:: DANÇA NA UNIVERSIDADE









Quando uma criança começa a dançar, geralmente inicia sua carreira no ballet clássico. Vai para uma academia e começa a aprender essa técnica quadrada e tão complexa, onde poucos são os casos em que escolhe de verdade por isso. É colocado ali pelos pais que desejam ver suas crianças no palco.

O ballet talvez seja a forma de dança mais popular, conhecida e admirada hoje em dia. Por mais que existam outros estilos, como a Dança contemporânea e as danças populares tradicionais, essa é a que tem maior numero de fãs.

Depois de anos e anos de ensaios, aulas e espetáculos, os caminhos se bifurcam: aquelas que definitivamente estavam ali pela vontade maternal deixam o mundo “rosa cetim” do ballet. Aquelas que aderiram a vontade dos pais e se apaixonam por aquilo que fazem, continuam. Quando crescem mais, os caminhos se separam novamente: algumas são pupilas desse mundo, com um talento muito grande e/ou um trabalho de muitos anos para dançarem divinamente e começam a sua carreira profissional por ali mesmo; dançando em festivais e indo para escolas famosas de dança pelo mundo mesmo que estas ultimas não sejam de ballet clássico.

Algumas escolhem um mundo totalmente à parte, a graduação, o nível superior nessa área e descobrem um mundo totalmente diferente. No Brasil, a graduação em dança existe em algumas universidades, mas o curso não é muito conhecido, apesar de aos poucos estar se revelando.

Especificando a cidade de Campinas, algumas escolhem e entram no mundo UNICAMP, Instituto de Artes, ao ser um mundo totalmente a parte do que se vê fora da cidade universitária.

No inicio, se descobre muito sobre quem o indivíduo é, quem a sua família foi, é e de onde veio. Aprende a ter consciência do seu próprio corpo e reconhece que muito daquilo que já aprendeu pode ser utilizado de inúmeras formas e em inúmeros casos e ao mesmo tempo milhões de conceitos que estavam errados ou distorcidos.

Chega um momento que tudo começa a fazer sentido. As disciplinas se relacionam numa forma intensa. A questão é: o quanto esse mundo universidade pode ser levado para a vida pessoal do graduando?

Na dança, o instrumento de estudo é sempre o corpo, um bem que está sempre com o aluno independente de sua vontade. Tudo o que se passa ao redor pode ser analisado, sendo este dança, musica, corpo, comemoração, trabalho ou futilidade qualquer da vida. O mundo começa a ser questionado de uma forma mais consciente e mesmo assim mais imaginativa e solta de padrões. Os preconceitos começam a ser revistos e os medos a serem enfrentados. O cientifico se torna mais constante e começa-se a acreditar somente naquilo que é visto, com uma pequena dose de imaginação no meio.

“Pessoalmente é uma palavra que não existe mais depois da faculdade”.

Cássia Navas disse isso em uma de suas aulas, e essa frase explica bem o parágrafo anterior.

Parece paradoxal ou contraditório, mas não é. Existe um trabalho de pesquisa sobre o próprio corpo enquanto a técnica corporal também é trabalhada.

Quanto a essa pesquisa corporal, Graziela Rodrigues, criadora do método utilizado no curso explica:

“(...) O percurso interior (imagens e registros emocionais) é desenvolvido em interação com o movimento exterior, buscando-se sempre uma qualidade que seja resultante da realidade do sujeito bailarino”. (Rodrigues, G; 1997).”

Esse método é o que parece fazer com que a parte sensorial e imaginativa do trabalho em dança traga um sentido mais científico aquilo que pode ser considerado contraditório.

Como exemplo pode-se trabalhar a imagem de um rio o qual faz parte da história do bailarino, criando a sensação de estar de verdade em um rio, trabalhando as sensações que ele traz, como ser frio, falta de gravidade, dificuldade em se mover, etc.

A partir dessas sensações em relação com o que foi aprendido em outras disciplinas, o movimento fica mais consciente, pois a dinâmica do movimento e seu caminho são identificados mais facilmente o que faz com que a parte sensorial também possa ser mais bem explorada com maior segurança, e mesmo assim a técnica aparece, tornando o movimento mais claro.

