:: Entenda os juros filosoficamente









Os juros foi uma invenção cujo registro mais antigo data da época de desenvolvimento do povo sumério. A base dos juros é o adiantamento de moeda para cobrir determinada necessidade de um indivíduo em troca de uma remuneração que será calculada tendo por base o período em que o dinheiro deverá ser devolvido a quem o emprestou.

No mundo árabe atual tal prática é considerada um crime, mas no ocidente e em grande parte da porção oriental do globo é largamente utilizada servindo como um dinamizador que canaliza dinheiro para satisfazer necessidades de curto e médio prazo de indivíduos que desejam finalizar negócios.

A lógica dos juros é que o quanto mais rápido o capital emprestado ficar nas mãos do devedor, menor será o montante ou valor final que deverá ser restituído a ele. Sobre os juros incide uma taxa hipotética. Esta formalização em termos percentuais do valor que deverá ser devolvido dado um certo tempo ou período foi uma formulação generalista brilhante que possibilitou medir, mesmo que instintivamente, o ônus pelo empréstimo do capital.

Então:

Juros = Capital x taxa x tempo do empréstimo

Entenda como capital a parcela que deve ser entregue de imediato para o devedor. Como taxa o percentual que deverá ser devolvido. E tempo do empréstimo é o período em que o devedor levará para pagar o capital apropriado no momento da contratação do serviço. Este sistema de medidas é chamado de juros simples.

A Fórmula acima facilitou muito o entendimento e permitiu que os futuros devedores ou indivíduos a procura de dinheiro pudessem tomar uma decisão do momento mais indicado em contrair uma dívida e de qual agente financeiro possuía as melhores condições na oferta de capital para formalizar um empréstimo.

Percebendo logo o volume de transações que este comércio estava desenvolvendo os países procuraram regulamentar o setor adicionando impostos e taxas sobre as operações financeiras, com a finalidade de auferir vantagem econômica das partes envolvidas.

Então:

Juros = Capital x ( 1 + taxa)[Elevado](tempo do empréstimo) - Capital

Onde [Elevado] é o sinal de potenciação

Para facilitar a compreensão da fórmula entenda juros para esta fórmula como sendo a relação entre o dinheiro emprestado, que é o capital, a uma razão de determinada taxa que refletirá sobre si mesma, ou seja, a cada mês irá acumular-se na razão de 1 unidade e sua taxa fixa dado um determinado período.

Porém o mercado financeiro logo se modernizou e novas práticas de juros foram adicionadas ao sistema possibilitando ao agente financeiro cobrar o juro sobre o montante visualizado ao final do dia. E seu poder de “fogo” ia se ampliando criando uma atmosfera de juros sobre montante (capital + juros) para cada unidade de tempo até o pagamento final de toda a dívida.

É fácil perceber que neste sistema matemático-financeiro se uma pessoa necessita de 100 unidades de moeda hoje para pagar quando puder com um incremento de 10 porcento a cada mês (10%), no primeiro período ela estará devendo 110 unidades, no segundo mês caso não tenha pagado tudo estará devendo 121 unidades. Este sistema de medidas é chamado de Juros Compostos.

Se estivesse estabelecido um contrato para juros simples conforme a fórmula anterior ao final do primeiro mês sobre mesmas condições o devedor precisaria desembolsar 110 unidades. Até aqui tudo parece refletir a mesma lógica de pensar, mas no entanto se continuar a seqüência lógica do pensamento para resgatar a dívida quando se completa o segundo período ele já teria que desembolsar a quantia de 120 unidades monetárias.

Existe, portanto uma relação direta entre juros simples e juros compostos. E ela é a seguinte:

Juros simples <= Juros compostos

Existe também uma outra variação de juros onde o fator que varia é a taxa contratada. Um exemplo hipotético poderia um agente financeiro querer premiar seus clientes que pagassem o mais rapidamente um empréstimo concedido. Assim, o agente poderia conceder para dez períodos o seguinte sistema de taxas:

Para pagamentos até o final do Primeiro período a taxa cobrada seria de 1%; para o segundo 1,25%, o terceiro 1,50%, o quarto 1,75%, o quinto 2%, o sexto 2,25%, o sétimo 2,50%, o oitavo 2,75%, o nono 3% e para o décimo período 3,25%.

Note que quanto mais rápido este cliente quitar o débito mais baixa será a taxa cobrada. Neste sistema de Juros Progressivos pode ser admitido tanto os Juros Simples como os Juros Compostos. No primeiro se um indivíduo resolve pagar no terceiro mês o capital emprestado (por exemplo, 100 unidades de moeda) terá que desembolsar um valor adicional ao capital de J = 100 x 1,50% x 3, ou seja J = 4,5 unidades de moeda, enquanto que se for utilizado neste modelo de Juros Complementar o método dos Juros Compostos para o mesmo período de 3 meses, o juro devido seria de J = 100 (1+1,5%)[Elevado]3 - 100, ou seja J = 4,5678375 unidades monetárias.

