, o famoso CO2 nunca teve o seu nível na atmosfera tão elevado como está presente agora na composição do ar. E é evidente que todos sabem que tal gás forma uma capa protetora na atmosfera que impede que os raios solares atravessem as nuvens criando internamente um ambiente estufa pelo aquecimento da água que se transforma em vapores de água na atmosfera.

Personagem – Gás Estufa

Sequência:

Entram pessoas com balões na mão.

- Alto lá, senhor cientista das florestas, nós somos os gases estufa:

- Eu sou o Metano!

Sequência:

A pessoa após anunciar explode um balão e finge que soltou um peido e fica abanando a bunda.

- Eu sou o óxido nitroso!

- E eu sou o Ozônio!

- E eu, adivinhe? O vapor d’água!

- E eu sou o CO2 – o famoso, o indiscutível, o mais odiado pelos cientistas da ala verde: O gás carbônico – pode me chamar de dióxido de carbono se preferir.

Sequência:

Os demais explodem seus balões e um é escolhido para ser o porta-voz do grupo.

- Fique o senhor sabendo caro doutor cientista que se não fosse o nosso trabalho, hoje a terra seriam 30 graus mais gelada do que antes. Portanto somos essenciais para a formação da vida na terra.

Personagem – Cientista roupa preta

- É o sol e os outros astros que estão lançando suas forças cósmicas sobre a terra e estão provocando este ciclo de aquecimento. Em outras épocas, já aconteceram ciclos de calor e ciclos de frio. Há 300 anos passados houve um período em que a terra vivenciou um miniciclo de congelamento devido o diminuição da força eletromagnética do sol em termos de radiação e elevação da força descomunal de estrelas que estavam se formando nas redondezas foi chamada PEQUENA ERA DO GELO. O ciclo agora é de aquecimento graças a um período de maior ativação solar.

Personagem – Cientista roupa Verde

- Ora senhores! É muito fácil culpar o sol pelas barbáries que o homem tem feito em prol do progresso. E o senhor Gás carbono? Você está concentrado na atmosfera numa razão de volume de 383 partes por milhão e se continuar assim chegará entre um valor variando entre 541 e 970 partes por milhão no ano de 2100. A concentração deste gás no começo da Revolução Industrial era de 280 partes por milhão.

- Portanto afirmo: É o homem sim o verdadeiro causador do AQUECIMENTO GLOBAL. Nós sabemos que o sol e os astros interferem também no ecossistema terrestre, eles têm sua parcela de culpa, mas nunca o homem modificou tanto o planeta.

- Cito como exemplos que estão elevando o nível interno da temperatura do planeta:

- as queimadas;

- queimas de combustíveis fósseis;

- atividade solar;

- emissões vulcânicas;

- variações na órbita terrestre;

- gases estufa.

- Mas afirmo que o homem é o principal responsável e a temperatura poderá ultrapassar 5 graus até 2100.

Personagem – Cientista roupa preta

- Como o Senhor pode fazer tal afirmação se no globo terrestre não existe uma tecnologia precisa de medição da temperatura global, principalmente em países subdesenvolvidos e do hemisfério sul que torne confiável elaborar uma predição como está? Só a partir de 1979 os poderosos satélites da monitorização das emissões de microondas por parte das moléculas de oxigênio na atmosfera começaram a funcionar e medir com uma precisão de 0,01 graus a superfície terrestre. Portanto dizer que é um evento cataclismo provocado pela ação do homem é uma inconsequência tamanha dado o volume de informações ainda muito baixo para um número tão elevado de fatores que combinam entre si que formam o clima do globo.

Personagem – Povo

Música: Techno

Sequência:

As pessoas que irão fazer papel de povo entram em cena, trazem a mesa, as duas cadeiras, trazem um engradado de garrafas pet, alguns carregam sacolas plásticas de compras. Outros trazem pneus velhos e posiciona em um lugar do cenário. Vários elementos do povo conversam. Os que trazem a mesa e a cadeira dizem:

- Nós temos mesmo é que trabalhar e deixar os cientistas e políticos de lado na questão do meio ambiente. Nada que eu faça irá adiantar mesmo!

Sequência:

Eles começam a jogar truco e imitam falas do jogo!

- Truco! Eu disse seis ladrão.

- Como é que é? 9 seu truqueiro safado! Ladrão de tento.

Sequência:

O jogador que pediu 6 tentos fica desconsolado e entrega o jogo.

Outro diz:

- Vou mesmo é tomar minha cervejinha. Que meu batido hoje foi muito brabo.

Sequência:

Ao fundo do cenário tem um mar de pets. Algumas pessoas do povo simulam beber refrigerantes e depositam (jogam) mais garrafas pet no local.

Sugestão: amarrar todas as garrafas pet em fios transparentes para facilitar o posicionamento das peças no cenário.

Todos começam a reclamar do clima.

Personagem – Aquecimento

Sequência: O personagem Aquecimento entra em cena e posiciona de forma engraçada o secador de cabelo sobre as pessoas da mesa. Enquanto elas falam.

- Cara, como está quente hoje?

- Também acho, haja cervejinha gelada, não é não compadre? Para dar jeito neste calor sô!

- Antes não era assim não.

- Eu sei, mas fazer o que se até mesmo os cientistas não sabem direito o que está acontecendo?

- Que tá mais quente todo mundo sabe, mas a causa é incerta.

Sequência:

Um jogador pega um guardanapo tira um petisco e joga no chão o papel.

Personagem – Consciência

Música: sons que lembram superação, esporte, luta e vitória.

Sequência:

A personagem Consciência entra e começa a traçar uma luta imaginária com o povo.