Levado em conta tudo isso, a analise passa a acontecer em tudo, no caminhar de qualquer pessoa, os cheiros que sentimos, o gosto daquilo que comemos e isso, aliado ao aprendizado traz a noção de desprendimento de rótulos e uma seleção maior daquilo que se apreende, pois nem tudo serve, por mais que pareça bonito ou que pareça orgânico ao corpo.

A Universidade traz uma reorganização do individual, quando faz com que nós mesmos nos tornemos mais conscientes daquilo que somos, num outro momento traz a noção do outro, e de como essas duas noções podem se relacionar, assim como discute também fatores importantes para o crescimento do aluno como a universidade em geral e o mercado de trabalho que irão enfrentar depois da faculdade, mas na maioria dos casos durante o próprio percurso na universidade.

Isso nos leva a pensar em como a dança é levada em conta por outras áreas na universidade.

Considerando algumas discussões informais com alunos de outras áreas da UNICAMP (principalmente exatas), e institutos que são construídos (ou não) pelo campus, surgiu uma questão interessante: Qual o tipo de conhecimento que a dança produz? Porque um curso de graduação em Dança? Porque a verba é tão pequena e mesmo assim o curso é tão bem conceituado em guias de universidades?

Seria a dança vista pela população brasileira como apenas mais uma diversão, que se encaixa no antigo conceito de “pão e circo” romano?

A arte parece não ter reconhecimento, pois não traz nada de físico, concreto ao mundo. Tudo aquilo que se é criado não pode ser repetido na mesma forma, colocado em uma caixinha azul e distribuído para qualquer pessoa. Depende um pouco talvez da imaginação de quem assiste. Não deixa de tornar-se caro e não passível de ser chamado de produto.

Convém pensarmos que a dança na universidade não deveria criar produtos e sim pesquisas e essas pesquisas, quando focam no próprio instituto, acabam por ser mais subjetivas do que objetivas ou mais abstratas que concretas, trazendo mudanças no próprio corpo que não são necessariamente visíveis por outros. Isso faz com que quem está de fora acredite que a pesquisa não traz nada de adicional em questão cientifica e de conhecimento para a população em geral como em outras áreas.

O instrumento do bailarino é o próprio corpo, assim como o instrumento de um engenheiro da computação é seu computador. A dificuldade maior está em entender que o corpo se transforma sempre, pois tem influências não só vindas do ambiente externo, como tem influências internas também, como as orgânicas.

O ser humano é o único animal passível de raciocínio e essa também é uma influência importante no corpo de uma pessoa. É esse instrumento que o estudante de dança tem que agregar a sua pesquisa, mesmo sendo o corpo humano uma máquina tão fabulosa e ainda assim não descoberta integralmente.

Sendo assim não é necessário que haja tanta verba para a “diversão da população”.

Refletir sobre o tipo de conhecimento que a dança produz, a partir de todo um estudo da arte e da dança na universidade, chega-se a conclusão de que há uma pesquisa subjetivamente palpável, e que esta faz uma ponte entre o cientifico, o sensitivo e o biológico.

Acredita-se que a Graduação em nível superior em dança propicia uma relação de pesquisa em si mesmo e no outro. Essa pesquisa tem uma consciência corporal mais apurada, podendo propiciar tanto ao aluno como na população em geral um conhecimento que relacione o que o profissional de educação física, o de biologia (anatomia, fisiologia) e o da área de saúde publica fazem, relacionando-se entre si e com a parte criativa humana; esta que se perde cada dia mais dado a otimização da mão de obra trabalhadora desde a era da revolução industrial, na qual as múltiplas atividades do campo passam às industrias de um modo que o homem pratica uma única atividade durante um longo período de tempo e diminui sua capacidade criativa. (readaptado de Read, Herbert – 1983).

Num nível científico, o estudo se torna mais crível e fundamentado.

Arrisca-se a dizer que este conhecimento pode fazer com que a população pense. E deixe as futilidades de lado e passe a analisar os fatos que passam pelo mundo a sua volta. No Brasil essa alienação existe muito forte ainda, e com isso o mercado de trabalho mostra uma demanda de oferta muito baixa, já que não há espaço.