Para a tomada de decisão de um indivíduo em assumir um empréstimo é necessário que ele tenha em mente uma vantagem relativa que é superior ao ônus contraído pela dívida. Uma pessoa centrada sob esta ótica deve perceber se tal vantagem econômica, pessoal, ou interna é suficientemente grande para assumir o risco de ter que pagar pelo capital contraído.

Ter dinheiro custa caro, ainda mais quando outros valores intervenientes entram num modelo econômico, como pagamento de impostos em virtude do empréstimo, pagamento de juros decorrente de inflação, pagamento de juros decorrente de atrasos e variações na tabela de empréstimos.

Nas variações da tabela de empréstimos podem ocorrer duas situações: A primeira delas é o indivíduo contratar um serviço de um agente financeiro com uma taxa de juros variável e o preço da moeda durante o período aumentar substancialmente de valor, remunerando ainda mais a dívida tornando o empréstimo muito dispendioso. A segunda hipótese são empréstimos com taxas de juros fixas determinadas no instante zero quando o contrato é firmado. Neste caso pode ocorrer que o mercado desonere a moeda durante o período de contrato, tornando a taxa contratada muito superior as novas taxas que o mercado está oferecendo aos indivíduos.

Falando de forma probabilística existem por parte do contratante do empréstimo dois tipos de erro que ele deve tentar evitar: Primeiro ele contratar uma taxa que varia ao longo do tempo dado que o valor da moeda também amplia ao longo do período; Segundo, ele contratar uma taxa fixa ao longo do tempo dado que o preço da moeda abaixa ao longo do tempo.

Qual é o tipo de erro mais grave? Para este tipo de situação não temos muito que refletir, pois é tácito perceber que o primeiro tipo de erro de estratégia tende muito mais a fornecer prejuízos para o indivíduo do que o segundo caso. Aliás, não havendo impedimentos como impostos e taxas contratuais, no segundo caso, o cliente poderá efetuar um outro empréstimo para quitar aquele que lhe dará maior prejuízo ficando responsável pela dívida daquele empréstimo cuja taxa é bem mais compensadora.

Os juros nem sempre são relações de empréstimos para um indivíduo comum. Pode ser uma oportunidade econômica no momento que ele abre uma Poupança ou contrai um título de capitalização. Neste caso é o agente financeiro que está com necessidade de capitalizar-se. Então ele contrai a dívida cobrando uma taxa ao contribuinte por deixar o dinheiro em seu sistema financeiro.

Parece ilógico, mas existe uma regra fundamental adotada pelos bancos cuja taxa de juros ofertada para os indivíduos comuns em poupanças e títulos de capitalização é inferior à taxa cobrada pelos mesmos no empréstimo de capital para os consumidores em geral.

Quanto maior a insegurança do mercado maior será a taxa de juros cobrada pelo agente financeiro a sua clientela. A inflação elevada obriga também os agentes financeiros a cobrar taxas reais de juros de seus clientes encarecendo ainda mais a moeda para quem contraiu certo capital.

Também convém esclarecer que os agentes financeiros trabalham com uma margem de perdas por inadimplementos ou atrasos, morte por parte do contraente e falta de condições financeiras de quitar o montante devido. Os custos são repassados para todos os empréstimos concedidos de forma embutida sobre o preço da moeda. Quanto mais recorrentes são estes fatores expostas maior é a taxa contratada para aquisição de moeda.

Na falta de bens os agentes financeiros não podem ir até a justiça solicitar a prisão por dívida por parte de seu cliente, uma vez que a justiça não ampara nenhum tipo de prisão por dívida cujo fator seja ressarcimento de dívida com agente financeiro.

Por isto é muito comum no contratado para prestação do serviço o agente solicitar avalistas ou declaração de bens que poderão ser penhorados caso a dívida contraída não seja quitada dentro do estabelecido no contrato.

Para formalização de um contrato de empréstimo também é necessário que os agentes envolvidos tenham plena capacidade jurídica para responderem pelos próprios atos. Uma pessoa menor de idade, por exemplo, não poderia contrair um empréstimo ao menos que fosse amancipado e passasse a responder por si próprio pelos atos que pratica.