Consciência: Veja só o que você fez? Jogou lixo no chão. O lixo irá parar no bueiro, de lá irá entopir todo o sistema de esgotos e irá por final parar no meio do rio. E de onde você tira a água que bebe?

Jogador: Não deste rio, eu afirmo. O rio que bebo água é protegido por lei.

Consciência: A população aumenta, a necessidade por água também. Os rios com água potável diminuem a vazão devido os fatores climáticos. E não haverá água para todos. A qualidade da água é perdida. Tudo isto num CICLO VISIOSO.

Jogador: Ok! Vou colocar o lixo junto com os demais ali no canto.

Consciência: Óh meu Deus! O País se tornou uma fábrica de resíduos e a cada mês a necessidade do consumo faz com que milhões de toneladas de mais resíduos façam parte do cenário de muitas cidades desta nação. Por que não selecionar o material encaminhado para descarte por categorias, assim muito material poderá ser reaproveitado em novos produtos para a produção de bens. Que tal separar o lixo em: plásticos, papeis, orgânicos, metal, químicos e outros resíduos. Em outros resíduos você deverá colocar aquilo que não conseguir classificação este lixo deve ser o mais racional possível. Depois encaminhe o material para alguma empresa de reciclagem de sua cidade.

- Você não organiza sua casa? O planeta é seu lar.

Jogador: Mas catar lixo não irá diminuir o calor que estou sentindo agora! Francamente, eu acho que você Consciência está preocupada com as coisas que os cientistas verdes andaram divulgado.

Consciência: O planeta terra é um grande ecossistema. Mas não é homogêneo, ou seja, é a junção de inúmeros micro ecossistemas que determinam o clima. Quando um fator de desagregação interfere no meio ambiente a consequência pode ser desastrosa, como a desertificação, o desaparecimento de nascentes pelo desmatamento e falta de conservação, o desaparecimento dos animais silvestres, o assoreamento dos rios com o acúmulo de lixo, bem como a aniquilação da vida aquática nos rios e mares, o despejo de esgoto sem tratamento. Tudo contribui de uma forma ou de outra para o aquecimento global, em menor ou maior escala.

Personagem – Cientista roupa preta

- Como cientista eu concordo que as variáveis levantadas pela CONSCIÊNCIA em questão interferem realmente no meio ambiente. Principalmente a queima de combustíveis fósseis que representa uma das fontes poluidoras mais vorazes das últimas décadas.

Jogador:

- Ahhh! Então é fato que interferimos no meio ambiente!

Personagem – Cientista roupa preta

- Sim, mas nós ainda não chegamos a um consenso que seja o homem realmente o principal agente que esteja provocando o AQUECIMENTO GLOBAL. Existem dois fatores: externo e interno. Externamente como falei antes as causas principais são a radiação do sol e radiações cósmicas. Internamente as atividades vulcânicas e atividades humanas.

Personagem – Consciência

Sequência:

A personagem Consciência vira-se para as pessoas que estão conversando em pé com as sacolas na mão.

Consciência: Que isto minha gente! Num ano são consumidos cerca de 450.000.000.000 de sacolas plásticas, que graças a mim: Consciência, cada vez mais um número crescente de sacolas biodegradadas, cujo preço ainda é mais caro, estão sendo colocadas no mercado para diminuir a poluição de mares e rios. Outro fator de descontrole de tais sacolas plásticas é que a decomposição do material plástico demora mais de 100 anos para retornar à natureza em sua forma pura.

Povo em pé com sacola:

- Ana você não tem uma sacola de pano para fazer as compras?

- Pois é Maria eu não tenho, já estou acostumada com as sacolas plásticas. Chego em casa, separo parte para juntar o lixo orgânico e outra eu coloco no lixo.

- Querida estas não são próprias para o descarte de lixo, existem uma sacolas plásticas que são próprias para isto. Em minha comunidade terá um curso para ensinar a fazer sacolas de pano que estão bem na moda para carregarmos nossas compras de supermercado. Você vai ter somente um gasto inicial, depois o benefício será para toda a sociedade.

Consciência:

- O lema agora é: Reciclagem, a Redução do consumo, Racionalização, o Consumo consciente, Organização, Solidariedade e Descarte correto.

Povo em pé com vassouras:

Música – algo relacionado à trabalho.

Sequência:

Três personagens entram com vassouras.

- O negócio agora é organizar a nossa casa. Dar destinação certa para cada elemento que compõe o nosso meio ambiente. Cada coisa deve estar em seu lugar. Imagine vocês se uma visita chegasse em minha casa e encontrasse o pinico sobre o fogão ou sobre a mesa das refeições?

Sequência:

Todos param o que estão fazendo e começam a juntar os pneus, retirando a água contida dentro deles. Vários personagens falam.

- Elisa? Achei neste pneu um foco de dengue!

- Ainda bem! Podemos ter salvado uma criança que não irá se contaminar com o vírus provocado pelo mosquito que gosta de água parada no lixo. Espere vou te ajudar.

Sequência:

O lixo do canto é separado por tipo: plásticos, papeis, orgânicos, metal, químicos e outros resíduos.

- Tenho uma bateria de celular o que faço?

- Entregue para gente que vamos repassar para o depósito do fabricante. Mas da próxima vez não espere por nós ligue para a operadora que te informará os pontos de coleta do material. Faça o mesmo para as pilhas de rádio e equipamentos eletrônicos. Este material é altamente poluente e pode provocar grandes danos ao lençol freático.

- Onde ponho a casca de banana?

- Coloque ali no lixo orgânico, ou enterre no fundo de seu quintal, pois a natureza irá se encarregar de devolver as substâncias à terra.