Cabe ao estudante dessa área abrir portas. Desde o inicio do curso é dito aos alunos:

“É preciso criar novas profissões na área de dança” (Cássia Navas – durante mais uma de suas aulas).

Isto é uma realidade, acima disso talvez esteja o reinventar essas profissões e mostrar à todos o grande mundo do pensar criando.

Nesse âmbito a dança pode abrir portas para um mercado de trabalho muito mais amplo e prazeroso para quem assiste. Talvez dessa maneira possamos parar de entregar bulas para os espectadores de nossos espetáculos para que estes só assim consigam entender o que queremos dizer, colocar a vida no palco de uma maneira mais acessível mesmo assim saindo do convencional.

Autora: Patrícia Rosin Lacintra Vechia
Este sitio respeta su modelo económico. Si usted es capitalista como para darse cuenta de las ganancias en el consumo de nuestros productos y servicios a pagar el valor monetario en relación con una parte de mérito en su nombre. Si el modelo se piensa pago Socialista con algún beneficio social que puede contribuir a la actividad de LenderBook. Si su modelo de pensamiento es la participación comunista y extender su ventaja a nosotros como pago.

Max Diniz Cruzeiro

Electronics Technician

Bachelor of Statistics

Post graduate in Clinical and Business Psychopedagogy

MBA in Marketing and Social Networks

Postgraduate in Clinical Neuroscience

Postgraduate in Psychoanalytic Theory

Doctor PhD Student in Philosophy - Psychology: Cognitive

Self-taught Writer

Self-taught Ufologist

Specialist Self-taught in Remote Sensing





:: A LenderBook recebe as seguintes moedas de troca por suas atividades:

# Conhecimento;

# Benefícios;

# Dinheiro em Espécie;

# Melhorias;

# Expansão Programada;

# Bens, produtos e Serviços;

# Valoração de nossas atividades (Imagem);

# Destaque e Reconhecimento

# Canalização de recursos para nossos players a fim de que o desenvolvimento percebido contemple nossas atividades.

Os pagamentos seguem de acordo com o Modelo de Percepção Econômica de nossos Clientes cuja base principal é a visualização de um BENEFÍCIO DE NOSSO CLIENTE em que uma parcela do GANHO DE NOSSO CLIENTE é revertido em moeda de troca para a Atividade da LenderBook de acordo com a consciência do CLIENTE. Nossos clientes estelares podem efetuar o pagamento conforme os meios legais estabelecidos dentro de seus agrupamentos e seus parceiros no planeta terra.

Max Diniz Cruzeiro

Agradecemos a todos os nossos Clientes Estelares que já efetuaram o pagamento das atividades nos encaminhando via telepatia projetos para a LenderBook COMO FORMA DE PAGAMENTO.

Agradecemos todos os nossos Clientes Capitalistas que já efetuaram a compra de nossos livros através da AMAZON

Agradecemos nossos Clientes Comunistas, em especial a Coreia do Norte, por INTERMÉDIO de sua Embaixada, pela retribuição inicial de um Jantar EM SUAS INSTALAÇÕES, como pagamento de nossas contribuições até o momento.

Agradecemos aos nossos Clientes Socialistas, principalmente amigos que contribuiram extendendo benefícios em suas horas de recreação, lazer e alimentação.


O TRABALHO ACIMA É SOBRE REDES NEURAIS: ACESSE A IMAGEM"
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA: Neuroempreendimentos Aqui ensinamos você montar a Rede Neural de sua Atividade Empresarial!

:: Relatório do Concurso Whatsapp

Torno público todo o aprendizado, do concurso Whatsapp, que já encaminahdo para o SENADO FEDERAL e para o MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO.

O intuito deste informativo é a leitura seletiva, para que cada setor apenas adquira a informação relativa a sua área, caso você deseja fazer a leitura integral será de responsabilidade do leitor em saber das informações aqui catalogadas. É permitido divulgar essa informação nestes moldes para quaisquer seguimentos. (37 páginas de word) Para acessar entre na LenderBook

Atenciosamente,

Max Diniz Cruzeiro

LenderBook Company

www.lenderbook.com




100% of the production of texts is in Portuguese!
95% of text production is in English!
90% of the production of texts is in Spanish!
The records from 2105 to 52104 is a great mechanical phrase writing experiment crafted in excel!









