ministério da cultura

:: Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXVIII]


Laisse: Me Ensina a Te Amar [Romance XXVIII]

Aos finais de semana tinha um passatempo interessante. Montei no quintal de casa uma estufa onde colecionava uma infinidade de plantas. Tinha um carinho especial pelas bromélias. Também pela minha coleção de orquídeas.

Preparar os vasos necessita de muita paciência e dedicação. Primeiramente de manhã ao entrar no ambiente verde das minhas plantas criei o hábito de conversar com elas.

De acariciar suas folhas, e sentir o cheiro que saía das rosas e flores. Gostava de ir regando as plantas ao mesmo tempo em que arrancava com minhas mãos lagartinhas que poderiam prejudicar a essência das folhas ou da floração.

Preparava num canto materiais de compostagem para ajudar na adubagem do material. Por vezes meu marido não gostava muito de me ajudar a cuidar desta parte por não conseguir se adaptar com o processo fermentativo que saia no processo de fabricação do esterco.

Possuía também uma coleção de avencas que mantinha longe do olhar de curiosos porque é uma planta muito sensível a energias densas. Desta forma elas não tinham a propensão de ficarem murchas quando alguém não acostumado com plantas entrasse no recinto.

Tinha também uma coleção de comigo ninguém pode, e outras de pimentas artesanais que também tinham a finalidade de purificar o ambiente.

Quando pressentia que elas estavam alegres enviava-lhes para o interior de minha casa com o intuito de fazer a proteção do ambiente e também dar um ar de graça para desfazer a monotonia do ambiente.

 Tinha também uma coleção de plantas carnívoras para criar um ecossistema que cuidasse do excesso de insetos em virtude dos processos de compostagem que atraiam quase sempre algumas espécies indesejáveis deles.

No início quando assimilei da necessidade de podar e orientar o crescimento das plantas sentia um pouco de angústia por raciocinar que estava a fazer uma agressão a um organismo biológico sem defesa. Mas assim que compreendi a necessidade de renovação destes seres passei a comungar como sendo um instrumento de utilização destes elementais para que tivessem suas vidas mais saudáveis e prósperas.

Aprendi muito com as plantas. Gostava muito de preparar meu tapete de bambu no orquidário, porque a meditação me parecia fluir de forma mais harmoniosa e agradável.

A maioria de minhas orquídeas não exalavam perfumes. Por esta razão a paz que sentia em estar isolada em estado profundo de meditação me distanciava de qualquer força ou interferência que poderia sentir provinda do ambiente.

Depois do quarto mês cuidado de plantas já tinha uma outra identidade como pessoa a formar minha personalidade.

Até o ritmo de minha transpiração havia ficado mais suave e meus batimentos cardíacos não cobravam de mim estados alterados de ansiedade.

Ao me harmonizar com as plantas estava a entrar em sintonia comigo mesma. Não era a Laisse executiva que entrava naquele orquidária, era a Laisse zen, com um astral que se elevava e que compreendia como as pequenas transformações do cotidiano são válidas para serem compartilhadas com um olhar a cada dia, em que as pequenas descobertas se somam para conquistar um grau de liberdade e perfeição característico de quem adquire um autorrespeito em aprender a cuidar do próximo.

Eu sabia que uma mulher que se prepara para cuidar de seres inocentes como plantas e o faz com grande esmero é capaz de estar apta a reproduzir a sua espécie.

Estes pequenos estudos do meu comportamento que me fazia sentir mais próxima de mim mesmo passei a catalogá-los na forma de anotações que traduziam o meu raciocínio como visualizava o mundo quando estava em comunhão com a natureza.

Queria compartilhar meu aprendizado com meu marido, mas os homens que nasceram em ambiente que não estão ligados ao campo são incapazes de perceber este elo que temos com a natureza que praticamente nos suplica para que possamos despender um pouco de nosso tempo para ajuda-los em seu processo de desenvolvimento.

Era como se a mão do Criador repousasse sobre mim e me fizesse instrumento para que a sua grande obra fosse capaz de prosperar aqui na terra.

E me encontrando neste mundo era suficiente para mim me pacificar ainda mais e reconhecer a minha pequenez nesta grande obra que aparentemente não tem um final que não seja um estado de graça infinito.

Sentia que esta força que ao manipular estes pequeninos seres nos meus finais de semana passava a orientar a minha vida trazendo um pouco de paz e harmonia para o meu lar.

Porque eu Laisse sou instrumento da mão de Deus sobre mim!



28/09/2014 - Max Diniz Cruzeiro
Eu quero participar!
Faça seu comentário

Critério

Crítica
Sugestão
Ideia
Desabafo
Elogio
Sentimento
Outro

Título


Somente palavras e/ou números

Seu comentário

Somente palavras e/ou números em português ou inglês
Limite de 500 caracteres.