Outra forma de auferir juros de agentes financeiros é a modalidade de consórcio, onde o contratado paga mensalmente uma parcela ao agente que irá rentabilizar seu investimento para ao final de um período entregar determinada quantia em dinheiro, ou bens móveis, ou imóveis. O agente cobra uma taxa de administração. Esta taxa é a remuneração pelo trabalho de gerenciar todo o negócio de terceiros. Sorteios são ofertados para o grupo que compõe esta carteira de negócios e aos poucos cada integrante recebe o objeto de contratação, mas todos com a mesma obrigação de quitar a dívida, em caso de recebimento antecipado do prêmio. Por conta de prejuízos em decorrência de falta de pagamento de parcelas e abandono do grupo os agentes financeiros têm optado por apólices de seguro e por reservas de valor que permitem recompor o patrimônio de terceiros por parte da administração do consórcio.

Outra forma de cobrança de juros é através do atraso no pagamento de contas a determinado fornecedor que entrega seu produto adiantado principalmente pela dificuldade de chegar a um valor fixo, sendo este variável e cobra pelos serviços postecipados. Exemplos comuns são o pagamento de água, luz e telefone. Geralmente o contrato estipula qual o valor da multa ou juros que deverá ser cobrado do indivíduo que não honrou como o compromisso de pagar pelos serviços consumidos.

As contribuições para aposentadorias também são remuneradas por sistemas de juros que por sua vez são determinados de acordo com as aplicações que os recursos são alocados para a geração de dividendos aos associados. Juros neste caso é uma remuneração, um fator positivo para o contribuinte, que irá esperar um período médio ou longo para poder usufruir do capital economizado ao longo do tempo.

Richard Price desenvolveu um novo tipo de sistema a Tabela Price (Sistema Francês de Amortização) é um método que as parcelas a serem pagas são constantes. Existem dois componentes que fazem parte das parcelas: os juros e as amortizações. Os primeiros todos os meses são aplicados através de juros compostos ao montante sendo as amortizações relativa a parte do capital que está sendo paga naquele mês específico. A cada mês seguinte como os juros compostos incidem sobre o montante devido, as parcelas de juros são menores e conseqüentemente as amortizações (parcelas referentes ao montante), que são definidas pelo valor da parcela subtraído dos juros, são crescentes. Ao final do período estipulado para pagamento de todas as parcelas o resto das amortizações e juros é igual a zero.

Sistema de amortização Constante. É um sistema cuja amortização é sempre a mesma. As prestações são variáveis e decrescentes. Os juros são calculados sobre o montante devido e por esta razão ele também é decrescente em relação a cada período.

No sistema de pagamento único o devedor tem a obrigação de quitar a dívida ao final do período contratado. Durante o decurso não existe amortização das parcela apenas incidência de juros sobre juros que comporão o montante ao final do período.

No sistema de pagamentos variáveis o devedor poderá pagar o valor que quiser dentro do prazo estipulado. Sempre os juros irão recair sobre o montante devido deduzido é claro os pagamentos anteriores. Este sistema permite ao cliente desenvolver uma estratégia de pagamentos de acordo com sua capacidade de pagamento.

No sistema americano o devedor paga os juros ao final de cada período, deixando o montante para pagamento ao final do período contratado. Esta forma de dívida é bastante utilizada para pagamentos da dívida externa de países em desenvolvimento e subdesenvolvidos.

O sistema de amortização misto as prestações são elaboradas a partir de uma média retirada da prestação que seria utilizada pelo sistema Price pelo sistema de Amortização Constante. Uma característica deste modelo é que a média garante prestações ou pagamentos decrescentes, com pagamento de juros também decrescentes e amortizações crescentes. Não esqueçam que prestação é amortização mais juros.

O sistema alemão os juros são pagos antecipadamente e as prestações são iguais. Apenas no primeiro pagamento a prestação corresponde aos juros contratados, nos demais casos as prestações são idênticas. As amortizações são crescentes e os juros decrescentes. Para o cálculo da prestação é necessário desenvolver as fórmulas:

P = (capital x taxa) / (1 – (1 – taxa)[Elevado]período);

Valor do Período 1 = capital x ( 1 – taxa)[Elevado](período -1); e,

Valor do Período k = Valor do Período 1 / (1 –i)[Elevado](k-1).

Entende-se por taxa de juros nominal a taxa que está sobre o valor de face de um contrato. Nem sempre a taxa nominal é uma taxa efetiva. Entenda por taxa efetiva aquela que realmente que um indivíduo deverá pagar para um agente financeiro. A taxa de juros real é aquela que representa o valor nominal descontado da taxa de juros da inflação. A seguinte relação é válida:

Taxa de Juros Efetiva >= Taxa de Juros Nominal

A principal taxa de juros do governo é a taxa de juros CELIC que é divulgada pelo Comitê de Política Monetária (COPOM). Conforme está no site oficial do governo: “A taxa overnight do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (SELIC), expressa na forma anual, é a taxa média ponderada pelo volume das operações de financiamento por um dia, lastreadas em títulos públicos federais e realizadas no SELIC, na forma de operações compromissadas. É a taxa básica utilizada como referência pela política monetária.”.