- Pegue aqui esta latinha de cerveja.

- Amasse por favor antes de entregar, assim economizará espaço de armazenamento e não contribuirá para a acumulação de líquidos em seu interior. Podemos fazer também uma associação e vender as latinhas para capitalizar nosso sistema de preservação do meio ambiente da comunidade.

- O mesmo podemos fazer para o acúmulo de papel.

Sequência:

Os personagens povo fazem uma mobilização com latas, panelas e talheres fazendo bastante barulho e ditando as seguintes frases:

- Salve o meio ambiente;

- Não polua as nascentes;

- Água para todos;

- Reduza a locomoção desnecessária;

- Produza menos carbono;

- Plante uma árvore para cada filho seu que nasça;

- Não jogue lixo pelas calçadas;

- E principalmente Economize mais energia.

Sequência:

Os personagens povo fazem a mobilização com latas, panelas e talheres revolta-se com o último dizer sobre a energia.

- Ahhh não!!! Eu sabia eu vou sair deste movimento. Eu quero poder usar minha energia elétrica e combustíveis sem necessitar de privar a minha vida.

- Calma colega você deve apenas buscar ser racional em sua utilização. Não é para você alterar radicalmente o seu modo de vida. Você pode fazer coisas simples para ajudar a preservar o meio ambiente, pois o uso da energia contribui e muito para o aumento das unidades de carbono na atmosfera. Veja alguns exemplos de como você pode ajudar, eu vou ler para você:

1. TAMPE SUAS PANELAS ENQUANTO COZINHA;

2. USE UMA GARRAFA TÉRMICA COM ÁGUA GELADA.

3. APRENDA A COZINHAR EM PANELA DE PRESSÃO.

4. COZINHE COM FOGO MÍNIMO.

5. ANTES DE COZINHAR, RETIRE DA GELADEIRA TODOS OS INGREDIENTES DE UMA SÓ VEZ.

6. COMA MENOS CARNE VERMELHA.

7. NÃO TROQUE O SEU CELULAR ENQUANTO ESTIVER EM BOM ESTADO.

8. COMPRE UM VENTILADOR DE TETO EM VEZ DE AR CONDICIONADO.

9. USE SOMENTE PILHAS E BATERIAS RECARREGÁVEIS.

10. LIMPE OU TROQUE OS FILTROS O SEU AR CONDICIONADO.

11. TROQUE SUAS LÂMPADAS INCANDESCENTES POR FLUORESCENTES.

12. ESCOLHA ELETRODOMÉSTICOS DE BAIXO CONSUMO ENERGÉTICO.

13. NÃO DEIXE SEUS APARELHOS EM STANDBY.

14. MUDE SUA GELADEIRA OU FREEZER DE LUGAR LONGE DO FOGÃO OU PAREDES AQUECIDAS.

15. DESCONGELE GELADEIRAS E FREEZERS ANTIGOS A CADA 15 OU 20 DIAS.

16. USE A MÁQUINA DE LAVAR ROUPAS/LOUÇA SÓ QUANDO ESTIVEREM CHEIAS.

17. RETIRE IMEDIATAMENTE AS ROUPAS DA MÁQUINA DE LAVAR QUANDO ESTIVEREM LIMPAS, POIS SE AMASSADAS E SECAS GASTARÁ MAIS ENERGIA ELÉTRICA PARA PASSÁ-LAS.

18. TOME BANHO DE CHUVEIRO. E de preferência, rápido. BANHEIRA CONSOME MAIS ENERGIA.

19. USE MENOS ÁGUA QUENTE.

20. PENDURE AO INVÉS DE USAR A SECADORA.

21. NUNCA É DEMAIS LEMBRAR: RECICLE NO TRABALHO E EM CASA.

22. FAÇA COMPOSTAGEM.

23. REDUZA O USO DE EMBALAGENS.

24. COMPRE PAPEL RECICLADO.

25. UTILIZE UMA SACOLA PARA AS COMPRAS.

26. PLANTE UMA ÁRVORE.

27. COMPRE ALIMENTOS PRODUZIDOS NA SUA REGIÃO.

28. COMPRE ALIMENTOS FRESCOS AO INVÉS DE CONGELADOS.

29. COMPRE ORGÂNICOS.

30. ANDE MENOS DE CARRO.

31. QUALQUER PESO EXTRA NO CARRO CAUSA AUMENTO NO CONSUMO DE COMBUSTÍVEL

32. MANTENHA SEU CARRO REGULADO.

33. LAVE O CARRO A SECO.

34. QUANDO FOR TROCAR DE CARRO, ESCOLHA UM MODELO MENOS POLUENTE.

35. USE O TELEFONE OU A INTERNET EVITE ENCONTROS DESNECESSÁRIOS.

36. VOE MENOS, REÚNA-SE POR VIDEOCONFERÊNCIA.

37. ECONOMIZE CDS E DVDS. CDs - um CD leva cerca de 450 anos para se decompor e que, ao ser incinerado, ele volta como chuva ácida

38. PROTEJA AS FLORESTAS.

39. CONSIDERE O IMPACTO DE SEUS INVESTIMENTOS.

40. INFORME-SE SOBRE A POLÍTICA AMBIENTAL DAS EMPRESAS QUE VOCÊ CONTRATA.

41. DESLIGUE O COMPUTADOR.

42. CONSIDERE TROCAR SEU MONITOR. Monitores de LCD são mais econômicos.

43. NO ESCRITÓRIO, DESLIGUE O AR CONDICIONADO UMA HORA ANTES DO FINAL DO EXPEDIENTE.

44. NÃO PERMITA QUE AS CRIANÇAS BRINQUEM COM ÁGUA. – Não levar ao extremo, pois tem que haver respeito à idade delas.

45. NO HOTEL, ECONOMIZE TOALHAS E LENÇOIS.

46. PARTICIPE DE AÇÕES VIRTUAIS.

47. INSTALE UMA VÁLVULA NA SUA DESCARGA.

48. EVITE PEDIR COMIDA PARA VIAGEM.

49. REGUE AS PLANTAS À NOITE

50. FREQUENTE RESTAURANTES NATURAIS/ORGÂNICOS,

51. VÁ DE ESCADA.

- Ok então! Eu vou refletir sobre o que poderei fazer desta sua listagem de boas práticas que podemos colocar em nosso dia-a-dia.