ADIÇÃO (17/Jul/2017) NO SITE LenderBook

INSAUT MATERIAL PRINCIPAL DA LENDERBOOK



Listar índice completo...





Previsão para Setembro de 2016














O TRABALHO ACIMA É SOBRE REDES NEURAIS: ACESSE A IMAGEM"
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA: Neuroempreendimentos Aqui ensinamos você montar a Rede Neural de sua Atividade Empresarial!


The film contains technology information!










Release (Book of Knowledge): Pay for this book the price of a Fast Food your city in our donation systems (paypal or Pague seguro).

Lançamento (Livro do Conhecimento): Pague por este livro o preço de um Fast Food da sua cidade em nossos sistemas de doações (Pague seguro ou paypal).


Version Original +- 4,3 MegaBytes
].....[
Version with Art +- 75 MegaBytes
].....[
Doando você estará ajudando alguém através de nossos projetos














Amigos,
Bom dia,
Ofereço serviços de impressão a Laser frente e verso de excelente qualidade:
Regra: o trabalho deve estar digitalizado e não necessitar de qualquer tipo de revisão
Especificação: Folha A4
Valores:
Apenas toner preto: 15 centavos cada página
Com toner colorido: 30 centavos cada página

Obs.: Não é serviço de xerox a qualidade é igual a impressão de livro. Não fazemos desconto. Os valores de impressão para este tipo de serviço no mercado é de 25 centavos para toner preto e 1 real para toner colorido.
Se souberem de algum estudante que queira imprimir algum trabalho de alta qualidade repasse o meu e-mail por favor. Conforme o volume entrega no dia seguinte. Serviço realizado no período noturno. Necessário pedir com antecedência para entrar na fila de impressão.
Enviamos o material impresso através dos Correios para sua casa (Impressão + custos de envio). Aproveite a oportunidade selecione nossos textos que enviamos para você o seu arquivo digital impresso. Pagamento antecipado via paypal ou pagseguro.
lenderbook@gmail.com

A rede social da Cultura Brasileira
Disponível para todos que nutrem um amor inconfundível por esta pátria chamada Brasil.

Uma iniciativa do Ministério da Cultura - Governo Federal




Site designed and supervised by Clinical Neuroscientist.

Site desenvolvido e orientado por Neurocientista Clínico.

Max Diniz Cruzeiro



Welcome to Heavenly groupings

The brothers who are outside the celestial vault,

thanks for your existence,

Come to us all that comes from you what is good,

Is made a conscious and collective will,

On Earth as elsewhere

Let us be worthy of our own support

Spare us the misunderstanding that arises from our essence

Just as we are able to reflect and

limit the badly that arises within us and in relation to other beings

If you know of any fault of mine, show me the way to recover.

To build together a heavenly nation for the common good.

Bem-Vindos aos agrupamentos Celestiais

Aos irmãos que estão fora da abóboda celeste,

obrigado pela sua existência,

Venha a nós tudo o que procede de ti que for bom,

Seja feita uma vontade consciente e coletiva,

Assim na Terra como em outros lugares

Sejamos merecedores de nosso próprio sustento

Perdoai-nos a incompreensão que aflora de nossa essência

Assim como somos capazes de refletir e limitar o mal que aflora dentro de nós e em relação a outros seres

Se souberes de alguma falta minha, me mostre o caminho para me recuperar.

Para construirmos juntos uma nação celestial para o bem comum.

We need financial resources for the translation of our texts and if you are able to perceive a human gain in your life with our information please consider donating to our activity.

Nós necessitamos de recursos financeiros para a tradução de nossos textos e se você é capaz de perceber um ganho humano em sua vida com nossas informações favor considerar a possibilidade de fazer doações para nossa atividade.













The star contains more than 2,000 pages of information!








Insaut - Pular Informações corporativas e ir para o texto


10 ANOS DE LENDERBOOK





INSAUT TOP