Nota

-100 a +100

Cidade

Estado

País


Organização e ordenação de Registros Textuais
OortBook® organizando informações para melhor atendê-lo!



Este sitio respeta su modelo económico. Si usted es capitalista como para darse cuenta de las ganancias en el consumo de nuestros productos y servicios a pagar el valor monetario en relación con una parte de mérito en su nombre. Si el modelo se piensa pago Socialista con algún beneficio social que puede contribuir a la actividad de LenderBook. Si su modelo de pensamiento es la participación comunista y extender su ventaja a nosotros como pago.

Max Diniz Cruzeiro

Electronics Technician

Bachelor of Statistics

Post graduate in Clinical and Business Psychopedagogy

MBA in Marketing and Social Networks

Postgraduate in Clinical Neuroscience

Postgraduate in Psychoanalytic Theory

Doctor PhD Student in Philosophy - Psychology: Cognitive

Self-taught Writer

Self-taught Ufologist

Specialist Self-taught in Remote Sensing

100% of the production of texts is in Portuguese!
95% of text production is in English!
90% of the production of texts is in Spanish!
The records from 2105 to 52104 is a great mechanical phrase writing experiment crafted in excel!









ADIÇÃO (21/Jun/2017) NO SITE LenderBook

INSAUT MATERIAL PRINCIPAL DA LENDERBOOK



Listar índice completo...





Previsão para Setembro de 2016













The film contains technology information!






Release (Book of Knowledge): Pay for this book the price of a Fast Food your city in our donation systems (paypal or Pague seguro).

Lançamento (Livro do Conhecimento): Pague por este livro o preço de um Fast Food da sua cidade em nossos sistemas de doações (Pague seguro ou paypal).


Version Original +- 4,3 MegaBytes
].....[
Version with Art +- 75 MegaBytes
].....[
Doando você estará ajudando alguém através de nossos projetos














Amigos,
Bom dia,
Ofereço serviços de impressão a Laser frente e verso de excelente qualidade:
Regra: o trabalho deve estar digitalizado e não necessitar de qualquer tipo de revisão
Especificação: Folha A4
Valores:
Apenas toner preto: 15 centavos cada página
Com toner colorido: 30 centavos cada página

Obs.: Não é serviço de xerox a qualidade é igual a impressão de livro. Não fazemos desconto. Os valores de impressão para este tipo de serviço no mercado é de 25 centavos para toner preto e 1 real para toner colorido.
Se souberem de algum estudante que queira imprimir algum trabalho de alta qualidade repasse o meu e-mail por favor. Conforme o volume entrega no dia seguinte. Serviço realizado no período noturno. Necessário pedir com antecedência para entrar na fila de impressão.
Enviamos o material impresso através dos Correios para sua casa (Impressão + custos de envio). Aproveite a oportunidade selecione nossos textos que enviamos para você o seu arquivo digital impresso. Pagamento antecipado via paypal ou pagseguro.
lenderbook@gmail.com

A rede social da Cultura Brasileira
Disponível para todos que nutrem um amor inconfundível por esta pátria chamada Brasil.

Uma iniciativa do Ministério da Cultura - Governo Federal




Site designed and supervised by Clinical Neuroscientist.

Site desenvolvido e orientado por Neurocientista Clínico.

Max Diniz Cruzeiro



Welcome to Heavenly groupings

The brothers who are outside the celestial vault,

thanks for your existence,

Come to us all that comes from you what is good,

Is made a conscious and collective will,

On Earth as elsewhere

Let us be worthy of our own support

Spare us the misunderstanding that arises from our essence

Just as we are able to reflect and

limit the badly that arises within us and in relation to other beings

If you know of any fault of mine, show me the way to recover.

To build together a heavenly nation for the common good.

Bem-Vindos aos agrupamentos Celestiais

Aos irmãos que estão fora da abóboda celeste,

obrigado pela sua existência,

Venha a nós tudo o que procede de ti que for bom,

Seja feita uma vontade consciente e coletiva,

Assim na Terra como em outros lugares

Sejamos merecedores de nosso próprio sustento

Perdoai-nos a incompreensão que aflora de nossa essência

Assim como somos capazes de refletir e limitar o mal que aflora dentro de nós e em relação a outros seres

Se souberes de alguma falta minha, me mostre o caminho para me recuperar.

Para construirmos juntos uma nação celestial para o bem comum.

We need financial resources for the translation of our texts and if you are able to perceive a human gain in your life with our information please consider donating to our activity.

Nós necessitamos de recursos financeiros para a tradução de nossos textos e se você é capaz de perceber um ganho humano em sua vida com nossas informações favor considerar a possibilidade de fazer doações para nossa atividade.










The star contains more than 2,000 pages of information!






Insaut - Pular Informações corporativas e ir para o texto


10 ANOS DE LENDERBOOK





INSAUT TOP