Personagem - Poluidor

Música – algo relacionado à dinheiro.

Sequência:

O poluidor entra no cenário falando ao celular:

- Sim, isto mesmo, pode derrubar a área de preservação ambiental na minha fazenda. Eu já conversei com um fiscal amigo meu eles não vão criar problemas.

- Não me interessa se o córrego Passa Quatro irá ficar com menos vazão por causa do corte da mata ciliar.

- Rodolfo, me escute: “Surgiu um bom negócio na bolsa de valores. Quero investir na indústria petroquímica, metalurgia e de fertilizantes e inseticidas! É muito dinheiro envolvido. Com o clima instável no oeste do Brasil houve um aumento na quantidade de pragas da região. E eu quero ganhar com o infortúnio dos agricultores que precisarão comprar mais equipamentos, materiais de insumo, fertilizantes e inseticidas. Já imaginou o lucro? Serão milhões de dólares em comercio na região. Estas empresas nunca irão vender tanto. Não quero ficar de fora!”

Personagem - Menina

Música – música das meninas superpoderosas.

Sequência:

A menina chega por trás do homem e puxa a roupa dele.

- Licença seu moço. Minha mãe um dia me ensinou que não devemos prestar atenção na conversa dos outros, mas o senhor estava aqui conversando tão alto que não deixei de ouvir o que estava a a falar ao telefone.

- Não sabe o senhor que a vida é como uma Lucíola de José de Alencar, uma frágil borboleta que pode sair de nosso ecossistema a qualquer momento pela intervenção humana.

- A vida é muito frágil, mas por menor que seja tem seu significado e importância. Pelo meu futuro, pelo seu futuro e de minha mãe ou do meu pai eu peço para não transformar um desastre em dinheiro para a ciranda financeira!

Poluidor: Garota: aprenda! Você não tem idade para saber que os negócios não esperam. Estou gerando trabalho e dinamismo para este país. A minha riqueza irá contribuir para que outras pessoas também possam crescer comigo. Isto será a minha esfera de referenciamento, meu núcleo de influência sobre a sociedade.

Menina: O senhor esquece que a vida é um ciclo. Para mim hoje o senhor é uma lagarta, que se for trabalhado poderá vir a ser uma bela borboleta como Lucíola. O que adianta hoje o senhor ganhar um bom dinheiro a custa de uma área de preservação ambiental e amanhã ter seus pulmões prejudicados com o excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera? Poderá a perder qualidade de vida respirando mal e morrer mais rápido do que antes. O que prefere: ter uma vida saudável ou ganhar muito dinheiro?

Poluidor: Poderei contratar bons médicos e viver a custa de medicamentos caros, pois terei condição de pagar. Assim terei qualidade de vida e viverei até mais que você! Não me perturbe mais este é meu estilo de vida.

Personagem – Consciência

Sequência:

A menina vai embora desolada e a consciência aparece. O poluidor senta na cadeira e debruça-se sobre a mesa para tirar uma soneca.

- Viu que estado você deixou aquela pobre criança que deseja um mundo melhor!

Sequência:

O poluidor abana com a mão como se a voz fosse um mosquito chato que estava perturbando.

Personagem – Consciência

- Imagine você um dia caminhando pela terra e começa a chover.

Sequência:

As pessoas que fazem papel de povo entram em cena a personagem chuva os acompanham e à medida que eles entram no cenário ficam admirados com a natureza. A personagem CHUVA está com um jarro de água nas mãos e um espanador que é mergulhado em água e espalha as gotículas de água pelo ambiente. Uma pessoa do povo abre o guarda-chuva preto.

- Que legal está chovendo! O calor excessivo irá passar um pouco. Ainda bem que o clima está se reequilibrando.

- Mas não beba a água da chuva, com o excesso de poluentes no ar não há certeza de que a água esteja ou não contaminada.

- Ok! Vamos brincar um pouco.

Sequência:

Os personagens do povo brincam de jogar água uns nos outros à medida que o personagem chuva borrifa água sobre eles.

Personagem – Consciência

- Enquanto a você poluidor, se cortares as matas preservadas irá mudar o seu próprio destino e o de todos que estão ali festejando uma dádiva da natureza.

Sequência:

A personagem CHUVA aproxima-se próximo onde o POLUIDOR está dormindo sobre a mesa e fala:

CHUVA: Que se faça chuva no reino dos bobos!

Sequência:

A personagem CHUVA despeja a água do jarro sobre o POLUIDOR. E diz:

- Com os desmatamentos as chuvas nas áreas tropicais se tornaram mais intensas e mais severas! Muitos não escaparam das calamidades inclusive você Senhor POLUIDOR.

Personagem – Consciência

- Já começou a sentir os efeitos do seu próprio desgosto pela sua espécie caro POLUIDOR. E não para por aí. Depois da intensa chuva vem o calor intenso.

Personagem – Seca

Sons: sons de secador de cabelo.