Autor: Max Diniz Cruzeiro


Este sitio respeta su modelo económico. Si usted es capitalista como para darse cuenta de las ganancias en el consumo de nuestros productos y servicios a pagar el valor monetario en relación con una parte de mérito en su nombre. Si el modelo se piensa pago Socialista con algún beneficio social que puede contribuir a la actividad de LenderBook. Si su modelo de pensamiento es la participación comunista y extender su ventaja a nosotros como pago.

Max Diniz Cruzeiro

Electronics Technician

Bachelor of Statistics

Post graduate in Clinical and Business Psychopedagogy

MBA in Marketing and Social Networks

Postgraduate in Clinical Neuroscience

Postgraduate in Psychoanalytic Theory

Doctor PhD Student in Philosophy - Psychology: Cognitive

Self-taught Writer

Self-taught Ufologist

Specialist Self-taught in Remote Sensing

100% of the production of texts is in Portuguese!
95% of text production is in English!
90% of the production of texts is in Spanish!
The records from 2105 to 52104 is a great mechanical phrase writing experiment crafted in excel!









ADIÇÃO (13/Mai/2017) NO SITE LenderBook

INSAUT MATERIAL PRINCIPAL DA LENDERBOOK



Listar índice completo...





Previsão para Setembro de 2016













The film contains technology information!






Release (Book of Knowledge): Pay for this book the price of a Fast Food your city in our donation systems (paypal or Pague seguro).

Lançamento (Livro do Conhecimento): Pague por este livro o preço de um Fast Food da sua cidade em nossos sistemas de doações (Pague seguro ou paypal).


Version Original +- 4,3 MegaBytes
].....[
Version with Art +- 75 MegaBytes
].....[
Doando você estará ajudando alguém através de nossos projetos














Amigos,
Bom dia,
Ofereço serviços de impressão a Laser frente e verso de excelente qualidade:
Regra: o trabalho deve estar digitalizado e não necessitar de qualquer tipo de revisão
Especificação: Folha A4
Valores:
Apenas toner preto: 15 centavos cada página
Com toner colorido: 30 centavos cada página

Obs.: Não é serviço de xerox a qualidade é igual a impressão de livro. Não fazemos desconto. Os valores de impressão para este tipo de serviço no mercado é de 25 centavos para toner preto e 1 real para toner colorido.
Se souberem de algum estudante que queira imprimir algum trabalho de alta qualidade repasse o meu e-mail por favor. Conforme o volume entrega no dia seguinte. Serviço realizado no período noturno. Necessário pedir com antecedência para entrar na fila de impressão.
Enviamos o material impresso através dos Correios para sua casa (Impressão + custos de envio). Aproveite a oportunidade selecione nossos textos que enviamos para você o seu arquivo digital impresso. Pagamento antecipado via paypal ou pagseguro.
lenderbook@gmail.com

A rede social da Cultura Brasileira
Disponível para todos que nutrem um amor inconfundível por esta pátria chamada Brasil.

Uma iniciativa do Ministério da Cultura - Governo Federal




Site designed and supervised by Clinical Neuroscientist.

Site desenvolvido e orientado por Neurocientista Clínico.

Max Diniz Cruzeiro



Welcome to Heavenly groupings

The brothers who are outside the celestial vault,

thanks for your existence,

Come to us all that comes from you what is good,

Is made a conscious and collective will,

On Earth as elsewhere

Let us be worthy of our own support

Spare us the misunderstanding that arises from our essence

Just as we are able to reflect and

limit the badly that arises within us and in relation to other beings

If you know of any fault of mine, show me the way to recover.

To build together a heavenly nation for the common good.

Bem-Vindos aos agrupamentos Celestiais

Aos irmãos que estão fora da abóboda celeste,

obrigado pela sua existência,

Venha a nós tudo o que procede de ti que for bom,

Seja feita uma vontade consciente e coletiva,

Assim na Terra como em outros lugares

Sejamos merecedores de nosso próprio sustento

Perdoai-nos a incompreensão que aflora de nossa essência

Assim como somos capazes de refletir e limitar o mal que aflora dentro de nós e em relação a outros seres

Se souberes de alguma falta minha, me mostre o caminho para me recuperar.

Para construirmos juntos uma nação celestial para o bem comum.

We need financial resources for the translation of our texts and if you are able to perceive a human gain in your life with our information please consider donating to our activity.

Nós necessitamos de recursos financeiros para a tradução de nossos textos e se você é capaz de perceber um ganho humano em sua vida com nossas informações favor considerar a possibilidade de fazer doações para nossa atividade.










The star contains more than 2,000 pages of information!






Insaut - Pular Informações corporativas e ir para o texto


10 ANOS DE LENDERBOOK





INSAUT TOP