Sequência:

O personagem SECA entra em cena com o secador de cabelo nas mãos. Simula secar os cabelos, debaixo do braço, os pés,... enquanto o POLUIDOR se abana.

- Depois da chuva eu venho para evaporar toda a água que caiu para formar uma bela salmoura em sua vida. Sentirá calor intenso pela falta de costume. Muitos não irão resistir à variação climática e morreram por falta de ar e problemas cardíacos pela agonia do corpo não estar adequado ano novo padrão climático que o senhor ajudou a construir. Você mesmo não irá resistir!

Sons: Gargalhada!!!!!

Personagem – Consciência

- Continue a devastar, pois você tem o seu livre arbítrio, mas está afetando o arbítrio dos demais que vivem contigo. O que você me diz? Se você próprio está sentindo as consequências?

Personagem – Poluidor

- Não deixarei de lucrar com a madeira da minha fazenda, o dinheiro do carvão será muito útil. Tenho o direito de posse de minha propriedade e faço dela o que bem entender.

Personagem – Menina

Sequência:

Enquanto isto nos bastidores a menina simula uma ligação telefônica para a delegacia.

- Alô é do disque denúncia?

- Sim. O que deseja?

- Quero denunciar um desmatamento ilegal que pode prejudicar um ecossistema inteiro.

- Repasse as informações por favor... (pausa). Pronto já anotei tudo. O que você fez foi um ano de cidadania. Nós tomaremos as providências.

- Obrigada!

Personagem – Poluidor

Som: sirene de carro de polícia.

Sequência:

O poluidor acorda com o barulho da polícia chegando os populares apontam para o poluidor que sai correndo e no rádio a voz do policial anuncia sua prisão. Os populares batem palma.

Personagem – cientista verde

Sequência:

Cientista VERDE fala com a MENINA. Os demais saem de cena.

- Você sabia que para retirar da atmosfera 1 tonelada de carbono é necessária em média o plantio de 7 árvores que farão este serviço completamente quando estiverem em idade adulta? E para se fabricar uma tonelada de celulose para a fabricação de papel que daria em torno de 1,2 toneladas de papel seriam necessárias em média 14 árvores? Num automóvel médio, o consumo de 0,1 litro de gasolina produz uns 150 g de CO2, considerando que a frota mundial é de aproximadamente 750 Milhões de veículos a produção de gás carbônico atmosférico é imensa.

Menina: Nossa! O buraco da camada de ozônio é em decorrência ao aquecimento global?

Cientista Verde: Não existe uma relação direta entre buraco da camada de ozônio (próximo a 50 km do solo) e o aquecimento global uma vez que o ozônio está concentrado na estratosfera (de 17 a 50 Km do solo) de protegendo a terra do excesso de radiação, enquanto o efeito estufa que provoca o aquecimento global é localizado na troposfera (até 14 Km do solo).

Menina: É verdade que o nível do mar está se elevando com o derretimento das geleiras? Por isto temos que parar imediatamente com a poluição atmosférica para frear definitivamente o processo de aquecimento?

Cientista Verde: É em parte verdade, muitos cientistas inclusive organismos internacionais entre eles o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, o IPCC das Nações Unidas apontou recentemente que a verdadeira causa do aquecimento é a ação humana. O planeta estaria mais protegido das intensificações radioativas solares do final de século se os ecossistemas terrestres estivessem mais estáveis e aptos a responder rapidamente reequilibrando o clima do planeta. Como os sistemas estão mais frágeis e a quantidade de gás carbônico lançado na atmosfera cresce dia após dia o efeito global de aquecimento se intensificou.

- O certo é, respondendo sua pergunta, que se a atividade humana voltasse aos padrões de emissão de poluentes na atmosfera referentes ao ano 2000, mesmo assim as geleiras iriam continuar a derreter devido um aumento da temperatura de 0,5 graus, isto em virtude da capacidade térmica dos oceanos de absorver o calor que continuaria a derreter as geleiras por um bom tempo.

Menina: Mamãe me disse que não devo mais comprar sprays, pois eles possuem gases letais para a atmosfera, bem como refrigeradores, pois eles possuem gases que prejudicam a camada de ozônio.

Cientista Verde: Na realidade pouco se sabe sobre o efeito dos aerossóis sobre a atmosfera. Alguns possuem a propriedade de causar resfriamento da atmosfera e outros o seu aquecimento. Os números de hoje permitem dizer que 10% dos aerossóis depositados na atmosfera são de causas antropomórficas, ou seja, pela ação humana. Os CFC’s foram largamente substituídos pela indústria e os refrigeradores atuais e os sprays dispõem de outra tecnologia menos poluente.

Cientista de PRETO: Eu concordo que alguma providência precisa ser tomada para controlar o efeito do AQUECIMENTO GLOBAL que é uma falácia momentânea. Logo o sol irá voltar ao seu ponto de equilíbrio e a atmosfera irá esfriar quando passar o ciclo de calor.

Cientista Verde: As evidências de uma catástrofe se anunciam! Não podemos esperar para ver se o resultado do aquecimento é devido ao Sol ou pela ação humana.

Sequência: quando o cientista fala: é devido ao Sol: o personagem sol entra no palco e levanta o dedo e se curva para a plateia. Em seguida os personagens POVO entram no palco e levantam o dedo.

Personagem – Povo

Sequência: vários falam.

- Já entendemos o dilema de vocês.

- Então vamos fazer nossa parte enquanto vocês cientistas estudam para compor o cenário do aquecimento.

- Vamos cuidar de nossa casa!

- Vamos racionalizar o uso e o consumo, para ver se o clima melhora.

- É, vocês têm razão, se os recursos científicos ainda são insuficientes para dizer algo, pelo menos nos livros de história as pessoas que viverem em 2100 não poderão nos culpar de degradar nosso habitat natural, também farei a minha parte para a construção de um mundo melhor.

- Só peço para não tornar tudo em pizza, caros cientistas, pois minha pele arde todos os dias quando eu varro a rua às 16:00 horas.

Sequência:

Todos dão uma boa gargalhada.

- Pois o sol não era tão intenso assim.

- Não queremos que vocês apenas provem quem está certo num evento de elevação do ego. EU NãO DISSE! Mas que apresentem soluções para resolver o problema.

- Nós também vamos cobrar soluções dos governos para diminuir os impactos da crise que se anuncia.

Sequência:

Todos falam juntos:

- Nosso lema agora é: Reciclagem, a Redução do consumo, Racionalização, o Consumo consciente, Organização, Solidariedade e Descarte correto.

Sequência:

Todos saem do palco, as cortinas fecham uma pessoa com um letreiro anuncia.

“TERCEIRO ATO – ANO DE 2100”

De volta a cena inicial da menina deitada no chão com o livro na mão. Desta vez um livro de capa verde. Ao fundo abre-se a cortininha e saem dois fantoches que conversam com a menina.

- Oi eu sou o MEIO!

- E eu sou o AMBIENTE!

- Nós dois juntos somos o Meio Ambiente. O que você está lendo menina?

Menina: Eu estou lendo um livro de faz de contas.

Bonecos: OHHHHHH!!!!!

Menina: Eu tenho dois livros: um de capa verde e outro de capa vermelha. O de capa vermelha ele conta a história que as pessoas não queriam ouvir um dia. O de capa verde conta a história que todos gostariam de ouvir um dia.

Bonecos: O que este livro que tem em suas mãos tem de bom a nos dizer?

Menina:

“Aqui conta a história de um país chamado Brasil, onda as pessoas que viviam no início do século XXI refletiram sobre seus próprios problemas e conseguiram transformar o pais numa civilização de respeito ao meio ambiente e a si próprios.

Eles primeiramente retiraram as pessoas da miséria, deram educação para todos e transformaram o habitat criando regras e conscientizando o povo que era preciso melhorar a qualidade de vida preservando o patrimônio cultural do país.

Depois implementaram ações que visavam repassar para as próximas gerações os valores aprendidos. Diminuíram o desperdício, reflorestaram grande parte das áreas de risco e recuperaram várias nascentes d’água, difundiram o biocombustível por todo o mundo e criou-se com isto um ciclo de recuperação da natureza pelo plantio e queima do combustível para consumo, encontram alternativas para as hidrelétricas produzirem uma maior quantidade de energia sem a necessidade de grandes reservatórios de água que tem um forte impacto sobre o volume de evaporações de água no efeito estufa.

O Brasil passou a ser o maior exportador mundial de créditos de carbono. Muitos empreendedores instalaram no país para comercializar tarefas ecologicamente corretas por processos poluidores no exterior. O país ficou do ponto de vista ecológico com uma qualidade do ar muito melhor que em outras partes do planeta.

A intensificação do calor fez com que a produção de alimentos explodisse, pois as plantas gostam muito de calor. E com o advento do calor as chuvas foram muito mais intensas, bom para o campo que produziu mais. Ruim para as cidades que tiveram que melhorar seu sistema de escoamento de água num primeiro momento. Foi bom para ambos, pois permitiu um amplo processo de planejamento habitacional melhorando a vida por todos os ângulos.

Foi inevitável realmente o aquecimento neste momento cíclico em parte devido a ação do sol, mas de equilíbrio pela ação do homem que foi capaz de contrabalancear as incertezas do momento. O mar elevou-se apenas 10 cm em 100 anos. Comparado proporcionalmente poucas áreas foram inundadas.

A vida nos polos sofreram uma explosão demográfica para muitas espécies, pois o leve aquecimento trouxe mais vida para o ambiente. As colônias de Krill ampliaram rapidamente com o aumento do fitoplântion principalmente no verão Antártico.

Os desmatamentos na Amazônia foram controlados graças a uma melhor distribuição de renda para os ribeirinhos e índios que tornaram os principais parceiros do governo federal na luta contra a derrubada ilegal da nata nativa.

Em 100 anos a mata atlântica ampliou de tamanho em 23% graças principalmente a incentivos fiscais de recuperação de áreas, o ecoturismo, práticas esportivas na natureza e um substancioso contrato de gestão de terras aproveitadas para o turismo em que o governo colabora com uma ajuda de custo e manutenção que propicia ganhos mais elevados aos agricultores na época áurea do café colonial.

Muitas espécies que estavam em processo de extinção foram para um abrigo ambiental chamado RESERVA ECOLÓGICA TECNOLÓGICA TERRESTRE onde as condições climáticas eram simuladas por equipamentos e os animais voltavam à reprodução sendo devolvidos aos seus meios naturais.

Com o nível de escolaridade mais elevado a população tornou-se mais exigente. Passando a entender melhor como era o processo de gestão da máquina pública. Como consequência o povo ficou mais exigente. O esclarecimento trouxe um ganho de vida muito superior e enfim o Brasil entrou no rol dos países que compõe o G8 – os oito países de economia mais desenvolvida do planeta – tornando-se um país de primeiro mundo.”

Bonecos: Nós ouvimos quando você recitou o livro vermelho. Agora que ouvimos você dizer sobre o livro verde eu gostaria de saber em qual livro você acredita?

Menina: Eu acredito no livro azul. Só que este livro ainda não está pronto, está sendo construído aos poucos. Tem um pouco do vermelho, não posso negar, mas também tem um pouco do verde.

Bonecos: Entendemos!!!

Menina: Eu quero realmente é que cada um de vocês que estão nos assistindo agora, seja qual for sua crença que feche os olhos:

Sequência:

É pedido para que toda a plateia feche os olhos para que a menina prossiga.

Menina: Agora que estão de olhos bem fechados que prometam para vocês mesmo, na fé ou nas verdades que cada um acredita que fará o melhor possível para salvar o planeta e construir um mundo melhor para que todos possam num futuro ter orgulho e respeito pelos seres desta nossa época que se esforçaram para a construção de um mundo melhor.

... CADA UM AGORA FAÇA SEU COMPROMISSO INDIVIDUAL!

Menina: agora que já se comprometeram com o mundo em que vivem é hora de irmos embora, mas antes quero que me tragam o cesto para ler algumas esperanças e expectativas que vocês trouxeram para nós antes de começar este espetáculo.

... É FEITA A LEITURA DOS CONVITES!

Sequência:

Todos os atores vêm para o palco e recebem os aplausos.

É colocado uma última informação ao público:

ESTA OBRA FOI DESENVOLVIDA POR MAX DINIZ CRUZEIRO PARA TER ACESSO AO TEXTO QUE ESTARÁ SOMENTE NO SITE ENTRE EM Menu: Aquecimento Global site: www.lenderbook.com !

Disponível apenas para contracenar em palcos, proibida sua reprodução para outros fins. Faça uma consulta prévia!

Autor: Max Diniz Cruzeiro

























 

Você sugeriu nós iremos escrever:

Também quero colaborar!


Possíveis tópicos:

Conhecimento {ok}

Conhecimento Empírico - a - {ok}

Conhecimento Vivencial {ok}

Conhecimento Filosófico {ok}

Conhecimento Teológico {ok}

Conhecimento Científico {ok}

Conhecimento Acadêmico {ok}

Conhecimento Tácito {ok}

Conhecimento Mítico {ok}

Conhecimento Contemporâneo {ok}

Conhecimento Básico {ok}

Conhecimento Intermediário {ok}

Conhecimento Avançado {ok}

Conhecimento Político {ok}

Conhecimento Social {ok}

Conhecimento do senso comum (saber da vida) {ok}

Conhecimento técnico {ok}

Conhecimento Artístico {ok}

Conhecimento Intuitivo {ok}

Conhecimento Intelectual {ok}

Conhecimento Emocional {ok}

Conhecimento Declarativo {ok}

Conhecimento Sensorial {ok}

Conhecimento Procedural {ok}

Conhecimento Explícito {ok}

Conhecimento Implícito {ok}

Conhecimento Discursivo {ok}

Conhecimento Descritivo {ok}

Conhecimento Inventivo {ok}

Conhecimento Ontológico {ok}

Conhecimento Deontológico {ok}

Conhecimento Empírico - b - {ok}

Conhecimento Epistemológico {ok}

Conhecimento Reflexivo {ok}

Conhecimento Histórico {ok}

Conhecimento Pessoal {ok}

Conhecimento Psicológico {ok}

Conhecimento Didático {ok}

Conhecimento Prático {ok}

Conhecimento Teórico {ok}

Conhecimento Abstrato {ok}

Conhecimento lógico {ok}

Conhecimento Geral {ok}

Conhecimento Específico {ok}

Conhecimento Metafísico {ok}

Conhecimento à Priori {ok}

Conhecimento à Posteriori {ok}

Conhecimento Jurídico {ok}

Conhecimento Onírico {ok}

Conhecimento Popular {ok}

Conhecimento Impositivo {ok}

Conhecimento Afirmativo {ok}

Conhecimento Positivista {ok}

Conhecimento Apositivista {ok}

Conhecimento Explicativo {ok}

Conhecimento Matemático {ok}

Conhecimento Autoavaliativo {ok}

Conhecimento Ficcional {ok}

Conhecimento Ilusório {ok}

Conhecimento Canônico {ok}

Conhecimento Multidisciplinar {ok}

Conhecimento Retórico {ok}

Conhecimento Transdisciplinar {ok}

Conhecimento Cósmico {ok}

Conhecimento Apócrifo {ok}

Conhecimento Vital {ok}

Conhecimento Linear {ok}

Conhecimento Multilinear {ok}

Conhecimento Meritocrático {ok}

Conhecimento Causal {ok}

Conhecimento Processual {ok}

Conhecimento Educacional {ok}

Conhecimento Familiar {ok}

Conhecimento Indutivo {ok}

Conhecimento Dedutivo {ok}

Conhecimento Extrapolativo {ok}

Conhecimento Evolutivo {ok}

Conhecimento Interpolar {ok}

Conhecimento Conotativo {ok}

Conhecimento Denotativo {ok}

Conhecimento Inferencial {ok}

Conhecimento Probabilístico {ok}

Conhecimento Referencial {ok}

Conhecimento Materialista {ok}

Conhecimento Espiritual {ok}

Conhecimento Mecanicista {ok}

Conhecimento Ambiental {ok}

Conhecimento Profissional {ok}

Conhecimento Angular {ok}

Conhecimento Estruturado {ok}

Conhecimento Automatizado {ok}

Conhecimento Logístico {ok}

Conhecimento Integrado {ok}

Conhecimento Avaliativo {ok}

Conhecimento Econômico {ok}

Conhecimento Antropológico {ok}

Conhecimento Medicinal {ok}

Conhecimento Agregativo {ok}

Conhecimento Valorativo {ok}

Conhecimento Sequencial {ok}

Conhecimento Estratégico {ok}

Conhecimento Artesanal {ok}

Conhecimento Literário {ok}

Conhecimento Televisivo {ok}

Conhecimento Radiofônico {ok}

Conhecimento Web {ok}

Conhecimento Consciencial {ok}

Conhecimento Racional

Conhecimento Contravencional

Conhecimento Global

Conhecimento Geográfico

Conhecimento Humano

Conhecimento Inteligível

Conhecimento Linguístico

Conhecimento Organizacional

Conhecimento Pedagógico

Conhecimento Prévio

Conhecimento Público

Conhecimento Químico

Conhecimento Estatístico

Conhecimento Textual

Conhecimento Ultrapassado

Conhecimento Universal

Conhecimento Útil

Conhecimento Vulgar

Conhecimento Zen

Conhecimento Ufológico

Conhecimento Clássico

Conhecimento Remissivo

Conhecimento Sexual

Conhecimento Liberal

Conhecimento NeoLiberal

Conhecimento Libertador

Conhecimento Encapsulante

Conhecimento Colonizador

Conhecimento Dominante

Conhecimento Colonizador

Conhecimento Cognitivo

Conhecimento Moderno

Conhecimento Holístico

Conhecimento Primitivo

Conhecimento Hip Hop

Conhecimento Estatal

Conhecimento Metódico

Conhecimento Livre

Conhecimento Profético

Conhecimento Aeroespacial

Conhecimento Físico

Conhecimento Náutico

Conhecimento Terrestre

Conhecimento Alimentar

Conhecimento Transitório

Conhecimento Aparente

Conhecimento Territorial

Conhecimento Lúdico

Conhecimento Escravista

Conhecimento Expansionista

Conhecimento Motivacional

Conhecimento Transformador

Conhecimento Etário

Conhecimento Reformista

Conhecimento Musical

Conhecimento Cinético

Conhecimento Tântrico

Conhecimento Módico

Conhecimento Populacional

Conhecimento Amostral

Conhecimento Locomocional

Conhecimento Vocacional

Conhecimento Militar

Conhecimento Difuso

Conhecimento Atemporal

Conhecimento Temporal

Conhecimento Efetivo

Conhecimento Conservador

Conhecimento Seletivo

Conhecimento Seccionado

Conhecimento Parlamentar

Conhecimento Imperial

Conhecimento Homogênio

Conhecimento Heterogênio

Conhecimento Ortodoxo

Conhecimento Heterodoxo

Conhecimento Variante

Conhecimento Helênico

Conhecimento Espartano

Conhecimento Vago

Conhecimento Superficial

Conhecimento Operacional

Conhecimento Natural

Conhecimento Lendário

Conhecimento Eterno

Conhecimento Bárbaro

Conhecimento Relacional

Conhecimento Circunstancial

Conhecimento Complexo

Conhecimento Civil

Conhecimento Empresarial

Conhecimento Proletariado

Conhecimento Público

Conhecimento Privado

Conhecimento Estacionário

Conhecimento Dinâmico

Conhecimento Contingencial

Conhecimento Orgânico

Conhecimento Bélico

Conhecimento Temerário

COnhecimento Ocupacional

Conhecimento Opressor

Conhecimento Kármico

Conhecimento Sistêmico

Conhecimento Oposicionista

Conhecimento Renovador

Conhecimento Massificador

Conhecimento Desmistificador

Conhecimento Manipulador

Conhecimento Classista

Conhecimento Reacionário

Conhecimento Demoníaco

Conhecimento Transversal

Conhecimento Conjulgado

Conhecimento Simétrico

Conhecimento Assimétrico

Conhecimento Essencial

Conhecimento Balizador

Conhecimento Irreal

Conhecimento Impróprio

Conhecimento Recíproco

Conhecimento Egonômico

Conhecimento Trabalhista

Conhecimento Cabalístico

Conhecimento Central

Conhecimento Retardatário

Conhecimento Rudimentar

Conhecimento Expontâneo

Conhecimento End≖mico

Conhecimento Retr⊚grado

Conhecimento Ativo

Conhecimento Passivo

Conhecimento Degustativo

Conhecimento Adulto

Conhecimento Infantil

Conhecimento Afrodescendente

Conhecimento Indígena

Conhecimento Masculino

Conhecimento Feminio

Conhecimento Homoafetivo

Conhecimento Marital

Conhecimento Reativo

Conhecimento Prescritivo

Conhecimento Informativo

Conhecimento Tradicional

Conhecimento Replicante

Conhecimento Normativo

Conhecimento Bibliográfico

Conhecimento Expositivo

Conhecimento Ecológico

Conhecimento Partidário

Conhecimento Metafórico

Conhecimento Redundante

Conhecimento Psíquico

Conhecimento Coletivo

Conhecimento Leigo

Conhecimento Lunar

Conhecimento Uniforme

Conhecimento Tangencial

Conhecimento Concreto

Conhecimento Egoico

Conhecimento Separtista

Conhecimento Inclusivo

Conhecimento Refratário

Multiplicação do Conhecimento

pseudo-conhecimento

Autoconhecimento

Etapas do Conhecimento

Aplicação do Conhecimento

Desenvolvimento Pessoal pelo Conhecimento

Comunicação

Níveis de Comunicação

Informação

Decisão

Ação

Linguagem

Sabedoria

UFO

Cineclube

Ciência

Casa

Tecnologia

Internet

Fotografia

Imagem

Turismo

Encontre nosso monitor e sugira também.Toda comunidade LenderBook pode sugerir Temas e/ou escrever para que outros possam apreciar.